Arquivo da categoria: internet

“Mortos”

Leia o post original por Rica Perrone

“Depois da chegada da internet…”, pára! Já tá errado. Internet é meio de transmissão, não uma forma de mídia. Mídia é impressa, video, áudio. A forma com que isso é transmitida às pessoas é outra coisa. Logo, não foi a internet que “fudeu tudo”.  Foi a falta de leitura do cenário. Quando o Flamengo diz …

Clichês

Leia o post original por Rica Perrone

Dizem que a internet deixou o ser humano mais estúpido. Covardia. A web como ferramenta não faz do usuário dela um imbecil. Pode ser usada por ele para fazer imbecilidades, nunca o contrário.

A verdade é que a internet expôs o que desconfiávamos mas não tínhamos como provar: somos um bando de hipócritas.

E provamos isso quando consumimos com loucura as redes sociais após séculos dizendo “não se importar com o que os outros pensam”. Mentira. Bastou poder expor sua vida para o mundo e quase todos o fizeram.

Likes, seguidores, tanto faz. A moeda é a aceitação. E para quem jurou não se importar, ficou caro.

Frases como “eu falo mesmo”, “eu banco o que falo”, “não preciso de indireta pra falar as coisas”, “o povo assiste porque é só isso que tem”, “se dessem opção eu assistiria conteúdo de qualidade”, jamais foram tão constrangedoras.

Não passamos a ser mais politizados porque discutimos política. Nós passamos a brigar por lados. Isso não fez de nós pessoas que foram estudar o assunto ou se informar sobre ele. Apenas passamos a gritar sobre.

Reclamamos da tv, do conteúdo, da música ruim. E se um dia pudéssemos ter todo conteúdo do mundo nas nossas mãos e escolher o que consumir?

Temos. E consumimos a mesma coisa que nos empurraram quando não tínhamos escolha. A web promove risos, cenas absurdas, gente fazendo bobagem e possibilidade de julgamento a terceiros em massa.

Conteúdo? Não. Era mentira nossa. Nós queremos o BBB seja ele a única opção ou uma das milhares.

O poder de andar em bando sem ter amigos. A força de ser parte de um grupo sem conhecer pessoas. A web nos abriu esse leque e quase toda minoria se tornou maioria. Não pela quantidade, mas pelo barulho.

Hashtag qualquer um faz. São falsas comoções, falsas audiências, terríveis enganos sobre celebridades. Basta uma hora na web e você jura que o MasterChef é assistido por todas as pessoas da terra. Mas não. Dá 5 pontos no ibope…

Nos achamos engajados por subir uma campanha de “somos todos alguma merda”. Mas quando roubados escandalosamente, brigamos entre nós, não contra eles.

Há no youtube todo conteúdo do mundo sobre os mais diversos assuntos. O que dá audiência são as mesmas musicas do rádio, os mesmos vídeos divertidos da video cassetada e os youtubers nos fazendo rir do cotidiano.

Nós sempre quisemos a liberdade para falar e ver o que queríamos. Um dia ela chegou, e nós mostramos que queríamos mesmo era aquilo que já tínhamos.

Somos os mesmos. Só que agora não temos mais como mentir. Vivemos para mostrar pros outros, ser aceito é nosso maior bem e aquele garotinho(a) que queria ser popular na escola ainda tá aí. Só cresceu e saiu da escola. Mas a meta é a mesma. Sempre foi.

abs,
RicaPerrone

Os “menos piores” do povo

Leia o post original por Rica Perrone

Esse Rio de Janeiro atordoado e sem opções escolheu a que achou “menos pior”.  No domingo de eleição pouco importam as propostas, o ideal,  ou mesmo a carreira de cada um dos candidatos. O que importava era a discussão filosófica sobre “diga-me com quem andas e te direi quem é”. Nós passamos 2 meses de terrorismo …

Glória, Glória, Aleluia!

Leia o post original por Rica Perrone

Ontem durante o Oscar eu morri de rir dos comentários e das brincadeiras com a Glória Pires.  Claramente ela não estava a vontade, ela não é comentarista, nunca fez isso, é natural que não tenha desenvoltura numa estréia. Na web, como sempre digo, estão as pessoas mais fracassadas e infelizes do mundo junto das pessoas …

Natureza quase morta. Culpa do bicho homem

Leia o post original por Quartarollo

Matéria preocupante sobre algo que há muito se desconfiava. O bicho homem é o pior dos predadores.

Lá se vai a camada de ozônio, lá se vai a vida animal e desse jeito no futuro nós também seremos passado.

Não estamos muito longe disso.

Essa eu vi na Internet e fiquei estarrecido.

Gosto de animais e os respeito muito principalmente no seu habitat natural tão invadido pelos homens.

É muito triste.

Veja a foto e leia a matéria baseada em postagem de Facebook da fotógrafa Kerstin Langenberger, especializada no assunto.

natureza

Após tirar a foto de um urso polar raquítico, provavelmente uma fêmea em Esvalbarda, cidade do Ártico norueguês, a fotógrafa Kerstin Langenberger fez uma postagem em sua conta no Facebook relacionando a triste situação do animal às mudanças climáticas.

Langenberger conta que em um primeiro reconhecimento, tudo pareceu no lugar na área mais acessível – e bastante protegida – para se aproximar dos ursos polares. Ela encontrou animais lindos e fotogênicos, brincalhões e alguns no meio de uma caçada.

Em seguida, a fotógrafa especializada em Ártico diz que a boa forma é quase exclusividade dos machos adultos, que permanecem em blocos de gelo o ano todo, onde é mais fácil encontrar alimento. Já as fêmeas têm seus filhotes na terra e passam por maior dificuldade para se alimentar, assim como seus filhotes.

Para Kerstin, o derretimento das geleiras tem dificultado o acesso aos blocos de gelo pelos animais. Segundo estudo publicado na revista Science, os animais são mais susceptíveis ao aquecimento global do que se imaginava. E, por isso, sua sobrevivência estaria ameaçada.

Um estudo divulgado pela Nasa (Agência Espacial Norte-Americana) na quarta-feira (26) a partir da análise do nível dos oceanos concluiu que o derretimento das geleiras ocorre em velocidade maior do que se imaginava. Nos últimos 23 anos o nível dos oceanos subiu 7,23 centímetros.

Eliminação corintiana rende ótimas piadas na internet!!! E depois de boicotar Pato no Corinthians, Emerson Sheik está na lista negra da diretoria alvinegra, que tenta negociar o atacante a qualquer preço!!!

Leia o post original por Milton Neves

Após a eliminação corintiana no Campeonato Paulista, não faltam brincadeiras na internet com a má fase do Alvinegro.

Pipocaram na rede diversas montagens relacionadas à vitória do Ituano sobre o São Paulo e ao empate corintiano diante da Penapolense.

Confira abaixo as melhores brincadeiras:

01

02

03

04

0506

07

08

09

11

121310

Falando sobre o Timão, que situação com o Sheik, hein?

Depois de Alexandre Pato assumir que o atacante boicotou sua sequência na equipe, a diretoria alvinegra está desesperada para se livrar do polêmico jogador.

Já tentaram acerto com o gremista Barcos.

Agora a bola da vez é André, ex-Santos, hoje no Galo.

E o Corinthians ainda pretende pagar metade dos vencimentos de Sheik no Atlético.

Seria um bom negócio?

Um novo Jadson no Parque São Jorge ou mais um mico da diretoria?

E você, amigo internauta, tem mais alguma piada com a queda do Corinthians?

OPINE!!!

 

 

Saimon é mais uma vítima da Internet

Leia o post original por Michele Vaz Pradella

Não dá para brincar com esta arma fantástica do mundo moderno. O vídeo que mostra duas lindas loiras fazendo sexo oral com um homem – que dizem ser Saimon, zagueiro do Grêmio – é dessas coisas que podem ser evitadas. Quem filmou não imaginava que esse vídeo pudesse cair na internet, deixando o jogador em situação de grande constrangimento. Ele é uma figura pública. As cenas são claras.

Claro que todo mundo tem direito de fazer o que quiser com sua vida particular e ter sua atividade sexual como apetece. Mas por que filmar? Deu no que deu. Todo mundo olha um vídeo desses. É estouro na web. Bem fez a direção do Grêmio, que dispensou o jogador das últimas horas da pré-temporada. Alegadamente para tratar de assuntos particulares, mas se sabe que é para escapar das entrevistas. Essa não é a hora de dar explicações. Vai dizer o quê? Saimon terá que aguentar muita gozação.

Zé Roberto

É muito importante a recontratação de Zé Roberto pelo Grêmio. Como jogador que tem a função de atuar na meia, criando condições para os atacantes marcarem gols, é a única certeza da qual o clube dispõe. Os dois jovens – Maxi Rodrigues e Alan Ruiz – ainda estão longe de ser proclamados como jogadores suficientes.

Por enquanto, não passam de promissores. Um time que participará de grandes competições como a Libertadores não pode se dar ao luxo de carregar muitas incertezas.

Forlán

Dá para dizer que o Inter se viu livre desse jogador. Não por sua culpa. Ele sempre foi um profissional correto. Só que aquele futebol maravilhoso que o levou a ser eleito o melhor da Copa de 2010 desapareceu. Em nenhum momento, Forlán empolgou com a camisa colorada.

Seu salário sufocava a tesouraria. Eram R$ 800 mil mensais, padrão europeu para um futebol que acabou. Ninguém criticou a direção quando fez a contratação. Os elogios serão ainda maiores agora, quando o clube se desfaz do seu trabalho.

A presidente confirmou que estará no final do mês em Porto Alegre para a reinauguração do Beira-Rio. Ela tem feito isso em todos os estádios da Copa. Só não será com jogo porque Dilma Roussef teme ver repetidas as vaias que levou na abertura da Copa das Confederações, em Brasília. Acho ótimo que a nossa presidente esteja engajada.

Vem aí 1.o de julho, o “Dia Sem Globo”

Leia o post original por Odir Cunha

globo

Está nas redes sociais: dia 1.o de julho haverá um boicote nacional contra a Rede Globo e suas afiliadas. Ninguém deve ligar a tevê nesse canal. O povo detectou a Globo como a emissora de tevê parceira desse governo corrupto e oligárquico que domina o País. Este blog, que é movido pela vontade da maioria, nunca poderia ser contrário a esse legítimo movimento popular.

Estou certo de que não só os santistas, mas torcedores de todas as cores apoiarão em massa esse boicote que, em suma, é mais a favor da democracia e da defesa dos direitos do povo – obrigações que deveriam ser prioritárias em emissoras de tevê concedidas pelo governo – do que contra uma empresa ou seus profissionais. A Globo foi escolhida porque é a maior, a mais representativa, mas isso não quer dizer que Record, Bandeirantes ou Rede TV sejam melhores. Na verdade, a tevê aberta brasileira não satisfaz as necessidades de um povo em desenvolvimento.

Tecnicamente, a Globo é uma das melhores emissoras de tevê do mundo, mas ética e ideologicamente não inspira nenhuma confiança, pois invariavelmente está do lado do poder e dos poderosos. O departamento de marketing comanda as ações da empresa, o que pode ser muito bom para os lucros, mas é péssimo para a credibilidade. O jornalismo que pratica é o chamado “chapa branca”, que se baseia nas versões oficiais e evita reportagens investigativas que mexam com o chamado alto escalão do governo.

As manifestações anárquicas que estão ocorrendo pelo País certamente mudarão muita coisa. Quisera poder mudar toda a estrutura política, pois é evidente que este sistema atual não agrada ninguém. Um bando de privilegiados se enriquece e legisla em causa própria, enquanto o povo trabalha muito, paga muitos impostos e não tem uma vida digna.

Se hoje houvesse um plebiscito para saber se o Brasil deve ter governo, a maioria diria não. Que tivesse administradores profissionais especializados, mas não políticos eternos e corruptos, como os conhecemos. Essa revolta era evidente há muito tempo, mas vinha sendo ignorada. Se 200 mil pessoas assinaram um abaixo-assinado para impedir que Renan Calheiros assumisse a presidência do Senado, por que isso foi ignorado? Não restou outra alternativa, a não ser ir para as ruas.

E agora, ao perceber que essa atitude dá resultado, duvido que os brasileiros e brasileiras fiquem em casa engolindo tanto sapo, quietinhos. Se a Fifa disse que basta mais uma manifestação contra seus representantes para a Copa das Confederações ser cancelada, então é bem provável que isso ocorra. A maioria dos brasileiros não quer a Copa das Confederações e nem a Copa do Mundo. Conseguir que sejam canceladas será uma histórica vitória popular.

Uma coisa é certa: o Brasil não será o mesmo depois desses dias que estamos vivendo. Os déspotas mais esclarecidos terão de rever suas condutas, se der tempo… A tevê em geral, e a Globo em particular, serão obrigadas a mudar sua forma de se relacionar com o Estado e a sociedade. A verdade é que a Internet, em pouco tempo, despertou nas pessoas um nível de esclarecimento que centenas de novelas, programas de auditório e Big Brothers faziam questão de manter amortecidos. Agora a rolha não cabe mais na garrafa.

E você, o que fará no dia 1.o de julho?