A polêmica sobre o que escrevi de Petros

Leia o post original por michellegiannella

Djalma Vassão/Gazeta Press

Djalma Vassão/Gazeta Press

O meu texto sobre o caso Petros deu uma super repercussão aqui no blog, muita gente contra mim e outros a favor. Apesar de uns mal educados que me escreveram, não fugi da raia e publiquei todos os comentários. Muita gente disse que não cabia a comparação com o caso do Suarez porque ele agrediu um jogador e não o juiz. Ok, então vamos relembrar o caso do Renato Cajá?

Em março de 2013, Cajá atuava pelo Vitória e foi suspenso por dois jogos, ATENÇÃO, DOIS JOGOS, pela agressão ao árbitro que ESCREVEU o seguinte na súmula:

“Expulsei de campo aos 46 minutos da segunda etapa, o Sr. Renato Cajá por empurrar o árbitro da partida… informo ainda que o atleta supracitado desferiu tapa no rosto do árbitro em questão, tendo que ser contido pelos companheiros de equipe.”

Agora, meus queridos leitores, o que me dizem dessa situação? Será que se assemelha ao caso Petros? Cajá foi incurso no mesmo artigo do jogador corintiano e pegou dois jogos. O julgamento não teve toda esa atenção da imprensa, não recebeu cobertura da mídia, então o que me dizem? Dois pesos e duas medidas?

Não defendo a impunidade, não disse que Petros deveria ser absolvido, no entanto, 180 dias não dá. Não tem cabimento, ainda mais quando há um precedente como o exposto acima. O espaço é de vocês, mas educação, ok?

Obrigada!