Arquivo da categoria: gladiador

Kléber Gladiador explica a ascensão do Coritiba no Brasileirão

Leia o post original por Craque Neto

Atacante do Coxa, que é o 3º colocado na tabela do Brasileirão, Kléber conta os detalhes que fizeram com que o time paranaense ascendesse no campeonato nesta temporada.

O post Kléber Gladiador explica a ascensão do Coritiba no Brasileirão apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Felipão sabe que é importante ganhar o Gauchão

Leia o post original por Pedro Ernesto

Curto e grosso

Nem Felipão, nem Preis e nem Bolzan. Não houve discursos longos na reapresentação dos jogadores gremistas no CT Luiz Carvalho. Felipão foi ainda mais sintético dizendo apenas “ao trabalho”.

felipones
Felipão e o presidente Romildo Bolzan falaram aos jogadores nessa quinta-feira (08)

Finalmente o Grêmio largou o Olímpico, de grandes e inesquecíveis lembranças, mas hoje um espaço de ruínas. A antiga casa gremista espera pela implosão, agora dependente da operação Lava-Jato, que está cuidando de falcatruas impensáveis no Brasil. Felipão sabe que é importante ganhar pelo menos o Gauchão. Faz tempo que não se vê uma faixa no peito dos jogadores do Grêmio. Pode, ainda, especular a Copa do Brasil. O técnico adora a ideia de time copeiro, que faz de cada jogo uma verdadeira batalha espartana. Mas será preciso muito trabalho, muita atenção e muito talento de Felipão, que espera se recuperar profissionalmente em 2015.

Negócios

Nilton e Léo já são colorados. Agora, se comenta de que o Inter estaria trocando Rafael Moura por Réver. Seria uma troca muito oportuna. Por tudo que Moura não fez no Inter, pela necessidade de ter mais um zagueiro e pelo fato do Galo pretender um jogador de conclusão. Tem ainda a negociação de Vitinho, um jovem revelado pelo Botafogo de grande capacidade técnica. Vendido para o CSKA, da Rússia, ele não conseguiu se adaptar e quer retornar. Não considero negócios fáceis, mas se a direção colorada tiver sucesso na contratação desses jogadores, terá um timaço para enfrentar a Libertadores.

Gladiador

O que o Grêmio fará com Kleber? Felipão não negocia, não quer ver o jogador dentro do seu vestiário. Como ele ganha R$ 600 mil por mês, ainda tem dois anos de contrato e ninguém está pagando próximo a isso, coube ao Grêmio fazer uma proposta de conciliação para diminuir o valor. Kleber não aceitou. O jogador aceitaria um prolongamento do prazo de pagamento, mas cobraria juros e nunca diminuiria o que tem para receber. Se Felipão não o quer no vestiário, se Kleber não aceita a proposta gremista e se nenhum clube quer contratá-lo, o que o Grêmio poderá fazer? Confesso que não tenho resposta para esse pepino que o clube precisa descascar.

Demais

Zé Roberto chegou no Palmeiras e se deixou fotografar sem camisa. Seus músculos são exemplares, de fazer inveja as barriguinhas dos gordinhos que desfilam em nossas praias. O velho Zé ainda esnobou, disse que pretende jogar até os 45, ou seja, mais cinco anos. Não há duvidas que esse é um caso de jogador que se cuida e que ainda tem a felicidade de ter uma saúde apreciável. Parabéns, Zé.

De menos

Fábio Koff não estava na apresentação dos jogadores do Grêmio. Adalberto Preis estava lá, como diretor de futebol interino. César Pacheco foi convidado pelo presidente Romildo Bolzan Júnior, mas não quer saber do cargo. Antes foi a vez de Duda Kroeff desistir dessa função. O que está acontecendo com o Grêmio, que vê todo mundo disparar de um cargo que, antigamente, era muito disputado?

Kléber Gladiador gera nova polêmica no Palmeiras

Leia o post original por Perrone

 

O temor de que o atacante Kléber retorne ao Palestra Itália voltou a agitar os bastidores do Palmeiras. Segundo duas fontes, uma ligada à diretoria do alviverde e outra com trânsito no Grêmio, José Carlos Brunoro tornou a negociar a contratação nos últimos 15 dias.

A informação é negada pela diretoria do Palmeiras. Mesmo assim, conselheiros protestam e integrantes do COF (Conselho de Orientação Fiscal) falam em cobrar explicações do presidente Paulo Nobre.

De acordo com as duas fontes, Brunoro procurou o Grêmio para tentar o empréstimo do Gladiador por um ano, ouvindo que o empresário do atleta só aceita a transferência  em definitivo e com um contrato por cinco anos. Kléber teria que receber mais do os cerca de R$ 650 mil atuais.

Ainda segundo os dois relatos, o Palmeiras teria oferecido um contrato de quatro anos, mantendo o salário atual do jogador. A informação também é rechaçada pelo clube.

A assessoria de imprensa palmeirense alega que quando Barcos foi pra Porto Alegre o Grêmio ofereceu Kléber por empréstimo para ser o quinto atleta cedido pelos gaúchos.

 

Foto: Lucas Uebel/Preview.com

O alviverde pagaria metade de seus salários. Porém, Pepe Dioguardi, agente do jogador, não topou o negócio e pediu os cinco anos de contrato. A informação chegou a ser divulgada pelo UOL Esporte na ocasião.

A exigência do contrato de cinco anos encerrou a conversa, e o Palmeiras nunca mais procurou o Grêmio a respeito de Kléber, assegura a assessoria de imprensa.

Os conselheiros que acreditam na nova tentativa reclamam que Brunoro teria tentado fazer uma negociação que no final só ajudaria ao amigo Vanderlei Luxemburgo. O treinador se livraria de Kléber, e o Palmeiras ficaria com um “bonde” para sustentar.

Será que Kleber é tão monstruoso?

Leia o post original por Mion

Em pouco tempo Kleber se sente em casa no Olímpico e até brinca de gladiador.

Pintam o centroavante Kleber como se fosse um monstro troglodita. Tenho minhas dúvidas. Acompanhei diversas entrevistas do Gladiador e me pareceu um camarada resolvido, ciente dos direitos e deveres. Ninguém abusa de sua cara, dentro ou fora de campo. Enquanto Valdivia com aquele papinho simpático enrola até hoje o Palmeiras, Kleber nunca fugiu da briga em campo. Esmoreceu após diversos problemas, agressividade da torcida e descrédito por parte da diretoria. Perdeu o equilíbrio psicológico.

Nem estreou no Grêmio e já estão prevendo problemas com o técnico Caio Júnior. Não dá para comparar o perfil de Felipão e Caio. Um é xerifão e o outro é democrata, partidário do diálogo com responsabilidade. Kleber não gosta imposição e submissão.

O próprio perfil gremista ajuda Kleber. É um jogador lutador e gasta a última gota de suor para vencer. Kleber necessita de tranqüilidade para render o seu melhor futebol. Tenho certeza  que no Olímpico terá e em pouco tempo a torcida irá idolatrar o atacante. Vamos lembrar de Vagner Love no Verdão e depois no Flamengo. Acredito que a história irá se repetir com o Gladiador no Olímpico.

Império romano

Leia o post original por Pedro Ernesto

Paulo Odone I, o Imperador, anunciou o Gladiador e o colocou na Arena à frente de seu povo que vibrou intensamente na sua chegada e nas suas manifestações. Kleber prometeu empenho, luta, tudo para justificar que muito brevemente ele estará no centro da Arena e o povo estará vibrando nas suas arquibancadas e delirando a cada movimento seu.
Só faltam os leões, que devem estar sendo criados por todos os cantos do Império e que em seguida serão abatidos pelo Gladiador que receberá saudações do Imperador Odone I no seu camarote especialmente construído para seu diletantismo. Brincadeiras a parte, o Grêmio soube faturar muito bem a chegada de seu centroavante.
Um Gladiador para a Arena. Mas antes disto tem a temporada do próximo ano em que o clube espera muita produção técnica de Kleber. E que ele consiga, com seus gols que sumiram nesta temporada, ser o jogador que o clube e a torcida esperam.

Volantes

Tinga e Guiñazu foram muito bem contra o Botafogo. O Inter dominou o jogo até que o treinador começou a destruir o que ele montara com competência. Tirou Gilberto, e colocando Andrezinho ainda teve o passe magistral do gol de Oscar.
Mas quando tirou D’Alessandro e Oscar, colocando Fabricio e Elton, trouxe o Bota para dentro do seu campo. O que quero dizer é que com Tinga e Guiñazu somente, o Inter defendeu muito melhor do que com esta enxurrada de volantes que só traz o time para trás. Tomara que Dorival tenha apreendido a lição.

Confraria

A Confraria do Show dos Esportes completa cinco anos. A grande festa será no Chalé da Praça XV, um dos mais tradicionais pontos de encontro da nossa cidade, que existe a mais de um século.
Reconstruído, ele preserva seu lado histórico e ainda tem novas e modernas instalações. Estamos convidando dirigentes, treinadores e atletas que farão parte do Gauchão de 2012. Vamos começar a conversar sobre este assunto que nos empolga em todos inícios de ano.

Você sabia?

* Que este ano a Caravana do Gauchão vai visitar a Costa Doce?
* Que a Caravana também vai a Uruguaiana, terra da Califórnia da Canção e do Carnaval fora de época?
* Que serão 18 apresentações da Caravana no Interior e na Capital?

Share

O que nos motiva

Leia o post original por Ju Brito

Foto: Diego Guichard

O Grêmio apresentou na tarde desta quarta-feira o seu primeiro reforço para a temporada derradeira do Estádio Olímpico. Kléber chega através de um contrato longo e com discurso bonito. É claro que o importante para nós será o que ele está disposto a fazer e o que de fato ele fará em campo. Mas sua motivação também é a nossa.

O atacante foi apresentado em um evento ousado instalado nas obras da Arena. Com isso, o clube aproveita o marketing que pode ser explorado na figura do “Gladiador”. Obviamente, nada desta mobilização terá retorno se o jogador não der a resposta esperada pelos gremistas.

Com os tantos erros deste ano, é preciso apontar para os poucos acertos. Paulo Pelaipe trouxe um lateral-esquerdo (Júlio César) que encaixou bem nas necessidades que a equipe tinha e agora apresenta um atacante que já teve suas qualidades demonstradas em outros clubes. E deve repeti-las.

Mesmo com o voto de confiança do torcedor (é o que nos resta), ele precisará moldar-se ao Grêmio e mudar seu comportamento que tem sido conflitoso. O “Gladiador” afirmou que sua motivação para escolher o Grêmio deve-se a intenção do clube querer montar uma equipe competitiva – é o que pode voltar a nos motivar também. Por enquanto, enxergamos apenas em Kléber um (re)começo.

Arena: para quem tem dúvidas sobre a situação de associado na nova casa do Grêmio, o conselheiro Giuliano Vieceli fez em seu blog um resumo da entrevista de Eduardo Antonini, concedida ao programa Pátria Tricolor. Confira clicando aqui.




Quem dá mais por um gladiador?

Leia o post original por Mion

Kleber busca a melhor proposta. O Grêmio vai encerrar o papo nas próximas horas: pega ou larga.

O último grande leilão no futebol brasileiro aconteceu com Ronaldinho Gaúcho. O Mengão levou a melhor ou talvez a pior, porque o título brasileiro dificilmente irá para a Gávea. Ronaldinho ganha muito e não resolveu grande coisa. Chegou a vez de Kleber. Em agosto o ensaio de negociação queimou de vez sua imagem no Palmeiras.

Liberado para negociar o seu destino. Kleber iniciou conversa com o Grêmio. Está demorando de dar o “sim”. Não acho que o clube gaúcho seja o único pretendente. O Flamengo não perdeu o interesse. Nenhum clube luta tanto por um jogador como fez no meio do ano e desiste quando está livre.

Quem sabe o Cruzeiro pense em sua volta. Este papo de Corinthians é apenas provocação, não há papo entre Timão e Palmeiras. Não seria uma boa para ninguém, principalmente porque o atacante está saindo pela porta dos fundos. Mais uma gozação do presidente Andrés.

Aposto mais no Flamengo ou mesmo Cruzeiro. Os dois clubes em fases distintas, mas cruciais não podem falar em reforços porque criará um ambiente complicado nos elencos. O Grêmio não aspira mais nada no Brasileirão, então tornou público o interesse.

Após esta exposição concluo: Kleber enrola o Grêmio a espera de um reforço financeiro na proposta, ou novamente o clube gaúcho serve de “degrau” para valorizar um jogador. Assim aconteceu com Ronaldinho. O enredo pode ser o mesmo com Kleber.

Gladiador “trincou o cristal”

Leia o post original por Mion

Kleber

Kleber não conseguiu manter a posição de ídolo. Não deve ficar em 2012.

O meu saudoso avô Toni me ensinou uma vez: o relacionamento humano é como o cristal, precisa ser cuidado. Um pequeno descuido, trinca e estraga o cristal. Nunca mais será o mesmo. Transporto este pensamento para o relacionamento de Kleber com a torcida do Palmeiras. De ídolo e herói, o gladiador cultiva hoje uma rejeição enorme de grande parte da torcida.

O palmeirense é especialista nisso. Vagner Love, Diego Souza, Paulo Baier já foram vítimas de julgamentos radicais. A maior diferença é que Kleber cutucou a ira da galera verde quando iniciou uma negociação com o Flamengo. Ali trincou o cristal e a cada jogo sem marcar gol virou uma rachadura enorme.

Pelo andar do estrago, logo o cristal irá quebrar e aí não restará outra solução, Kleber deixará o Parque Antártica e seguirá um novo caminho. Particularmente, já vejo o gladiador de vermelho e preto em 2012.