Arquivo da categoria: Andrés Sanchez

Mais uma LAMBANÇA da diretoria do Timão?

Leia o post original por Craque Neto

A cada dia que passa fico mais abismado com a incompetência/inoperância da diretoria do Corinthians. O presidente Andrés Sanchez, que coleciona puxa-sacos dentro do clube, está conseguindo a proeza de concluir o que o antecessor Roberto de Andrade fez e desfragmentar o miolo de zaga campeão do último Brasileirão. Isso mesmo! Após a saída do Pablo, agora é a vez do Balbuena estar perto de um adeus. Calma, não é para agora. Segundo consta – e digo isso porque TRANSPARÊNCIA é o que mais falta nesses caras – o vínculo do paraguaio com o Timão termina no final de 2018. […]

O post Mais uma LAMBANÇA da diretoria do Timão? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Perícia particular descarta indícios de fraude em eleição corintiana

Leia o post original por Perrone

Laudo particular preparado por cinco peritos atesta que não existem sinais de manipulação de resultado na eleição corintiana, que terminou com Andrés Sanchez eleito para um novo mandato. Paulo Garcia, segundo colocado na votação, acionou na Justiça a Telemeeting Brasil, empresa responsável pelo sistema eletrônico usado no pleito, por suspeitar de irregularidades.

“Não há indícios de fraude ou alteração por meio técnico do sistema de urna”, diz o documento elaborado pelos especialistas Leandro Morales Baier Stefano, Marcelo Nagy, Leonardo Nery, Jayme Paiola e Joaquim Gomes Vidal. A equipe trabalhou na fiscalização da eleição como representante de Antonio Roque Citadini, terceiro colocado e que encomendou o laudo.

Garcia entrou na Justiça principalmente porque um código existente para assegurar que não houve violação apareceu diferente no final do pleito em relação ao registrado antes da votação. Mas o parecer obtido pelo blog relata que a perícia aponta que não houve alteração de “hash’, como é chamado o código, uma espécie de impressão digital do arquivo.

“O confronto de ‘hash’ diferentes identificado foi um erro operacional do técnico da empresa Telemeeting, que no momento final da apuração de votos não pôde ser corrigido devido à confusão generalizada (tentativa de agressão a Andrés) ocorrida no local do pleito”, dizem os peritos no relatório.

Os especialistas questionaram a empresa sobre a diferença de códigos. Em resposta anexada ao laudo, ela informou que houve uma falha técnica que fez ser apresentado aos fiscais um código diferente. A perícia feita pelos especialistas por meio de uma técnica chamada engenharia reversa confirmou a versão da Telemeeting e afastou suspeita de manipulação.

“Só não podemos dizer se votou só quem deveria votar. Não fizemos controle de associados porque nosso trabalho foi técnico, apenas na parte de informática”, afirmou ao blog o perito Stefano.

Com o resultado da perícia, Citadini não deve ir à Justiça contra a Telemeeting ou para contestar de alguma forma o resultado do pleito.

Apesar de não encontrarem indícios de fraude, os peritos registraram no parecer críticas ao sistema usado. Entre eles está o uso de internet por rede sem fio, que segundo o relatório é inseguro. “É possível atacantes tentarem o acesso ao servidor de banco de dados”, afirma parte do documento.

Outra fragilidade apontada foi a falta de criptografia completa dos dados para dificultar o acesso de pessoas estranhas ao processo, o que reduziria o risco de fraudes.

Os peritos também entenderam que a equipe de técnicos da empresa e seus computadores deveriam ter ficado em um local mais seguro durante a votação.

Procurado, Andrea Mosiic, diretor da Telemeeting, disse que não poderia se pronunciar conforme orientação de seu advogado.

Vale lembrar que esta perícia não tem nada a ver com o processo na Justiça.

Abaixo veja parte da conclusão dos peritos.

 

 

 

 

Empate com sabor de DERROTA! E o futuro Carille?

Leia o post original por Craque Neto

O Corinthians empatou na noite desta segunda-feira com o Red Bull em uma partida terrível do ponto de vista técnico. O placar de 1 a 1 com dois gols contra. O problema agora é a sequência que está por vir: clássico contra o Palmeiras, a estreia na Libertadores contra o Millonarios da Colômbia e depois outro jogo importante contra o Santos. Posso falar? Com essa bolinha que está apresentando fica difícil pensar em sucesso. Uma coisa é fato: a diretoria do Corinthians vem há uma década ARREBENTANDO com os cofres do clube. Tanto é que não tem dinheiro para contratar […]

O post Empate com sabor de DERROTA! E o futuro Carille? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Empate com sabor de DERROTA! E o futuro Carille?

Leia o post original por Craque Neto

O Corinthians empatou na noite desta segunda-feira com o Red Bull em uma partida terrível do ponto de vista técnico. O placar de 1 a 1 com dois gols contra. O problema agora é a sequência que está por vir: clássico contra o Palmeiras, a estreia na Libertadores contra o Millonarios da Colômbia e depois outro jogo importante contra o Santos. Posso falar? Com essa bolinha que está apresentando fica difícil pensar em sucesso. Uma coisa é fato: a diretoria do Corinthians vem há uma década ARREBENTANDO com os cofres do clube. Tanto é que não tem dinheiro para contratar […]

O post Empate com sabor de DERROTA! E o futuro Carille? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Tem que se MEXER aí Andrés! E RÁPIDO!

Leia o post original por Craque Neto

Acabou agora! O Corinthians perdeu para o São Bento por 1 a 0 em sua volta à Arena de Itaquera. Posso falar? Acompanhei a partida inteira e é impressionante a falta de capacidade ofensiva que o time do Carille ficou após a saída do lateral Guilherme Arana e principalmente do Jô. Incrível! Não consegue criar mais nada. Às vezes que venceu – o que ainda lhe mantém na liderança do grupo A – foi na base da qualidade técnica de um Jadson ou Rodriguinho. Fora a zagueirada que vai pra área fazer gols. Por que o restante está difícil de […]

O post Tem que se MEXER aí Andrés! E RÁPIDO! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: Andrés usa bola de segurança ao contratar Ralf

Leia o post original por Perrone

Na primeira contratação na nova era de Andrés Sanchez na presidência, o Corinthians optou por uma bola de segurança ao trazer Ralf.

Não que seja certeza que o volante terá o mesmo sucesso de sua passagem anterior, quando foi um dos mais importantes jogadores nas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2012. Pelo contrário, será natural uma queda física provocada pelo passar dos anos, o que pode comprometer o desempenho do “cão bravo”.

A segurança, nesse caso, vem, na opinião deste blogueiro, da confiança em que ao contratar Ralf a diretoria estaria agradando a torcida. Se a sintonia com os torcedores é importante para todo presidente do clube, imagine para quem sofreu tentativa de agressão por parte de alguns torcedores em sua posse?

Era importante para Andrés trazer um reforço simpático à torcida. Claro que não é só isso. Ainda se não for o mesmo de outrora, a tendência é que Ralf seja útil ao time. É difícil imaginar que ele não vá ser pelo menos um bom reserva.

A julgar pelo histórico de Sanchez, responsável por colocar Ronaldo e Roberto Carlos no Parque São Jorge, é possível imaginar ainda uma contratação mais impactante para o ataque. O bom relacionamento dele com os empresários Giuliano Bertolucci e Kia Joorabchian pode ajudar nessa missão.

Tentativa de agressão a Andrés atrapalhou conferência de votos em eleição

Leia o post original por Perrone

Fiscais da candidatura de Antonio Roque Citadini, terceiro colocado na eleição corintiana, apontam o sumiço de uma urna com os comprovantes de votação pouco depois do final do pleito. O material seria usado para conferir se o número de votos registrado na apuração eletrônica era igual ao de comprovantes em papel. O problema faz parte de uma lista de supostas irregularidades indicadas pelo estafe do opositor que deve interpelar a Telemeeting Brasil, responsável pelo sistema eletrônico de votação.

Procurado pelo blog, Andrea Mosiici, diretor da Telemeeting, disse que a urna com os comprovantes foi retirada do local de votação antes da conferência por causa do tumulto provocado por torcedores que invadiram o ginásio e tentaram agredir Andrés Sanchez, eleito presidente. A medida visou preservar o material, segundo ele. “A conferência foi feita, não da maneira que queríamos por causa daquela confusão, mas foi feita sem problemas”, afirmou Mosiici.

O estafe de Citadini não fala abertamente em manipulação para favorecer um determinado candidato, mas alega ter elementos para afirmar que o sistema utilizado era frágil e vulnerável. O diretor da Telemeeting, porém, nega a possibilidade de violações.

Além de Citadini, a equipe de Paulo Garcia, segundo colocado na eleição, também aponta supostas irregularidades. O candidato entrou com uma ação criminal na Justiça contra a Telemeeting.

 

Suspeita em eleição coloca em xeque plano de Andrés para imagem corintiana

Leia o post original por Perrone

Durante sua campanha para voltar à presidência do Corinthians, Andrés Sanchez colocou como importante meta resgatar a credibilidade do clube, abalada na opinião dele. A estratégia é gerar notícias positivas que ajudem a atrair patrocinadores a fim de aumentar as receitas do clube. Porém, logo na primeira semana de trabalho da nova diretoria, esse plano foi colocado em xeque com ação proposta na Justiça pelo opositor Paulo Garcia. Segundo candidato mais votado, ele acionou criminalmente a Telemeeting Brasil, empresa responsável pelas urnas eletrônicas usadas no pleito, alegando irregularidades que podem ter alterado o resultado.

Assim, diferentemente do que Andrés planejava, o Corinthians voltou a ficar exposto no noticiário de forma desconfortável. Há na diretoria quem entenda que a suspeita na eleição possa afastar potenciais patrocinadores.

“Toda ruptura da ordem desagradará a classe empresarial. Mas você provando que é mera dor de cotovelo (de quem perdeu a eleição), a situação reverte e bola pra frente”, disse Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing corintiano ao blog. Ele respondia se o fato de a eleição ter sido colocada sob suspeita atrapalha seu trabalho no clube.

Um dos maiores desafios do dirigente é negociar os naming rights da Arena Corinthians. A avaliação de dirigentes é de que notícias sobre supostas falhas na construção e obras que não teriam sido realizadas pela Odebrecht prejudicaram a comercialização até aqui. As informações sobre o clube ter dificuldade para quitar o financiamento de R$ 400 milhões junto ao BNDES para bancar parte da construção também entram no pacote. A construtora alega ter cumprido o contrato na íntegra.

Nos próximos dias, mais barulho deve ser feito por conta da suspeita na eleição corintiana. Antonio Roque Citadini, terceiro colocado na votação, espera a conclusão de um laudo feito por sua equipe sobre o pleito para decidir se também aciona a Telemeeting judicialmente. A empresa nega irregularidades e possibilidade de manipulação do resultado.

 

Qual a novidade em uma suposta FRAUDE no Corinthians?

Leia o post original por Craque Neto

Fiquei sabendo que nesta quinta-feira (8) uma das chapas derrotadas na eleição presidencial do Corinthians, encabeçada pelo conselheiro e empresário Paulo Garcia, acionou a justiça contra a empresa responsável pelo fornecimento do sistema de votação da eleição corintiana. Segundo a oposição teve adulteração em uma das urnas. É brincadeira??? O Citadini, outro candidato derrotado, também avaliará se vai fazer a mesma coisa ou não. Fato é que existe uma acusação grave e está sendo apurada. Posso falar a verdade? Caso tenha havido de fato a fraude, qual é a novidade nisso? Pra mim NENHUMA! Analisando as pessoas envolvidas e a forma como […]

O post Qual a novidade em uma suposta FRAUDE no Corinthians? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Em reunião estafe da Caixa relata pressão para cobrar Corinthians por arena

Leia o post original por Perrone

Em reunião com a direção do Corinthians na última segunda (5), representantes da Caixa Econômica contaram sofrerem cobrança interna e externa para serem mais duros na exigência de que o contrato de financiamento da arena do clube seja cumprido rigorosamente, sem atrasos.

Conforme apurou o blog, discurso foi de que a pressão existe porque o banco não adotou as medidas previstas contratualmente nos momentos em que o acordo foi descumprido. O fundo responsável pelo estádio chegou a ficar aproximadamente um ano e meio sem pagar as prestações enquanto discutia mudanças no financiamento. A Caixa concordou com o não pagamento evitando sanções previstas. A principal delas é executar garantias de pagamento dadas no acordo por Odebrecht e Corinthians. No caso do clube, há o terreno do Parque São Jorge comprometido.

Na última segunda, a “Folha de S. Paulo” e “O Globo” noticiaram que a Caixa ameaçou executar as garantias, o que o clube nega ter ocorrido. A medida drástica seria justificada por esse cenário de pressão relatado na reunião da qual participou Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing corintiano.

Também segundo apuração do blog, parte da pressão externa vem do Banco Central, que supervisiona as atividades das instituições financeiras do país.

O blog tentou falar com os representantes do banco que participaram do encontro, mas assessoria de imprensa da Caixa respondeu que por lei não pode comentar assuntos que envolvam o contrato.

Independentemente do estádio corintiano, a Caixa vive momento delicado por causa de acusações de corrupção contra dirigentes do banco feitas pelo Ministério Público Federal.

Vale lembrar que quando o banco aceitou ser intermediário do financiamento de R$ 400 milhões liberados pelo BNDES para a construção da casa corintiana, o Governo Federal era comandado pelo PT. Sanchez já era filiado ao partido do qual hoje é deputado federal. A saída do Partido dos Trabalhadores do governo, porém, não é apontada pela direção corintiana como fator complicador na relação com a Caixa.

Fechar um novo acordo com o banco é uma das prioridades de Andrés, que voltou a presidência do clube no último sábado.