Torcida protesta na volta do Internacional: “Acabou o amor”

Leia o post original por blogdoboleiro

A chegada da delegação do Internacional no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, virou uma questão de segurança. Depois de duas derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro, para Figueirense e Vitória, torcedores das organizadas dos colorados passaram a manhã desta quinta-feira convocando associados para um protesto contra os jogadores no desembarque.

A Camisa 12, organizada mais antiga do clube, colocou um texto na página oficial nas redes sociais. Nele, o técnico Abel Braga é poupado. Mas o Rafael Moura entrou na alça de mira do ódio dos torcedores uniformizados.

Depois da derrota para o Figueirense por 3 a 2, no Beira Rio, o atacante respondeu aos torcedores. Depois, em seu perfil nas redes sociais, lembrou que é um dos cinco artilheiros dos times grandes em 2014. Este dado não parece ter convencido os colorados organizados: “Ainda se acham no direito de xingar a torcida que os paga, portanto ACABOU O AMOR”.

Se Abel não foi citado nominalmente, ele entrou no rol que inclui toda comissão técnica e diretoria. Outros jogadores citados e criticados por má vontade são Dida, Paulão, Williams, Ygor e Fabrício.

A crise do Internacional começou com as eliminações da Copa do Brasil (para o Ceará) e da Copa Sul-Americana (pelo Bahia), parece ter elevado a temperatura dos colorados. Na mídia gaúcha, aumenta a possibilidade de demissão de Abel Braga, caso o time seja derrotado pelo Botafogo neste  domingo, no Beira Rio. O presidente do clube, Giovanni Luigi, garantiu, no último fim de semana, a permanência do treinador até o final da temporada.

O clube já pediu reforço de segurança para a Brigada Militar e estuda uma maneira de tirar a equipe do aeroporto sem passar pelo setor de desembarque.

Leia o manifesto da Camisa 12:

“Primeiramente foi a eliminação da Copa do Brasil contra o poderoso Ceará, posteriormente veio a eliminação da Copa Sul-Americana diante do não menos poderoso Bahia, e agora duas derrotas seguidas, uma levando 3 gols de virada em casa no segundo tempo diante do Figueirense e ontem 2 a 0 do até então lanterna Vitória. Acabou a paciência, ou joga ou vai embora, chega de estar perdendo e tocando a bola pro lado, pro goleiro e balão pra frente.

Não podemos exigir vitória sempre, mas podemos exigir VONTADE sempre, e isso não foi visto em nenhum desses confrontos, e para vestir a camiseta do INTERNACIONAL tem que ter garra, e jogadores como Rafael Moura, Dida, Paulão, Ernando, Williams, Ygor e Fabrício, não nos representam, e o pior, ainda se acham no direito de xingar a torcida que os paga, portanto ACABOU O AMOR com esses jogadores e com essa comissão técnica e diretoria inapta, que fica inerte diante da situação, o G4 virou OBRIGAÇÃO!

Portanto todos hoje as 14hs no aeroporto para mostrarmos que estamos em cima e sábado no treino onde terá um protesto forte de todos os colorados.

Camisa 12, 45 Anos, na boa e na ruim Sempre com o Inter.”