Arquivo da categoria: recomeço

Recomeço de Ganso. Brasil “implora” que dê certo

Leia o post original por Mion

O futebol brasileiro aposta na competência do Refis tricolor para ter Ganso inteiro novamente.

A contratação de Paulo Henrique pelo São Paulo, não representa apenas a aquisição de um craque promissor. Novo clube, vida nova e principalmente uma aposta de o Brasil reconquistar um estilo em extinção no Brasil: armador genial que seja um pensador criativo. Aquele que articula e consegue em segundos deixar o companheiro na cara do gol, dita o ritmo do jogo conforme a necessidade.

Contra a Colômbia, partida em que a seleção não jogou mal, porém comprovou ter jogadores velozes com qualidade técnica. O excelente time da Colômbia também possui jogadores com o mesmo perfil. São jogadores técnicos, entretanto pegam a bola se saem driblando ou correndo com a bola, muita pressa em chegar ao gol adversário. Falta aos dois aquele jogador cerebral: como exemplos, o brasileiro Rivaldo e o colombiano Valderrama. Os argentinos têm de sobra meias criativos, só aqui no Brasil cito D’Alessandro, Montillo e Dátolo. Já passou por aqui outro craque pensador, o melhor jogador do Brasileirão de 2010, o também portenho Conca. Qualquer um dos quatro se fosse brasileiro, teria vaga na meia-cancha canarinha.

Ganso é a única esperança do Brasil. Por isso será tão importante vê-lo em campo evoluindo física e tecnicamente. Os problemas articulares poderão ser superados no Refis são-paulino. Para a sua sorte caiu no lugar certo, Dagoberto, Ricardo Oliveira e outros encontraram no Morumbi a recuperação quase que total. Resta esperar que o mesmo ocorra com Paulo Henrique, o tempo está passando estamos pertinho da Copa das Confederações, a torcida brasileira faz figa para que em três ou quatro meses de Morumbi, Ganso volte ser o craque criativo e genial que tanto a seleção necessita.

Consagração e recomeço no Mundial

Leia o post original por Mion

Ganso e Neymar: o mesmo objetivo por situações diferentes.

Neymar e Paulo Henrique Ganso vivem dois momentos distintos apesar de disputarem juntos o Mundial de Clubes. Enquanto Neymar sabe que atuações destacadas servirão para “carimbar” de vez a condição de craque mundial, Ganso experimenta novamente o desafio de recomeçar a carreira de craque.

Há pouco mais de um ano os dois viviam situações opostas. Ganso era uma unanimidade, considerado craque, a solução para o pobre meio-de-campo da seleção brasileira. Uma cirurgia no joelho e depois os desperdício de tempo porque só ficou pensando em jogar na Europa, o fizeram regredir e voltar a ser uma promessa ou melhor, uma incógnita.

Nesse mesmo período, Neymar explodiu de vez. Ganhou notoriedade mundial através das jogadas geniais e gols sensacionais. Hoje é o garoto-propaganda da moda. Além de mais um título mundial para o Peixe, também estão em jogo os dois. Com título ou não, Neymar e Ganso tentam superar os seus desafios e retornarem do Japão como craques consagrados.