Arquivo da categoria: organizadas

Cuidado com a “culpa” dos dirigentes

Leia o post original por Rica Perrone

É mais um dia onde um enorme tumulto foi causado por uma organizada num estádio. E mais uma vez vemos debates vazios e pouco fundamentados sobre.  Um dos que mais gosto e me preocupa é a do “dirigente que dá o ingresso”.

Clube algum deveria ajudar esses caras, menos ainda facilitar ingressos. Mas clube é clube, dirigente é dirigente. Fulano, na figura de presidente ou seja lá o cargo que for, não vai ser o machão de ir na frente de uma gangue e dizer que ele é o cara que está dizendo não pra eles sozinho.

Esse cara tem filhos, mulher e cu, pra ser grosseiramente claro.

Se os clubes todos fecham numa de ninguém dá mais nada, com o Ministério Publico ajudando a proibir, vá lá. O cara pode dizer que tá proibido. Agora, esperar que um sujeito num cargo alto do clube peite um grupo de marginais que nem a polícia é capaz de segurar, é um pouco utópico.

Entre a realidade e a teoria há muita coisa. Uma delas é o bom senso.  É mole ir no dirigente e condená-lo por dar ingressos. O duro é perguntar qual dirigente tem coragem de dizer “não” pra um grupo terrorista que há 30 anos brinca com a polícia, a justiça e com os clubes que tomaram de assalto pelo medo.

Não individualize uma decisão que um homem só, de clube algum, tem tamanho pra tomar.

abs,
RicaPerrone

E sobre “eles”, nada…

Leia o post original por Rica Perrone

Essa foi a postagem do Flamengo após o jogo. Talvez sem saber da gravidade da briga ainda, talvez por ter feito a arte da imagem antes do jogo. Enfim, não faz muita diferença desde que tenhamos em mente que seja ela de mau gosto ou não, não foi feita com má fé. É de um …

Verdades

Leia o post original por Rica Perrone

Das mais inconvenientes coisas que podem existir, a pior é a “verdade”.  É com dificuldade que a recebemos, com maior dificuldade ainda que a replicamos. “Torcidas organizadas e a violência no futebol”, o eterno tema de segunda-feira. Vamos facilitar o entendimento de dois lados da questão.  O nosso, pessoas de bem que jamais agrediríamos outra …

Covardes!

Leia o post original por Rica Perrone

Quer dizer então, seus covardes, que vocês prendem, soltam, e por não conseguirem um pingo de lógica que é manter preso os criminosos que mataram alguém, no dia seguinte vocês anunciam que eu não posso ir ao jogo? É essa a decisão que o estado dará aos seus cidadãos mais uma vez? Não me diga …

Não, não pode!

Leia o post original por Rica Perrone

Meu avô sempre me disse que “ser homem é saber dizer não”.  Eu demorei anos pra compreender e hoje entendo perfeitamente o que ele queria dizer. Leco, presidente do São Paulo, deu uma entrevista sincera e preocupante à Folha de SP. Ele disse que sim, que financia organizadas nos estádios e que ajuda no carnaval. …

A resposta

Leia o post original por RicaPerrone

Eu conheço gente de todas as organizadas que você possa imaginar. Todos eles sabem que acho que a idéia deu errado e que as organizadas, hoje, fazem mal pro futebol, pros clubes e pra torcida.

Nesta semana Fred reclamou de algumas atitudes comuns de torcida organizada e gerou uma grande parte de torcedores a seu favor, outra repetindo feito papagaio aquele bla bla bla de “quando vai jogar em Manaus quem vai é a Organizada….”, etc, etc, etc.

Papo de 20 anos atrás. Hoje não cola mais. Todo mundo sabe que rola ingresso, ajuda, revenda de ingressos para sustentar a torcida, entre outros. Mas a partir do momento que você cria o Sócio Torcedor, as coisas PRECISAM mudar.

Ninguém tinha dúvidas que o Tricolor atropelaria o Horizonte hoje. A grande dúvida era o que aconteceria em caso de gol do Fred. E acho que a resposta foi dada numa naturalidade quase assustadora.

Quase todo mundo no estádio ficou do lado do jogador, entendendo que a organizada não os representa e não tem direitos como o de ir num vestiário cheia de razão. E não falo dessa ou daquela, são todas absolutamente iguais no que diz respeito a se considerarem “mais torcedores” que os outros.

E não são.

O interessante nisso tudo é que parecem surdos. Todos os lados estão dizendo pras organizadas que não concordam com o que elas tem feito. E o que elas fazem? Batem no peito e brigam com o mundo defendendo uma causa perdida.

Havia uma chance de recuperar a credibilidade perdida a socos, tiros e pontapés nos últimos anos talvez buscando uma nova cara.  Mas a partir do momento que clube, jogador, torcida e mídia te viram as costas, algo está errado.

Se a semana foi pra levantar uma questão importante, a resposta foi dada de forma muito clara.

“Não, não pode fazer o que bem entender como donos do clube!”.

Vaiar pode. E Fred até merece ser vaiado pelo que tem jogado. Mas só isso. Qualquer passo além deste é um abuso. E se alguém tem o direito de se sentir “mais representante” de uma torcida de futebol é aquela que paga pro clube, não pra terceiros.

O Fred te pegou. Você duvidou, eles responderam.

Quer que desenhe?

Paz. É só futebol.

abs,
RicaPerrone

#FechadoComOFred

Leia o post original por RicaPerrone

A diferença entre um grande ídolo e um grande jogador é, normalmente, a atitude.  Fred pode ser contestado sob qualquer argumento dentro de campo, afinal, é direito de cada um achar se ele joga ou não tudo isso.

Mas fora, onde assume suas baladas e suas convicções, Fred tem sido mais do que digno da mais cobiçada camisa 9 do mundo.

Hoje, em seu Facebook, Fred se posicionou diante das organizadas. Algo que quase ninguém tem coragem de fazer por motivos óbvios. Ele, então,  alvo fácil, deveria ser um dos mais “medrosos”. Mas não foi.

E então surge a discussão de se organizadas são boas ou ruins, com pessoas ficando do lado dele ou contra, sem ponderar o que de fato está dito ali.

Se você é de torcida organizada e ama seu clube, entenda: O Fred tem razão e você deveria apoia-lo.  Ou estes 20 caras que vão no trabalho do sujeito ameaça-lo por um resultado de futebol te representam?

Se sim, lamento, você é um tremendo babaca. Um cara que acha que por torcer por um clube tem o direito de controlar a vida de algumas pessoas que lá trabalham.  Seu lugar, como o de TODO torcedor, é na arquibancada PAGANDO ingresso e vaiando ou aplaudindo, democraticamente, como bem entender.

Não na porta de um CT, na rua, ameaçando pessoas. Seja de violência, pressão, virar seu carro ou o que for. Ali, não! Não é seu direito, sua hora, nem obrigação de jogador algum tolerar aquilo.

As organizadas estão morrendo e não notam por arrogancia. A maior parte das torcidas já virou as costas pra elas e até os clubes começam a fazer o mesmo. Não vai ser na base do “salve” ou falando grosso que vão ter o respeito de volta. Vai ser mudando postura e excluindo vandalos, não os protegendo.

Pelo bem das torcidas e dos bons organizados, essa gente que ameaça e passa do ponto deve ser condenada, não defendida.

Fred tem razão, sim.

Torcer como profissão é mediocre. Quase um “roubo” ao clube que se diz amar.  E tem gente, mesmo que pouca, fazendo isso e colocando a imagem dos bons organizados em cheque.

Limites! É só isso.

Ninguém precisa ameaçar ninguém para torcer por um time de futebol. Nem é direito que o façam.  O telefone do Fred vai tocar com mais ameaças depois do que disse hoje. Mas se forem inteligentes, os responsáveis e bons organizados o apoiarão. Enfim, tentando dizer que não concordam com “aqueles 20″.

Ou não. E então o atestado de má fé estará assinado. E o fim cada vez mais próximo.

Perdem vocês, perdem os clubes, perde o futebol.

abs,
RicaPerrone

Nobre foi macho de bater de frente com as organizadas

Leia o post original por Neto

Sede da 'Avanti' foi alvo de vândalos nesta quinta

Sede da ‘Avanti’ foi alvo de vândalos nesta quinta

Todo mundo que está por dentro do mundo do futebol sabe que historicamente sempre existiu um esquemão danado de dirigentes com torcedores para o repasse dos ingressos dos jogos. Quando os caras não dão de graça a tal cota, cobram bem abaixo do preço. O que vi de coisa estranha ao longo de 30 anos como profissional da bola vocês não fazem ideia. É cartola pagando churrasco, jogador bancando chopp pra organizada, entre outras coisas. E vai não pagar pra ver o que acontece! E não é só no clube ‘A’ ou ‘B’ não. Todos são assim! Ou pelo menos eram, né?

Achei demais a atitude do presidente Paulo Nobre de igualar os direitos dos torcedores na compra de ingressos. Ou seja, não é porque o cara é da Mancha ou da TUP que tem mais direitos que o torcedor do Palmeiras comum. Ele foi macho de verdade de comprar essa briga. É verdade que às vezes pode ocasionar situações como a desta quinta-feira, onde vândalos invadiram a sede do sócio-torcedor Avanti pra exigir mais ingressos. Na negativa quebraram tudo. Uma cambada de arruaceiro sem nível que voltou pra casa de mão abanando. E o mais legal é que o Paulo não pipocou! E não é pra pipocar mesmo.

Quem sabe essa atitude do presidente do Palmeiras seja o começo da moralização de parte do futebol brasileiro. Esses vândalos que se infiltram nas organizadas só tem espaço porque há impunidade e porque sempre passaram a mão na cabeça deles. A partir do momento que os clubes virarem as costas para esses caras alguma coisa pode mudar. Parabéns a essa diretoria do Verdão! Quando erra tem que criticar, mas quando acerta o elogio vem em dobro.

Palavra de organizada: sem manifestação no Pacaembu

Leia o post original por Perrone

Em reunião de praxe com a Polícia Militar nesta terça, líderes das torcidas organizadas do Corinthians asseguraram que não acontecerão manifestações contra o time (além dos gritos nas arquibancadas) durante a partida contra o Bragantino, nesta quarta.

A promessa está em resumo do encontro entregue pela PM à Federação Paulista, segundo Marcos Marinho, responsável na entidade por segurança nos estádios.

A dúvida é até que ponto valeria a pena para os chefes de torcida revelar um protesto, perder o fator surpresa e ainda documentar a sua responsabilidade em eventuais tumultos?

Por outro lado, é comum as organizadas acalmarem um pouco após grandes confusões, quando todos estão de olho nelas.

De qualquer forma, a PM vai reforçar a segurança perto do vestiário corintiano. Até terça à noite, a polícia e federação tinham a informação de que 6 mil ingressos foram vendidos antecipadamente, com expectativa de 15 mil pessoas nos Pacaembu.

Pressão é normal, mas sem violência!

Leia o post original por Neto

Corintianos invadem CT na manhã deste sábado

Corintianos invadem CT na manhã deste sábado

Fui jogador do Corinthians por quase 7 temporadas. Nesse período, sem falsa modéstia e aceitem os que me odeiam ou não, era cobrado como o principal jogador do time. Era o maior responsável por fazer os gols e decidir as partidas. Quem viveu esse período sabe disso. E como qualquer mortal vivia às vezes alguns momentos difíceis. E aí a torcida caia matando! A pressão era enorme e tive que aprender a lidar com aquilo. Cheguei a tomar uns tapas, algo que repudio de fato, mas viver com cobrança foi meu ritmo de vida nesse período.

Neste sábado alguns torcedores organizados invadiram o CT Joaquim Grava para cobrar o time. Tenho três coisas a dizer: primeiro que a invasão em si é errada. Afinal o clube é um local privado. Em segundo lugar, violência, coisa que pelo que soube não existiu, também é uma coisa abominável. Agora a pressão, com todo respeito, é a coisa mais normal do mundo. Sobretudo nesse esporte aqui no Brasil onde a paixão ultrapassa na maioria das vezes a razão. Se a boleirada do Timão não quer ser pressionada, mude de profissão. Ora bolas, se o cara ganha uma bala tremenda e rende pouco, precisa ser cobrado. Senão pela direção do clube, pela torcida. Mas repito, sem violência!

Até pelo avanço da mídia, hoje a repercussão das coisas é muito maior do que no meu tempo. Esse tipo de comportamento da torcida pode ser o termômetro de que a direção do clube precisa mudar radicalmente alguma coisa. Do jeito que as coisas estão não dá pra ficar. E não é nem pela goleada sofrida pelo Santos não. A crise técnica vem desde o Brasileirão do ano passado. Parece que a equipe ganhou a Recopa e deu um apagão nos caras. Agora é tempo de recomeçar. E com uma baita pressão a tira colo.

Em tempo: Que fique clara uma coisa! Se existiu violência de alguma forma, com jogador ou com algum outro funcionário do clube, que os culpados sejam punidos. Porque aí se transforma em caso de polícia. Aliás, invasão de um lugar privado já é um caso de polícia. Furto nem se fala, né?