Arquivo da categoria: Marcelinho Carioca

Será que ele vai entrar para a história?

Leia o post original por Craque Neto

Quando a diretoria do Corinthians acertou a contratação do atacante Jô não nego que fiquei com uma pulga atrás da orelha. Até porque ele vinha de péssimas temporadas e uma dispensa de um clube do fraco futebol chinês. Pra piorar foi divulgado que o clube pagaria uma nota preta para trazê-lo de volta. Até o intermediário arrancou um quase R$ 2 milhões na transação. É brincadeira? Mas para minha surpresa – e acredito que para a maioria das pessoas – Jô vem arrebentando nesta temporada. Não só é o artilheiro da equipe com 17 gols em 45 confrontos, como também […]

O post Será que ele vai entrar para a história? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Quem foi o melhor batedor de falta de todos os tempos? Marcelinho Carioca garante que foi ele…

Leia o post original por Milton Neves

Marcelinho abraça Osmar de Oliveira em 10 de maio de 2014, durante evento-teste da Arena Corinthians. Foto: Marcos Júnior Micheletti 

Marcelinho Carioca, um dos grandes nomes da história do Corinthians, deu uma declaração no programa “Bem, Amigos”, do SporTV, que causou grande repercussão nas redes sociais.

Questionado sobre o lugar que ocuparia em um ranking dos melhores batedores de falta de todos os tempos, o eterno camisa 7 do Timão não titubeou:

“Em primeiro. Não quero ser hipócrita. O aluno aprende com o mestre, eu aprendi com o Zico. Muito treinamento, muita dedicação. Não é meter uma marra, longe disso”.

Logo, o assunto passou a ser muito comentado pelos internautas de plantão.

Alguns concordando com Marcelinho, outros criticando a falta de humildade do ídolo alvinegro…

Mas agora eu quero saber a sua opinião, amigo internauta!

Você concorda com Marcelinho Carioca?

Ou colocaria outro nome em primeiro lugar neste ranking imaginário?

E, nos comentários, coloque os cinco maiores cobradores de falta que você viu.

Opine!

Neymar faz gol igual a Zico e dá vitória ao Brasil na estréia de Dunga

Leia o post original por Quartarollo

Neymar bateu falta lembrando Zico, Zenon, Marcelinho Carioca e outros grandes batedores da história do futebol brasileiro. Foi aos 37 do segundo tempo e serviu para derrotar a Colômbia, 1 x 0, em Miami, na estréia do técnico Dunga, ou … Continuar lendo

Papo Reto com Marcelinho Carioca

Leia o post original por Neto

Nesta quinta-feira tive um ‘Papo Reto’ com um dos maiores ídolos da história do Corinthians. Se não for o maior, viu? Meia de categoria diferenciada, Marcelinho Carioca falou sobre a carreira, contou histórias curiosas e mostrou sinceridade ao revelar situações inusitadas, como quando teve o atrito com o companheiro Ricardinho no início dos anos 2000. Esculachou o técnico Vanderlei Luxemburgo e confessou que por muitos anos foi induzido a ter atitudes polêmicas por influência de pastores religiosos. Uma das melhores resenhas que fiz desde que começamos a fazer o programa aqui no UOL Esporte. Acompanhe!!!

Quarta-feira o Pacaembu vai tremer. De medo!

Leia o post original por Odir Cunha

Quarta-feira próxima o Pacaembu estará repleto de corintianos. Todos com o coração na mão. Novamente o time estará bem perto de conseguir algo que é comum aos outros três grandes de São Paulo: alcançar uma final de Libertadores. Porém, bastará uma derrota, normal, plenamente possível, para que o sonho do alvinegro da capital seja adiado mais uma vez. Essa pressão enorme sobre o adversário é um trunfo que os santistas levarão a campo nesse jogo extremamente nervoso.

Se souber jogar com determinação e inteligência, o Santos explorará a instabilidade emocional do adversário e sairá do Pacaembu classificado para a sua quinta final da competição mais importante da América do Sul. Sim, porque por mais que o Alvinegro Praiano também queira esse título – que será a cereja do bolo no ano do seu Centenário –, a pressão maior para obtê-lo estará com o time da capital.

A cada vez que Neymar pegar na bola, que Paulo Henrique Ganso preparar um de seus passes, que Elano se preparar para cobrar uma falta ou um escanteio, a torcida adversária prenderá a respiração. Uma vitória do Santos garantirá, no mínimo, que a disputa vá para os pênaltis, como aconteceu contra o Vélez Sarsfield. E as lembranças corintianas de disputas de pênaltis na Libertadores é a pior possível.

Há 12 anos, na Libertadores de 2000, o alvinegro paulistano estava tão confiante de que venceria o Palmeiras também no segundo jogo da semifinal, que um diretor dispensou a palestra acertada com o motivador Roberto Shyniashiki, transferindo-a para antes do jogo contra o Boca Juniors, pela final. O Corinthians tinha vencido o Palmeiras por 4 a 3 no primeiro jogo da semifinal e precisaria apenas de um empate naquela terça-feira, dia 6 de junho de 2000, para decidir o título com o Boca.

Depois de Euller abrir o marcador para o Palmeiras, Luizão fez dois gols e deixou o Corinthians na frente. Parecia que tudo estava decidido, mas Alex e Galeano – este, de cabeça, nos instantes finais do jogo – deram a dramática vitória aos alviverdes e levaram a decisão para as penalidades. Então, como se sabe, Marcelinho Carioca, o Pé de Anjo, chutou para Marcos defender, no momento recente mais doloroso da história do alvinegro da Zona Leste. Reveja as cobranças de pênaltis que impediram o Corinthians de chegar à sua primeira final de Libertadores:

Se bem explorada, essa pressão psicológica que se abaterá sobre o rival acabará provocando falhas e desatenções que, se bem exploradas por Neymar, Ganso & Cia serão decisivas nesse confronto em que o adversário viverá um medo descomunal de perder. Restará ao Santos ter muita vontade de ganhar.

Pênalti voador roubou o empate dos reservas

Perceba no lance abaixo que Gérson Magrão toca a bola, que se afasta do domínio de Ibson. Ao perceber que a perdeu, o jogador rubro-negro junta os pés e, na atitude clássica dos cavadores, mergulha no gramado. O árbitro Francisco Carlos Nascimento, que pouco antes não tinha marcado falta clara em Dimba, dá o pênalti e completa o serviço. Lamentável! Os reservas não mereciam perder.

Como o Santos deverá se aproveitar do nervosinho do rival na quarta-feira?