Arquivo da categoria: Lucas Pratto

Superestimado e “infeliz”

Leia o post original por Rica Perrone

Lucas Pratto não é ruim. É bom jogador, e já abro dizendo isso porque quando foi pro Galo disse rigorosamente o mesmo apenas alertando que “não era craque”, e já se criou a tese de que “O Rica disse que o Prato é ruim”.

Pratto valeu pro Galo 13 milhões na compra, 40 na venda. É inegável seu bom negócio, até em campo onde ele foi bem.  Ao se transferir pro SPFC venderam um cara de 28 anos por 40 paus. Ou 20 milhões por 50%. Tanto faz.

Nunca entendi seu valor. 40 milhões? O Pratto?

Enfim. Raça agrada torcida, e ele tem.  Dito isso vem o River Plate com oferta e se eu fosse o SPFC venderia. Não porque é ruim, mas porque diminui muito o prejuízo da transferência sem juízo que o clube fez ao contrata-lo por este valor.

Ele está prestes a fazer 30 anos, não terá “futuro brilhante” e nem é provável que se torna uma venda memorável. Então, se não se trata de um craque, se custa um valor fora do normal e não está “feliz”, conforme diz a Globo.com, porque rejeitar?

Entrega logo.

A infelicidade é reciproca. Ninguém no SPFC deve ter adorado a temporada dele. Até porque ele parece estar pesando o mesmo que eu.

Pratto foi superestimado por ser convocado pra fraca seleção argentina. Como Buffarini e tantos outros que usam como referência ser selecionável por lá.  Ele é bom, mas é só bom.

Se o Pratto vale 40 milhões eu honestamente não sei avaliar quanto valeria o França hoje. Lembra dele? Então…

abs,
RicaPerrone

Devolve o Pratto pra Argentina!!!

Leia o post original por Craque Neto

Soube que o São Paulo recebeu uma proposta de 10 milhões de dólares do River Plate da Argentina para contratar o atacante Lucas Pratto. Se sou o presidente Leco eu vendo na hora! O gringo fez só 7 gols nesse Brasileirão em 35 partidas. Vergonhoso! E analisando que o Tricolor pagou R$ 20,7 milhões para o Galo em um jogador que está prestes a completar 30 anos, valeria muito a pena negociá-lo. Digo, logicamente, porque o custo-benefício seria bom. Hoje o Pratto nem de longe lembra o jogador raçudo e artilheiro dos tempos de Velez e Atlético/MG. Desempenho que inclusive o […]

O post Devolve o Pratto pra Argentina!!! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

O Pratto esteve de SACANAGEM em 2017???

Leia o post original por Craque Neto

Quando o São Paulo demonstrou interesse em tirar o Lucas Pratto do Atlético/MG não vi ninguém criticar a atitude. Afinal a proposta era gastar 6 milhões de Euros (ou mais de R$ 20 milhões) naquele que podia ser considerado um dos MELHORES centroavantes em atividade por aqui. No Galo tinha feito 41 gols em pouco mais de 100 jogos. Uma média interessante que o fez ser ídolo nas Minas Gerais. Fora o estilo ‘9’ referência que estava faltando ao elenco do Tricolor. Só que o cara chegou e tirando um comecinho interessante, vem acumulando uma passagem bem apagada no São […]

O post O Pratto esteve de SACANAGEM em 2017??? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: os quatro principais responsáveis pela evolução do São Paulo

Leia o post original por Perrone

Hernanes

A chegada do meio-campista colocou a equipe em outro patamar. O São Paulo passou a ter um jogador que decide partidas, mantém a regularidade e combina experiência e força emocional para enfrentar o momento desesperador de luta contra o fantasma da B. Ele contagiou tecnicamente e emocionalmente os companheiros.

Diretoria

Conseguiu reforçar a equipe após a saída de atletas negociados. Além de Hernanes, Petros foi uma contratação de alto nível. Jogadores contratados no início do ano também se destacam, como Jucilei e Lucas Prato. O volante esteve quase sempre bem. Já o atacante evoluiu junto com a equipe. Os acertos, porém, não mudam o fato de que a direção foi a principal responsável pela situação delicada. Tudo começou com a decisão de montar um planejamento com o estreante Rogério Ceni e depois dar pouco tempo para ele desenvolver seu trabalho. A inexperiência do ex-goleiro como técnico foi questionada, mas todos sabiam que ele estreava estreando na profissão.

 Torcida

Organizadas hostilizando os jogadores e as arquibancadas do Morumbi às moscas. Esse histórico são-paulino em momentos de futebol ruim foi deixado de lado. O torcedor lotou jogos e até treino. Não esperou o clube ser rebaixado para dar demonstração de força. O apoio da massa ajudou os jogadores a terem calma para saírem do buraco.

Dorival Júnior

Custou, mas o treinador deu padrão de jogo à equipe. Nas últimas partidas conseguiu acabar com os erros infantis na defesa (bata na madeira, tricolor). A equipe também passou a ser mais objetiva no ataque. A atuação na vitória contra o Santos foi digna de time que briga pelo título.

Palmeiras agrava angústia do SP

Leia o post original por Antero Greco

Se você pegar apenas o placar, imaginará que Palmeiras x São Paulo foi um clássico empolgante. Claro, 4 a 2 chama a atenção, é significativo. Verdade, em parte. Gols sempre são bem-vindos no futebol. Desde que reflitam consequência de bom desempenho.

E, a rigor, nem os vencedores verdes tampouco os perdedores tricolores tiveram atuação notável no clássico disputado na tarde deste domingo no Allianz Parque. Ganhou a turma da casa por boas jogadas individuais e, de certa forma, por ter sido um pouco menos instável. O que não significa que finalmente tenha encontrado uma forma confiável de jogar.

Palmeiras e São Paulo continuam em busca de identidade. Com uma diferença: um time está na parte de cima da tabela (36 pontos e a quarta colocação), o outro permanece na zona de rebaixamento (23 pontos, 27 a menos do que o líder Corinthians).

No mais, se assemelham na oscilação, em falhas defensivas, em inquietação dos respectivos treinadores para encontrar o equilíbrio. Essas limitações ficaram evidente até no andamento do marcador. O Palmeiras, por exemplo, começou melhor, mas cedeu a vantagem ao São Paulo num contragolpe em que Pratto serviu Marcos Guilherme.

Os palmeirenses sentiram o baque, esqueceram o pouco de organização, se expuseram, correram risco de levar o segundo (chute de Marcos Guilherme no travessão). Mas viraram com dois belos gols de William. O São Paulo só não ficou no prejuízo porque Hernanes empatou pouco antes do intervalo.

Na segunda parte, prevaleceu a força do elenco. Dorival havia feito uma substituição forçada (Gilberto no lugar de Pratto, contundido) e ainda recorreu a Lucas Fernandes (na vaga do apagado Cueva) e Denilson (Marcos Guilherme). Não funcionaram. Já Cuca colocou Keno e tirou Bruno Henrique, depois apostou em Hyoran para a posição de Guerra e no finalzinho mandou Thiago Santos a campo para segurar a vantagem e sacou Deyverson.

O São Paulo teve espasmos de bom futebol, achou três contra-ataques e, num deles, poderia ter marcado, com Rodrigo Caio. O Palmeiras teve mais posse de bola, menos nervosismo do que em ocasiões recentes, uma pitada de ousadia e pontaria. Assim fez o terceiro, com bonita finalização de Keno, na meia-lua. E, já nos acréscimos, Hyoran fechou a conta.

As duas equipes terão dificuldade intensa até o final do campeonato. O Palmeiras dá uma respirada, porém se mantém longe do ideal. O São Paulo esboça reação, às vezes se comporta bem, mas carrega o peso da má fase. Por sorte, ou consolo, ninguém dispara à frente dele, o que lhe dá esperança – ainda grande – de evitar a Série B. Mas precisa acordar logo.

Tá na Zona! De novo?

Leia o post original por Craque Neto

Dá pra acreditar que o São Paulo recebeu o Coritiba após uma sequência de bons resultados em perdeu em pleno Morumbi com mais de 53 mil torcedores? Incrível! Sinceramente vejo sim o Tricolor com um bom elenco. Depois da diretoria fazer do time um balcão de negócios na ‘gestão Rogério Ceni’, eles remontaram um grupo com bons nomes. Poxa vida, que clube no Brasil tem um meio-campo com Petros, Jucilei, Hernanes e Cueva? Quem tem um centroavante da qualidade e oportunismo do Lucas Pratto? Pelo amor de Deus! Agora sinceramente não sei o que está acontecendo. Alguma coisa aí não […]

O post Tá na Zona! De novo? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

O último que sair apaga a luz?

Leia o post original por Craque Neto

O Zenit da Rússia fez uma proposta de R$ 44 milhões e deve tirar o zagueiro Rodrigo Caio do São Paulo. Se concretizada o jogador será mais um nome importante a deixar o clube. Sei que muita gente da imprensa tem valorizado a direção do Tricolor por vender bem seus atletas. Mas fazer isso no meio de uma competição importante como é o Brasileirão soa como desdém. Afinal, na esfera esportiva, quais as aspirações da turma do presidente Leco para a temporada 2017? Do planejamento feito pelo técnico Rogério Ceni no início da temporada o time praticamente todo foi alterado. […]

O post O último que sair apaga a luz? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Comentaristas analisam se gol de Jô estava impedido

Leia o post original por Craque Neto

O gol do Corinthians contra o São Paulo na partida de volta da semifinal do Paulistão está gerando polêmica. Os comentaristas analisam o lance para ver se há impedimento do atacante Jô.

O post Comentaristas analisam se gol de Jô estava impedido apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Guerrero ou Pratto???

Leia o post original por Craque Neto

Esses dias estávamos discutindo no programa quem era o melhor artilheiro gringo do Brasil? Até em cima desse retrospecto maravilhoso que o Lucas Pratto vem tendo nesse início de São Paulo (são 3 gols em duas partidas). Pra falar a verdade acho o argentino um baita centroavante. Um cara de personalidade que tem todos os fundamentos perfeitos para um artilheiro. Sabe chutar com as duas pernas e também cabeceia com precisão. Está mais do que ambientado ao futebol brasileiro. Afinal nas últimas temporadas arrebentou com a camisa do Atlético/MG. Agora sinceramente tenho uma tendência a preferir o hoje rubro-negro Paolo […]

O post Guerrero ou Pratto??? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

“Máquina Tricolor” goleia Ponte Preta e vira forte candidata ao título!

Leia o post original por Milton Neves

A Ponte Preta quase estregou a festa são-paulina dentro do caloroso Morumbi.

E seria um belo presente de grego a Rogério Ceni, não é mesmo?

Após o vexame diante o Audax, perder em casa seria uma verdadeira tragédia.

Embora Sidão tenha falhado no primeiro gol, e feio, o Tricolor jogou demais!

E bem diferente do apático “São Paulo 2016”, este “São Paulo versão 2017” mostrou muito empenho, técnica e principalmente, muita raça.

Cueva, o novo maestro dono da “camisa 10”, acabou com o jogo!

Mas convenhamos, apesar de um ou dois erros, os comandados de Ceni foram ótimos.

Gilberto, que marcou três gols no 5 a 2, agora cai nas graças da torcida.

Pobre Macaca… Levou a virada ainda no primeiro tempo e no segundo, uma “senhora” goleada.

Agora eu lhe pergunto, querido torcedor:

Se sem Lucas Pratto e Jucilei o São Paulo jogou de forma arrasadora, quem é que vai encarar essa “Máquina Tricolor”?

OPINE!!!