Arquivo da categoria: 2×0

Insistam!

Leia o post original por Rica Perrone

O rubro-negro vai dormir puto, é natural. Perdeu na Libertadores e mesmo sendo bem razoável a derrota lá como foi no Chile, há um sentimento de frustração nos dois jogos pelo que foi apresentado. E então eu lhes digo: insistam! Não desistam, não procurem vilões, nem atormentem o clube por resultados absolutamente comuns. Não transforme …

No limite

Leia o post original por Rica Perrone

A diferença entre o Corinthians e o São Paulo, hoje, é de consciência. Enquanto o Tricolor ainda acredita ter Jucilei, Nem, Pratto, Cueva e Maicon voando, o Timão consegue enxergar exatamente até onde seu time pode ir tecnicamente. E então entre  o treinador e a busca pelo coletivo.  O Corinthians não tenta jogar um grande …

Alívio e missão cumprida

Leia o post original por Rica Perrone

Ao Vasco, o título que virou “obrigação”.  Ao Botafogo, a digna derrota que o isenta de qualquer pressão. E assim, a final da Taça Rio que não servia pra nada, serviu para aliviar a crise num dos lados, para fortalecer o grupo em outro. Deu Vasco.  E é natural que tivesse sido assim, já que …

O favorito

Leia o post original por Rica Perrone

Se você me perguntasse ontem o que esperar da Copa Sulamericana, estaria bem pouco otimistas. Considero um torneio um tanto quanto desvalorizado, de pouco interesse popular. Mas, é um torneio sul-americano. Aquela final do São Paulo onde o adversário não voltou, seguido de alguns finalistas e semifinalistas inexpressivos acabou deixando um ar de “campeonato inferior”. …

Nós gostamos de vocês

Leia o post original por Rica Perrone

Embora o dia-a-dia do futebol seja altamente amargo e desgastante pela cobrança, acho ainda que nem tudo é dinheiro e resultado.  Fosse eu um desses caras, me comoveria mais um garotinho de amarelo com meu nome nas costas do que um cheque por um carrão. Nem todos são assim. Mas nesse time, hoje, nós sabemos …

Não esperem nada do Palmeiras

Leia o post original por Rica Perrone

O palmeirense sonha com o título que há muito não vem. Mas o restante do país espera do Palmeiras muito mais do que isso. Toda semana há uma torcida enorme (porque soma a maior do país nela) secando e esperando a hora que o Verdão vai tropeçar. “Tem que acontecer”. “Ninguém ganha todas”. E bradam …