Arquivo da categoria: Bayer Leverkusen

Saída de um para compensar a permanência do outro?

Leia o post original por Craque Neto

Foi noticiado por um jornal forte da Europa que o Corinthians está negociando os direitos federativos do lateral Guilherme Arana com o Bayer Leverkusen da Alemanha. Entretanto fiquei sabendo que abriu uma nova possibilidade do jovem corintiano ir para o Bordeaux da França. Essa transação seria firmada para conseguir viabilizar a contratação do zagueiro Pablo em definitivo. Segundo avaliação de todos o defensor é uma realidade e valeria cada centavo de investimento. O Timão precisa pagar ao Bordeaux aproximadamente R$ 10 milhões para ficar com Pablo. Já os valores envolvendo o Arana é bem maior e seria pago como diferença. […]

O post Saída de um para compensar a permanência do outro? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Mais uma surra do insuportavelmente belo Barcelona

Leia o post original por Antero Greco

Não aguento mais o Barcelona! Cada vez que ligo a televisão para vê-lo em ação, as cenas se repetem: bola de pé em pé, adversário feito bobinho, jogadas de ataque a todo momento, golsem profusão. Umdesperdício, uma distribuição desequilibrada de bolas na rede, com um monte para os catalães e uma miséria para os demais.

O filme se repetiu agora há pouco no Camp Nou, no jogo de volta pelas oitavas de final da Copa dos Campeões. O Barça entrou em campo com a vantagem dos3 a1 sobre o Bayer Leverkusen, duas semanas atrás na Alemanha, e lascou mais 7 a 1. Construiu o resultado como se fosse uma brincadeira e não duelo pelo torneio de clubes mais badalado que há no mundo.

Uma farra que teve cinco gols de Messi! Cinco, uma mão cheia! Os outros dois ficaram para Tello, 20 anos, mais um desses jovens cultivados pelo time da moda. Ele entrou no segundo tempo, quando Xavi e Iniesta receberam um descanso, e deixou sua marca. O Leverkusen fez um para estufar o peito e voltar pra casa dizendo que não levou de zero.

O Barcelona deu mais uma exibição antológica, com aspectos louváveis: não tirou o pé, mesmo com a saída de peças importantes, procurou o gol como melhor forma de respeita público e adversários. Além disso, Messi foi o mesmo do começo ao fim. O rapaz tem uma volúpia por jogar e fazer gols de dar inveja. Correu, driblou, deu passes, fez gols de tudo quanto é jeito, incluindo aqueles de cobertura, que parecem nos pés dele a coisa mais fácil do mundo.

Como ele não dá pinta de que logo vai se cansar do futebol, ao contrário de outros que brilharam no próprio Barça, é aceitável prever que fará muita, muita, muita história mais. Esse moço é espetacular – e, pra complicar, agora resolveu encher de gols também em jogos da seleção da Argentina. E tem quem duvide da genialidade dele. A Copa de 2014 promete, se Messi jogar aqui tudo o que sabe!