Leão assusta Peixe e quebra tabu

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Marcello Zambrana/AGIF/Estadão Conteúdo (Retirada do Portal UOL)

Santos 0 x 1 Sport

Fora de casa, Luxemburgo surpreende Levir Culpi e garante a primeira vitória do Sport em jogos oficiais na Vila Belmiro. Quem diria hein?

1×0 doloroso e que contrariou o torcedor santista que vaiou o time e cobrou raça dos jogadores. Afinal, hoje, faltou mesmo!

O resultado quebra o embalo do novo treinador do Peixe, mas ainda há muito pela frente. Afinal, essa é a 10ª de 38 rodadas. Então, calma torcedor!

Agora, uma dúvida que não quer calar: rumores da possível ida de Lucas Lima ao futebol espanhol teria atrapalhado o elenco? Abalado as estruturas da Vila Belmiro? O que acha?

OPINE!

Garçom Noguera. Sport 0 x 1 Santos.

Leia o post original por Mauro Beting

Depois de 5 jogos e 80 minutos sem levar gols…
Osvaldo saiu do banco para bater todo torto a bola do gol da grande vitória rubro-negra na Vila. Presente doado pelo zagueiro comprado pelo empresário que ouviu o garçom de Puerto Madero e os taxistas de Buenos Aires dizerem que Noguera valia a pena. 

Nada contra se informar a respeito de profissionais de vários ofício. Barbeiros e taxistas normalmente têm todas as soluções dos problemas mundiais. Como jornalistas esportivos, publicitários e Reinaldo Azevedo. Mas era de se imaginar que dar tantas chances a Noguera daria nisso. Doar um gol na segunda chance pernambucana no jogo de poucas oportunidades e qualidades foi o jeito sem jeito de Noguera fazer história. 

Kayke, no primeiro tempo, e Jean Mota, na segunda etapa, perderam chances inacreditáveis. Não é só Noguera o responsável pelo mau resultado santista. Lucas Lima fez alguns bons lances, mas pouco mais criou. Bruno Henrique e Copete que vinham jogando bem murcharam. E o Sport se aproveitou para ganhar o gol na segunda chance. A primeira, o excelente Vanderlei impediu que André fizesse o dele, em belíssima enfiada de Diego Souza. Outro que jogou menos do que sabe, também por estar  mais longe da meta rival. Como o Santos ficou um pouco mais distante do objetivo real desde a chegada de Levir. 

Verdão pode não ter ‘casa’ na Libertadores! Brincadeira?

Leia o post original por Craque Neto

Acabei de saber que caso o Palmeiras elimine o Barcelona do Equador e se classifique para as quartas de finais da Libertadores, não terá à disposição o Allianz Parque para a fase seguinte. Isso mesmo! Vai encarar o vencedor do duelo entre Santos e Atlético/PR, na segunda partida (por ter melhor campanha), em algum lugar longe de sua casa. E sabem por que? Porque entre os dias 19 e 21 de setembro a Arena do Verdão estará sendo utilizada para um festival de Rock. O torcedor mais radical vai pensar: “Ué? Como a diretoria marcou jogo nessa data? Não olharam o […]

O post Verdão pode não ter ‘casa’ na Libertadores! Brincadeira? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Nos bastidores, Barcelona só admite monitorar Lucas Lima

Leia o post original por Perrone

Mesmo longe dos microfones, o Barcelona nega ter acertado a transferência de Lucas Lima para o fim do ano ou estar em negociação com o jogador. O discurso é de que o meia do Santos tem um estilo de jogo que se encaixa no Barça e que por isso está sendo monitorado.

Além de ele ainda ter contrato com o clube brasileiro, outro argumento para sustentar que não existem conversas é o de que neste momento o time catalão não tem espaço para jogadores extracomunitários. Assim, seria precipitação definir a contratação sem saber o que vai acontecer na equipe no final do ano. Por essa linha de raciocínio, o ideal seria esperar dezembro chegar e tomar uma decisão.

O problema é que em julho Lucas Lima já pode assinar um pré-contrato com outra agremiação. E seu estafe afirma existirem muitas sondagens, negando também o acerto com o Barcelona. Esperar até lá seria um risco.

Oficialmente, o Santos diz não ter motivos para acusar os espanhóis de assédio na Fifa por não terem provas da existência de uma negociação e aguarda o jogador responder se aceita a oferta feita para a renovação contratual.

Porém, existe uma corrente na Vila Belmiro que acredita já haver um acordo fechado e crê que a prova será a transferência do meia para o Barcelona no final do ano.

 

 

Olhar de Roger 

Leia o post original por Mauro Beting

A filha de Roger nunca viu um gol do atacante do Botafogo em fase iluminada. Ela nunca viu o rosto do pai e da mãe em nove anos de escuridão. 
Por inciativa do Globo Esporte, em belíssima reportagem, Giulia recebeu três telas em relevo com a imagem do drible em Matheus Ferraz, o toque por sobre Magrão, e o belo gol do Botafogo sobre o Sport, na celebração dos companheiros do pai da menina. 

Alguns filhos não puderam acompanhar a carreira dos pais. Ou não viram o auge. A tecnologia hoje ajuda. Mas nada pode fazer Giulia ver o que o pai e a mãe vivem. O mundo que para a maioria basta abrir os olhos para ver, ela enxerga apenas por sentimentos como o do centroavante que, agora, passa a ter a maior torcida do país.

Giulia passa os dedos por sobre a imagem impressa em 3D e, na narração do pai, ao lado de Luiz Roberto, vai conseguindo ver o que ela só ouve. E não houve quem não se emocionasse com o primeiro replay que vimos pelos dedos. Com o primeiro gol que Giulia viu. 

Tanta coisa que passa na frente da gente e não enxergamos. Tantos que não vemos por não querer e por que não vamos sentir. E a Giulia nos emocionando e ensinando a valorizar o que os olhos não veem. Mas o coração sente. 

Equação

Leia o post original por André Kfouri

A negociação de Maicon com o futebol turco impulsionará o São Paulo para além do patamar de quinhentos milhões de reais em vendas de jogadores nesta década. O levantamento foi feito por Diego Garcia, repórter do espn.com.br, de acordo com o estudo econômico-financeiro realizado pelo banco Itaú BBA. A cifra não traduz o total do montante gerado pelas transações, mas o que o clube embolsou, descontadas as comissões de agentes e demais envolvidos nas operações. No período em questão, a partir de janeiro de 2010, o São Paulo conquistou apenas um título: a Copa Sul-Americana de 2012.

O zagueiro que está a caminho do Galatasaray é mais um a acionar a porta giratória pela qual entrou há apenas um ano (esteve emprestado entre fevereiro e junho de 2016), quando o clube adquiriu seus direitos econômicos do Porto, por vinte e dois milhões de reais. A saída de Maicon gerará um lucro de quatro milhões, em um caso que resume os problemas de uma política de negociação de jogadores que não é exclusiva do São Paulo no Brasil, mas colabora para a compreensão do estado disfuncional em que o departamento de futebol do clube se encontra.

O empréstimo de Maicon terminaria na semana das semifinais da Copa Libertadores de 2016. O compromisso obedecia a um contrato em que não havia garantia da permanência do zagueiro caso o São Paulo estivesse disputando o torneio. O acordo com o Porto foi fechado dias antes do jogo de ida contra o Atlético Nacional, sob tremenda pressão externa por causa da expectativa da torcida. Como o pior negócio é aquele que você não pode deixar de fazer, o Porto se viu em uma posição extremamente favorável para apertar a corda e só levantar da cadeira quando estivesse satisfeito. O clube português recusou novo empréstimo e várias ofertas de compra antes do aperto de mãos.

No livro “El Método Monchi”, o ex-goleiro que se converteu em uma espécie de Rei Midas do comércio internacional de jogadores explica que as vontades do torcedor não podem exercer tamanha influência. Em dezesseis anos como diretor esportivo do Sevilla, Monchi desenvolveu uma conduta de trabalho que levou o clube espanhol a resultados de campo inéditos por intermédio do refinamento de um perfil vendedor, o que só é possível quando se está disposto a tomar decisões impopulares sobre quais jogadores serão negociados ou adquiridos. Uma de suas premissas é a de que o êxito coletivo faz com que a nostalgia da arquibancada se evapore.

Um trecho do livro: “As vendas são parte do jogo do mercado de jogadores e é preciso saber interpretá-las como uma ferramenta chave para crescer. Saber vender é um sintoma de habilidade, de clube com dimensão ampla. (…) Vender serve para manter um nível superior às suas possibilidades. Sim, somos um clube vendedor porque, com nossas receitas habituais, não poderíamos chegar até onde chegamos”. O lucro nas operações é utilizado para formar equipes mais fortes do que o orçamento do clube permite, um conceito que poderia ser aplicado no futebol brasileiro, em que a norma é vender jogadores para pagar salários.

Embora os clubes brasileiros operem em um ambiente muito diferente em relação ao Sevilla, há aspectos de capacidade de competição que os aproximam. O Sevilla não pode medir forças econômicas com Barcelona, Real Madrid e demais gigantes de seu continente, enquanto entidades como o São Paulo sofrem de inferioridade semelhante diante de praticamente qualquer clube europeu. No Brasil, todos são vendedores e, em tese, poderiam se valer dessa posição não para sobreviver, mas para ser manter continuamente acima de suas possibilidades orçamentárias. Claro, não é uma visão possível sem planejamento competente de longo prazo e uma “linha de produção” com substitutos avaliados e escolhidos com muita antecedência.

Quinhentos milhões de reais por um título é uma equação indefensável.

O post Equação apareceu primeiro em Blog André Kfouri.

Clima de decisão

Leia o post original por Celso Cardoso

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

Sim! Grêmio e Corinthians fazem uma decisão no próximo domingo. Não vale o título (ainda), mas vale a liderança. O valor do feito é simbólico, apenas confirma o acerto na trajetória e melhora a confiança já grande nas equipes que têm brigado nas últimas rodadas pelo topo da tabela.

Os gremistas estão um ponto atrás dos corintianos, porém se orgulham de possuir o melhor ataque da competição: 23 gols. Por outro lado, o líder tem a melhor defesa. Sofreu apenas cinco gols em nove jogos disputados. Solidez fundamental para a invencibilidade do time paulista, único invicto do torneio.

Outra curiosidade. O Grêmio é o melhor mandante. Tem 100% de aproveitamento na sua arena. Mas é do Corinthians a melhor campanha fora de casa. Perdeu apenas dois pontos em 12 disputados.

Por essas e outras, impossível não imaginar uma grande partida em Porto Alegre, domingo. Casa cheia, dois belos times aspirantes ao título, jogadores de destaque como Luan, Jô, Pedro Rocha, Jadson, Rodriguinho, Barrios, só para citar alguns. Se não for brilhante do ponto de vista técnico, tem tudo para ser uma das mais equilibradas partidas deste Brasileirão.  Favorito? O Grêmio por jogar em casa!

Tite, convoca o Jô!

Leia o post original por Craque Neto

Sinceramente não pensei que diria isso, mas a verdade é que o atacante Jô já vem merecendo uma oportunidade de voltar à Seleção Brasileira. O cara está jogando demais! Não sei se foi a igreja que salvou o cara ou se foi a família. Mas é fato que desde o início da temporada ele vem atuando em alto nível Arrisco a dizer inclusive que é a melhor fase de sua carreira. Talvez até melhor que no Galo, onde foi artilheiro e campeão da Libertadores em 2013. Aos 30 anos Jô passou por grandes clubes do Brasil e do exterior. Mas […]

O post Tite, convoca o Jô! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Para dar uma arrancada

Leia o post original por Odir Cunha


No ano passado foi assim…

Neste sábado o Santos enfrenta o Sport, na Vila, no sábado seguinte vai a Goiânia jogar contra o Atlético local e no dia 9, domingo, recebe o São Paulo na Vila, todos os jogos às 19 horas. A sequência é boa para o time se aproximar mais da ponta da tabela.

Mesmo com a intenção de poupar alguns titulares, ainda assim Levir Culpi, auxiliado por Elano, pode levar o Santos a três vitórias consecutivas. Não que as partidas sejam fáceis, mas todas são plenamente ganháveis. Quanto a Lucas Lima e Ricardo Oliveira, creio que o time tem de aprender a viver sem eles, pois já estão com a cabeça bem longe.

Santos FC, o maior espetáculo da Terra

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou o livro que traz as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Esse livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou a esperada obra que conta as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nessa fase de pré-lançamento.

Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele já está pronto. Participe e não se arrependerá!

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok
Compare os menores preços do mercado (com o frete incluso)

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 39,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com dedicatória exclusiva: R$ 39,00

E tem mais: Na compra de dois exemplares você só paga R$ 31 reais por exemplar.

Curso de Especialização em Jornalismo Esportivo
Inscrições abertas
Para jornalistas, estudantes e interessados.

Aproveite o mês de julho para se especializar na profissão

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Ministrado por Odir Cunha, jornalista profissional há 40 anos – Jornal da Tarde, O Globo, rádios Globo, Excelsior e Record, TV Record, editor de nove revistas esportivas, diretor de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, diretor da Ampla Comunicação, editor das editoras de livros Novo Conceito e Magma Cultural, dono do Blog do Odir, autor de 27 livros, curador do Museu Pelé, coautor do Dossiê que unificou os títulos brasileiros, biógrafo de Oscar Schmidt, Pelé e Gustavo Kuerten, ganhador de dois Prêmios Esso e três prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Temas do Curso

Pirâmide Invertida X Novo Jornalismo
As maneiras tradicional e criativa de se escrever uma reportagem.

As regras para uma boa entrevista
Conhecimento – Respeito – Planejamento – Dicas

Os limites da polêmica
Os cuidados com os crimes de opinião: Difamação, Injúria e Calúnia

Princípios do bom texto
Clareza
Escolha das palavras
Uma ideia por parágrafo
Precisão. Sem ela não há credibilidade.
Isenção. A necessidade de ser neutro.
Empatia. O melhor repórter se apaixona pela matéria.
Criatividade. Os caminhos que levam a ela.
Reler é obrigatório
Humildade e Respeito. Qualidades essenciais.
Ousadia e Iniciativa. Quando elas são obrigatórias.

Como escrever para
Jornal diário
Revista
Rádio
Televisão
Blogs e Sites

Funções Jornalísticas
Repórter
Copidesque
Chefe de Reportagem
Editor
Editor Chefe

Fechamento de matérias
Títulos
Subtítulos
Olhos
Intertítulos
Legendas

Lições de casa durante o curso
Matérias sobre eventos escolhidos

Trabalho Final

Certificado de Conclusão

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Carga horária: 16 horas
Datas e horários: dias 4, 6, 11, 13, 18, 20, 25 e 17 de julho, das 19h30 às 21h30.
Local: Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp).
Endereço: Av. Paulista, 807, 9º andar, conjunto 904, São Paulo. Fones: (11) 3251-2420 e 3289-8409.
Investimento: R$ 300, 00 (trezentos reais – 50% na matricula, 50% até o dia 15 de julho.
Sócios da Aceesp em dia com a anuidade não pagam.
Informações e inscrição: blogdoodir@blogdoodir.com.br

clinica de tenis do castelo - 2017

E você, acha que o Santos pode deslanchar no Brasileiro? Ou não?