Arquivo da categoria: belgica

Estréia marcada

Leia o post original por RicaPerrone

É incontestável o poder de reza do tal Papa.  Desde que assumiu, até a seleção argentina consegue ir longe.  Há 24 anos sem chegar nas semi, conseguiram sem ainda ter um jogo de estréia.

Se há uma trave abençoada é a deles.

Depois, jogando bem pouquinho, só enfrentaram adversários absolutamente insignificantes no cenário internacional.

Mas chegaram. E aqui, convenhamos, não jogam por uma Copa, mas sim por um atalho.  Eles sabem que jamais poderão discutir futebol com brasileiros e levar vantagem. Mas tal qual o Uruguai, também sabem que as vezes uma só vitória falará tão alto quanto todas as demais do adversário.

Uma Copa aqui, no Maracanã, vencida por eles, os colocaria num patamar bem menos “comum” que o atual.  Passariam a ter uma copa honesta (até aqui) e finalmente poderiam ter algo a nos jogar na cara.

A Copa das Copas é pra eles. Jogarão a vida, mesmo que até aqui não tenha sido testada.

Suiça, Bósnia, Nigéria eliminada, Irã, agora a Bélgica.  Vem aí a Holanda, cansa, talvez até em crise no grupo pelo polêmico ato do treinador no final da prorrogação ao trocar de goleiro. Mas, enfim, um adversário.

Nas últimas Copas toda vez que a Argentina jogou uma partida contra um grande, perdeu.

O Papa pode ser forte, mas não é Deus.

E Deus, vocês sabem sua cidadania.

abs,
RicaPerrone

No sufoco e com futebol “pequenininho”, Argentina derrota Bélgica e arranca classificação!

Leia o post original por Milton Neves

arg_charge

placar_copa

Eu sempre digo: “Seleção Argentina boa, é Seleção Argentina eliminada”!

Veja só contra a nova geração belga.

Messi deu pinta que estaria em dia inspirado. No entanto, a tal inspiração sumiu no segundo tempo, que o diga Courtois.

Méritos somente para poucos atletas comandados por Alejandro Sabella.

Quem diria que Higuaín seria o salvador da pátria?

Nossos hermanos estão longe atingir nível de uma Alemanha, Holanda e inclusive do Brasil, este, por ter realizado um primeiro tempo extraordinário contra a Colômbia.

Todavia, os argentinos sabem como jogar uma Copa do Mundo.

Mesmo com todo sufoco das investidas do ataque belga, a contestada defesa segurou o placar magro e levou o time a semifinal do Mundial, após 24 anos.

E baixa para Di Maria, que não jogou nada e ainda saiu machucado.

Dia péssimo para outro “Di”, o Alfredo Di Stéfano.

Considerado o melhor jogador do século XX, o craque argentino está em coma, após sofrer parada cardíaca.

Mas e você, torcedor? Achou que Messi foi bem?

OPINE!!!

Leia mais…

Ondas da Copa: a la mano de Higuaín

Notas da Copa: Higuaín desencanta, vai melhor que Messi, e Argentina está na semifinal

Protagonistas do Mundial: apareceu Higuaín, olê,olê,olá!

Porquê o Brasil será campeão mundial em 2014!

Rolou no Twitter: contra a Bélgica, Papa é o único argentino exaltado pelos brasileiros

Capas da Copa: imprensa destaca a volta da Argentina para as semifinais após 24 anos

Os oito

Leia o post original por RicaPerrone

Oito classificados para as quartas de final. Curiosamente os primeiros de seus grupos na fase inicial.

Comparei os números totais dos jogos de oitavas de cada um deles, claro que ponderando que alguns foram a prorrogação, outros não. Ainda assim, dá pra tirar alguma coisa.

Se não der, adicionei o mapa de calor dos times em suas partidas nas oitavas.  Todos dados exclusivos da OptaSports.

Mapas de calor:

O melhor da Copa

Leia o post original por RicaPerrone

Tanto falaram que obviamente nos decepcionaram. É como um filme que investe milhões em propaganda. Por melhor que seja, será menos do que você espera se ouviu falar demais nele.

A Bélgica é uma seleção que tem perspectiva. Longe de ser uma nova potência, mas um time que poderia sim ser a surpresa da Copa.  Fez 3 jogos comuns, caiu no lugar comum, voltou a ser surpresa, jogou o que fez dela uma candidata a sensação.

Alguns times funcionam apenas quando não tem obrigação. Outros, por serem novos, não sabem lidar ainda com isso. Mas aprenderão.

A partida que os belgas fizeram hoje foi a melhor atuação que vi uma seleção ter nesta Copa. Pelo volume, pela forma de jogar, pela não limitação a uma só jogada, pelas mais de 30 finalizações em tempo normal, pelos dribles, a defesa e a forma com que empurrou o bom time americano na defesa.

Jogaram como nunca. Mas, como sempre, tiveram dificuldade.  O goleiro dos EUA foi o herói do jogo, talvez das oitavas. Mas em 30 bolas, ele fez milagre em algumas. Outras tantas foram mal chutadas mesmo.

Agora sim, a Bélgica é a sensação da Copa. Porque jogou um futebol leve, solto, pra cima e teve a mesma dificuldade que os que não jogaram nada tiveram. Mas, para sorte do futebol, também tiveram o mesmo final.

Estão dentro. E agora tentam tirar a Argentina.

Algo que só não acontecerá se as atuações dos dois times até aqui forem completamente ignoradas. Se for algo sequer parecido, a Bélgica é favorita.

abs,
RicaPerrone