Arquivo da categoria: Libertadores

Empates na América

Leia o post original por Flavio Prado

Foto: RODRIGO BUENDIA/AFP

Corinthians e Santos empataram seus compromissos pelas competições continentais. O santista dormiu mais tranquilo do que o corintiano.

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

O Corinthians pela Copa Sul-Americana ficou no 1×1 em casa contra o Racing. O time brasileiro fez ótimo primeiro tempo, abriu o placar com Maycon em bela jogada de Marciel e poderia ter feito mais. O segundo tempo foi bem diferente. O time argentino dominou o jogo, tirou a velocidade e o espaço do Corinthians e merecidamente chegou ao empate. O time argentino joga pelo 0x0 em casa.

A situação do Santos na Libertadores é mais tranquila. Conseguiu o empate com gols no Equador contra o Barcelona. O Santos não perde faz tempo, mas preocupa o recuo exagerado quando está em vantagem. Tomou sufoco desnecessário e correu riscos nos minutos finais em Guayaquil. Lucas Lima e Bruno Henrique saíram com dores musculares, são os jogadores mais importantes do Santos no momento, é fundamental para o time que a dupla chegue bem na Vila Belmiro.

 

Corinthians ainda perderá mais alguns jogos mas será Campeão Brasileiro.

Leia o post original por Nilson Cesar

Calma torcedor do Corinthians . O time ainda vai perder mais alguns jogos mas será Campeão Brasileiro.  Só faço a ressalva de perder para times muito fracos  tecnicamente e dentro de casa. Agora não pode perder mais. Já deu a cota,. Carille e seus comandados estão de parabéns até agora. A campanha está espetacular. Vejo só o Grêmio em condições de brigar com o Corinthians pelo título até o final. O campeão matematicamente deverá aparecer somente nas 2 ultimas rodadas e isso irá garantir emoção até o final da competição. Definições para os quatro primeiros que irão para a Libertadores e aqueles que irão  ser rebaixados para a série B. Muita água ainda vai rolar e o bicho vai pegar …

Não há desculpa

Leia o post original por Rica Perrone

“Futebol é foda”. “Faz parte”.  Eu conheço todas, você também.  Mas esse time do Atlético pode até não ganhar nada, mas tem por obrigação jogar futebol. Pela forma que foi montado, pelo tempo juntos, pelas boas competições que esteve na briga, pelo apoio da sua gente e por toda expectativa gerada em torno de tantos …

Palmeiras irá se superar e vai seguir na Libertadores.

Leia o post original por Nilson Cesar

Acredito que o Palmeiras terá uma jornada de superação e seguirá em frente na Libertadores da América. O time ainda não está formado e já estamos no mês de agosto. Cuca a exemplo de seus jogadores não está vivendo um grande ano. Deve passar para quartas de final da Libertadores , mas para conquistar o título vai ter que jogar muito mais futebol do que vem apresentando na temporada. A torcida fará a sua parte e tenho certeza que o Verdão tem condições de eliminar o Barcelona do Equador. O meu palpite é de uma vitória do Palmeiras hoje. 2 x 0. Ficarei na torcida do Verdão.

Só o Grêmio vai incomodar o Corinthians até o final.

Leia o post original por Nilson Cesar

Parabéns ao Corinthians e Grêmio. Os técnicos Carille e Renato Gaúcho estão realizando um trabalho sensacional. Hoje são os dois principais treinadores do futebol do Brasil. Acho que o Corinthians será o campeão, mas irá até as rodadas finais a indefinição. Não acredito em nenhuma outra equipe brigando pelo título. Isso é para repensarmos muita coisa. Carille e Renato Gaúcho mostram grande competência e poucos acreditavam nesses caras. As vezes na vida precisamos só de uma oportunidade. Flamengo e Palmeiras devem brigar apenas por vaga na Libertadores da América. Com a bola que vem jogando não acredito em título do Palmeiras na Libertadores também. O segundo turno promete ser muito legal e o São Paulo não irá ser rebaixado para a série B.

SPFC luta contra queda em meio a fim de plano que reduz força de técnico

Leia o post original por Perrone

No final de maio do ano passado, com o time nas semifinais da Libertadores, Gustavo Vieira de Oliveira, então diretor executivo do São Paulo, celebrava o início de um projeto a longo prazo para o clube. O plano previa o fortalecimento da comissão técnica fixa tricolor, a efetivação de um modo de jogar que seria aplicado também nas categorias de base e a diminuição do poder do treinador. Entre outros benefícios para a agremiação, ele previa que as trocas de treinadores seriam menos traumáticas. Sairia o comandante, ficaria a maioria da comissão, e o novo trabalho não começaria do zero.

Hoje, pouco mais de um ano depois, vítima da combinação entre política conturbada e maus resultados em campo, o sistema idealizado pelo filho do ex-jogador Sócrates está aniquilado.

Em meio a uma de suas maiores crises técnicas e da luta contra o rebaixamento no Brasileiro, o São Paulo enfrenta praticamente tudo que o plano do ex-dirigente queria evitar: instabilidade técnica e tática, mudanças radicais na comissão técnica e  treinadores com amplos poderes.

Em setembro do ano passado, golpeado pela eliminação na Libertadores e por uma forte pressão política pela sua saída de seu mentor, o projeto de Gustavo começou a virar pó com a saída dele. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, que havia abençoado o planejamento do executivo, não resistiu às cobranças de conselheiros e diretores, trocando o ex-dirigente por Marco Aurélio Cunha.

Seguidas mudanças na direção de futebol e no comando técnico também ocorreram. Depois da saída (contra a vontade da diretoria) de Edgardo Bauza, que simbolizava o projeto de diminuição do poder de treinadores no Morumbi, passaram pelo comando técnico Ricardo Gomes e Rogério Ceni antes da chegada do atual treinador, Dorival Júnior, sem contar os interinos.

Foram diversas as transformações de filosofia de jogo enfrentadas pela equipe, ao contrário do que previa o projeto de Gustavo.

Com a chegada de Rogério para a temporada de 2017, foi abandonada a ideia do treinador com poderes limitados. Ele trouxe dois auxiliares estrangeiros e filosofias próprias para implantar no clube.

Ceni não aguentou aos seguidos fracassos do time. Viu um de seus assistentes pedir as contas dias antes dele ser demitido.

Em seguida, veio o golpe fatal no sistema de estabilidade idealizado anteriormente. A comissão técnica fixa, antes vista como fundamental, foi parcialmente destruída. Acabaram demitidos o preparador físico José Mário Campeiz e o treinador de goleiros Haroldo Lamounier, alvos de pressão de conselheiros.

O auxiliar técnico permanente, Pintado, também não resistiu e foi convidado para atuar na integração entre as categorias de base e o time principal. Ele era fundamental no antigo projeto para diminuir o poder dos treinadores. Cabia a ele dialogar com os técnicos e trabalhar pela filosofia do clube.

Dorival chegou com um auxiliar, um analista de desempenho, um preparador físico e ainda indicou um preparador de goleiros. Ou seja, a ideia de as trocas no comando provocarem menos traumas no clube e não representarem o recomeço do zero também foi sepultada.

A atual diretoria, comandada pelo mesmo presidente que avalizou as ideias de Gustavo e com Vinícius Pinotti como executivo, nega interferência política nas trocas realizadas. Internamente, são feitas críticas à decisões do passado, da época em que o filho de Sócrates estava no comando e que estariam sendo corrigidas agora.

O mundo podia acabar amanhã

Leia o post original por Rica Perrone

Amanhã é sexta-feira, 7 de julho e não tem futebol. Dia ideal para que o mundo fosse atingido por um meteoro enorme e a humanidade fosse destruída parcialmente. Que ficassem poucos, os bons, e especialmente os dispostos a contar sobre este Botafogo. Não sabemos se haverá uma quarta de final, uma semi, uma final. Talvez …