Arquivo da categoria: Protesto

Bom final de semana!

Leia o post original por Rica Perrone

Caro amigo brasileiro honesto,

Hoje é sexta-feira e eu sei como você se sente porque honesto também sou.  Fui criado também por pessoas que me impediram de roubar a caneta do coleguinha ou voltar com o troco errado da padaria. Enfim, como a enorme maioria, sou o mínimo aceitável de um ser humano.

Hoje faz cerca de 12 graus em São Paulo, onde estou passando a noite. Na entrada do mercado uma família na calçada me pediu pra comprar… um cobertor.  Eu comprei, é claro. Posso, graças a muito trabalho.  E junto dele comprei uns bolinhos pras crianças numa sacola. Quando eu dei o cobertor pra menina, ela viu a sacola cheia de bolinhos junto.

“Tio, você esqueceu esse saquinho…”.

Ela me devolveu!!!! Era pra ela. Mas eu não disse, ela não pediu, dei porque quis. Mas ela achou que era meu e com fome, na rua, passando frio, me DEVOLVEU!!!

Disse que era dela. Ela sorriu, “fica com Deus, Tio”.

Deus?

Caralho. Ela está na rua, com a família toda no exato momento em que a TV noticia a porra da absolvição do nosso honestíssimo senhor presidente.

Deus, pra ela, significa a justiça divina. A justiça que ela não vai ver mas precisa acreditar que haverá. Pois sem ela não dá pra acordar todo dia.

Essa família que agora passa frio na esquina da Oscar Freire com a Min Rocha Azevedo não tem o que comemorar. Mas quando eu fui embora, naquela situação horrível de se culpar por ter o que comer e não poder resolver o problema deles, eu olhei pra trás e ela abraçava o pai.

Não acabou. Por mais perdido que esteja, o jogo não acabou.

Eu sei que ele trocaria tudo por ter um jantar digno toda noite e uma casa pra morar. Mas eu sou capaz de apostar que esse cara não roubaria por medo de perder o olhar daquela menina de respeito e admiração.

Então, meus caros amigos brasileiros honestos que hoje dormem com mais um soco na cara, aproveite o final de semana para fazer a única coisa que esses filhos da puta não podem fazer e nós podemos:

Olhe nos olhos da sua família.  Abrace seu pai e agradeça a criação que ele te deu. Brinde com seus avós se ainda os tiver, e honre a comida comprada honestamente que estará na sua mesa.

Mas em homenagem a eles todos, o protesto mais humilhante que podemos fazer é esse. Passar o final de semana com nossas famílias e sem ter que baixar a cabeça pra desviar de um olhar.

Nós somos maioria.  Bom final de semana pra vocês!  😉

abs,
RicaPerrone

Bom final de semana!

Leia o post original por Rica Perrone

Caro amigo brasileiro honesto, Hoje é sexta-feira e eu sei como você se sente porque honesto também sou.  Fui criado também por pessoas que me impediram de roubar a caneta do coleguinha ou voltar com o troco errado da padaria. Enfim, como a enorme maioria, sou o mínimo aceitável de um ser humano. Hoje faz …

Após protesto ao lado da sala de Andrade, torcedores esperam por reunião

Leia o post original por Perrone

 

Divulgação

Foto enviada ao blog por conselheiro do Corinthians mostra protesto no andar da sala de Andrade

Torcedores responsáveis por protesto que assustou funcionárias que trabalham para o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, esperam ser recebidos pelo dirigente nesta terça-feira para apresentarem pessoalmente suas queixas.

O grupo de cerca de 15 manifestantes conseguiu chegar até a recepção do quinto andar do prédio social do Parque São Jorge, onde fica a sala de Andrade. Eles agiram pacificamente, estenderam faixas protestando contra a diretoria, o Conselho Deliberativo e os terceiros uniformes do clube, que não são em preto e branco.

Andrade não estava no local, e os manifestantes protestaram em frente à secretária dele e mais uma funcionária, que temeram pelo que poderia acontecer. Eles deixaram o local depois de ouvirem que serão recebidos pelo cartola.

O presidente alvinegro já tinha sido eleito como alvo de torcedores na área mais cara da Arena Corinthians durante a derrota por 2 a 0 para o Palmeiras no último sábado, e respondeu aos xingamentos mostrando o dedo do meio para os descontentes. Depois, pediu desculpas. No mesmo dia, as torcidas organizadas também entoaram músicas contra Andrade e o diretor de futebol corintiano, Edu Ferreira, membro da Gaviões da Fiel.

São Paulo vai indagar ator na Justiça sobre quem é vagabundo

Leia o post original por Perrone

A diretoria do São Paulo procura um advogado criminalista para questionar o ator Henri Castelli na Justiça sobre declarações dadas por ele contra os dirigentes são-paulinos.

Ao convocar torcedores para o protesto que terminou em invasão ao CT tricolor, roubos e agressões a jogadores no último sábado, Castelli se dirigiu à torcida da seguinte forma: “Você que há mais de dez anos vem sofrendo com a corrupção dentro da diretoria do São Paulo, com a incompetência desse bando de safado, vagabundo que usa o clube para se promover”.

A ideia é fazer indagações como quem são os safados e vagabundos citados por ele, quem praticou a corrupção mencionada e se ele tem provas contra os dirigentes que acusa. Dependendo das argumentações de Castelli, a diretoria o processará por difamação.

Também foi estudada a possibilidade de enquadrar o ator no estatuto do torcedor por supostamente incitar a violência. Esse crime prevê pena de um a dois anos de reclusão e multa. Porém, a hipótese perdeu força. O entendimento é de que seria difícil provar que ele incitou os torcedores a agirem de maneira violenta.

Em outra frente, a diretoria trabalha para que o comportamento de Castelli, sócio do clube, seja julgado pela comissão de ética da área social do clube. A letra b do artigo 27 do estatuto tricolor diz que o sócio deve respeitar os conselheiros, diretores e associados. Quem ferir a regra pode ser advertido, suspenso ou eliminado do quadro associativo.

O blog não conseguiu falar com o ator. Porém, em entrevista para a Rádio Jovem Pan, ele se disse surpreso com a possibilidade de ser processado, chamou a manifestação dos torcedores de legítima e justa e ainda se disse envergonhado com a reação da direção.

 

Mais futebol, menos tecnologia

Leia o post original por RicaPerrone

Aconteceu na Holanda.  O estádio do PSV, ex clube de Romário, Ronaldo e outros tantos, liberou wi-fi para geral.

Legal, bacana, viva o PSV! Só que nessa a torcida entrou numa de ficar online no celular o jogo todo e dando mais atenção pra celular e tablet do que pro jogo em si.

E na goleada de 6×1 sobre o NAC neste final de semana a torcida protestou e, acredite, pediu o fim do wi-fi.

A faixa dizia: “Foda-se o Wi-fi, apoiem o time!”.

E convenhamos, nem precisou neste jogo. Mas nos próximos, se precisar, o recado está dado.

abs,
RicaPerrone

Pressão é normal, mas sem violência!

Leia o post original por Neto

Corintianos invadem CT na manhã deste sábado

Corintianos invadem CT na manhã deste sábado

Fui jogador do Corinthians por quase 7 temporadas. Nesse período, sem falsa modéstia e aceitem os que me odeiam ou não, era cobrado como o principal jogador do time. Era o maior responsável por fazer os gols e decidir as partidas. Quem viveu esse período sabe disso. E como qualquer mortal vivia às vezes alguns momentos difíceis. E aí a torcida caia matando! A pressão era enorme e tive que aprender a lidar com aquilo. Cheguei a tomar uns tapas, algo que repudio de fato, mas viver com cobrança foi meu ritmo de vida nesse período.

Neste sábado alguns torcedores organizados invadiram o CT Joaquim Grava para cobrar o time. Tenho três coisas a dizer: primeiro que a invasão em si é errada. Afinal o clube é um local privado. Em segundo lugar, violência, coisa que pelo que soube não existiu, também é uma coisa abominável. Agora a pressão, com todo respeito, é a coisa mais normal do mundo. Sobretudo nesse esporte aqui no Brasil onde a paixão ultrapassa na maioria das vezes a razão. Se a boleirada do Timão não quer ser pressionada, mude de profissão. Ora bolas, se o cara ganha uma bala tremenda e rende pouco, precisa ser cobrado. Senão pela direção do clube, pela torcida. Mas repito, sem violência!

Até pelo avanço da mídia, hoje a repercussão das coisas é muito maior do que no meu tempo. Esse tipo de comportamento da torcida pode ser o termômetro de que a direção do clube precisa mudar radicalmente alguma coisa. Do jeito que as coisas estão não dá pra ficar. E não é nem pela goleada sofrida pelo Santos não. A crise técnica vem desde o Brasileirão do ano passado. Parece que a equipe ganhou a Recopa e deu um apagão nos caras. Agora é tempo de recomeçar. E com uma baita pressão a tira colo.

Em tempo: Que fique clara uma coisa! Se existiu violência de alguma forma, com jogador ou com algum outro funcionário do clube, que os culpados sejam punidos. Porque aí se transforma em caso de polícia. Aliás, invasão de um lugar privado já é um caso de polícia. Furto nem se fala, né?

#VEMPRARUA

Leia o post original por Luiz Filho

Além de nós, Lusitanos, torcedores de todo o Brasil estão indignados com a decisão do STJD que tirou pontos e acabou rebaixando a nossa Portuguesa por causa da escalação irregular do jogador Héverton contra o Grêmio, pela última rodada do Brasileirão. Diante da situação, nossa torcida marcou outra manifestação na avenida Paulista e espera contar com o apoio de torcedores de outros times paulistas.

O protesto contra o tapetão que manteve o Fluminense na Série A e nos levou novamente para a Série B foi convocado pelo Facebook. A movimento contra a decisão da Justiça desportiva foi chamado de “2º Ato Contra a Corrupção no Futebol Brasileiro”.

Clique aqui para acessar a página do movimento no FACEBOOK!

SÁBADO É DIA DE MOSTRAR NOSSO ORGULHO… VERGAR-SE JAMAIS!!!
VAMOS PARA JUSTIÇA COMUM!!!
.

Mil palhaços

Leia o post original por Wanderley Nogueira

Nariz de PalhaçoAqueles que nos acompanham já leram aqui, recentemente, que a cartolagem que comanda o futebol estava preparada para enrolar o movimento Bom Senso F.C.

A tática é antiga e nada criativa: apenas empurrar o assunto para outra época sob as mais variadas e vazias explicações.
Mas, como esses dirigentes tem a caneta do poder, o que fazer? Reagir agredindo ou promovendo uma quebradeira geral – tão em moda? Nada disso.
Inteligentes, os líderes do movimento dos atletas pretendem mostrar a sua insatisfação de alguma maneira. Um gesto conjunto, simbólico e que pode correr o mundo da bola.
As sugestões entre os jogadores são muitas. Vão desde uma greve – improvável – até uma passeata na porta da CBF numa segunda feira de folga geral nos clubes.
Mas, não seria fácil trazer os jogadores menos badalados. Não são ricos, quase todos tem os salários atrasados e dirigentes com personalidades frágeis. Então, como fazer alguma coisa que desse repercussão?
Sobre a mesa caiu uma sugestão nada inédita, mas que provocaria imagens, fotos e relatos no Brasil e fora dele: quase mil atletas com narizes de palhaço.
Sem declarações, sem agressões, sem indisciplina, sem ofensas explícitas.
Aquela bolinha vermelha na ponta do nariz, seria um profundo e verdadeiro discurso à favor do justo desejo daqueles que querem melhorar o futebol brasileiro.
Como todos sabem , os palhaços são líricos, inocentes, ingênuos, angelicais e figuras frágeis . Mas, nesse caso, com esse gesto, seriam extremamente poderosos. Se a proposta vai prosperar ou não, resta esperar…