Arquivo da categoria: Atlético-GO

Até Messi teria inveja! “Kenoshow”, antes reserva, dá vitória ao Palmeiras!

Leia o post original por Milton Neves

O Palmeiras tinha seu primeiro grande teste contra o Atlético-GO, que seria superar a ausência de Cuca.

Tá certo que o time goiano não atravessa uma grande fase, mas convenhamos, o Verdão também não.

E ainda sem técnico, caso viesse a perder, as coisas poderiam se complicar de vez.

Mas quis o destino iluminar o interino Alberto, que escalou o então reserva Keno.

Que agora, não tenho dúvidas, ganhará posição de titular no time!

Uma partida espetacular fez o jogador alviverde, à lá Messi.

E digo até que podemos chamar a atenção de Tite, hein?

Depois deste duelo, mesmo sendo substituído, quem é que arrisca a dizer que Keno não merece Seleção?

Enquanto a estrela de uns brilham, a de Borja segue apagada.

Já o Dragão, só um milagre pra salvar do rebaixamento…

Fluminense 1 x 0 Avaí

Foi chorado, não é mesmo?

Henrique Dourado achou o gol que livrou o Flu do incômodo Z4.

Mas pra ele, que é artilheiro, não fez mais do que a obrigação.

E o Avaí, que coisa, né? Já é a quinta partida sem vitória!

Chapecoense 0 x 1 Flamengo

Até quando vai durar a paciência do torcedor com o Rueda, hein?

Houve muita reclamação na escalação do técnico, que pouco agradou.

E contra a Chape, a vitória veio no sufoco.

Se não fosse pelo glorioso Diego, o empate persistiria até o final.

Sport 1 x 1 Atlético-MG

Um empate que não foi bom para ninguém, devido a fase de ambos.

No entanto, serviu para Fred afastar tudo quanto é “zica”.

O “camisa 9” desencantou e evitou a derrota do Galo.

Péssimo para o Leão, que não conseguiu a vitória porque Gabriel foi um “monstro” na zaga mineira.

OPINE!!!

Tinha um são Marcos no caminho corintiano…

Leia o post original por Antero Greco

Pura coincidência, nada além disso. E serve apenas como gozação. Mas justo no dia em que o Palmeiras comemorava 103 anos, não é que aparece um Marcos para travar a vida do Corinthians?! Pois foi um xará do ex-ídolo verde que ajudou o líder a sofrer a segunda derrota no Brasileiro, com o 1 a 0 para o Atlético-GO neste sábado, em Itaquera.

O responsável pela proeza foi o terceiro goleiro do lanterna, que entrou em campo porque Felipe rescindiu contrato e Kléver foi vetado. E esse “são Marcos” pegou tudo e mais um pouco. Não fosse por ele, no mínimo o Corinthians conseguia empate.

Ok, esse foi um aspecto dentre vários que levaram a outro tropeço alvinegro. O Corinthians não fez partida instável, ao contrário daquelas contra Vitória (derrota em casa) e Chapecoense (vitória, fora, em cima da hora).

Mesmo com diversas alterações, até criou muitas oportunidades, merecia melhor sorte e provou, de novo, do veneno que costuma usar: fechar-se bem e usar contragolpe de maneira fatal. Pois da mesma forma que o Vitória uma semana atrás, em Itaquera, o Atlético-GO soube resistir à pressão, não se afobou, contou com um golpe de fortuna, no gol de Gilvan, no início do segundo tempo. Antes, Marcos já brilhava. Dali em diante, foi fenomenal.

O Corinthians mantém folgada vantagem sobre os demais perseguidores. No entanto, duas derrotas e uma vitória no sufoco o tornaram mais real. Aquele do aproveitamento estupendo no primeiro turno estava muito acima da normalidade, impossível manter em torno de 80% de aproveitamento. Nem esquadrões recheados de craques conseguem.

Agora, com três rodadas na parte de volta tem mais pés no chão. Nada, porém, que sinalize pânico, intranquilidade ou medo. As escorregadas servem de advertência e podem ser úteis se as lições forem entendidas. Por exemplo: o excesso de cruzamentos para a área. Um quesito que, em muitos casos, representa nervosismo, algo que o Corinthians não tinha. E precisa tomar cuidado para não ter.

O toque de bola envolvente, a troca de passes, a paciência, a atenção defensiva funcionaram muito bem em 19 rodadas. Serviram como modelo para outros rivais. Não podem ser abandonados agora. Boa oportunidade para Fábio Carille tocar no tema com sua tropa.

Outra questão: os que vêm atrás do Corinthians saberão aproveitar essa outra brecha? Ou vão negar fogo, como fizeram Grêmio, Santos, Palmeiras, Sport na rodada anterior?

A conferir.

 

Se o goleiro é Marcos, o time de ItaqueDa treme e perde!

Leia o post original por Milton Neves

Complô do Timão contra mim! O Corinthians está entregando os jogos, apenas para contrariar minha tese de que o Brasileirão não tem emoção!

Mas tenha calma corintiano, o tropeço dentro de casa, para o lanterna, não foi um mau negócio.

Seria, caso o campeonato fosse disputado por mata-mata.

Como somos praticantes dos “modorrentos” pontos corridos, a derrota foi apenas um “acidentezinho” de percurso.

Porque este ano, o nosso Timão é o virtual campeão.

Pode perder à vontade, pois nem mesmo o Grêmio, atual vice-líder, vai alcançar o Alvinegro Paulista.

No entanto, há de ressaltar o goleiro Marcos do Atlético-GO, que não fez defesas, realizou milagres!

E por falar em Grêmio, eliminado da Copa do Brasil, vai cair na Libertadores, Primeira Liga e Brasileirão!

Santos e Flamengo são os únicos candidatos a incomodar o Corinthians.

Mas e você torcedor, ainda acha que o Brasileirão tem graça?

Fluminense 0 x 1 Vasco da Gama

O Gigante da Colina sempre surpreendendo, não é mesmo?

Bateu o Flu em pleno Maracanã, jogo que não acontecia por lá há dois anos.

E a partida esteve longe de ser um espetáculo, digna do clássico que é.

Porém, o duelo apresentou alguns bons lampejos de qualidade.

Só que não deu para o Tricolor, parou diante o “novo” Vasco, que agora é o “Vasco do Zé”.

OPINE!!!

São-paulino, comece a rezar

Leia o post original por Antero Greco

Caro amigo tricolor, o São Paulo é o clube da fé, certo? Pois então, comece a rezar, porque a situação está escalafobética. Entra rodada, sai rodada e o time permanece afundado na zona de rebaixamento. Como?! Melhorou?! Ah, subiu do 19.º pro 17.º lugar… Verdade, mas não altera grande coisa, pois faz parte do Z-4, o que já é de tirar o sono e a paciência. Apenas 12 pontos, quase um terço do que tem o líder Corinthians.

A nova tropeçada veio nesta quinta-feira, nos 2 a 2 com o Atlético-GO. Resultado infelizmente normal. Sim, normal dada as circunstâncias. Era o encontro do penúltimo com o lanterna. E, no momento, a bola de ambos não difere demais. O que, por si só, mostra o contrassenso que é este período que o Tricolor atravessa.

Havia expectativa por causa da estreia de Dorival Júnior no comando. Ele mexeu um pouco na escalação, porém na essência o desempenho não foi diferente daquele sob a orientação de Rogério Ceni. Ok, nem haveria mesmo de ocorrer uma guinada; afinal, o novo treinador acabou de chegar, mal sabe chamar todos os atletas do elenco pelo nome. Muito menos teve tempo de sobra para implantar esquema novo.

Por isso, o que se viu foi um São Paulo que tentou ser mais cauteloso no sistema defensivo e menos dispersivo no ataque. E com caras novas, como Petros, Aborleda, Gomez, que chegaram dia desses e já havia cavado lugar entre os titulares. Cueva voltou, para ser o regente, e manteve a fase irregular. Ele buscou a armação, mas com altos e baixos.

E foi um time inconstante que se viu no Morumbi, para decepção do público. São Paulo que esteve duas vezes em vantagem e duas vezes cedeu empate, na última delas, perto do fim, e com direito a gol de calcanhar de Everaldo. Aí foi demais! Pra humilhar, embora não tenha sido a intenção do moço. Fez o que podia, mas se encorajou por causa da tensão do rival.

É preciso dar crédito para Dorival. Pode soar conversa fiada; no entanto, é necessária uma dose de confiança. Há tempo suficiente para reação, para sair da draga atual. Por consolo, tem gente descendo a ladeira – casos de Ponte e Chapecoense, além da falta de rumo de Avaí, Vitória e do próprio Atlético-GO.

Mas, convenhamos: a gente discutir se o São Paulo cai ou se salva é uma inversão de valores. E reflexo do descontrole do time dentro de campo e da falta de visão fora, e isso já vem de vários anos.

Resta ter fé. E rezar.

São Paulo segue tropeçando

Leia o post original por Fernando Sampaio

São Paulo segue tropeçando

Que vergonha.

O Atlético-GO é muito fraquinho.

E o São Paulo conseguiu empatar em casa.

Fala sério.

O primeiro tempo foi sofrível. O Tricolor estava sonífero, sem confiança, sem vibração, time espaçado, os atacantes não conseguiram uma única tabela. A única jogada, bem meia boca, saiu da individualidade de Jucilei, mais uma vez disparado o melhor do time. Pratto finalizou no goleiro.

No segundo tempo o time voltou mais rápido, compactado, zaga no campo do adversário, marcação pressão na saída de bola, atacantes mais próximos…. Aos 12 minutos Pratto fez 1×0. Merecido, embora impedido.

Achei até que meu palpite de 3×0 no Bolão seria possível. Pura ilusão. Cinco minutos depois Cueva vacilou, Niltinho empatou. O São Paulo sentiu a pressão, ficou nervoso, perdeu a confiança e obviamente a precisão. O Atlético-GO quase virou. Lucas Fernandes e Marcinho entraram e o time melhorou. Aliás, poderiam ser titulares. Nem está jogando bem menos que Marcinho e o tal do Gomez acabou de chegar no Brasil.

Cueva não foi bem e saiu vaiado. Há anos os cornetas tem atrapalhado o time no Morumbi. O peruano não foi bem, não vive boa fase, mas é bom jogador, lutou em campo, é competitivo e merece crédito. A diretoria pisou na bola com o atleta. Tudo isso é preciso ser considerado. Se continuar assim Cueva vira outro Jadson.

No final, depois de muita luta, Marcinho fez 2×1.

Logo depois a defesa voltou a pisar na bola e o time levou o empate.

Será que algum corneta ainda acha que a culpa é do Lucão.

Fala sério.

Dorival terá muito trabalho.

Opinião: empate justo no Morumbi. São Paulo está no mesmo nível do lanterna

Leia o post original por Perrone

Difícil achar algo que tranquilize o torcedor do São Paulo no empate em dois gols com o Atlético-GO nesta quinta no Morumbi. O resultado justo mostra a realidade do futebol tricolor neste momento: está em pé de igualdade com o lanterna do Brasileirão.

O time do Morumbi jogou como candidato ao rebaixamento e mostrou que o estreante Dorival Júnior terá enorme trabalho para fazer a equipe apresentar um futebol decente.

O segundo gol do Atlético, marcado por Everaldo, de calcanhar em meio a três defensores rivais, simboliza a bagunça que é o São Paulo em campo atualmente.

Organizar taticamente o time, acabar com falhas infantis, melhorar a pontaria, aprimorar o preparo físico dos jogadores… Trabalho não falta pelo que se viu no Cícero Pompeu de Toledo.

Nesse cenário, o futuro para o torcedor são-paulino é assustador. No momento, não dá pra esperar nada além de passar boa parte do campeonato lutando contra o rebaixamento.

Palmeiras vence o Grêmio e Corinthians já liga o sinal de alerta!

Leia o post original por Milton Neves

Palmeirense, aceite, não foi pênalti no Egídio!

O árbitro foi perfeito em marcar a falta, que aconteceu fora da área.

E antes que você reclame, saiba que o Palmeiras é muito grande pra ficar suplicando por um “pênaltizinho mequetrefe”.

Se fosse contra o Corinthians, aí sim, podiam chorar à vontade!

Deixando de lado as reclamações alviverdes, o time foi muito bem, resistiu ao jogo duro do rival.

Tá certo que o Grêmio poupou alguns titulares, por conta da Libertadores, mas é nesses momentos que vemos quem está em melhor condição de passar à frente do Timão.

O Tricolor Gaúcho até que levou perigo ao gol de Fernando Prass, mas não obteve sucesso nas poucas investidas.

Já o Verdão, pressionou e desperdiçou cada chance…

Esse Borja, viu? Vou te contar…

Tanto que o único gol da partida foi contra, uma infelicidade do zagueiro gremista.

Com a vitória, o Palmeiras dá mais um importante passo em sua reabilitação.

E você torcedor, acredita que Cuca vai repetir o feito de 2016?

OPINE!!!

Empate sem graça! Santos tenta, mas não “enterra” a “morta” Ponte Preta!

Leia o post original por Milton Neves

Antes de tudo, quero destacar a bela atuação da arbitragem.

Foi perfeita no lance do gol da Ponte Preta, quando anulou a jogada.

Portanto, NADA de “Apito Amigo”!

Quanto ao duelo, mais um partidaço de Vanderlei!

O ótimo desempenho do goleiro santista, só reforça os pedidos por sua convocação à Seleção.

Tá passando da hora, não é mesmo Tite?

Aranha também foi muito bem, evitou a derrota da Macaca.

E o Lucas Lima, hein?

Jogou demais, quase deu a vitória ao Peixe!

No entanto, apesar de ter sido um jogo bastante movimentado, o placar não saiu do zero, uma pena…

O Santos até que tentou, mas não conseguiu “enterrar” na tabela a “morta” Ponte Preta”!

Vasco 1 x 0 Avaí – o duelo teve de tudo, apagão e muita confusão. O futebol foi fraco, mas o Cruzmaltino fez o dever de casa.

Atlético-GO 0 x 1 Atlético-PR – o Furacão acordou! Venceu a segunda fora de casa. E olha, aí tem o dedo de Eduardo Baptista, hein? Será que foi uma boa demiti-lo, Palmeiras?

OPINE!!!

O Timão é o favorito ao troféu “Cavalo Paraguaio-2017”!

Leia o post original por Milton Neves

Atlético-GO 0 x 1 Corinthians

É, meus amigos, pode até parecer estranho, mas o modesto Corinthians é, pelo menos por enquanto, o líder do Brasileirão!

Mas os rivais podem ficar tranquilos.

Pelo elenco que tem, o Timão não deve ir muito longe.

Por isso, já estou me adiantando e dizendo que o Corinthians é o grande favorito ao troféu “Cavalo Paraguaio-2017”.

Podem anotar e me cobrar!

Sobre o jogo de hoje, que garantiu ao Timão a liderança do Brasileirão, a equipe de Fábio Carille não fez muito mais do que a sua obrigação.

Afinal, se não vencesse o lanterna Atlético-GO, ia conseguir ganhar de quem?

Agora, eu quero ver no próximo sábado, quando o Timão enfrentará o Santos, seu primeiro grande adversário neste Brasileiro.

E o Peixe é o favorito neste duelo, mesmo jogando em Itaquera!

Santos 0 x 1 Cruzeiro

Mas nessa rodada o Santos não foi bem.

Perdeu do Cruzeiro, mesmo jogando na Vila Belmiro, com um gol no finalzinho do jogo.

Mas sabem por que o time de Dorival Júnior perdeu hoje?

Porque o Peixe SÓ está pensando na Libertadores

Certo?

Opine!