Arquivo da categoria: Paolo Guerrero

Berton: Peru pode ir para a Copa sem Guerrero!

Leia o post original por Craque Neto

O repórter Gustavo Berton acredita que o atacante Guerrero pode estar fora da Copa do Mundo após acusação de doping, já que a punição é inevitável se provada sua culpa.

O post Berton: Peru pode ir para a Copa sem Guerrero! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Grêmio 1 x Fla 0. Ganhou o menos ruim

Leia o post original por Antero Greco

Quando se fala em Grêmio x Flamengo, impossível não associar a história e considerar um dos maiores clássicos do futebol brasileiro. E é. Mas não honrou a tradição. Na tarde deste domingo, ambos fizeram duelo feio, em Porto Alegre, e ganhou o menos ruim, no caso o tricolor gaúcho, 1 a 0, primeira vitória em duas rodadas. O rubro-negro perdeu a primeira, após estreia com vitória sobre o Sport.

Partida decepcionante de lado a lado. O Grêmio ainda não acertou rumo, desde a saída da Libertadores. O grupo sob comando de Roger Machado não é fraco, tem jogadores de qualidade. Ou, no mínimo, pode apresentar-se melhor. Porém, se complica na armação de jogadas, abusa de erros de passe, finaliza mal. Carece de uma boa revisão.

O Fla, então, é um horror. Impressionante como desandou nos últimos tempos. Não estava grande coisa com Muricy. Com o afastamento do treinador, por problemas de saúde, piorou. Não teve nada que prestasse para ressaltar na Arena do Grêmio. Ninguém se destacou, não houve um que assumisse a responsabilidade de fazer o time jogar.

O meio-campo não existe, Cuellar ainda não disse a que veio (e ainda saiu machucado), Gabriel, Alan Patrick, William Arão, Cirino, Everton, Ederson foram mais do mesmo. Paolo Guerrero esqueceu o futebol. O peruano levado para o Fla a peso de ouro está hoje mais para peso morto. Não criou um lance de perigo, não é sombra do goleador que chamava a atenção no Corinthians.

Grêmio e Flamengo ensaiam proporcionar calafrios nas respectivas torcidas. No momento, não é difícil arriscar que o time carioca sai na frente, nesse quesito negativo. Será outro ano de contas para não cair? Desse jeito…

Primeira Liga: Atlético-MG 0 x 2 Flamengo

Leia o post original por Mauro Beting

ESCREVE DANIEL BARUD —- @BarudDaniel

No Mineirão, o Galo de Diego Aguirre estreiou na Primeira Liga diante do Flamengo de Muricy. Após ter vencido a Flórida Cup, o Galo vinha embalado, enquanto o Fla havia perdido nos pênaltis o amistoso diante do Ceará e perdeu também para o Santa Cruz.

Mas ali era para valer. E o jogo valeu a pena, principalmente para o lado para a torcida rubro-negra. O clássico estadual não poderia começar diferente. Intenso, disputado e muito movimentado. O Galo começou tomando a iniciativa, pressionando logo no início, propondo o jogo com mais intensidade, com toque de bola rápido, triangulações, tentado furar as linhas rubro-negras. O Fla buscava as saídas rápidas nos contra-golpes.

Primeira Liga CAM X FLA_POSICIONAMENTO 1

Organização tática das equipes para a partida. (TacticalPad)

O Galo se organizava no 4-2-3-1, com Pratto na frente, como referência, se movimentando, buscando o jogo, saindo da área, fazendo o pivô. Na linha de três meias,  Dátolo centralizado, Patric nadireita (no lugar de Luan) e Giovanni Augusto na esquerda. Rafael Carioca e Leandro Donizete faziam a transição defesa-ataque atleticana.

PRESSAO CAM

Intensidade no início de jogo. 5 atleticanos no campo de ataque.

Já Muricy levou a campo o mesmo time que disputou o amistoso contra o Santa Cruz. O 4-3-3/4-1-4-1 com Márcio Araújo no entre-linhas. Willian Arão e Éverton eram os interiores, enquanto Sheik e Gabriel eram os extremos, com Guerrero na frente. Defensivamente, setores compactos, negando os espaços. As principais chances rubro-negras eram pelo flanco direito com Rodinei, Gabriel e Willian Arão.


Com 10minutos de partida, após cobrança de escanteio carioca, o Galo saiu em rápidez com Dátolo, que carregou a bola até a entrada da grande área adversária, tocou para Lucas Pratto que cruzou rasteiro e achou Giovanni Augusto que bateu rasteiro. Márcio Araújo tirou em cima da linha. Quase gol do Galo.

Sem título

Flagrante do contra-ataque atleticano. Dátolo tocou para Pratto, que deu belo passe para Giovanni Augusto, que perdeu chance clara.

A etapa final foi diferente da primeira. Muricy aproveitou o intervalo e o Fla voltou melhor. Diferentemente da etapa inicial, o Fla mudou a postura. Marcando em cima do Galo e seguro na defesa, deu trabalho para a equipe mineira.

Logo aos 22’min, Paolo Guerrero abriu o placar e saiu do jejum. Em um contra-ataque rápido, Marcelo Cirino (que havia entrado aos 18’min da segunda etapa) na direita, acionou o peruano na entrada da área, que bateu firme, no alto, sem chances para Victor. Acabou o caô! O jejum terminou!

E aos 42’min, veio o segundo! Sheik deixou Guerrero sozinho, a zaga atleticana deixou o atacante rubro-negro sozinho ele carregou a pelota, ficou frente a frente com Victor e bateu firme, rasteiro. Fla 2 a 0.

Enfim, depois de duas derrotas em amistosos, o Fla venceu a primeira do ano. Ainda é cedo para falar muito, pois é início de temporada, fase de entrosamento, ritmo de jogo, adaptação.

ESCREVEU DANIEL BARUD —- @BarudDaniel

Love é melhor do que Guerrero? Compare os desempenhos.

Leia o post original por Perrone

Não resisti à tentação de  comparar Vagner Love com Paulo Guerrero neste domingo de Corinthians x Flamengo. E as estatísticas do site especializado Footstats ajudam a explicar por que o alvinegro superou a ausência do peruano.

Love não bate Guerrero só no quesito mais visível, a quantidade de gols (10 a 3). Vence também na importante ajuda defensiva com desarmes (28 a 2).

Em termos de frequência, Vagner  goleia Paolo, sempre chamado pela seleção peruana com 25 jogos no Brasileirão contra 13 (dois pelo Corinthians) de seu antecessor. O corintiano tem média de 0,4 gol marcado por partida contra 0,23 do agora flamenguista.

Na hora de ajudar o time a marcar, Love arranca elogios de Tite e registra média de 1,12 desarme por jogo. A marca de Guerrero em suas partidas pelo Flamengo é de 0,18.

E quem tem melhor pontaria? Love na frente de novo. Ele acerta 56,1% de suas finalizações. O peruano erra pouco mais da metade de seus arremates. Tem índice de acerto de 46,2%.

E no que Guerrero vence Love? Nos dribles e nas assistências. Ele tem média de 0,2 fintas por jogo diante de 0,08 do corintiano. Na média de assistências, dá 0,2 a 0,08 para o peruano.

 

Há vida no Timão sem Guerrero???

Leia o post original por Neto

Peruano é o maior artilheiro estrangeiro da história do Corinthians

Peruano é o maior artilheiro estrangeiro da história do Corinthians

Sou muito crítico quando falo da exaltação de grandes ídolos. Na minha visão um clube tem que trabalhar com inteligência para nunca perder um jogador que fez parte de sua história. Que foi fundamental em grandes conquistas. Isso precisa ser sempre valorizado. É exatamente o caso do atacante Paolo Guerrero. O cara chegou no Timão meio apagado, ninguém (inclusive eu!) deu muita moral e se tornou em pouco mais de dois anos e meio em um dos maiores artilheiros da história corintiana.

Já são mais de 50 gols e o status de maior goleador estrangeiro da história do Corinthians. Nesta quarta contra o Danúbio pela Libertadores ele arrebentou de novo. Deixa a diretoria em uma sinuca de bico tremenda, já que precisa fazer o impossível para renovar o contrato do gringo, que pede uma grana completamente fora da realidade do futebol brasileiro. Dizem por aí que são inviáveis 7 milhões de dólares. Aí é brincadeira, né?

Pra falar a verdade o erro dos dirigentes foi não ter proposto uma renovação lá atrás. Quando ainda era possível negociar com valores compatíveis. Agora o Guerrero está enfiando a faca mesmo. E com certa razão, diga-se de passagem, já que desembolsaram muito dinheiro com vários outros atletas. Agora o internauta me pergunta: há vida no Timão sem o Guerrero? Lógico, poxa vida! Ninguém no mundo em qualquer ramo de atividade é insubstituível. Basta trabalhar direito que se arruma alguém para o lugar dele. Só não se sabe se o sujeito vai ter a mesma capacidade de fazer gols do peruano. Um coisa é certa, pra ter a mesma idolatria dele vai ter que comer muito arroz com feijão.

Corinthians coleciona vitórias com autoridade

Leia o post original por Antero Greco

Enquanto assistia à surra que o Corinthians aplicava no Danubio, li diversos comentários com o seguinte teor: “Está batendo em bêbado”, “Time mais fraco do que pequenos do Paulistão”, “Ganhou de ninguém”. E assim por diante. Ou seja, para muita gente fazer 4 a 0 no rival uruguaio não significa grande coisa nem indica superioridade na Libertadores.

Discordo. O Corinthians tem mostrado eficiência diante de qualquer tipo de rival. Não importa se seja Once Caldas ou São Paulo, se Capivariano ou San Lorenzo. O importante é colecionar vitórias. E, se topar com time fraco, tanto mais tem a obrigação de vencer, e bem.  Enfim, Tite e seus rapazes têm feito o que se espera de uma equipe disposta a faturar títulos nas competições de que participa.

O Corinthians supera obstáculos com autoridade – isso é inegável e incomoda os outros. O que fez, na noite desta quarta-feira, no estádio de Itaquera, foi impor-se com naturalidade, sem alarde. Construiu o placar quando e como quis. Com troca de passes insistentes, sem pressa, enrolou o Danubio, escapou de botinadas e xingamentos, para colecionar os gols.

A farra começou com belo gol de Jadson, em cobrança de falta aos 26 minutos, e dobrou com Guerrero, aos 33. O peruano foi o dono da noite ao completar no segundo tempo com outros dois gols, no primeiro minuto e aos 24. Fora as bolas na rede, o Corinthians teve oportunidades para alargar o placar. Mas ficou bom assim mesmo, pois agora tem 12 pontos, quatro vitórias e saldo de oito gols.

Imaginar o futuro só pra quem tem o dom da vidência. Nas etapas de eliminação direta pode ser que ocorram surpresas. Por enquanto, porém, não é exagero afirmar que o Corinthians joga para ir longe, bem longe, chegar à final. E, se bobearem…

Conmebol “opera” o Corinthians, que não poderá contar nos próximos dois jogos (contra São Paulo e San Lorenzo) com Guerrero! Convenhamos: o peruano não deveria nem ter sido expulso no duelo de ida diante do Once Caldas!

Leia o post original por Milton Neves

guerrero

Foto: Jorge Rodrigues/Eleven

O desafio do Corinthians na fase de grupos da Libertadores, que já era complicadíssimo, ficou ainda mais difícil.

Na noite da última quarta-feira, a Conmebol anunciou que o atacante Paolo Guerrero, imprescindível para a equipe de Tite, levou um gancho de três jogos por conta de sua expulsão no duelo de ida da fase prévia do torneio continental, diante do Once Caldas, no Itaquerão.

Sejamos justos: o peruano não merecia nem o cartão vermelho na oportunidade, quanto mais essa desproporcional punição imposta pela entidade.

Nunca pensei que diria isso, mas o Corinthians foi OPERADO!

Agora, o Timão não contará com o seu principal atleta no clássico contra o São Paulo, que abrirá a fase de grupos, e também contra o San Lorenzo, atual campeão da Libertadores (a partida de volta contra o Once Caldas contou como o primeiro jogo de suspensão).

Ou seja: meia vaca alvinegra já foi para o brejo!

Será que a verdade é que a Conmebol ainda está pegando no pé do Corinthians por conta da postura do clube quando do assassinato do boliviano Kevin Espada, em Oruro?

Opine!

Guerrero já era! Love seria uma boa?

Leia o post original por Neto

Em entrevista à rádio espanhola, Guerrero manifestou interesse de jogar na Europa

Em entrevista à rádio espanhola, Guerrero manifestou interesse de jogar na Europa

Vendo as notícias de que a direção do Corinthians estaria atrás de um possível substituto para o Guerrero fiquei pensando com meus botões. Qual jogador do mercado do futebol mundial teria tamanha identificação, qualidade técnica, poder de decisão e pediria menos grana do que o peruano vem pedindo? Na minha visão essa possibilidade não existe. Não à toa sempre deixei claro que a direção do clube precisava fazer esse esforço. Aliás era pra ter renovado o contrato do cara quando ele decidiu o Mundial de 2012. Prolongaria o vínculo e não teria de “comprá-lo” de novo, que é o que está acontecendo agora, diga-se de passagem.

Agora o cara também precisa decidir o que quer da vida. Vazou um áudio de uma entrevista para uma rádio espanhola onde o Guerrero manifesta o desejo de voltar ao futebol europeu. Sonha em atual na Espanha com Messi, Neymar, CR7 e cia. Ora bolas, alguém tem duvida que já era? A cabeça do gringo não está mais aqui. Se o jogador quer ir embora aí sim o clube precisa correr atrás de um novo camisa 9. Pelo menos deixar as coisas engatilhadas já que o contrato com o atual camisa 9 acabará só no mês de julho.

A bola da vez é o Vágner Love, que rescindiu contrato com o clube chinês e tem caminho livre para um retorno ao Brasil. Aos 30 anos o atacante ainda tem muita lenha pra queimar. Mas se acertasse com o Timão o Vágner sofreria dobrado. Primeiro para quebrar um pouco a identificação que ele tem com o arquirrival Palmeiras e depois pra fazer a Fiel esquecer seu maior ídolo da atualidade. Haja gol, viu?!

Outro chapéu alviverde? Após acertar com Dudu, Palmeiras quer agora tirar Guerrero do Corinthians. Será que já é o efeito do meu “pé frio”?

Leia o post original por Milton Neves

Milton e gue

As coisas andam difíceis para os lados do Corinthians.

Depois de levar uma boa “pernada” do Palmeiras na disputa por Dudu, o Timão pode ser vítima de outro belo chapéu de seu rival.

Segundo o jornal Lance!, o Verdão se movimenta agora para tirar nada menos do que Paolo Guerrero do Corinthians.

O peruano tem contrato com a equipe do Parque São Jorge até o julho deste ano, e a partir da próxima quinta-feira (15) já pode assinar pré-contrato com qualquer outro clube.

Para complicar ainda mais a situação do Corinthians, Guerrero trabalha com os mesmos agentes de Dudu, que esculhambaram a atual diretoria alvinegra após o acerto com o Verdão.

Olha, se o Palmeiras conseguir tirar o peruano do Timão será o maior “chapéu” da história dos dois clubes.

E com isso, o Derby Paulista, que ultimamente tem perdido de goleada para o Majestoso, voltaria a ser o maior clássico de São Paulo.

Mas dou um recado aos corintianos: a minha visita ao treino do Timão em Fort Lauderdale na última semana, quando posei com Paolo Guerrero para a foto que você confere acima, nada tem a ver com isso, ok?

Afinal, eu sou o maior pé quente do mundo (risos)!

Opine!

Embaçar com o Guerrero é brincadeira, hein?

Leia o post original por Neto

Guerrero tem 39 gols em 105 jogos com a camisa do Timão

Contrato do camisa 9 com o Corinthians termina em julho de 2015

Indiscutivelmente maior ídolo da atual geração do Corinthians, o atacante Paolo Guerrero vive tempos de renovação de contrato. Seu vínculo com o clube termina em julho de 2015. O mais curioso é que a diretoria está jogando duro para aceitar a pedida do jogador. Sinceramente não me interessa quanto é, só acho curioso os caras enrolarem o camisa 9 sendo que bancam vários milhões de reais para jogadores de outros times. Dois exemplos clássicos e polêmicos são Emerson Sheik e Alexandre Pato. Com os dois somados o Timão gasta mais de R$ 1 milhão por mês. O primeiro para ficar em casa (já que foi dispensado do Botafogo) e o segundo para fazer gols pelo arquirrival São Paulo.

Se for levar em consideração tudo o que o Guerrero fez pelo Corinthians, principalmente os dois gols do Mundial de Clubes de 2012, acho que a cúpula corintiana poderia ser mais maleável. Aliás, penso que assim tem que ser com quem rende e merece. Precisa ter uma atenção especial. Se for causar ciumeira, dane-se. Afinal, como perder seu principal artilheiro das últimas temporadas? Só pode ser piada, né?

Vou ser sincero que por tudo o que o Guerrero fez e vem fazendo ele mereceria um busto lá no Parque São Jorge. E isso não tem nada de exagero. Repito: é fundamental respeitar e valorizar os ídolos de verdade.