Arquivo da categoria: Itália

Por esta sim, lamentemos

Leia o post original por Rica Perrone

Outro dia houve comoção e torcida na imprensa brasileira para que nossos rivais, sujos, desonestos historicamente e responsáveis por duas eliminações nossas manipuladas, estivessem na Copa.

Compreensível, embora eu não tenha a mesma vocação pra ser o bobo do colégio.

Hoje a Itália ficou fora da Copa. E agora sim, seja pelos motivos que for, com todos os mil defeitos que cabem ser listados para explicar a fase, a roubalheira, a crise interna e a perda de território dos clubes locais, há motivos para tristeza.

A Copa do Mundo é um torneio de 20 edições onde Brasil, Alemanha e Itália disputam todas elas sendo os favoritos. Em apenas 3 das 20, um deles não foi a final.

Em 1930, Alemanha e Itália não disputaram.  Em 78, onde a Argentina comprou os jogadores do Peru e eliminaram o Brasil forjando uma final entre Holanda e eles.  E recentemente quando Holanda e Espanha fizeram a decisão.

Em todas as demais, lá estavam elas. As três donas da Copa.

Perder a Itália é perder um pedaço da Copa. O nosso grande rival, a partida que decidiu 2 Copas. O jogo que eliminou a maior das nossas seleções.

Hoje é um dia triste pro futebol.  Ao contrário do que seria aquele 10 de outubro, se o Equador tivesse feito o que deveria.

Até 2022, onde fatalmente será uma das 3 favoritas de novo.

abs,
RicaPerrone

Torres foi um dos melhores laterais do mundo

Leia o post original por Perrone

Quem jogou mais, Carlos Alberto Torres, morto nesta terça, Cafu ou Daniel Alves? Já ouvi de amigos mais jovens essa pergunta algumas vezes. E sempre respondo assim: “Torres, sem a mínima dúvida”.

A maioria dos torcedores que ainda não chegou aos 30, 35 anos provavelmente tem dificuldade para medir quanta bola jogou Carlos Alberto. Sem medo de errar, ele foi um dos melhores laterais que jogaram pela direita do mundo.

O capitão da seleção brasileira na Copa de 70 era um lateral capaz de apoiar o ataque numa época em que os pontas estavam lá para isso. Se jogasse hoje, não deveria nada aos laterais considerados modernos. Tinha habilidade, força física e bom entendimento tático.

Carlos Alberto não desafinava numa orquestra com artistas do porte de Pelé e Tostão. Basta (re)ver seu gol na final contra Itália no Mundial de 1970 em que assinou com classe uma das mais belas pinturas do futebol brasileiro.

Capita foi brilhante não só na seleção, mas também nos clubes que defendeu, como Botafogo, Santos, Fluminense e Cosmos (EUA).

Desculpe Itália, torci pela Alemanha

Leia o post original por Fernando Sampaio

alemanhaToque, toque, toque… Hipnotizantes.

Drible nem pensar.

Alemanha e Itália são duas super escolas de futebol, conquistaram vários títulos, sou fã da seleção alemã desde 1974, primeira Copa que estive presente, perfeitos nos fundamentos, jogo coletivo, inteligente, eficiente, mas sem dribles.

Maradona, Messi, Pelé, Garrincha, Romário, Neymar…

Drible é na América do Sul.

Foi um jogo truncado com dois gols, um construído, outro lambança.

Ai se fosse o Lucão !!!! Ufa, era Boateng.

Nos pênaltis mais craques na lista daqueles que desperdiçaram cobranças importantes: Sócrates, Zico, Messi, Baggio, Platini, Schweinsteiger, Özil, Thomaz Muller….. Teve Pellé também, mas o fake. Não era Pelé. Era tipo Romarinho.

Torci pela Alemanha.

Com todo respeito aos amigos e parentes italianos, não curto retranca. Os alemães procuraram mais o gol, jogaram mais, tem mais qualidade individual. A Azzurra forte é bom para o futebol, fico feliz pela Itália.

 

 

Zico de novo contra Platini

Leia o post original por Quartarollo

Entre 1983 e 1985, Zico brigou diretamente com Michel Platini nos campos da Itália.

Ele na pequena Udinese que se tornou maior com a sua presença e o francês defendendo a gigante Juventus, de Turim.

Já no primeiro ano, Zico marcou 19 gols, um a menos que Platini que jogou, no entanto, seis partidas a mais que o brasileiro.

Zico levantou o orgulho do povo de Udine mesmo no início tendo que enfrentar o olhar enviesado de muita gente porque um time pequeno da Itália pagou 4 milhões de dólares pelo seu passe.

Zico era destaque mundial e tinha feito uma bela Copa de 82, na Espanha, isso já servia de justificativa.

Foi eleito o melhor jogador do mundo em 1983 pela revista World Soccer.

Até o presidente italiano Sérgio Pertini teve que se envolver no assunto para liberar a contratação.

Foi também o jogador mais caro do futebol italiano contratado até então.

Zico superou essa pressão com gols e tornando a Udinese um time que impunha respeito aos adversários.

Depois dele, a Udinese nunca mais foi a mesma. Voltou ao seu lugar de time médio para baixo.

Platini jogou de 1982 a 1987 na Juventus e fez 68 gols. Zico em dois anos fez 57 na Udinese, sendo 19 de falta.

Agora os dois vão se encontrar em outro palco. Faltam detalhes ainda, mas pode ocorrer.

Platini, presidente da Uefa, quer ser presidente da Fifa e Zico também se candidatou.

Platini é favorito. Tem mais dinheiro, a exemplo da época de Juventus quando tinha uma equipe melhor por trás dele, e já está na estrada há mais tempo.

Virou um cartolão sem vergonha nenhuma.

Zico precisa ser indicado pela CBF e já enviou documentação para o presidente Marco Polo del Nero, que pode inclusive esvaziar a intenção do galinho.

De qualquer forma, eles se preparam para mais um embate.

A história da década de 80 mostra dois grandes em combate. Cada um no seu time, cada um no seu campo.

Zico foi dos poucos que ameaçaram na época o reinado de Platini, na Itália.

Os números provam tudo isso.

Entre Platini e Zico sou mais Zico. Como jogador acho que são muito parecidos e foram gênios, mas como pessoa conheço mais Zico que é do bem pra caramba.

Seria uma oxigenação para a Fifa hoje tão suja de denúncias e falcatruas.

 

Suárez arrebentou sonho celeste!

Leia o post original por Neto

Uruguaio Suárez mordeu o zagueiro italiano Chiellini e foi punido pela Fifa

Uruguaio Suárez mordeu o zagueiro italiano Chiellini e foi punido pela Fifa

Confesso que nunca fui exemplo pra ninguém. Quando jogava bola eu era um jogador muitas vezes indisciplinado e explosivo. Cometi alguns equívocos sérios na carreira, como naquele clássico com o ex-árbitro José Aparecido de Oliveira. Mas é coisa do passado! Isso me fez amadurecer demais. E  também me deu a exata noção de que está passando o Luis Suárez nesse momento. Para os mais desavisados o artilheiro da Celeste foi punido por 9 jogos por ter mordido o zagueiro italiano Chiellini. Ou seja, está fora da Copa!

Não tem como negar que a entidade máxima do futebol acertou na mosca em puni-lo. E com rigor já que ele é reincidente no mesmo equívoco. Isso mesmo! Em clubes ele já tinha mordido outros dois caras e já havia sido punido. Aí meu amigo, isso já beira a burrice, né? Ou será que ele pensou que alguma das 3 mil câmeras do estádio não flagraria tal ato de ‘canibalismo’?

Pra falar bem a verdade o Suárez, que é craque e talvez o principal ídolo celeste da atualidade, vai ficar com o filme bem queimado na terra do presidente Mujica. De certa forma a ausência dele na equipe pode ser fundamental em uma eliminação para a Colômbia nas oitavas da Copa. Até porque com ele o Uruguai é um, sem ele o Uruguai é outro completamente diferente. Bem menos perigoso e eficiente.

Em tempo: complementando meu raciocínio, apesar de achar justa uma punição ao Suárez, achei exagero o que a Fifa fez de caçar a credencial do cara. O que significa dizer que além de puni-lo dos jogos, o expulsaram dos bastidores do torneio e o trataram como criminoso. Aí não pode.

Campeões passam vergonha no Brasil

Leia o post original por Neto

Espanhóis se desesperam com eliminação na Copa

Espanhóis se desesperam com eliminação na Copa

A primeira fase da Copa do Mundo ainda não acabou. Mas na minha visão já estão definidos quais são os grandes vexames dessa edição. Quem passou mais vergonha pra mim foi a Espanha, que defendia o título e acabou eliminada no início. A tão temida Fúria tomou um vereio de bola da Holanda e perdeu para o Chile sem ver a cor da bola. Quem diria, hein? Decepção total. Outro time que não encaixou no Brasil foi a Itália. Apesar dos bons valores individuais e o tradicional talento para se organizar taticamente, essa turma do Cesare Prandelli não deu liga por aqui. Os fanáticos tetracampeões estão fora.

E a Inglaterra? Pelo amor de Deus! A verdade é que com exceção feita ao time campeão de 66, o restante acumula uma vergonha atrás da outra em Copas. Esse ano veio para o Brasil uma molecada que tem uma fama danada na Europa. Mas os caras mal conseguiram andar por aqui. O ‘English Team’ não conseguiu uma vitória sequer em três partidas. Ridículo! Se servir de consolo o tal de Wayne Rooney finalmente fez um gol em Copas (na derrota para o Uruguai). Mas assim como o restante da equipe passou vergonha. Aliás, se esses caras jogassem 10% da fama que eles tem no esporte, os ingleses seriam campeão disparados em todas as Copas.

Espanha, Inglaterra e Itália: seis títulos mundiais colocados em campo em vão. Será que as campanhas ruins nessa Copa aconteceram por causa da má preparação ou incompetência de jogadores e treinadores. Uma questão polêmica a se discutir.

O Brasil vai ter que jogar muito para passar pelo Chile e o adeus da Itália. O Fantasma de 1950 continua vivo.

Leia o post original por Nilson Cesar

Acho que o Brasil não tem um time superior tecnicamente ao Chile hoje, mas temos Neymar e os caras não têm. Essa pode ser a diferença no jogo do próximo sábado pelas oitavas de final em Belo Horizonte. Para ganhar … Continuar lendo

O melhor jogo ruim da Copa (Itália 0×1 Uruguai)

Leia o post original por RicaPerrone

Itália e Uruguai contrariaram a lógica e resolveram classificar a Costa Rica.  Após perderem para a campeã do grupo, transformaram o que poderia ser um amistoso no “jogo da Copa”.

E foi, mesmo que o futebol não tenha aparecido.

Hoje, dia em que o mundo devia ter decretado feriado pra ver Uruguai x Itália disputando vaga numa Copa no Brasil, não estava em jogo uma partida de futebol. Os dois times jogam outra coisa bem parecida, muito mais baseada na vontade do que no talento.

Talento que as vezes sobra a Suarez, junto de sua estupidez.  Injustiça? Porque não dizer que sim com uma expulsão discutível e uma outra merecida não marcada?  Talvez. Mas agora tanto faz.

O Uruguai encontrou mais um gol de raça, sufoco, do jeitinho que eles gostam. A Itália, que na primeira rodada eu vi na final, cumpriu a previsão.  Ou sai na primeira fase, ou vai pra final.

Esqueci da Costa Rica. E ficou na primeira fase o meu finalista.

Em jogo de Balloteli e Suarez o menos notável é a bola. Um saiu machucado, o outro ficou merecendo sair. Mas sairá, porque a FIFA vai ver as imagens e suspende-lo, lamentavelmente  e com toda justiça.

A Copa América foi antecipada. E agora é quase oficial:   eles não são tão bons assim jogando em estádios com gente pulando e contra times que levam a campo mais do que futebol e tática.

E nós, que esperamos pra ver os heróis do outro continente, estamos descobrindo que os nossos são mais fortes.

abs,
RicaPerrone

Pirlo, o distribuidor

Leia o post original por RicaPerrone

pirlo

Este é Pirlo.  Quase “idoso” pro futebol, joga na seleção da Itália como um brasileiro. Corre menos que os outros, cadência o jogo e faz a bola correr em seu lugar.

Os dados da OptaSports sobre o jogador na partida contra a Costa Rica mostram como erra passes esse Pirlo….

Captura de Tela 2014-06-20 às 15.10.00

Sim, senhores. Cada setinha verde é um passe certo de Pirlo. Para todos os lados, em todas as distâncias.

Não é mole não.

abs,
RicaPerrone

No grupo da morte quem “matou” foi a Costa Rica. Inglaterra “morreu” e Itália e Uruguai jogam a vida na última rodada

Leia o post original por Quartarollo

A Costa Rica é a grata revelação dessa Copa do Mundo. Depois dos surpreendentes 3 x 1 sobre o Uruguai, bateu a Itália, 1 x 0, com autoridade e ainda teve um pênalti claro de Chiellini em Campbell pouco antes … Continuar lendo