Arquivo da categoria: fábio mahseredjian

Preparador explica que deslocamento e clima não preocupam Brasil na Copa

Leia o post original por Perrone

Em seu planejamento para a Copa da Rússia, a comissão técnica da seleção brasileira concluiu que deslocamentos entre as sedes e diferenças de temperaturas de uma cidade para a outra não preocupam. Por isso a escolha da base da equipe de Tite terá pouco a ver com a localização e muito com a estrutura do local e da cidade.

“A maior viagem que uma seleção pode ter que fazer durante a competição é de cerca de três horas e meia de voo, entre Kaliningrado e Ecaterinburgo. Como na Copa tudo é feito com avião fretado, não existe aquele desgaste de aeroporto, por isso serão viagens simples, dentro do que já estamos acostumados. Não existe nenhuma preocupação especial” afirmou ao blog, Fábio Mahseredjian, preparador físico da seleção.

Diferentemente do que aconteceu na Copa de 2014, quando a seleção deixou o frio de sua concentração em Teresópolis para encarar temperaturas bem mais altas, como em Fortaleza, a expectativa para 2018 é de pequenas variações.

“Com a temperatura não temos nenhuma preocupação porque a previsão é de que ela varia entre 18 graus e 22 graus nas cidades dos jogos durante a Copa. Bem mais tranquilo do que acontece no Brasil em que muitas vezes você joga no frio do Sul na quarta-feira e no calor do Nordeste no domingo. A atenção que vamos ter na Rússia é só com a umidade (relativa do ar), que sempre temos”, afirmou o preparador.

Sem prever dificuldades com deslocamento e temperatura, o alvo da comissão técnica passou a ser uma grande cidade russa para receber o QG da seleção. “Estamos pensando na estrutura e no interior da Rússia as coisas são mais duras”, disse Mahseredjian.

A estratégia, coloca Moscou e São Petersburgo naturalmente como favoritas para se transformarem em casa do time do Tite. São as duas maiores cidades russas.

Na semana passada, Mahseredjian e Edu Gaspar, coordenador técnico da seleção, estiveram em São Petersburgo avaliando instalações disponíveis.

A comissão técnica quer garantir também conforto aos familiares dos jogadores que irão acompanhar o Mundial, o que é mais fácil em cidades com melhor estrutura.

Só faltou o Tite

Leia o post original por Quartarollo

A Seleção Brasileira desfalca vários times porque não respeita a Data-Fifa e mantém vivos os jogos dos Campeonato Brasileiro.

É o que vai acontecer nas próximas rodadas. Seleção está nos Estados Unidos para dois amistosos contra Costa Rica, sábado, e Estados Unidos na terça-feira.

Elias, do Corinthians, por exemplo, perderá três jogos importantes.

Nesta quarta-feira contra o Fluminense, no Itaquerão; domingo o clássico com o Palmeiras, na Arena Palestra Itália, e dia 9 de setembro o encontro com o Grêmio na Arena Corinthians.

São jogos cruciais para o time que lidera o Campeonato e perde um jogador de muita importância.

Além de Elias, o Corinthians também perdeu para a Seleção parte da sua ótima Comissão Técnica.

Estão convocados pela CBF o fisioterapeuta Bruno Mazziotti, o preparador físico Fábio Mahseredjian e o analista de desempenho Fernando Lázaro.

Mahseredjian viajou para os Estados Unidos e os outros dois vão com a Seleção Olímpica para a Le Mans para o amistoso contra a França, dia 8.

Só faltou mesmo Tite, que na verdade deveria estar lá por ser hoje o melhor técnico em atividade no futebol brasileiro.

Ele já falou sobre isso aqui mesmo na Jovem Pan. Esperava ser chamado após a Copa e não foi.

Ressuscitaram Dunga que tinha feito um bom trabalho para a Copa-2010, na África do Sul, e acabou demitido porque foi eliminado pela Holanda, 2 x 1.

Hoje, acredito, que a Seleção estaria em melhor mãos com Tite.

Torço pelo trabalho de Dunga e não sou daqueles que o tratam como um mau treinador.

Acho que tem méritos, fez um bom trabalho, conhece a Seleção por dentro e também a CBF.

Foi jogador importante embora de pouca categoria. Era um líder nato e tem isso também como treinador, mas era a vez de Tite.

Como ele não foi, resta torcer pelos seus companheiros de Comissão Técnica que foram pelo menos reconhecidos pela CBF.

Quem sabe sendo campeão brasileiro novamente a Dona CBF se lembre dele da próxima vez?

A vida se repete e os erros também. Corinthians imita o São Paulo em tudo o que deu certo e no que deu errado

Leia o post original por Quartarollo

São Paulo ganhou tudo o que podia e daí um dia os dirigentes acordaram e resolveram que não precisavam mais de algumas pessoas chaves no processo vitorioso. Para quê um grande treinador ou um treinador campeão? Quem ganhava era a … Continuar lendo