Arquivo da categoria: Maycon

Dessa vez não acredito em desmanche no Timão! E por um motivo meio óbvio…

Leia o post original por Craque Neto

O Corinthians é líder isolado do Brasileirão e o grande momento já faz muito torcedor temer um possível desmanche do elenco, a exemplo do que aconteceu no início de 2016 com o time hexa campeão. Naquela ocasião houve uma debandada de boa parte dos titulares, entre eles Gil, Ralf, Jadson, Renato Augusto, Malcom e Vagner Love. A diretoria não fez a reposição à altura (erro do Sr. Tite também, diga-se de passagem!) e a equipe patinou feio na temporada. Mas dessa vez não consigo observar possibilidade de algo parecido. E pelo simples motivo do elenco ter individualmente menos qualidade técnica, […]

O post Dessa vez não acredito em desmanche no Timão! E por um motivo meio óbvio… apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Méritos de um grupo jovem, competente e agora CAMPEÃO!

Leia o post original por Craque Neto

Esses dias me perguntaram nas ruas se o aproveitamento dos jogadores da base do Corinthians em 2017 estaria acontecendo por necessidade ou opção técnica. A resposta é óbvia: necessidade monstra até pela crise financeira que vem batendo há alguns anos no clube. Mas já tinha visto isso no Santos em 2002. A molecada da base é sim a solução na maioria das vezes. Ainda mais quando o departamento amador vem colhendo frutos expressivos há alguns anos, como no caso do Timão. Ali se colecionou títulos da Copa São Paulo e até Tri Mundial sub-17. Era claro que daria resultado. O […]

O post Méritos de um grupo jovem, competente e agora CAMPEÃO! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Moral pra molecada!

Leia o post original por Craque Neto

Muita gente tem repercutindo a derrota do Corinthians para o Internacional nas cobranças de pênaltis e a consequente eliminação na Copa do Brasil. Principalmente porque dos três desperdiçados, dois foram chutados pelos jovens meia Maycon e o lateral Guilherme Arana. Tem gente da imprensa querendo criar polêmica de um possível um mal estar dentro do vestiário corintiano porque alguns dos mais experientes teriam se escondido no momento decisivo. Querem saber? Conversa fiada! Esse Corinthians atual está no caminho certo. Se discute a qualidade do elenco atual principalmente porque muitos desses atletas são meninos formados nas categorias de base do clube. Ainda assim […]

O post Moral pra molecada! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Corinthians mostra evolução ofensiva

Leia o post original por Flavio Prado

No primeiros jogos do ano, Fábio Carille tinha clara preocupação com o sistema defensivo do Corinthians. No segundo turno do Brasileiro do ano passado, o time perdeu a consistência que mostrava nos anos anteriores.

O Corinthians voltou a ser time difícil de ser batido. Cássio trabalha pouco em 2017, mas o time criava muito pouco, nos jogos contra Santo André, Novorizontino e Brusque a dificuldade no setor ofensivo foi evidente.

Parece que o Corinthians entrou em um novo estágio do trabalho. Nos últimos jogos, o time procura ficar mais com a bola e trocar passes. Algumas peças se encaixaram muito bem no time. Jádson chegou e melhorou a criação da equipe, jogando da direita pro meio, do outro lado um jogador mais agudo e de chegada ao ataque.

Guilherme Arana e Maycon retornaram da seleção sub-20 e entraram muito bem no time. Arana é um jogador técnico, tem bom passe e precisão nos cruzamentos, evoluiu na marcação. Maycon deu dinâmica e força ao meio-campo. Marca e tem força para chegar no ataque, além do bom passe na saída de bola.

Opinião: venda de Elias escancara fraco planejamento do Corinthians

Leia o post original por Perrone

Em recente entrevista coletiva, Roberto de Andrade, presidente do Corinthians, disse que o planejamento do clube para 2016 foi bem feito. A declaração soou estranha para torcedores corintianos que viram o campeão brasileiro do ano passado se enfraquecer na atual temporada. E ficou mais difícil de engolir a afirmação após a venda de Elias para o Sporting.

Havia muito tempo que os dirigentes corintianos sonhavam em aliviar despesas negociando o volante. Tanto que em 2015 ele só não foi parar no Flamengo porque exigiu que a direção alvinegra assumisse publicamente o desejo de fazer o negócio.

Porém, apesar desse desejo, o Corinthians emprestou duas promessas de suas categorias de base que poderiam hoje substituir Elias. Marciel foi emprestado numa troca por Williams sob a justificativa de que não teria espaço no time principal. Na ocasião, a explicação dada foi que Maycon merecia mais a vaga na equipe de cima do que ele. Só que cerca de um mês antes da venda de Elias, o promissor Maycon foi por empréstimo para a Ponte Preta. Ou seja, em nenhum momento o Corinthians planejou formar em casa um substituto para Elias. Preferiu, antes da saída de Maycon, contratar Camacho, que pode fazer esse papel.

E assim, o alvinegro segue o seu planejamento, o mesmo que não previu a saída de Tite para a seleção, esperada desde 2015. O tempo para transformar um membro da comissão técnica em substituto de Adenor foi desperdiçado da mesma forma que aconteceu em relação ao sucessor de Elias.

Corinthians ressurge e São Paulo afunda

Leia o post original por Quartarollo

Com a vitória sobre o Cerro Porteño, 2 x 0, no Itaquerão, ontem à noite, o Corinthians ressurgiu na Libertadores e agora mais do que nunca só depende dele mesmo para se classificar para as oitavas de final.

Mesmo que não vença o Independiente Santa Fé, em Bogotá, no dia 6 de abril, ainda assim decide em casa contra o Cobresal, no dia 20 do mês que vem, e com 12 pontos estará classificado.

Havia uma certa apreensão antes do jogo já que um empate poderia gerar mais pressão na sequência da Libertadores.

O Corinthians ainda não jogou o bom futebol do ano passado, mas foi melhor que o Cerro e mereceu vencer.

Lucca fez o primeiro gol, participou ativamente do segundo feito contra pelo zagueiro Mareco e ajudou demais ao Corinthians.

Destaques também para Maycon, menino vai ganhando espaço com Tite; Giovani Augusto caiu nas graças da torcida e Fagner vivendo grande momento.

Guilherme continua devendo. Posicionado um pouco mais atrás do que estava acostumando ainda demonstra certa dificuldade em se adaptar, mas é bom jogador e talvez seja a solução para a posição.

Quando Elias voltar de contusão pode ajudar muito a mobilidade do meio-campo com sua categoria e experiência.

Enquanto o Corinthians ressurge com força, o São Paulo cai pelas tabelas. Acabou apenas empatando com o Trujillanos, em Valera, na Venezuela.

Cidade longe para chegar, dificuldades de logística, um cansaço incrível e o tricolor começou perdendo, mas empatou com Paulo Henrique Ganso que tem jogado bem, mas perdeu um pênalti no segundo tempo.

Com esse empate, o São Paulo praticamente dá adeus à Libertadores e pode começar a limpa no Morumbi antes do previsto.

A diretoria garante o técnico Edgardo Bauza, mas acreditar na palavra da diretoria está difícil.

Michel Bastos tem proposta para sair e por estar estremecido com a torcida organizada, pode ser negociado para o Brasileiro.

O São Paulo precisa se organizar urgentemente.

Prometi que ia dar um tempo para o Lugano porque senão iria aparecer perseguição, mas ele perdeu de cabeça no primeiro gol do Trujillanos, mas é o ídolo maior da torcida. Boa sorte.

Mexe aqui, muda ali, e Tite remonta time

Leia o post original por Antero Greco

Ele não corria risco em Ribeirão Preto. O Corinthians podia até perder a terceira partida consecutiva que ninguém pediria cabeça, como já pedem a de Edgardo Bauza ou como cortaram a de Marcelo Oliveira.

Mas Tite, como sempre nos últimos tempos, mostrou trabalho diferente, que rende frutos.

O Corinthians modorrento do início da temporada, quando um terremoto levou os melhores jogadores embora, mantém o processo de remontagem. E dá sinais de renascimento. Mesmo com um mistão – sem seis titulares e Elias machucado – se comportou bem diante dos botafoguenses.

O zagueiro Balbuena já disse a que veio, o jovem Maycon, da base, joga futebol de gente grande. Outros reservas mostraram serviço. Deixaram no ar a esperança de que, na quarta-feira, contra o Cerro, pela Libertadores, vai lembrar o time do ano passado.

Soa otimismo exagerado, mas foi a impressão que ficou da vitória por 3 a 0 sobre o Botafogo, no estádio Santa Cruz. Não fosse a atuação do veterano goleiro Neneca, a turma de Ribeirão teria amargado uma goleada daquelas. Embora, ressalva se faça, não é nenhuma maravilha.

O time de Márcio Fernandes começou marcando forte e tentou impedir as triangulações corintianas. Mas não conseguiu, principalmente pelo lado esquerdo da defesa.

No ataque, o centroavante Alemão também não conseguiu repetir o feito de outras ocasiões contra o Corinthians: no juvenil do Santos, ele tinha feito dois gols e sofrido um pênalti numa semifinal de campeonato paulista sub-20. E jogando pela Ponte Preta já tinha feito gol no “Timão”, no campeonato paulista de 2014.

Panorama ideal para o Corinthians cumprir a missão. E assim foi. Aos 16 minutos, o zagueiro Felipe fez 1 a 0. No comecinho do segundo tempo, Danilo desviou de cabeça e Neneca não pôde fazer nada: 2 a 0. Aos 20 minutos, Neneca tentou cortar um cruzamento e a bola sobrou para Maycon: 3 a 0.

Conta fechada.

Com paciência, inteligência e respaldo, Tite aos poucos forma nova versão do Corinthians.

(Com participação de Roberto Salim.)