OPINIÃO: Figueirense 1×1 São Paulo

Leia o post original por daniel perrone

Imagem: Site Oficial SPFC
Imagem: Site Oficial SPFCNação do Maior do Mundo;

Resultado justo em Florianópolis: Nem Figueirense nem São Paulo jogaram um futebol que merecesse a vitória. O Tricolor volta para casa com um ponto na bagagem e ainda sem ganhar de nenhuma equipe catarinense em 2014. O MITO Rogério Ceni marcou mais um e iguala a artilharia com o uruguaio Pedro Rocha: É o décimo segundo maior goleador da história do clube.

Se é para colocar uma responsabilidade pela falta dos três bem possíveis pontos em Floripa, essa responsabilidade tem que ser quase toda em Muricy. Sem Pato e Ganso, o técnico mais uma vez resolveu ressuscitar a “maldita” escalação com três atacantes, concentrando toda a criação em Kaká e abrindo a equipe com Osvaldo e Ademílson. Para variar não deu certo e curiosamente o empate só saiu quando a suposta formação ofensiva foi desfeita.

Imagem: Site Oficial SPFCO time até foi bem na primeira etapa, mas não aproveitou as poucas chances que teve. Muito marcado, Kaká teve a melhor oportunidade mas parou na bela defesa de Thiago Volpi. Bela defesa, mas nosso camisa oito não podia perder o gol claro. Já a segunda etapa foi quase toda do Figueira. Desde o gol catarinense, aos três minutos da segunda etapa, até a alteração de sistema de Muricy, o jogo foi todo direcionado para os mandantes.

Muricy mudou aos trinta minutos. Foi o tempo suficiente para empatar. Pênalti convertido pelo MITO Rogério após belíssima jogada de Souza e Osvaldo. Até dava para virar mas Michel Bastos foi expulso ao perder a cabeça em uma dividida na linha de fundo. Não achei que era para cartão vermelho; pior foi o pênalti não marcado para nós no primeiro tempo. O time, que estava com dez com Ademílson e voltara a ficar com onze em campo, novamente ficou com dez jogadores e a partir daí o melhor foi passar o pé na bola e esperar o fim da partida.

Dava para ganhar. Não merecemos… paciência! Com o ponto ganho, o Tricolor caiu para terceiro lugar na tabela e ficou nove pontos de distância do líder Cruzeiro. Com sorte e ganhando do Sport no Morumbi viraremos o turno com seis ou sete pontos de diferença da Raposa. Difícil? Sim, principalmente pela qualidade e entrosamento do adversário da ponta. Mas dá para acreditar, principalmente depois de vermos como será a atuação do time mineiro sem seus selecionáveis.

Saudações Tricolores!

Nota dos personagens da partida:

Rogério Ceni Boas defesas no primeiro tempo. Sem culpa no gol tomado. Mais um pênalti convertido e agora é o décimo segundo maior artilheiro da história do São Paulo. o MITO! Nota DEZ!

Paulo Miranda Jogador improvisado tem que fazer o simples. Quando quis inventar perdeu a bola e deu o contra-ataque ao adversário. Pior que isso: Tentou inventar minutos depois… Ou joga simples ou vai fazer embaixadinha no semáforo! Nota: 4,0

Rafael Tolói Boa partida. Hoje não abusou dos lançamentos de longa distância. Nota: 6,0

Edson Silva Vítima do erro de Paulo Miranda, de resto uma partida segura e discreta. Nota: 6,0

Michel Bastos Bom primeiro tempo. Na segunda etapa, quando foi para o meio, perdeu a cabeça e foi expulso. Na minha opinião, cartão vermelho injusto, mas… expulsão é Nota ZERO.

Denílson Ótima partida. Vem atuando com uma ótima regularidade e sem tomar cartões. Nota: 8,0

Souza Boa partida, com destaque para a bela jogada do pênalti convertido pelo SPFC. Nota: 7,5

Kaká Bem marcado, era praticamente o único criador da equipe. Cansou na segunda etapa. Nota: 6,5

Osvaldo Veloz, procurava o jogo mas não conseguia concluir a gol. Bela jogada do gol Tricolor. Nota: 6,0

Alan Kardec Pouco aproveitado, ou melhor, pouco abastecido. Nota: 5,5

Ademílson Pouco participativo e quase nada eficiente. Travou o time em quase todos os momentos que esteve com a bola. Muricy demorou muito para tirá-lo do jogo. Nota: 4,0

Reinaldo Entrou na sua quinquagésima partida com o manto, fez o simples e equilibrou a equipe até a expulsão de Michel Bastos. Nota: 6,0

Boschilia Só figurou. Sem nota.

Muricy Ramalho Não dá para entender por que mudou o esquema para promover a entrada de três atacantes num jogo onde o correto era uma formação simples de 4-4-2 para ganhar o meio e se impor no jogo. O empate hoje pode ser creditado quase que exclusivamente a ele. O ponto seria comemorado não fossem a derrota e o empate diante de Chapecoense e Criciúma no Morumbi. Nota: 3,0

Imagem: Site Oficial / saopaulofc.net

PS: O espaço é livre para você emitir sua opinião, porém respeite o blog e seus leitores.
Mensagens consideradas 
impróprias ou ofensivas serão deletadas antes mesmo de irem ao ar.

Me siga no Twitter: http://twitter.com/danielperrone
Curta a Fan Page: http://facebook.com/danielperronespfc
Instagram: http://instagram.com/danielperrone

Opine, palpite, participe do Blog do Maior do Mundo!