Vergonha

Leia o post original por porcopedia

Salve palestrinos !

VERGONHA é a palavra que define bem esse jogo. VEXAME é outra que cairia bem. O que dizer desse jogo vergonhoso, dessa atuação pífia, de mais um desastre na reta final do campeonato ? Empatar em casa, contra um time rebaixado que ameaçou entrar em greve e nem vir à São Paulo, e com 2 jogadores a mais praticamente todo o 2º tempo.

Esse é mais um jogo pra gente colocar na lista dos vexames. Lista que parece não parar mais de crescer. E ainda estamos em abril !!! 2012 promete.

O Comercial que veio de Ribeirão foi bem indigesto. Nos restaurantes de São Paulo, o “comercial”, ou PF (peéfão) é aquele prato simples, com o arroz, feijão e uma mistura. Era isso que queríamos ver, o time jogando um jogo simples e eficiente. Um peéfão do futebol. O Palmeiras de hoje é só um restolho de aparência e gosto ruim mas com preço de refeição em restaurante de luxo.

Hoje vimos o jogo de um time entregue, que não tem alma, desinteressado pelo resultado final. Hoje vimos que alguns jogadores definitivamente não tem a menor condição técnica para vestir o manto, quanto mais ser titular desse time. Definitivamente eles não sabem o que nossa camisa representa. O Palmeiras virou uma colônia de férias onde jogadores meia boca vem passar um tempo e fazer sua poupança. Porque se tem alguma coisa grande nesse elenco, é o salário dos jogadores. O futebol, esse é ínfimo. Vergonha na cara, como assim ?

O jogo de hoje me lembrou aquela partida contra o Atlético-GO do ano passado, no Serra Dourada. O Palmeiras vencia por 1×0, o adversário teve 2 (DOIS!!) jogadores expulsos e ainda conseguimos tomar o empate no fim do jogo. Além do técnico, 7 (SETE!!) jogadores que estavam naquela partida estavam hoje no Pacaembu. Não é coincidência. Não é de hoje que temos muitos PIPOQUEIROS no elenco. A maioria são de PERDEDORES, que não estão nem aí pra vitórias, pra título ou pra torcida. O que importa é o $$ deles pingando todo mês.

O Palmeiras precisa montar um time de HOMENS. Chega de jogador criado pela vó. Na década de 80 cansei de ver times ruins, mas feito de homens que tinham vergonha na cara e honravam suas calças. Luan, o grande craque da era Felipônica, é ruim tecnicamente mas pelo menos compensa sua ruindade com entrega absoluta nas partidas. Disso ninguém jamais pode reclamar. O que temos hoje é um bando em campo. Abalados, nervosos, perdidos taticamente, sem comando, sem orientação, sem rumo.

Esse time está dividido entre os caneludos “parças” do técnico, os que desaparecem nos momentos difíceis e os que ainda tem vergonha na cara mas não conseguem se organizar tamanha a bagunça tática que temos no time. O líder Assunção parecia um juvenil, distribuindo pauladas no meio de campo sem o menor pudor. Henrique ainda tentou, Deola não teve culpa nos gols. Se bobear, essa deve ter sido a 1ª partida que Daniel Carvalho jogou os 90 minutos e não me lembro de ter ouvido seu nome durante todo o 2º tempo. Maikon Leite, se fosse um pouco melhor, não corria tanto. Ou corre ou sabe chutar a gol, não dá pra querer as duas coisas. Agora, tem jogadores que não tem o menor talento para ostentar uma camisa tão importante quanto a nossa. Artur, Leandro Amaro (meu Deus, o que é Leandro Amaro ?), Chico, Tinga, Vinícius, Ricardo Bueno. Esses caras não tem futebol pra jogar no Palmeiras B.

O Palmeiras jogou o 2º tempo inteiro com 11 contra 9 e ainda conseguia tomar contra-ataques do Comercial. O 2º gol deles foi a coisa mais grotesca, varzeana que eu já vi no Palmeiras. Uma cobrança de escanteio e havia 1 (UM!!) jogador deles no bico da grande área, marcado pelo glorioso Leandro Amaro. O cara domina o cruzamento no peito, passa pelo marcador e fuzila pro gol. Nem no video-game deve dar pra fazer um gol tão absurdo como esse. Nem no futebol do churrasco da firma, nem nos casados x solteiros, nem no Amigos do Enílton x Amigos do Warley sai um negócio desses. Mas no Palmeiras sai.

Agora, o que não sai no Palmeiras é o Felipão. Esse tem vida eterna, licença pra matar o torcedor de desgosto. O time perdia em casa para o lanterna, já rebaixado, que ameaçou fazer greve e nem vir à São Paulo, com dois (DOIS!!) a mais e Felipão coloca Vinícius no lugar de Maikon Leite. Ou seja, Felipão matou a correria pelas pontas. Pra coroar, colocou Tinga no lugar de Artur. Tinga, Felipão ? A única alteração boa foi a entrada de Fernandão no lugar do fraquinho Carmona, desaparecido na partida. Fernandão não é nenhum craque, longe (mas muito longe) disso, mas é muito mais jogador que Bueno. E cansamos de ver Felipão tentando jogo após jogo com Bueno. Mas dizem que Felipão tira leite de pedra. Dizem também que Felipão, coitado, não teve os camarões que pediu e o elenco é fraco. Forte e cheio de camarões deve ser o elenco do Guarani, que terminou a nossa frente na tabela. Felipão disse que fica satisfeito em tomar nota zero pelo jogo de hoje. Felipão, zero não é só pelo jogo de hoje, ZERO é a nota da campanha na sua segunda passagem pelo clube. Pra mim já deu, Felipão. Não dá mais pra te defender, meu camarada.

Se Felipão não quer tirar o burro da sombra (nenhuma alusão ao companheiro Murtosa, por favor), o presidente Tirone, aquele que tem dor de barriga quando perde jogador contundido, deve estar debaixo de alguma mesa, tremendo mais que vara verde. Não dá pra esperar nenhuma atitude forte, de comando, de um presidente que é carinhosamente chamado de BANANA. E seu vice, que também é diretor de futebol, é outro que não é do ramo e por vaidade ou medo de se enfraquecer politicamente, não larga o osso por nada. Estamos nas mãos de dois beiruteiros, donos de botecos que acham que dirigir o Palmeiras deve ser igual a dirigir suas gloriosas lanchonetes.

A culpa dos jogadores caneludos estarem no Palmeiras não é deles. Foi Felipão quem os pediu ou deu aval para suas chegadas e é ele quem os escala. E a culpa de não termos um padrão até hoje não é de Felipão. É do diretor de futebol e do presidente, que o mantém no cargo. E a culpa dessa bagunça generalizada, dessa falta de comando, dessa incompetência toda não é de Tirone e Frizzo, que foram lá colocados por um bando de conselheiros que curtem mesmo é o clube social.

Se a culpa pela tentativa de acabar com a Sociedade Esportiva Palmeiras não é de nenhum deles, logo ela deve ser minha. Minha e de 15 milhões de torcedores palmeirenses espalhados pelo mundo. Alguma coisa a gente deve estar fazendo errado porque essa gente está sempre certa.

Já encheu o saco, Palmeiras.

Do presidente aos jogadores reservas, do diretor de futebol a comissão técnica, dos conselheiros coxinhas ao presidente do COF, tomem todos vergonha em vossas caras ou sumam do Palmeiras !!

A Sociedade Esportiva Palmeiras é muito grande para a pequenez de vocês.

 

Saudações alviverdes

PS: me desculpem os que ainda tentarão colocar a conta desse resultado na arbitragem. Sim, Leandro Amaro e Henrique sofreram pênaltis e o gol de Henrique no último segundo não estava impedido. Mas me sinto envergonhado de jogar a pífia apresentação do time contra um adversário com 2 (DOIS!!) a menos durante mais de 40 minutos. Qualquer time que honra a camisa teria goleado o adversário nessas condições, mesmo tendo pênaltis não marcados e gol anulado.