Recurso do Grêmio obriga CBF parar chave da Copa do Brasil

Leia o post original por blogdoboleiro

Excluído da Copa do Brasil e punido com multa de R$ 54 mil reais, o Grêmio vai recorrer. Os advogados do clube esperam pela publicação do acórdão da pena  nesta quinta-feira, para elaborar o recurso pedindo novo julgamento, desta vez no pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Resta saber como a CBF vai organizar o sorteio dos jogos e mandos das quartas de final do torneio.  Amanhã, às 14h00, a entidade marcou uma reunião para definir a próxima fase.

Na opinião do jurídico do Grêmio, a Confederação terá que manter o chaveamento com Santos e Grêmio sem definir se o clube paulista passou ou não do gaúcho. “Eles terão que esperar pelo julgamento do nosso recurso, sob o risco da Copa do Brasil ser paralisada. O Grêmio ainda pode reverter esta punição”, disse o advogado Gabriel Vieira.

Já o presidente Fábio Koff considerou a decisão dos auditores do STJD “tecnicamente errada”. O dirigente elogiou a estratégia da defesa (“foi brilhante”), disse que vai se reunir com a Arena Grêmio para decidir como barrar os torcedores punidos com 720 dias de suspensão e definiu a posição do clube assim:  “O Grêmio respeita a decisão, embora discorde dela tecnicamente. Houve exagero na interpretação da regra. Foi punido duas vezes por um fato só”.

No final de uma rápida entrevista coletiva, Koff usou de ironia ao ser perguntado se achava que esta punição ao Grêmio seria um marco para terminar como racismo no futebol.  “Se acabarmos com a discriminação racial no Brasil com esta decisão, o Grêmio ficará feliz”, falou.