Arquivo da categoria: Cruzeiro

O(s) segredo(s)

Leia o post original por Rica Perrone

Qual o mistério que faz Cruzeiro e Palmeiras levarem gente ao estádio enquanto todos os demais clubes tem suas torcidas ignorando os estaduais?

Aliás, seriam os estaduais?

Não. Claro que não.  Palmeirenses e cruzeirenses estão indo ao estádio ver seus times, viver expectativa de um grande ano e curtir a boa fase. Não tem absolutamente nada a ver com o jogo.

Não há um palmeirense no mundo que acordou domingo e disse: “Opa! Contra o Novorizontino? Não posso perder!”.

Os dois tem em comum cerca de 60% do público formado por Sócios torcedores.  Isso indica competência do clube ao criar os planos. O sócio que vai no jogo passa a achar util ser sócio.

Não são duas torcidas que compram crise. Palmeirenses e cruzeirenses são chatos, extremamente exigentes e acostumados com timaços. Eles não “curtem” o drama. Curtem a vitória, o show de bola.  São perfis diferentes que raramente um torcedor de um clube nota, pois só enxerga o dele.

O Cruzeiro baixou o preço pra algo justo num estadual horrível. O Palmeiras segue usando o fenômeno que é o interesse de sua torcida na nova casa.  Aliás, paulista que sou, até encontro uma justificativa a mais: paulista adora coisa “premium”, “gourmet”.

Mete um “gourmet” na porta do podrão e eles lotam. É um perfil comum em São Paulo pagar mais por coisas mais novas e modernas.  Diferente de Bh, RJ, por exemplo, que são mais “butequeiros”  do que degustadores de cervejas artesanais.

Mas o caminho é simples: Interesse.

Quando seu time joga bem e tem ídolos, destaques, jogadores capazes de te gerar a dúvida do que você irá ver, vale a pena.  Ninguém paga pra ver 11 caras que você sabe que vão se esforçar pra ficar no óbvio.  Você paga pelo ídolo, pelo inacreditável, tal qual o gol de Arrascaeta.

Futebol é simples. Quando marketing e clube entendem o que estão fazendo, a torcida responde. Ou você acha que eu não sairia da minha casa se pudesse ir ver Fred, Thiago Neves, Arrascaeta… ?  Ou ver Lucas Lima, Borja, Felipe Mello?  Espetáculo se faz pelas atrações. E o jogo em si, no Brasil e no mundo, hoje não é mais um espetáculo por si só.

Que Palmeiras e Cruzeiros se multipliquem em 2018.

abs,
RicaPerrone

Informação de negociação do Corinthians por Zé Rafael fez Palmeiras agir

Leia o post original por Perrone

Enquanto negociava o empréstimo de Allione para o Bahia, o Palmeiras teve a informação de que Corinthians e Cruzeiro negociavam a contratação de Zé Rafael. Então, o clube paulista exigiu o direito de igualar propostas que apareçam pelo meia. Assim, a medida neste momento foi especialmente endereçada aos dois rivais, já que o alviverde viu o risco real de um deles ficar com o promissor atleta.

Como mostrou o blog do PVC, o Palmeiras acredita que bloqueou o mercado em relação a Zé Rafael. Até 2019, o Bahia precisa informar se receber propostas por ele. Então, o alviverde pode ficar com o atleta pelo mesmo preço.

A avaliação da diretoria palmeirense é a de que não há espaço para o meia no elenco agora. Se o Bahia aceitar agora vender o jogador para outro time por um preço que o alviverde julgue interessante, existe a possibilidade de comprar e deixar o atleta por mais alguns meses em sua equipe atual.

A direção do atual vice-campeão brasileiro comemora não só o fato de dificultar o caminho para seus rivais se reforçarem. Celebra também o que entende ser uma demonstração de planejamento para o futuro. Com a prioridade, o clube se mantém no páreo pelo jogador até o final do ano que vem. Nesse período, pode perder um de seus meias. Nesse caso, Zé Rafael desponta com um possível sucessor.

A manobra é também um recado dos palmeirenses ao mercado. Um aviso de quanto o clube está disposto a ser agressivo em relação à concorrência.

Ele não vale 10 milhões

Leia o post original por Rica Perrone

Quanto custa um meia diferenciado?  Quanto vale um jogador que resolve seu problema? Quem hoje no futebol brasileiro decide como Thiago Neves?

E quando digo que “decide”, meus caros, me refiro a jogos decisivos. Thiago tem o dom de ser um jogador nota 7 que vira nota 9 quando o jogo é grande. Esse dom é a pipoca invertida, que obviamente qualquer um prefere do que o jogador que só joga jogo pequeno.

Dez milhões, por alguém de 33 anos? Parece bom.

Mas não é.

Você vai pegar os dez milhões e ficar caçando a solução sem encontra-la por meses. E então usará o dinheiro pra pagar a multa das porcarias que você apostou e não deram certo.

Thiago é certeza.

Um meia raro, de personalidade rara e que se não tivesse escolhido ser muito rico antes de ser muito grande, teria sido. Suas escolhas fizeram com que ele não tivesse trilhado seleção, grandes clubes europeus, etc.

Se concordo? Não. Eu se fosse ele ia querer ter sido o 10 da seleção um bocadinho mais pobre do que ter sido ídolo nas Arábias bem rico. Mas eu sou eu, e jamais condenarei alguém pelas suas escolhas pessoais e familiares sem conhece-lo bem.

Aos 33, inteiro, Thiago é peça chave num Cruzeiro que começa o ano sonhando alto. Muito alto.

É hora de mais uma vez a grana falar mais alto que o sonho?

Thiago Neves não vale 10 milhões. Vale uns 30. Não venda! Esse cara decide decisões.

abs,
RicaPerrone

Identidade

Leia o post original por Rica Perrone

Acho incomparável a possível troca de Fred pelo Fla com a ida ao Cruzeiro.  Como falei sobre Kaká outro dia, o mesmo se aplica ao Fred. Ter revelado o jogador não faz dele um ídolo do clube.

A ligação Fred/Cruzeiro nem a esse ponto chega porque ele veio do América. Ou seja, é só um cara que jogou lá (e bem) por 1 ano e meio. Não vi a ida dele pro Galo como “trairagem” ou sequer “polêmica”, idem pra sua volta, embora tenha sido direta.

Ele também não é um ídolo do Galo. Foi só um grande jogador que atuou lá.

Separemos.

No Fluminense ele é um dos maiores, se não for o maior. Ir ao rival tiraria dele uma parte considerável da relação torcida/ídolo que construiu ao longo de 8 anos de clube. Lá foi campeão, jogou Copa, outro patamar.

A ida pro Cruzeiro me chama mais atenção pelo timaço que eles tão montando do que por qualquer dor de corno ou polêmica em terceiros.

Outro dia falava sobre o pensamento pequeno da diretoria do Flu e em massa sua torcida concordava.  Mas sim, achei meio “pequeno” por parte de parte torcida do Flu “comemorar” a ida dele ao Cruzeiro. Afinal, se houve proposta, ele também recusou a sua. Embora “não ir pro Flamengo” seja uma vitória, não se posta festa em família porque o primo saiu de cadeia, né?

Entre os “vencedores e vencidos”, acho que ficou bom pra todos. Eles segue ganhando uma grana, morando perto da família e jogará a Libertadores.

Ah, mas a organizada é contra!

Mais um indicativo que o clube agiu certo. Ótimo reforço. Ainda o melhor do país na posição.

E azar de quem não levou ou não pode pagar.  Simples assim.

Queria eu ter o Fred no meu time.

abs,
RicaPerrone

Só o Grêmio se deu “bem”

Leia o post original por Rica Perrone

O sorteio da Libertadores tem essa coisa de evitar confrontos entre times do mesmo pais. E nessa acaba equilibrando os grupos, considerando que os brasileiros estão num degrau acima de investimento, nível de elencos, etc.  Dos 8 brasileiros, só um pode “sorrir” após o sorteio.

O Vasco pra chegar tem um trabalho não tão duro. Mas chegando é com Cruzeiro, U. De Chile e Racing. Grupo dificílimo! Um dos piores, até.

O Cruzeiro, por consequência, idem.

O Santos tem um grupo “ok”. Mas vamos esperar sempre a lógica, e ela indica o Nacional do Uruguai por ali, o que torna o grupo de 2 vagas com 3 grandes.  Mais uma pedreira.

Corinthians tem um argentino campeão da Sulamericana e o atual campeão colombiano. Pedreira.

Grêmio tranquilo, só tem o Cerro com tradição ali. O resto é moleza.

O Flamengo terá uma baba vinda das fases anteriores e o River, que dispensa apresentações.  O Emelec é o divisor de águas em tese. Grupo não é mole não.  Também não chega a ser o inferno que se meteu o Palmeiras.

Boca, Alianza Lima e provavelmente o Olímpia…. O Palmeiras vai precisar estar muito bem já em fevereiro. Não dá pra vacilar. É o pior grupo junto do Cruzeiro, embora os dois casos ainda esperem a “lógica” não confirmada das fases anteriores.

Com uma “sorte” os dois recebem adversários mais fracos. Mas a tendência não é essa.

E o Grêmio, se focar, já sai dessa fase garantindo decidir em casa até a final.

abs,
RicaPerrone

99% torcem, mas aquele 1%…

Leia o post original por Rica Perrone

A megalomania dos times brasileiros em apresentar números exorbitantes para indicar paixão são facilmente desmascarados por dados mais concretos.  Brasileiro gosta de futebol quando o time dele ganha. Caso contrário, não é um dos maiores consumidores do esporte.

Consome o clube. E conforme a fase.  O futebol em si, muito pouco. E ainda que pelo próprio clube, embora as vendas de camisas atinjam números expressivos como os 2 milhões por ano do Flamengo, os sócios engajados em ter facilidades de ir a jogos e contribuir com o clube são ridículos.

Com base na pesquisa Ibope de 2017 as maiores torcidas do Brasil tem números de torcedores menores do que ditos pelas massas. A maior delas estima-se ser de 32 milhões e é a do Flamengo.

Fizemos um calculo simples de % entre total de torcedores declarados e sócios de fato, auditados no site oficial da campanha de socios torcedores (Futebolmelhor.com.br).

O Grêmio é o time com maior engajamento. 2,27% dos seus torcedores são sócios.  O Inter em segundo, com 2,01%.

Os cariocas Flamengo e Vasco são os piores na proporção torcida/sócios. Embora o rubro negro até tenha mais de 100 mil sócios, sua torcida é muito maior e portanto o % não acompanha.

Imagine você se cada time conseguisse 10% de sua torcida como sócios ativos. Será que precisaríamos vender nossos garotos pra Europa?

Em média apenas 1% dos torcedores de times grandes no Brasil são sócios torcedores. Segue a lista % de torcedores x sócios.

TimeTorcidaSocios%
Gremio6.000.000136.2832,27%
Inter5.600.000112.7522,01%
Sport2.400.00043.2881,80%
Atletico MG7.000.000100.7321,44%
Palmeiras10.600.000122.9231,16%
Botafogo3.400.00035.1321,03%
Cruzeiro6.200.00064.0171,03%
Fluminense3.600.00037.0951,03%
Sao Paulo13.600.000117.8940,87%
Santos4.800.00024.6920,51%
Vitória2.600.00013.1570,51%
Corinthians27.300.000125.4710,46%
Bahia3.400.00014.7620,43%
Flamengo32.500.000106.9380,33%
Vasco7.200.00017.0650,24%

Minha seleção do Brasileirão

Leia o post original por Rica Perrone

É muito difícil sair de Corinthians, Grêmio e Botafogo. Os três jogaram um futebol muito acima dos demais, e embora o Bota tenha despencado no fim, teve um grande ano.  Hernanes e Dourado entraram ali por terem carregado seus times nas costas. Especialmente o saopaulino.

Que tal?

abs,
RicaPerrone

 

Eu também faria

Leia o post original por Rica Perrone

Não sei se o Galo que apagou a luz.  Nem sei se o Cruzeiro entregaria o jogo pro Botafogo ao ouvir no rádio que o Galo estava vencendo.  Nunca saberemos. Mas tem uma coisa que eu sei, e que não vou omitir pra parecer fofo: eu faria os dois.

Se eu fosse atleticano, apagaria a luz porque na minha cabeça o Cruzeiro sabendo que um gol sofrido eliminaria o Galo e não lhe causaria NENHUM dano, eu amoleceria, como já vimos campeonatos e mais campeonatos serem decididos dessa forma. Não é ética, é lógica.  Se meu gol ajuda meu rival e não me dá nada de bom, ele é um gol contra. Logo não o farei.

Se fosse cruzeirense, sabendo que o Galo está ganhando, não faria a menor questão de endurecer pro Botafogo e veria com ótimos olhos o gol alheio.  Seja hipócrita na rede social, lá funciona. Mas na vida real, qualquer torcedor do Cruzeiro preferia tomar o terceiro do Botafogo se já soubesse do gol do Galo.

Os dois times estão com o regulamento, o direito anti ético de ser prático e de ostentar a rivalidade entre eles.  Fazer gol pra nós dois é uma coisa. Só pra ajudar meu rival? Não. Ninguém faz.

Nunca saberemos se a luz apagou de propósito, nem se o Cruzeiro entregaria o jogo. Mas por dignidade ou desapego a ele, confesso: Faria os dois. Só depende do lado que eu estivesse.

abs,
RicaPerrone

Fora da Libertadores

Leia o post original por Rica Perrone

Há alguns meses sei que há uma dívida entre Botafogo e elenco.  Essa dívida não faz diferença se é salário, bicho, luva. O que é combinado entre as partes é devido. E se deve e não paga, vira dívida.

Toda dívida dá ao credor uma condição diferenciada.  Não há clube no mundo onde o elenco que tem algo a receber do time seja cobrado e tratado da mesma forma que quando em dia.  Clube, padaria, loja, tanto faz.  Quem deve, manda menos do que poderia.

Some o cansaço do ano, da temporada que começou antes do que todos os demais, a limitação absurda de elenco, a perda de peças e o descontrole sobre o elenco por dívidas, o Botafogo cairia de rendimento sem a menor dúvida.

Aconteceu. Foi por pouco, mas de fato dava pra ter se classificado. Como historicamente acontece, ficou fora da Libertadores e tratar isso como um absurdo é tipo o flamenguista revoltado com a má campanha na Libertadores. Acontece todo ano, e cobram como se fosse comum o contrário.

Não é comum o Botafogo ir a Libertadores. Então não façam cara de espanto quando ele não for.

A tristeza é aceitável. A raiva de ter visto nas mãos e perdido, idem. Mas a queda do time é absolutamente compreensível e dá pra listar fatores. O time do Botafogo que entrou em campo hoje é rebaixável no papel.  Não um time de alto desempenho.

Acostumar-se com o limite gera decepção. E o Botafogo que você se apaixonou jogou 8 meses no limite. Uma hora não resistiu.

Ano que vem tem tudo de novo. E nenhum desses 11 é culpado por 22 anos sem o título que vocês esperam.  Cobre da sorte, das diretorias passadas, mas não bata no filho de um assassino achando que isso é justiça contra o crime do pai.

Foi um ano que terminou mal, mas que você nunca mais vai esquecer tudo que viveu nele.

abs,
RicaPerrone

E essa história de ‘MALA BRANCA’ do Corinthians, hein?

Leia o post original por Craque Neto

Ficou mal contada essa história de que alguns jogadores do Cruzeiro teriam recebido R$ 500 mil de alguém – não se tem informação oficial de quem – para endurecer o jogo contra o Palmeiras. Tudo levaria a crer que seria alguém ligado ao líder Corinthians, é claro! Afinal é o maior interessado na disputa pelo título. Antes que me cornetem por aí, quero deixar claro que essa notícia foi divulgada por três jornalistas do UOL Esporte e caiu como uma BOMBA na Toca da Raposa em Minas. Obviamente que Corinthians e Cruzeiro negaram tal informação. Mas vamos falar a verdade? Jamais […]

O post E essa história de ‘MALA BRANCA’ do Corinthians, hein? apareceu primeiro em Craque Neto 10.