Arquivo da categoria: Nacional

Veja os bastidores do tradicional clássico ‘Juvenal’

Leia o post original por Craque Neto

Direto do Estádio Conde Rodolfo Crespi, na Rua Javari, Moóca, o repórter Nivaldo de Cillo acompanha os preparativos para a partida entre Juventus e Nacional, o clássico ‘Juvenal’ pela Copa Paulista.

O post Veja os bastidores do tradicional clássico ‘Juvenal’ apareceu primeiro em Craque Neto 10.

O mundo podia acabar amanhã

Leia o post original por Rica Perrone

Amanhã é sexta-feira, 7 de julho e não tem futebol. Dia ideal para que o mundo fosse atingido por um meteoro enorme e a humanidade fosse destruída parcialmente. Que ficassem poucos, os bons, e especialmente os dispostos a contar sobre este Botafogo. Não sabemos se haverá uma quarta de final, uma semi, uma final. Talvez …

Sempre acontecerá

Leia o post original por Rica Perrone

Não é a primeira, mas dessa vez a vontade de “zoar” é menor então cabe uma análise mais profunda por parte dos brasileiros.  O Atlético Nacional perdeu porque o time sulamericano sempre será a presa mais fácil do Mundial nesse formato. Explico. Nós somos o povo que mais usa o emocional pra jogar futebol no …

Eliminado, São Paulo agora encara a realidade no Brasileiro

Leia o post original por Flavio Prado

Foto: AFP
Foto: AFP

A Copa Libertadores da América era o grande objetivo do São Paulo na temporada. O time esteve próximo de ser eliminado na fase de grupos, derrota em casa para o The Strongest e empates com River Plate e Trujillanos fora nas três primeiras partidas, deixaram a equipe de Bauza no limite.

A virada aconteceu, goleada contra os venezuelanos no Morumbi, vitória contra o River Plate e um empate em La Paz, garantiram o time na fase eliminatória da competição.

Nas oitavas, veio a grande partida do ano, ótima atuação e 4×0 em cima dos mexicanos do Toluca e depois um duelo equilibrado contra o Atlético-MG, o gol fora de casa garantiu a classificação.

A Libertadores parou por 40 dias, o São Paulo estava embalado na competição e a sequência foi quebrada. Além disso, Kelvin e Ganso se machucaram. O adversário da semifinal, o Atlético Nacional, é o melhor time da competição até o momento, vinha de uma classificação emocionante contra o Rosário Central, mas o time colombiano é mais consistente que o São Paulo, coletivo forte e ideia de jogo bem clara e definida. A chance  do São Paulo seria no Morumbi, com o fator casa e o ambiente favorável, mas o melhor futebol dos colombianos prevaleceu, o São Paulo não pressionou em nenhum momento e a expulsão de Maicon desequilibrou. Em Medelin, o São Paulo fez um bom jogo, mas a desvantagem era grande.

Agora o time entra de vez no Campeonato Brasileiro, até agora faz campanha intermediária, o time conseguiu suas duas primeiras vitórias como visitante na temporada, mas tropeçou no Morumbi contra Inter, Atlético-PR e Sport.

O elenco do São Paulo não é grande e perderá peças importantes. Rodrigo Caio vai para a Olimpíada, as opções para fazer dupla com Maicon são Lugano e o jovem Lyanco. Paulo Henrique Ganso deve jogar no Sevilla, o peruano Cueva deverá ser a reposição imediata, é bom jogador, mas tem características totalmente diferentes de Ganso, exigirá uma adaptação e o artilheiro do time no ano, o argentino Calleri, também sairá. Alan Kardec, substituto natural, não faz grande ano até aqui, fez gols nos últimos jogos, mas será necessário buscar alguma alternativa no mercado.

Não acredito em um grande campeonato do São Paulo, principalmente largando atrás dos adversários. O time de Bauza sofre para fazer gols e perderá as duas peças mais importantes do setor ofensivo. A direção deve ter paciência e dar tempo para Bauza acertar a equipe. Ainda tem a Copa do Brasil, o time entrará nas oitavas de final. Como ficará no mesmo pote que os outros que participaram da Libertadores, pode pegar um adversário mais fraco nesta fase e avançar na competição. A grande missão é formar um time mais forte coletivamente, que reforçado pode crescer em 2017.

“El milagro de Medellin”

Leia o post original por Rica Perrone

Porque não? Me diz aí. Qual seu motivo para desistir enquanto ainda está na Libertadores a um passo da decisão? Vai jogar contra o Barcelona, lá? Vai começar com 8 em campo? Te falta camisa? Nasceu ontem? Nunca viu futebol? Até as 22h nós, tricolores, estaremos na Libertadores. Ninguém pode nos eliminar antes disso, muito …

Não sejamos covardes

Leia o post original por Rica Perrone

Quando algo arriscado é feito, imediatamente surge a turma do “eu avisei”. Esses caras são os que nunca arriscaram nada na vida e vivem enchendo o saco de toda tentativa ousada de sucesso alheio. Maicon pode valer ou não 20 milhões. Vai de cada um. Esperar o jogo de hoje, onde fazia ótima atuação pra …

São Paulo pode sim chegar a final da Libertadores da América

Leia o post original por Nilson Cesar

O Atlético Nacional será o adversário do São Paulo nas semifinais da Libertadores da América. Acho que o São Paulo pode sim chegar a final da competição, mesmo o adversário sendo o favorito. Se vencer por 2 x 0 no Morumbi acho que o Atlético não reverte. A chance do São Paulo é abrir uma boa vantagem no primeiro jogo. O jogo de volta deverá perder. Com o elenco que têm o São Paulo para mim é a grande surpresa nas semifinais. O técnico Bauza é um dos grandes responsáveis pela evolução do São Paulo. O time agora criou vergonha de perder. Continua com limitações técnicas, mas luta não está faltando ao time do Morumbi. O torcedor do São Paulo pode sim ter esperança de ver o seu time disputando mais uma vez uma final de Libertadores. Vamos aguardar…

Nacional vacila, Boca avança nos pênaltis

Leia o post original por Fernando Sampaio

bocapenalO Nacional surpreendeu.

Não esperava que o time uruguaio desse tanto trabalho, principalmente depois do empate com gols em Montevidéu. O Boca começou a partida classificado, jogando em La Bombonera… Barbada? Nada disso.

Liguei a TV, Nacional 1xo.

Surpresa.

O Boca não parecia o bicho papão da Libertadores.

O empate só veio aos 28′ do segundo tempo.

O Nacional segurou o empate numa boa, teve chances para fazer 2×0. Nos pênaltis, vacilo total. Santiago Romero teve a bola da classificação na série de cinco cobranças. Não fez, Fabra empatou. Na série alternada Carballo bateu mal, Carrizo fez o gol da classificação. Os uruguaios desperdiçaram a metade dos pênaltis.

Boca, o time argentino mais amado pelos brasileiros desclassificados, chega na semifinal.