Quem garante que Lucas Lima não fará com o Palmeiras o que fez com o Santos?

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Ivan Storti/Santos FC

Ainda não tem nada assinado.

Mas a situação está muito encaminhada para que Lucas Lima vista a camisa do Palmeiras em 2018.

De acordo como UOL Esportes, para ter o meia, o clube alviverde pretende desembolsar entre R$ 47 milhões e R$ 50 milhões no pacote contratual que será de cinco anos.

Uma situação que me lembra até a transferência de Ricardinho do Corinthians para o São Paulo, em 2002.

A Fiel ficou revoltada com o meia…

O pior é que Ricardinho acabou decepcionando no Morumbi.

Mas, convenhamos, Lucas Lima tem tudo para arrebentar com o manto do Palestra.

Ah, só que perguntar não ofende:

O Palmeiras se acha tão especial que pensa que Lucas Lima não fará com ele o que fez como Santos?

Opine!

Bom dia, tricolor!

Leia o post original por Rica Perrone

Bom dia, torcedor gremista. Aliás, dormiu?

Hoje é dia de sofrer, da hora não passar, do transito piorar, do almoço não ter sabor e do trabalho não render. É daqueles dias que dependesse de nós, pessoas de bem dependentes de futebol, seria feriado.

Mas fundamentalmente é dia de esclarecer algumas coisas que independem do resultado.

No futebol, especialmente em torneios mata-mata onde todos podem, o resultado não é tão previsível. E numa final, menos ainda.  O brasileiro tem pavor ao favoritismo. Lida mal, acha que isso o atrapalha e se lembra das vezes em que “deu ruim”.  Mas na maioria das vezes não dá.

O que todo gremista deve ter em mente hoje é colocar as coisas em seu devido lugar.  E quando digo isso me refiro ao difícil ato de assumir o protagonismo, o favoritismo e a condição de “clube maior”.

Aumenta o peso, a responsabilidade, o medo, mas se bem encarado, é também didático ao adversário.  No futebol há uma hierarquia e sim, ela pode ser quebrada. Mas há! E o Grêmio é o Grêmio, o Lanus apenas o Lanus.

Não os deixem esquecer. Toda vez que um argentino tocar na bola ele precisa ouvir e sentir que não está tudo bem, que a casa não é dele, e que o que ele enxerga por listras pretas e azuis o causa pânico.

O grande é o Grêmio. O Lanus veio sonhar. Acorde-os.

Boa sorte!

abs,
RicaPerrone

Antes chamado de estudioso, Valentim agora é visto como teórico sem prática

Leia o post original por Perrone

Assim que Cuca deixou o comando do Palmeiras, após empate em dois gols com o Bahia, o então auxiliar Alberto Valentim ganhou um lobby feito por conselheiros de diferentes alas do clube para assumir o posto. Na ocasião ele era descrito como estudioso e moderno. Porém, nove jogos depois, passou a ser chamado de teórico e inexperiente por parte significativa dos mesmos membros do Conselho Deliberativo que o apoiavam.

Logo depois da derrota para o Avaí por 2 a 1, na última segunda (20), o ex-assistente foi detonado por conselheiros num aplicativo de troca de mensagens. Mas os críticos logo receberam a informação de que o presidente Maurício Galiotte havia decidido buscar um novo treinador para a próxima temporada.

Numa avaliação diferente da feita no momento da saída de Cuca, Valentim agora é citado como quem conhece bem a teoria, mas não consegue usar esse conhecimento na prática por falta de rodagem. Na opinião dos que não o querem treinando o alviverde em 2019, ele não conseguiu emplacar um esquema tático eficiente. A principal queixa é em relação ao sistema defensivo. Nas nove partidas sob seu comando, o Palmeiras levou 13 gols, média de 1,40 por partida. Antes de o ex-assistente treinar a equipe, o alviverde levava em média 1,07 gol por jogo no Brasileirão.

A definição de que Valentim não será o treinador em 2018, evita pressão em dose dupla sobre o presidente do clube. Ele já é cobrado por uma parte dos conselheiros, principalmente os ligados a Mustafá Contursi, para demitir Alexandre Mattos. O planejamento feito pelo executivo para 2017 é alvo de críticas. Especialmente pelo fato de o time ser caro e render abaixo do esperado. A busca por reforços nada baratos para o ano que vem já aumentou as queixas. Um dos casos citados é o de Lucas Lima, que sairá do Santos de graça, mas  que quer do seu próximo clube gordas luvas para compensar sua “liberdade”.

 

 

NÓS AVISAMOS: o Lucas Lima estava fechando com o Palmeiras! Bola fora?

Leia o post original por Craque Neto

Conforme antecipamos no programa ‘Os Donos da Bola’ da Band no mês de fevereiro (ISSO MESMO, FEVEREIRO!), o meia santista Lucas Lima vai deixar o Peixe para jogar no Palmeiras em 2018 (VEJA AQUI). Agora todo mundo é a fonte, mas foi o narrador Rogério Assis que veio com essa informação quente e exclusiva no início do ano. Em setembro o jogador assinou um pré-contrato com o Verdão onde constava uma cláusula que caso um time grande da Europa se interessasse ele poderia sair do Brasil. Mas vamos ser sinceros? O rapaz fez um golzinho no Brasileirão. Um só! Como […]

O post NÓS AVISAMOS: o Lucas Lima estava fechando com o Palmeiras! Bola fora? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Elenco do Verdão está com a cabeça nas férias, diz Velloso

Leia o post original por Craque Neto

O comentarista compara o Verdão ao Corinthians do ano passado e diz que, para não ficar tão feio para o clube alviverde, ele precisa terminar o campeonato ao menos na 2ª colocação.

O post Elenco do Verdão está com a cabeça nas férias, diz Velloso apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Quem você escolheria para treinar o milionário Palmeiras em 2018?

Leia o post original por Milton Neves

Alberto Valentim começou muito bem.

Engatou uma boa sequência de vitórias após a saída de Cuca e parecia até que o Verdão tinha encontrado o seu Carille.

Mas, depois da derrota para o Corinthians, tudo desmoronou.

O Palmeiras perdeu a confiança e voltou a tropeçar em jogos relativamente tranquilos, como o da última segunda-feira, diante do Avaí.

Por essas e outras, o Palmeiras vai mesmo atrás de um novo técnico para 2018.

O primeiro da fila é Abel Braga, que não garante se continuará no Fluminense.

“Não (posso garantir a permanência no Flu). Tenho contrato. Mas vou sentar e conversar com o presidente”, disse o treinador após a vitória do time carioca sobre a Ponte Preta.

Outro nome cotado para assumir o Verdão na próxima temporada é o de Roger Machado, que deixou o Atlético-MG há quatro meses.

Mas o Verdão também podia surpreender, não é mesmo?

Que tal tentar a contratação do ótimo Jair Ventura, do Botafogo?

Não seria uma boa?

Mas, e você, quem escolheria para treinar o milionário Palmeiras em 2018?

Opine!

Nunca mereceram tanto, mas…

Leia o post original por Rica Perrone

Eu acho que nunca vou conseguir saber se em 2017 vimos o saopaulino de fato invadir o espaço dos “finalistas” e empurrarem o time contra a queda ou se todos, até os “de final”, entenderam o processo e sentiram o peso de ter que ajudar e não só de ir pra festa.

Seja lá como for, o ano que todos chamam de “trágico” tem algo histórico e que pode refletir no futuro do clube. Uma torcida que sempre esperou o título hoje sabe poder ser parte dele. E isso pode deixar o SPFC ainda mais forte.

Eu sei que a torcida surpreendentemente esse ano merecia a vaga na Libertadores. Mas se for só por torcida o futebol surta. Infelizmente a realidade triste é que o São Paulo como time não merece vaga a nada, aplauso algum, nem mesmo ser feliz por nào ter caido.

Alguns, como Hernanes, salvador da pátria, sim. Mas o clube, o time, não. Esses merecem vaias e cobrança, que aliás, é o que sugiro ao torcedor agora que a queda não existe mais.

Esse time não pode sair vencedor do ano. Tem que sair vaiado. Foi ridículo. E com todos os problemas de diretoria possíveis, como elenco, como futebol apenas, esses caras podem dar muito mais pelas condições de treino e jogo que lhes são dadas.

Se milhões de saopaulinos mereciam ir a Libertadores, uns 30 caras não. E são eles quem decidem.

Não lamentemos. Lembre-se que torcemos por um clube “cuja grandeza não consiste em ganhar títulos e sim merece-los”.

E essa, nós merecemos. Mas eles não.

abs,
RicaPerrone

O dedo, não!

Leia o post original por Rica Perrone

Senhoras e senhores deste país honesto, transparente, fofo, ético e cheio de bons costumes, me perdoem pela imagem acima.

Aliás, perdoem também o marginal Vizeu, que cometeu este crime em meio a um jogo de futebol repleto de senhoras, crianças, adultos, etc, etc, etc.

Eu fiquei estarrecido.  Assisti as imagens no Fantástico e notei algo para cobrir o gesto do jogador, como aliás vi em diversas emissoras sendo embaçada a imagem da mão dele. Ninguém pode ver um gesto daqueles na tv brasileira, senhores. Onde vamos parar se nos permitirmos ver uma pica de dedo?

Sexo de mãe e enteado na novela das 8, foda-se. Criança e adulto pelado no museu, foda-se. Drogas, putaria, sexo explícito em tv de madrugada, idem.  Mas a piquinha do Vizeu… aí não dá! Temos que parar o Brasil para discutirmos esse tema.

Onde já se viu duas pessoas jogando futebol discutirem? E uma delas, que fez um gol, perder a cabeça numa euforia boba, afinal o que fazer um gol em casa levando a Libertadores?

E neste momento de absurdo desequilibrio Vizeu, o marginal, faz o gesto mais censurável do mundo: manda uma pica.

Rodolpho chega a ter princípio de AVC, tamanha a agressão. E quando eles saem do campo abraçados como acontece em TODAS as peladas do país TODOS os dias, os de terno dizem na tv que “acharam mentira”, “rachou o grupo”, “agora fudeu”.

O Flamengo venceu, tá de volta a Libertadores neste momento, fez as pazes com a torcida.  Eu adoro quando a verdade da vida vaza com a camera no “on”.  Os hipocritas ficam malucos, os web-vivos surpresos e a gente dá risada.

Porque é assim. Como é.

abs,
RicaPerrone

“Vamo espioná o planeta!”

Leia o post original por Rica Perrone

O drone, o Grêmio, a ESPN, a final, a polêmica, a necessidade disso.  As questões são simples.  Eu não suporto a linha ESPN de donos da ética e bons costumes sendo hipocritas do goleiro ao ponta esquerda em quase todas suas linhas.  Mas respeito, porque até o suicídio é um direito.

Eu não entendo muito a vontade em ser a sombra negra do esporte em busca da verdade, da moral, da ética, da puta que pariu, quando na real só se tem a linha que tem porque não tens o direito sobre nada daqui. E portanto se joga pro alto tudo que é de fora. É negócio, não editorial.

O Grêmio está certo? Não. Acho que não se for verdade.  Mas investiga-se isso há meses (nossa, que falta de pauta!) e aí solta 2 dias da final. Pra que lado a gente cai afinal de contas? Qual a necessidade? Zero. O beneficio? Zero.  A diferença entre agora ou depois da final? Zero.

Então cala a boca, ganha o tri pro Brasil e depois enche o saco com seu jornalismo de oposição editorial.

Que porra de moral tem uma turma que libera seus profissionais para militar pra Lula, PT, MST e vir falar de ética, CBF e drone na tv? É o Kleber Gladiador reclamando de cotovelada?

O comercial da ESPN deve ter pessoas suicidas. Ninguém deve suportar trabalhar lá porque é desesperador o que sua equipe que vai ao ar faz para se manter como a última força das tvs de esporte, mesmo que alguma nova tenha aparecido ontem.

Não se trata do certo ou errado. Se trata do tamanho do estardalhaço, de pra onde vão todos os estilhaços e quem vai se cortar.  Jornalismo é uma coisa, esporte é negócio. E vocês, donos de torneios, parceiros comerciais deles, sabem bem disso. Ou investigariam um campeonato que transmitem para descredibiliza-lo?

A notícia é válida, embora supervalorizada.  É algo comum desde 1940, só que em arvores. O Grêmio só se modernizou.  Fazer cara de susto pra caixa 2 na política é ser hipócrita. Pra espiar o adversário em futebol, pior ainda.

Mas deixa pro dia 1, gente. Vamos ajudar o futebol brasileiro a buscar o caneco porque é exatamente isso que TODOS os outros fariam contra um dos nossos.

Nossa mania de dar tapete vermelho pra quem nos recebe com tapa na cara não nos faz “maiores”.  Nos faz apenas mais otários.

abs,
RicaPerrone