Palmeiras vence Coritiba e dá o primeiro passo para sair da crise

Leia o post original por Flavio Canuto

lucio_mouche

Não foi fácil. E nem sem sufoco. O que importa é que finalmente o Palmeiras voltou a vencer no Brasileirão e deixou a incômoda última colocação do campeonato.

Com uma escalação bem diferente do que se esperava, com Juninho e Leandro de volta ao time titular, o Verdão bateu o Coritiba por 1 a 0 neste sábado, no Pacaembu.

Gareca apostou num time mais ofensivo e deixou apenas Marcelo Oliveira como volante de fato, o Palmeiras tomou um susto logo de cara em jogada de Zé Love com menos de 25 segundos de jogo, felizmente arrematada para fora. A partir daí, o Verdão tomou conta da partida, e teve chances aos 7 minutos com Henrique e, aos 8 minutos, em belo chute do habilidoso Allione.

Aos 13 minutos, o gol. Marcelo Oliveira fez bela jogada individual, mistura de técnica e raça, e deu passe açucarado para Juninho, que em belo chute cruzado não deu chances para o goleiro Vanderlei. Não dava pra acreditar que justamente o lateral faria o gol da vitória palmeirense.

O goleiro Fábio, que desta vez não falhou em nenhuma ocasião, fez boa defesa aos 18 minutos em cobrança de falta do Coritiba.

henrique_gol_juninho

Aos 27 minutos, o juiz deu um pênalti no corajoso Lúcio, que foi derrubado na área e o estádio explodiu em alegria. No entanto, o árbitro voltou atrás pelo fato de o bandeirinha ter marcado um impedimento do ataque alviverde. Foi mais um daqueles que só são marcados contra o Palmeiras.

O mais curioso é que o auxiliar demorou demais para levantar a bandeira, o que causou no fim das contas toda essa confusão.

Depois disso, o número de faltas aumentou muito e, aos 46 minutos, Leandro Almeida, capitão do Coritiba, recebeu o cartão vermelho ao mandar um carrinho por trás em Pablo Mouche. Houve ainda um entrevero entre Henrique e Zé Love, sendo que este último foi atazanado pela torcida alviverde o tempo todo.

Na volta para a segunda etapa, o Palmeiras não soube se valer da vantagem de um jogador a mais em campo e tomou sufoco na maioria do tempo. Tivemos várias chances de matar o jogo no contra-ataque, mas a bola não chegava aos atacantes.

Por falar nisso, é incrível a falta de disposição/precisão nos passes de Wesley. Além disso, a sua lerdeza é capaz de matar qualquer contra-ataque. Aos 19 minutos, o volante que, sempre tem o seu nome citado em coletivas do outro lado do muro, chutou para fora após boa assistência de Mouche.

A chance mais clara alviverde na etapa final veio aos 25 minutos em boa trama desperdiçada por Henrique, que não conseguiu acertar a meta curitibana. Era para decidir o jogo ali, naquela jogada. Ele teve uma outra oportunidade parecida no finalzinho do clássico de domingo, mas falta categoria.

celso_roth

Como sempre acontece, o final do jogo foi um martírio para o torcedor palmeirense. O time treinado pelo mítico Celso Roth continuou pressionando e quase empata aos 38 minutos, quando Élber dominou sozinho dentro da área, mas perdeu um gol feito, chutando a bola para fora.

Mesmo com o Palmeiras errando sucessivos passes na intermediária, se esforçando para que o adversário fizesse o seu gol, o Coritiba não conseguiu criar mais nada e o placar terminou inalterado para a alegria dos quase vinte mil heróis que compareceram ao Pacaembu.

O resultado foi ótimo. Pode ser o pontapé inicial para a sairmos dessa crise braba, mas o time precisa melhorar muito para enfrentar os próximos adversários, Atlético-MG e Internacional. Não dá para errar tanto, perder tantas oportunidades e ainda sair com a vitória sempre.

*******

evair_beting

A festa do centenário popular foi maravilhosa. Parabéns aos idealizadores que, com muito trabalho e persistência, conseguiram transformar este sonho em realidade mesmo neste momento tão difícil que o clube atravessa.

Nesta segunda-feira, desta vez em Moema, na Casa Palmeiras, teremos uma nova festa para comemorar os 100 anos do Palmeiras, com direito inclusive a bolo e parabéns à meia-noite.

Clique aqui para ter mais informações.

 

Você também pode me seguir no Twitter ou Facebook…e vale a pena!

Abraço a todos!