Arquivo da categoria: Atletico Mineiro

Torcidas, torcidas e torcidas

Leia o post original por Rica Perrone

O grande erro dos jornalistas esportivos é fixarem demais numa região, num clube ou no dia-a-dia aceitar a máxima de que “torcida é tudo igual”.  Não são iguais. Passam longe de ser, mas você tem que ir lá tentar entender as diferenças. Vem da origem, do social, cultural. As vezes nem mesmo paramos pra pensar …

Não há desculpa

Leia o post original por Rica Perrone

“Futebol é foda”. “Faz parte”.  Eu conheço todas, você também.  Mas esse time do Atlético pode até não ganhar nada, mas tem por obrigação jogar futebol. Pela forma que foi montado, pelo tempo juntos, pelas boas competições que esteve na briga, pelo apoio da sua gente e por toda expectativa gerada em torno de tantos …

Sucesso & Fracasso

Leia o post original por Odir Cunha

Sereias da Vila perto do título brasileiro!

Em outro clube, Dorival já começou com as desculpas…

Isso é garra!

Há muito tempo o Santos não jogava com tanta vontade. Dessa vez, mesmo sem Victor Ferraz, Zeca, Renato, Vitor Bueno, Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Copete, que vinham sendo titulares, o time conseguiu uma vitória heroica fora de casa.

Com destaques para Vanderlei, Lucas Veríssimo, Thiago Maia, Vecchio, Bruno Henrique e Daniel Guedes, que acabou fazendo o gol de falta, o Santos conseguiu uma vitória de garra no Independência.

Como já enfatizamos diversas vezes, nem sempre apenas a técnica é o diferencial de um jogador ou de uma equipe. A personalidade, a garra, são essenciais nos times campeões, ainda mais em um futebol nivelado por baixo, como o nosso. Nesse particular, a entrada de jogadores com mais vontade de lutar pelo resultado tornou o Santos um time mais competitivo e honesto, para o qual dá gosto torcer.

Enfim, um jogo para se guardar na memória com carinho, e para se lembrar que o Santos, além de ter sido o maior exemplo de técnica do futebol, também sabe ser um time brigador, valente, que consegue vitórias quase impossíveis.

Estamos correndo contra o tempo para lançar o livro mais importante da história do Santos, mas sem o seu apoio será impossível! Participe da campanha de pré-financiamento de “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, um livro único, que vale por um título mundial, e tenha o seu nome impresso nessa edição histórica! Essa oportunidade tem prazo limitado.

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nesta fase de pré-lançamento.

Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele está pronto e precisa ser impresso. Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Participe e não se arrependerá!

Reserve desde já os melhores presentes para o Dia dos Pais
O Dia dos Pais está chegando, será em 13 de agosto, e nenhum presente é mais duradouro do que um livro com a história do time do coração do velho. Na livraria deste blog o Dossiê e o Time dos Sonhos continuam a preços de custo. Aproveite!
Entre a compra dos livros, que pode ser parcelada, e a entraga pelos Correios, pode haver uma diferença de até quatro dias úteis. Não deixe para a última hora.

pai santista
Aquele que te fez santista jamais pode ser esquecido

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok

Compare os menores preços do mercado e compre o Dossiê e o Time dos Sonhos

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 39,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva: R$ 39,00

Faça a conta: Na compra de dois exemplares você só paga R$ 31 reais por exemplar.

Clique aqui para comprar os livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros pelo menor preço do mercado.

Reserve o livro para o seu pai agora.


Aquele jogo que você respeita

Leia o post original por Rica Perrone

Os mais de 50 mil torcedores no Maracanã para ver um jogo de abertura entre dois times que tem algo mais importante na temporada indicavam: é clássico. E por mais impossível que seja cravar o maior dos interestaduais, é sem dúvida um deles. O Galo tem o melhor time do país, o Flamengo um dos …

O Galo pulsa

Leia o post original por Rica Perrone

As pessoas costumam colocar toda discussão sobre futebol na questão de títulos. Quando sai disso, “torcida”. E quando passa isso, apelam pra qualquer coisa que coloque seu clube acima do rival. Nem mesmo o maior atleticano renegaria: o Cruzeiro é bem mais vencedor que o Galo, é internacionalmente mais conhecido e mais tradicional.  Tudo isso …

Pela memória da expectativa

Leia o post original por Rica Perrone

O Atlético Mineiro de 2016 é o time que todos queriam ver jogar. Robinho, Pratto, Fred, Fabio Santos, Rafael Carioca, Rocha, Leo Silva, Cazares… é muita gente junta. E sob a batuta do treinador bicampeão brasileiro, o que poderia dar errado? Pois é. E o Galo que nunca aconteceu em toda a temporada está perto …

¿Hablas español?

Leia o post original por Rica Perrone

Dois mil e dezesseis. Lá se vão mais de 40 anos de Campeonato Brasileiro, um século de futebol neste país e ainda tem gente que acha que mora em Madrid. O Santos vence o Fluminense na Vila, sendo quarto colocado no campeonato, e alguns jornalistas chamam de “tropeço” do Flu.  No mesmo dia em que …

Galo elimina Macaca

Leia o post original por Fernando Sampaio

Galo elimina Macaca

A Macaca abriu 2×0.

Estava classificada até os 40 do segundo tempo.

O Galo reagiu, marcou dois gols em 11 minutos, empatou e levou.

Vaga merecida.

O Atlético Mineiro lutou e eliminou a Ponte Preta com dois empates: 1×1 e 2×2.

Nos últimos minutos a camisa pesou na arbitragem do Heber Roberto Lopes.

Na dúvida muitos árbitros decidem a favor dos grandes.

A repercussão do erro contra o pequeno é pequena.

 

 

Não torça contra porque o mal reverte

Leia o post original por Milton Neves

TORCIDA-UOL

Que semana, hein?

Futebol dos bons na terça, quarta e quinta-feiras.

A seleção renasceu e Palmeiras, Flamengo e Galo seguem na ponta da tabela, firmes.

Brasileirão muito bom, equilibrado e disputado, e eu triste.

Ora, assim não tenho como voltar com a minha ladainha pregando o retorno do emocionante mata-mata.

Ah, que pena!

O Corinthians ganhou a Libertadores e o Mundial e eu perdi estes dois antigos e belos motes para “perseguir” o Timão.

Só restou o “Palmeiras não tem Mundial”.

Pior é que tem.

E tem também um timaço, um grande treinador e o melhor presidente dos clubes brasileiros, ao lado do Eduardo Bandeira de Mello, do Flamengo.

Mas treinador bom mesmo é o Tite.

Aceitação de 100% e começou fulminante como Telê e Saldanha.

Mas só 99% da crônica esportiva está habilitada pela coerência a aplaudir, elogiar e a citar o atual treinador da seleção brasileira.

Quem bancou obstinadamente que Tite jamais trabalharia com Del Nero, um presidente caído que está comemorando finalmente dois meses bons “de vida”, tem que ficar de bico calado até o dia em que o gaúcho sair.

Que demore 30 anos!

E que venha o hexa, depois do ouro olímpico que teve, sim senhores, o dedo de Tite em suave intervenção branca após os trágicos empates contra os folclóricos times do Iraque e da África do Sul em nossa bela Olimpíada.

Olimpíada e Paraolimpíada que calaram com seus imensos sucessos os pessimistas e urubus de plantão.

O negócio, gente, na vida, é torcer a favor, é claro.

E sempre!

Como no caso de Temer.

O “Fora Temer” por enquanto é inócuo, só enche o saco e atrapalha um time ainda inseguro.

De um jeito ou de outro, o homem entrou e só sairá antes da hora se for igual ou pior que Dilma.

Se ele for mal só nos restará “chamar o Tiririca” e todos nós pagaremos um novo pato.

E o que ele herdou é dos mais indigestos.

FHC foi 9.5.

Lula foi 9.7.

Dilma foi em quatro anos 5.2.

No segundo mandato, oscilou entre 0.9 e 1.17 e andou “empatando” com Trump no mercado imobiliário.

Ele é o “Rei dos Edifícios” e ela foi a “Rainha do Aluga”, o que mais se lê hoje nas ruas do Brasil.

Assim, mesmo com ele não tendo carisma e sendo dono de um discurso não fluente, torcer contra Temer é dar tiro no pé, em todos os nossos pés.

É como torcida que vaia seu time antes e durante o jogo.

Estamos no buraco e no caso do novo presidente valem por enquanto o “vai que dá certo?” ou “niki o hômi acerta?”.

Mas o certo mesmo é o parlamentarismo.

Primeiro-ministro ruim cai e é substituído rapidinho.

Sem essa sangria toda de impeachment.

Chefe de Estado em má fase, ruim de bola e péssimo de serviço tem que sair mesmo, como treinador fraco, goleiro frangueiro ou atacante que não sabe fazer gol.

Vamos acreditar e apoiar o Tite, comemorar que Neymar não mais tem o fardo de capitão e torcer pelo marido da Marcela.

Que ele pelo menos equilibre este torto gigante verde e amarelo em boa base para que o próximo presidente erga um grande arranha-céu “do Oiapoque ao Chuí”.

Ou você também joga no time do “quanto pior, melhor”?

OPINE!!!