Campeões. Cruzeiro 1 x 1 Corinthians

Leia o post original por Mauro Beting

Não teve ressaca celeste e nem celebração antecipada corintiana. Mas tem gosto de tudo isso o empate no Mineirão. Em mais um jogo morno de equipes que têm tudo para apreciar 2017. Ainda que com moderação. O clássico era sem gosto até o belo gol de cabeça de Rafinha, em preciso e precioso cruzamento de Diogo Barbosa. Com a festa e o desgaste do penta, e pela característica de seu treinador, Mano doou a bola ao Corinthians. Algo que Jadson não tem sabido fazer como fazia. Rodriguinho voltou a alternar, Romero apenas correr, e Kazim…O Cruzeiro tinha o jogo controlado. Um lance de gol mal anulado de Balbuena passava a impressão de que o líder não era mais o mesmo. Nem a sorte ajudava. Até uma infantilidade do bom Murilo dar a chance para Clayson empatar no pênalti tolo. O Corinthians volta para casa depois de dois bons empates fora em clássicos. O futebol não é o mesmo. Dificilmente a pontuação será aquela absurda do turno. Mas ainda mais improvável é alguém tomar o lugar, a ponta e o caneco.