Arquivo da categoria: 1×0

Irritante Corinthians

Leia o post original por Rica Perrone

Não é bonito, não se propõe a isso, passa longe de estar na lista dos memoráveis times do Brasil. Mas o que este Corinthians faz como ninguém é irritar os adversários. Seja pela arrancada quase inacreditável, seja pelos 30 jogos sem perder. Talvez pelos gols contra, apenas 7. Talvez pelo título estadual improvável e a …

A hora que quiser?

Leia o post original por Rica Perrone

O Atlético Mineiro tem o melhor time do país. Acho bem pouco discutível que entre os 11 titulares alguém tenha nomes como Fred, Robinho, Elias, Cazares, Leo Silva, Victor, Marcos Rocha. Enfim.  O que não significa que vá jogar ou ganhar algo por isso. Entre o bom time e o bom futebol é um elo …

O clássico que enterrou o jornalismo esportivo

Leia o post original por Rica Perrone

Outro dia eu arrumei um mal estar com amigos do Esporte Interativo porque disse que a prova de que o jornalismo esportivo era um negócio acontecia no momento em que a polêmica era sobre monopolio.  Ou seja, por motivos obvios, as pessoas da Globo estavam mudas, as do EI, que hoje querem a quebra do …

Ai, Jesus!

Leia o post original por Rica Perrone

Esperei até terça pra escrever do jogo.  Queria ter certeza de que o silêncio quebraria o tradicional ritual rubro-negro do otimismo extremo em virtude das cores que se postam do outro lado. Eu sei que o rubro-negro talvez renegue o respeito por puro despeito, mas que tem, tem! Fosse contra Botafogo ou Vasco os flamenguistas …

Sem climão, Flamengo é melhor

Leia o post original por Rica Perrone

O que faria de um Flamengo e Vasco um jogo igual, hoje, é apenas o fato de ser um Flamengo e Vasco.  É evidente que o rubro-negro está melhor, tem mais time e joga mais futebol há algum tempo. Mas por ser clássico, por ser quem é, o Vasco iguala as condições pré jogo rapidamente. …

Nunca haverá “favorito”

Leia o post original por Rica Perrone

Eu entendo que o termo “favorito” não indique um vencedor. Apenas um time que esteja naquele momento melhor para o jogo. O que nunca significou muita coisa, em clássicos, vai a “nada”. Eu não assisti nem dez Palmeiras x Corinthians onde o “favorito” deita e rola.  É mais raro do que o não favorito vencer, aposto. …