Arquivo da categoria: platini

Fifa chuta a bunda de Valcke

Leia o post original por Quartarollo

Parece que o novo século está mudando algumas coisas que eram consideradas imutáveis até há bem pouco tempo atrás.

Aqui no Brasil tem empresário de grosso calibre preso, ex-presidentes sendo acusados abertamente, um deles até já prestou depoimento a Polícia Federal, outros nomes de peso também estão sendo investigados e as coisas embora rendam manchetes preocupantes, são mais transparentes.

No futebol, há dirigentes presos nos Estados Unidos, Blatter caiu na Fifa, Platini que virou um cartolão nada honrado depois de abandonar os campos onde simplesmente foi genial, está afastado da Uefa e da Fifa, e muitos dirigentes temem sair do Brasil com medo de prisão também.

Vai parar por aí ou a depuração será total em todos os níveis? Acho que deve-se ir até o fim para oxigenar todos os setores e dar maior credibilidade não só na coisa pública, mas nas relações comerciais e também nos resultados dos jogos.

Agora foi a vez de Jérôme Valcke cair. A Fifa o demitiu, demorou, mas demitiu. O motivo ele participou de um processo de vendas ilegais de ingressos na Copa-2014 que lhe rendeu mais de dois milhões de euros que eu não sei se serão devolvidos para alguém ou para alguma instituição.

A verdade é que esse tipo de gente não age sozinha. Valke deve ter tido ajuda de alguém de dentro da Fifa e aqui de dentro do Brasil para realizar sua operação. Esse tipo de ação não é de apenas um agente, há outros envolvidos, podem ter certeza.

A grande ironia de tudo isso foi que um dia, em 2012, ao lado do seu amigo figadal, Ricardo Teixeira, Valcke, disse que o Brasil precisava de um chute na bunda para as coisas andarem mais rápido para a Copa-2014.

Foi criticado, hostilizado, pediu desculpas de forma meio obscura, mas nunca disse que não disse. Até porque disse e talvez tenha sido a única coisa certa na sua passagem pelo Brasil.

O que os brasileiros estavam ensebando nas obras para a Copa era uma grandeza. Mas tinha uma explicação que qualquer bandido internacional saberia só de ouvir e Valcke não percebeu ou fingiu que não percebeu.

Estavam esperando o tempo passar para acabar com essa coisa chamada licitação.

Quando a Copa foi se aproximando tudo foi feito a toque de caixa sem precisar se preocupar com prestação de contas e a conta estourou em mais de 30 bilhões, mais ou menos, o que governo diz hoje que falta para fechar a sua conta anual. Nossa que coincidência, não?

Mas hoje, o “ingênuo” Valcke também levou o seu chute na bunda.

Vai embora da Fifa da pior maneira possível, mas só vai preso mesmo se depender dos americanos, porque na Suiça ele não será detido por enquanto.

Antes dele tem Blatter, Platini e outros nomes do primeiro escalão da Fifa.

Zico de novo contra Platini

Leia o post original por Quartarollo

Entre 1983 e 1985, Zico brigou diretamente com Michel Platini nos campos da Itália.

Ele na pequena Udinese que se tornou maior com a sua presença e o francês defendendo a gigante Juventus, de Turim.

Já no primeiro ano, Zico marcou 19 gols, um a menos que Platini que jogou, no entanto, seis partidas a mais que o brasileiro.

Zico levantou o orgulho do povo de Udine mesmo no início tendo que enfrentar o olhar enviesado de muita gente porque um time pequeno da Itália pagou 4 milhões de dólares pelo seu passe.

Zico era destaque mundial e tinha feito uma bela Copa de 82, na Espanha, isso já servia de justificativa.

Foi eleito o melhor jogador do mundo em 1983 pela revista World Soccer.

Até o presidente italiano Sérgio Pertini teve que se envolver no assunto para liberar a contratação.

Foi também o jogador mais caro do futebol italiano contratado até então.

Zico superou essa pressão com gols e tornando a Udinese um time que impunha respeito aos adversários.

Depois dele, a Udinese nunca mais foi a mesma. Voltou ao seu lugar de time médio para baixo.

Platini jogou de 1982 a 1987 na Juventus e fez 68 gols. Zico em dois anos fez 57 na Udinese, sendo 19 de falta.

Agora os dois vão se encontrar em outro palco. Faltam detalhes ainda, mas pode ocorrer.

Platini, presidente da Uefa, quer ser presidente da Fifa e Zico também se candidatou.

Platini é favorito. Tem mais dinheiro, a exemplo da época de Juventus quando tinha uma equipe melhor por trás dele, e já está na estrada há mais tempo.

Virou um cartolão sem vergonha nenhuma.

Zico precisa ser indicado pela CBF e já enviou documentação para o presidente Marco Polo del Nero, que pode inclusive esvaziar a intenção do galinho.

De qualquer forma, eles se preparam para mais um embate.

A história da década de 80 mostra dois grandes em combate. Cada um no seu time, cada um no seu campo.

Zico foi dos poucos que ameaçaram na época o reinado de Platini, na Itália.

Os números provam tudo isso.

Entre Platini e Zico sou mais Zico. Como jogador acho que são muito parecidos e foram gênios, mas como pessoa conheço mais Zico que é do bem pra caramba.

Seria uma oxigenação para a Fifa hoje tão suja de denúncias e falcatruas.

 

O poder cega…

Leia o post original por Wanderley Nogueira

Platiini BlatterQUASE sempre o poder cega, mas quem o possui enxerga o que lhe interessa.

A história mostra essa realidade nos últimos séculos.

Na cartolagem esportiva, óbvio, isso é confirmado com muita frequência.

Em 1999, a Fifa arranja um escritório para Platini ser o seu representante em Paris.

O ex-jogador chegou discursando: “O meu desejo é que representantes do futebol tenham lugar no Comitê Executivo. A Fifa tem de envolver futebolistas, treinadores e árbitros nas suas decisões, para que a federação represente os 300 milhões de jogadores existentes e não apenas duas ou três pessoas”.

Platini foi ocupando espaço, venceu a eleição da Uefa – com apoio de Blatter – e deve ser o futuro presidente da Fifa.

E aquele discurso de 1999? As coisas mudam…


Lá se vai o sonho de Teixeira. Vai?

Leia o post original por Quartarollo

teixeiraPor essa muita gente ligada a Ricardo Teixeira, e bota um “montão” de gente nisso, não esperava, ou até esperava, mas não acreditava muito. Li o seguinte texto no UOL: O ex-jogador alemão Franz Beckenbauer, declarou para a revista esportiva especializada em futebol, Kicker, que o francês Michel Platini será o próximo presidente da Fifa. […]