Arquivo da categoria: cobrança

Palmeiras vence em semana maluca

Leia o post original por Flavio Prado

A semana do Palmeiras mostrou a loucura que é o futebol brasileiro. Domingo passado ainda havia a expectativa de título, time e torcida estavam confiantes em uma vitória contra o líder Corinthians. Rapidamente tudo mudou.

Depois da derrota no clássico, o time perdeu também para o Vitória e os jogadores que eram exaltados passaram a ser extremamente criticados.

O torcedor é paixão, mas deve existir o mínimo de racionalidade e respeito aos profissionais. Natural que o torcedor se anime no bom momento e fique triste e irritado com as derrotas, mas o exagero nunca é bom.

O Palmeiras tinha uma expectativa muito grande para 2017. A cobrança foi enorme desde o início, mesmo com o título brasileiro de 2016, aliás o torcedor brasileiro poderia curtir mais os grandes momentos. O Palmeiras não conquistava o Brasileiro desde 1994, era um momento mais para celebração do que para uma cobrança exagerada.

Essa pressão pelo próximo título tem sido muito comum no Brasil. Claro que o time não vai parar depois de uma conquista, mas essa cobrança sufocante acaba deixando o futebol muito tenso e pesado para os profissionais e para os torcedores.

Ex-presidente cobra Santos por atraso que pode custar mais de R$ 11 mi

Leia o post original por Perrone

A direção do Santos recebeu uma carta do estafe do ex-presidente Marcelo Teixeira notificando um atraso de dois meses no pagamento da dívida que o clube tem com ele e sua família. O documento alerta que a não quitação em dia prevê sanções na Justiça.

Um acordo judicial, feito em dezembro de 2012, prevê que o atraso de 60 dias custará ao clube R$ 11 milhões, mais uma multa. Isso porque foi feito um trato com o ex-dirigente, uma irmã dele e a Universidade Santa Cecília, de propriedade da família, a fim de reduzir um débito que seria de R$ 41 milhões para R$ 30 milhões. Porém, ficou estipulado que o atraso de dois meses cancelaria o desconto e ainda provocaria uma multa de 10%.

A diretoria do clube, por meio de sua assessoria de imprensa, disse que não comentaria o assunto.

Por sua vez, a assessoria de imprensa de Marcelo Teixeira afirmou que o departamento financeiro da universidade enviou uma carta alertando o clube que, caso continue assim, “essa questão vai fugir do controle [do ex-presidente] porque é controlada pela Justiça”. Alegou que não é a primeira vez que ocorre atraso e que Teixeira sempre atendeu aos pedidos de aguardar os pagamentos. Para o ex-presidente não se trata de uma carta de cobrança, mas de alerta que nem passou pelas mãos dele.

Teixeira segue ativo na vida política do Santos. Nesta sexta ele se reúne com conselheiros da oposição para discutir a próxima eleição na Vila Belmiro, em dezembro.

Pênalti SEMPRE deve ser cobrado por quem tem dom

Leia o post original por Mion

Tcheco

Tcheco foi o cobrador oficial do Grêmio por muito tempo. É um especialista.

Nos últimos meses, o pênalti virou um assunto constante. Neymar batia, perdeu alguns e foi substituído.  A penalidade se tornou um instrumento para querer aumentar o número de gols dos jogadores considerados com potencial de venda para o exterior. Geralmente é aquele jogador que ganha mais, ou que tem mais prestígio.

Antigamente não era assim. Batia aquele que tinha dom e competência. Vamos lembrar que Rivelino não batia em hipótese alguma, pois admitia ser o seu ponto fraco. E olha, a bomba do Riva era algo incomum. Gerson, o canhotinha de ouro, também não batia. Lembro de um exemplo escandaloso durante o Brasileirão porque estava em campo um dos maiores especialistas brasileiros dos últimos 15 anos.  O Coritiba quase perdeu dois pontos preciosos porque o centroavante Leonardo bateu a penalidade para aumentar a artilharia. Em campo estava Tcheco um expert no assunto, durante anos cobrou penalidades no Grêmio com 100% de aproveitamento.

O pênalti é um instrumento importante e não pode ser desperdiçado desta forma. Até se justifica se uma penalidade acontece no final do jogo e o time está ganhando de 3 a 0. Fora disso, deve ser respeitado o jogador que tem o dom de cobrar e não precisa ser o craque. Ele tem que ser craque em cobrança de pênalti e só. O restante é bola em jogo, não tem nada haver. É outro mundo.