Arquivo da categoria: Ponte Preta

Dérbi centenário mostrou nossa capacidade, diz Paulo Roberto

Leia o post original por Craque Neto

O meia alvinegro falou sobre a conquista do 28º título do Paulistão e afirmou que o Dérbi Centenário, no qual o Verdão foi derrotado graças ao gol de Jô, serviu para calar a boca dos críticos e mostrar a capacidade do elenco.

O post Dérbi centenário mostrou nossa capacidade, diz Paulo Roberto apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Capacidade de surpreender é marca do novo campeão paulista

Leia o post original por Perrone

Na conquista do Campeonato Paulista de 2017, sacramentada neste domingo (7) diante da Ponte Preta, o Corinthians deixa como uma de suas principais marcas a capacidade de surpreender.

A demora em contratar e a chegada de reforços modestos fez com que o alvinegro fosse rotulado pela imprensa como a quarta força do Estado. Para surpresa geral, aos poucos o time evoluiu e venceu a disputa de maneira incontestável.

Surpreendeu também o rendimento de Pablo e Jô. O zagueiro estava sem espaço no Bordeaux. Nada em seu histórico recente recomendava a contratação. Acabou sendo fundamental para a solidez defensiva corintiana, um dos pontos altos do campeão.

A situação do atacante era semelhante. Nem jogar ele jogava para ser avaliado. A lógica apontava que ele estava mais para repetir o fracasso de André do que o sucesso de Vágner Love, outros atacantes que chegaram sob suspeita. Jô teve dificuldades no início, mas correu, suou para se movimentar como pedia Fábio Carille, marcou gols em todos os clássicos e reconquistou a Fiel. Ponto para a diretoria corintiana, que fez uma aposta arriscada, contestada, mas acertou.

Outra surpresa foi a maneira avassaladora como o Corinthians abriu os mata-matas fora de casa. Com 2 a 0 sobre o São Paulo e 3 a 0 em cima da Ponte, resolveu as disputas logo no primeiro confronto. Pelo estilo de jogo alvinegro, eficiente nos contra-ataques, era de se esperar um bom desempenho fora de casa. Mas apostar em vantagens tão grandes seria mostrar desapego ao dinheiro.

Surpreendente também, ao menos para este blogueiro, foi a obediência tática dos jogadores em relação ao novato Carille. Dava para imaginar um bom relacionamento dele com os atletas, por conhecer o grupo bem graças ao fato de ter sido auxiliar de outros treinadores por um bom tempo. Porém, é comum boleiro desconfiar de “professor” novo. Até contestações são normais. Não aconteceu com Carille. O elenco comprou seu estilo de jogo, seguiu à risca e chegou ao título.

Só não foi surpreendente o desempenho de Romero. Como sempre, compensou o que falta de habilidade com suor, correu por todos os setores do campo, atacou e defendeu. De novo foi importante para o time sem ser badalado. O paraguaio é o melhor retrato do o estilo desse time campeão, que prioriza o conjunto, a disciplina tática e que surpreende.

Deu a lógica! Com a melhor retranca do torneio, Corinthians é campeão paulista!

Leia o post original por Milton Neves

A tarefa da Ponte Preta em reverter os 3 a 0, realmente era muito complicada.

Tentar dar o troco da final de 77, após 40 anos, vai ficar para uma próxima vez.

Esteve nas mãos da Macaca o título, mas a derrota no primeiro jogo foi crucial.

Então, valeu o esforço e dedicação dentro do Itaquerão no empate de 1 a 1.

E a conclusão que chegamos, é que o elenco de Gilson Kleina vai vir fortíssimo para o Brasileirão.

Diferente do Corinthians, que mesmo campeão, hoje é o clube mais fraco dos grandes de São Paulo.

Carille ganhou este Paulistão na raça e na manha, porque Palmeiras e Santos são times de ponta do Brasil, favoritos a tudo!

Já o São Paulo… Deixa pra lá, mas Ceni está pegando o jeito para fazer o bom Tricolor jogar.

No mais, parabéns pela conquista do 28º Campeonato Paulista, Timão!

“É nóis, tâmo junto e “vaaaaaai Curintcha”!

Opine!!!

Méritos de um grupo jovem, competente e agora CAMPEÃO!

Leia o post original por Craque Neto

Esses dias me perguntaram nas ruas se o aproveitamento dos jogadores da base do Corinthians em 2017 estaria acontecendo por necessidade ou opção técnica. A resposta é óbvia: necessidade monstra até pela crise financeira que vem batendo há alguns anos no clube. Mas já tinha visto isso no Santos em 2002. A molecada da base é sim a solução na maioria das vezes. Ainda mais quando o departamento amador vem colhendo frutos expressivos há alguns anos, como no caso do Timão. Ali se colecionou títulos da Copa São Paulo e até Tri Mundial sub-17. Era claro que daria resultado. O […]

O post Méritos de um grupo jovem, competente e agora CAMPEÃO! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Cambista cobra até cerca de 20 vezes mais por ingresso da final do Paulista

Leia o post original por Perrone

Cambistas pedem até cerca de 20 vezes mais do que o valor de face de ingressos para a partida deste domingo entre Corinthians e Ponte Preta pela final do Campeonato Paulista. É o caso do tíquete do setor sul, pelo qual um dos vendedores pedia durante a semana R$ 800. Com descontos para os sócios-torcedores mais assíduos, o mesmo bilhete custava R$ 40,50.

Neste sábado (6) a presença de cambistas na arena corintiana era pequena. Um deles oferecia ingressos das áreas sul e norte (R$ 32 com descontos) por R$ 600. E o comprador teria que retirar o bilhete com outra pessoa em frente ao Parque São Jorge.

Longe da arena, outro cambista, por telefone, oferecia bilhete do setor oeste superior por R$ 300. Na venda oficial, o mesmo ingresso valia de R$ 40,80 a  R$ 136, de acordo com o desconto.

Na partida de abertura da decisão, em Campinas, a pedida era de R$ 200 pela entrada de visitante, vendida oficialmente por R$ 80.

Vale lembrar que, apesar da falta de cerimônia dos cambistas, a prática é proibida.

Efeito suspensivo?

Leia o post original por Craque Neto

Fala pessoal! Nas vésperas da decisão do Paulistão os advogados do Corinthians conseguiram um ‘evento suspensivo’ e liberaram o lateral Fágner para jogar contra a Ponte. Engraçado essa história, viu! Nunca neguei meu carinho pelo Timão mas não dá pra fugir do que é correto. O jogador corintiano mereceu a punição. Não poderia jogar. Ele deu uma ‘paulistinha’ no são-paulino Cueva. Ficou nítida a agressão. Das duas partes, diga-se de passagem! Deixar isso barato e ainda por cima com ‘efeito suspensivo’ é banalizar demais o Tribunal de Justiça Desportiva. Vejam bem, nem acho que isso vai mudar muito o resultado […]

O post Efeito suspensivo? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Corinthians coloca as duas mãos na taça!

Leia o post original por Milton Neves

Ponte Preta 0 x 3 Corinthians

Contra o Santos e contra o Palmeiras, a Ponte Preta enfrentou times valentes, que jogam para frente, e se deu muito bem.

Agora, contra o Corinthians, que joga mais fechado que porta de submarino, a Macaca precisava de uma nova tática para conquistar o primeiro caneco de sua história.

Mas, no Moisés Lucarelli, Gilson Kleina mandou seus comandados para o ataque, e o resultado foi completamente desastroso!

Afinal, sejamos francos, só um milagre – e dos grandes – tira a taça do Parque São Jorge.

Mas, além de o esquema de jogo não ter encaixado contra o Timão, eu senti que os atletas da Macaca entraram meio que com as pernas bambas em campo, não é verdade?

Bom, mas méritos para Carille – que tira leite de pedra deste limitado elenco alvinegro -, para Jadson e para Rodriguinho – o grande nome da final!

Agora, é só esperar domingo e comemorar, corintianos.

O segundo jogo, no Itaquerão, será apenas para “cumprir tabela”.

Opine!