Arquivo da categoria: rodrigo

Os dedos do rebaixamento

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Foto: Fábio Leoni /AAPP

Por Túlio Nassif, da Redação do Portal Terceiro Tempo

A Ponte Preta volta à Série B do Campeonato Brasileiro mais uma vez após estar na elite do futebol nacional durante três anos. Vale lembrar que em 2015 e 2016 o time fez campanhas que superaram as expectativas, nas quais a Macaca revelou alguns bons jogadores.

E a derrota por 3 a 2 para o Vitória-BA, no último domingo (26), não foi o que determinou a sua iminente queda.

Muito menos pelo que alguns torcedores andam dizendo sobre o atual elenco, de que ele é fraco por contar com seis atletas rebaixados em 2016: Luan Perez (Santa Cruz), Artur (Internacional), Danilo Barcelos (América-MG), Fernando Bob (Internacional), Naldo (Joinville) e Jadson (Santa Cruz).

Por um acaso lembrei do atacante Keno, que fez um ótimo campeonato pelo Palmeiras neste ano e veio do Santa Cruz. Isso, claro, todos sabem, mas não fazem questão de comentar!

Assim como se esquecem de que o primeiro turno da Macaca, de razoável para ruim, poderia ter servido de alerta para uma eventual melhora, ao invés de aceitar a má fase, o que praticamente todos fazem. Atlético-MG, Chapecoense e São Paulo (o primeiro no Z4), são clubes que terminaram atrás da Ponte na tabela, mas assimilaram a realidade e deram a volta por cima no returno.

Criticar duramente o time, dar pouco apoio, ameaçar jogador e tomar atitudes que causam pressão só pioram as coisas, como de fato aconteceu. Basta lembrar do incidente em que parte da delegação foi agredida no aeroporto, dia 25 de setembro, quando o time campineiro retornava de Santa Catarina após derrota por 1 a 0 para a Chapecoense, pela 26ª rodada.

Verdade seja dita, a Ponte não merece estar na Série B. O que aconteceu no Moisés Lucarelli foi outro episódio para ser esquecido e apagado da história.

Encontrar um culpado neste momento é o pior dos erros. Portanto, atrelar toda a culpa do descenso ao zagueiro Rodrigo, não é a mais sábia das ações. Pois em muitos jogos ele foi fundamental para um resultado positivo ou satisfatório.

Talvez não haja mais clima para ele continuar e o mais certo a se fazer seja realmente envolvê-lo em uma negociação como muitos pedem, obviamente pelo que aconteceu último duelo.

Porém, o que deve se levar em conta é que não foi apenas “um ou dois dedos” que decretaram esse triste rebaixamento, mas sim uma somatória de circunstâncias, como “todos os dedos” de quem soube apontar as falhas durante o Brasileirão e não teve a capacidade de resolvê-las.

Opine!

Comentaristas brincam com ‘DEDADA’ de Rodrigo em Tréllez

Leia o post original por Craque Neto

Durante o ‘Os Donos da Bola’ desta segunda (27), os comentaristas não deixaram barata a “dedada” de Rodrigo no colombiano Tréllez e fizeram piadas analisando as imagens do lance.

O post Comentaristas brincam com ‘DEDADA’ de Rodrigo em Tréllez apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Protocolo gourmet do futebol

Leia o post original por Rica Perrone

Quando eu era moleque os times entravam em campo, tinha fogos, vaia, festa, a porra toda. Entrava cada um quando bem entendesse, e assim as torcidas faziam suas festas separado. Os juizes entravam antes, e nós xingavamos até a décima geração deles. Os dois times faziam uma fileira, cumprimentavam a torcida e iam aquecer.  Sem …

Como tem que ser

Leia o post original por Rica Perrone

Se você me pedir a fórmula de um grande clássico eu citaria boa parte do jogo desta noite como “receita”. Do empurra empurra a polêmica não expulsão. Da burra cotovelada ao beliscão nos mamilos.  Dos gols perdidos, dos gols marcados e por quem foram marcados. Clássico que é clássico não tem mandante. Clássico que é …

A série B é o menos importante

Leia o post original por Rica Perrone

Qual o objetivo do Vasco em 2016?  Muitos dirão “subir pra série A”, e não deixam de ter razão.  Embora seja óbvio, tanto o objetivo quanto a realização dele, o preocupante pra mim é o que será preparado pra 2017. De que adianta ser campeão da série B e começar 2017 tendo que refazer um …

Rodada corintiana

Leia o post original por Quartarollo

Corinthians se impôs com categoria ao Atlético Paranaense, na Arena da Baixada.

Fez 4 x 1 com autoridade de um time mais equilibrado e o melhor do país no momento.

Renato Augusto foi brilhante. Fez dois gols e mandou no jogo.

Os outros dois foram de Vagner Love que já tinha feito boa partida contra o Goiás no meio de semana, mas não fez gols naquela ocasião.

Hoje deixou sua marca e é mais um que cresce na hora certa para confirmar o título brasileiro da temporada.

Além disso, o Corinthians foi beneficiado por resultados dos seus principais concorrentes na rodada deste domingo.

Viu sua imensa vantagem aumentar sobre o Atlético Mineiro que não se fez de rogado e tomou de 4 x 1 do Sport, no Recife.

Time de Levir Culpi não viu a bola. Foi igual o seu xará do Paraná que ficou devendo em todos os sentidos.

Com esses resultados, o Corinthians abre 8 pontos de vantagem sobre o Galo mineiro e esvazia um pouco mais aquela pretensão de jogo decisivo que se aflorava para o encontro de 1 de novembro, em Belo Horizonte, entre os dois ponteiros do Campeonato.

Com essa distância, não existe nada de jogo decisivo nessa data. É mais um jogo importante com a presença do líder do Campeonato, que antes enfrentará o Flamengo, no Itaquerão, no próximo domingo, enquanto que o Atlético receberá a boa Ponte Preta, em Belo Horizonte.

O Corinthians é favorito contra o Flamengo, já o Atlético terá pela frente um adversário que cresceu muito nessa reta final de Campeonato, mas ainda assim tem leve favoritismo.

Não será fácil tirar 8 pontos de vantagem do Corinthians. O time de Tite vive um momento de muita confiança e caminha a passos largos para ser campeão brasileiro-2015

Corinthians também se livrou de vez do Grêmio, que mesmo jogando em casa perdeu para a Chapecoense, 3 x 2.

A diferença para o time gaúcho agora é de 12 pontos.

O quarto colocado do Campeonato neste momento na zona da Libertadores, é o Santos, mas só tem 49 pontos, está a 18 pontos do primeiro colocado.

Hoje o time de Vila Belmiro, jogando em casa onde é quase imbatível, venceu com categoria o Goiás, 3 x 1, com mais dois gols do artilheiro Ricardo Oliveira, que já tem 19 no Campeonato.

São Paulo e Palmeiras que ainda buscam o G-4 tiveram atuações distintas no fim de semana.

O Palmeiras recheado de argentinos bateu o Avaí, em Santa Catarina, 3 x 1, e chegou a dormir no G-4. Caiu fora no domingo depois do resultado do Santos contra o Goiás.

O São Paulo tomou um vareio do Vasco da Gama, no Morumbi, por pouco não perdeu o jogo e conseguiu o empate já no finalzinho com Rodrigo Caio.

Luís Fabiano abriu a contagem aproveitando-se de erro do zagueiro Rodrigo no início da partida.

O Vasco empatou no fim do primeiro tempo com um pênalti mal marcado do garoto Matheus Reis que o fraco Dewson de Freitas anotou e ainda expulsou o lateral do São Paulo por causa do segundo amarelo.

Não foi pênalti, mas no Brasil hoje é assim. É o pênalti à Brasileira, aqui vale e os árbitros inventaram a regra 18 para o futebol. Bola na mão virou mão na bola mesmo com o jogador caindo tentando se apoiar no gramado.

O próximo passo é jogador jogar com camisa de força para não mexer os braços em hipótese nenhuma.

São Paulo reclamou muito da marcação e voltou jogando pior ainda no segundo tempo.

Tomou o segundo gol feito pelo mesmo Rodrigo que falhou no primeiro gol sãopaulino e só foi empatar quando tudo já estava quase perdido.

O Tricolor tem razão na reclamação do pênalti marcado, mas não jogou nada.

O Vasco merecia a vitória pelo que jogou desde os 10 minutos do primeiro tempo. Foi uma injustiça para o time da cruz de malta.

O São Paulo precisa melhorar muito para ainda sonhar com G-4 ou finais de Copa do Brasil.

 

O amargo sabor de um grande empate

Leia o post original por Rica Perrone

Assim, sem pensar muito, empatar no Morumbi contra o São Paulo é um puta resultado, não? Não.  Hoje não. Porque em 90 minutos o Vasco fez, seguramente, sua melhor partida no campeonato. Calmo, controlando a partida, criando opções, tendo inúmeras oportunidades de ter matado e ampliado o placar após o 2×1. E com um homem […]

#VoceEscolheuOQue?

Leia o post original por Rica Perrone

A maioria escolheu duvidar, e é justo e compreensível.  O Vasco se arrastava em campo, era uma piada imaginar uma reação. Aí surgiu um maluco com uma faixa escrito que “resolveu acreditar” na arquibancada e a piada ganhou slogan. Tá acabando a graça. Do impossível aos fatos há uma distância considerável, mas sempre menor para quem […]

Olha ele! Olha ele!

Leia o post original por Rica Perrone

Meus caros caçadores de polêmica idiota, não ultrapassem o limite que os coloca sob a condição da “viadagem”.  A linha entre a polêmica e o sensacionalismo é tênue, dificil de enxergar a olho nu. Fred e Rodrigo são jogadores experientes, concentrados num clássico cheio de provocações, onde um deles fatalmente sairia derrotado.  Imagens das trocas […]