Corinthians antecipa receita da Globo para quitar impostos da era Andrés

Leia o post original por Perrone

O Corinthians se virou como pôde para pagar dívidas tributárias que fizeram Andrés Sanchez ser acusado de crime fiscal. O clube usou receitas futuras como garantia para conseguir dinheiro emprestado a fim de quitar os débitos.

Na operação, conhecida como antecipação de receitas, foram usadas verba a ser paga pela Globo para transmitir jogos da equipe e repasse da CBF.

Praticamente de uma só vez, a direção corintiana precisou de cerca de R$ 21 milhões. De acordo com a “Folha de S.Paulo”, foram gastos R$ 15 milhões referentes a impostos que teriam sido retidos na fonte em 2010 e não repassados aos cofres públicos. O pagamento da dívida pode interromper a ação contra Andrés, Raul Corrêa da Silva, diretor financeiro, André Luiz de Oliveira, ex-diretor administrativo, e Roberto de Andrade, ex-diretor de futebol e pré-candidato à presidência do Corinthians.

Entre R$ 5 milhões e R$ 6 milhões também foram desembolsados para o alvinegro conseguir a inclusão no Refis (programa de refinanciamento fiscal do Governo Federal). Esse valor foi dado como entrada a fim de parcelar dívidas fiscais de aproximadamente R$ 126 milhões feitas enquanto Andrés era presidente do clube, conforme noticiou nesta terça o blog do Rodrigo Mattos.

O gasto acontece num momento em que o clube tem dificuldades para honrar seus compromissos e em que está com o dinheiro contado para atender ao pedido de Mano Menezes e contratar mais um atacante e um zagueiro.