Futebol

Leia o post original por Pedro Ernesto

Este é o fascínio do futebol. Quando se espera uma coisa acontece outra completamente diferente. O Estádio Olímpico viveu esta situação no domingo. O Grêmio ganhava por 1 a 0 do Santos com Neymar. Tinha maior volume, teve situações para marcar mais dois ou três gols. No começo do segundo tempo o supercraque santista vai expulso. Imaginou-se: agora vai uma goleada.

Não foi nada disto. O Santos empatou e se retrancou. O Grêmio não conseguiu ultrapassar esta barreira e amargou um empate frustrante para os torcedores que lotaram o estádio. É por isto que afirmo: no Brasileirão nada está definido, faltando 11 rodadas. Nem o Fluminense é campeão, nem o Grêmio está garantido na Libertadores, nem o Palmeiras caiu para a Segunda Divisão.

Tudo está aberto.

Kleina

O novo treinador do Palmeiras foi contratado até o final de 2013, certamente para tirar o time, no ano que vem, da Série B. Acontece que nas suas mãos o Verdão ganhou dois jogos, marcando seis gols e levando apenas um.

Ainda não saiu do rebaixamento porque o buraco era muito grande, mas devolveu aos torcedores palmeirenses a esperança da fuga do inferno da Segundona. Um grande começo de Gilson Kleina, um treinador da nova geração.

Fluminense

Assisti a dois jogos do Fluminense. Um contra a Portuguesa, no Canindé. Eram dois minutos e a Portuguesa já tinha perdido duas oportunidades claras. Outras tantas existiram e não foram confirmadas. O Flu tomou um chocolate e ganhou a partida.

Cenas semelhantes no clássico contra o Flamengo. Até pênalti o goleiro pegou. O Flu ganha com a categoria dos seus jogadores mas com boa dose de sorte. Abel Braga sabe disto e pede que seus jogadores não se achem campeões pois podem perder a qualquer momento.

Você sabia?

* Que além do Vasco, o São Paulo é forte ameaça para o Grêmio?
* Que a vantagem é que o Grêmio recebe o time paulista no Olímpico?
* Que o Grêmio empatou quatro vezes no segundo turno e uma só vez em todo primeiro?
* Que o Bahia continua sendo a melhor campanha do returno do Brasileirão?