Fora da Copa do Brasil, Palmeiras agora luta pela sobrevivência no Brasileirão

Leia o post original por Flavio Canuto

marcelo_oliveira

O Palmeiras está fora da Copa do Brasil 2014. O time treinado nesta noite de quinta-feira (4) pelo interino Alberto Valentim não conseguiu encarar o mistão do Atlético-MG e perdeu pelo placar de 2 a 0, fora o baile.

Mais um show de horrores para o sofrido torcedor do Alviverde Imponente, que apesar de todas as limitações do time ainda sonhava com uma sobrevida na competição de mata-mata.

Quem acreditava que o fato de o Atlético-MG contar com 12 desfalques daria uma equilibrada na partida mudou de ideia rapidinho. Após um chute para fora de Allione logo aos 3 minutos, o que se viu foi apenas e tão somente o time da casa tomando as iniciativas e ensaiando o primeiro gol.

Logo aos 12 minutos, em cobrança de escanteio que Jemerson (quem?) aproveitou de cabeça, vencendo o inseguro goleiro Fábio, que saiu mal pra burro mais uma vez. 1×0.

Nem deu para respirar, pois aos 16 minutos Luan ampliava o placar para o time da casa, aproveitando rebote do goleiro palmeirense em chute de Carlos.

Por falar em Fábio, não dá mais. Espero que Dorival Jr. coloque o Deola, que também não é grande coisa, no gol já neste domingo. Não há nenhum motivo para manter o Fábio no gol do Palmeiras. Nenhum.

A partir daí, o que se viu foi a equipe do interino Alberto Valentim errar um caminhão de passes e o rival mineiro tocar a bola fácil e envolvendo sem dificuldades o adversário. Lúcio e Diogo, nervosos demais, tomaram cartões amarelos, e o Galo só não ampliou o placar porque não quis.

Aos 45 minutos, depois de ter escapado de tomar dois gols certos aos 36 minutos com Carlos e aos 37 minutos com o mesmo jogador, Henrique recebe livre em raro cruzamento de Bruno Cesar, mas a bola quicou um pouco antes e o nosso atacante mandou para fora.

Esse é outro que não pode continuar entre os titulares. Henrique é matador. Matador de oportunidades. Perdeu gols decisivos contra o Cruzeiro, São Paulo, etc…

dorival_jr

Com Mazinho no lugar de Allione, o Verdão voltou para a segunda etapa e criou uma rara boa oportunidade aos 7 minutos, quando Bruno Cesar cruzou na área e Henrique mandou para fora. O Galo, por sua vez, administrava a vantagem e vez por outra chegava com perigo no gol adversário.

O melhor momento alviverde ocorreu aos 21 minutos, quando Henrique fez boa jogada e mandou uma bomba, com Vitor fazendo sua única grande defesa na partida. Como é fácil ser goleiro contra esse time do Palmeiras.

A entrada de Cristaldo no lugar de Bruno Cesar aos 19 minutos nada mudou, e o zagueiro Lúcio ainda saiu contundido aos 22 minutos, substituído por Wellington, que fez o que pode para segurar a onda.

Até o fim dos intermináveis 45 minutos finais, só tivemos um aparente pênalti de Juninho que o juiz não marcou e a expulsão do zagueiro argentino Tobio.

Aliás, antigamente eu torcia para chegar a hora do jogo do Palmeiras. Hoje em dia, torço para as partidas acabarem logo, pois esse time deve ser o pior que já vi vestindo as cores do nosso time.

nobre_brunoro

Quem achava que o problema era apenas o treinador, caiu do cavalo. Alguma coisa precisava mudar, mas trocar apenas o treinador não basta.

Será necessário também trocar algumas peças, buscar alguns reforços na Série B, treinar muito e mexer com o brio desse grupo. Basta tomar um gol e vários jogadores desmoronam dentro de campo.

Pelo menos agora, com o time eliminado da Copa do Brasil, teremos algumas semanas livres para treinar e assim seguirmos na luta para fugir da série B em 2015. É isso que nos resta, senhores.

Vamos em frente. Essa diretoria segue como forte candidata para o posto de pior da história da Sociedade Esportiva Palmeiras. E ainda sonham com reeleição…

Você também pode me seguir no Twitter ou Facebook…e vale a pena!

Abraço a todos!