Arquivo da categoria: São José

Times esquecidos: São José

Leia o post original por Craque Neto

O São José é um time que representa uma região rica do Vale do Paraíba, a cidade de São José dos Campos. Já alcançou seu auge sendo vice-campeão Paulista, mas, hoje, disputa pela última divisão do campeonato estadual e a prefeitura optou por investir no futebol feminino.

O post Times esquecidos: São José apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Cachimbo da paz

Leia o post original por Pedro Ernesto

Não esperava nada diferente que não fosse o acerto entre os quatro ilustres gremistas que sentaram à mesa para saborear o almoço e encontrar a paz no Grêmio. Mas isso não é tudo. Como disse Paulo Odone, a periferia, ou como dizem outros, os aspones, ou ainda, como se diz no mundo político, o baixo clero, esses também precisam colaborar.

Declarações de pessoas que pouco representam, mas que agitam o ambiente, são desnecessárias. Está na hora de todo mundo ficar quieto e, simplesmente, buscar o melhor para o clube. Esse melhor pode ser como está ou em renegociação com a OAS. Mas tudo isso tem que vir de pessoas que sabem o que estão fazendo e respeitam contratos. Pessoas que têm responsabilidade pelo futuro do Grêmio. Claro que nisso também cabe a orientação dada por Fábio Koff e Odone aos seus seguidores políticos. Mas a primeira tragada no cachimbo da paz já foi dada.

Responsa

A ida do Grêmio para a sua nova casa, a Arena, para o bem ou para o mal, é irreversível. O Estádio Olímpico já não é mais nem da construtora OAS, já é da Caixa Econômica Federal.

A Arena é do Grêmio menos as obrigações contratuais de construção. Ou seja, tem que pagar a conta. O melhor que todos podem fazer é se calar e entregar as tarefas para quem está imbuído de realizá-las com responsabilidade, sem perturbar o ambiente.

Sintético

Dunga poupará alguns jogadores em função do gramado sintético do Estádio do Passo D’Areia. Penso ser uma medida importante para aqueles jogadores que têm alguma dificuldade física, mas desnecessária para os que estão em boas condições.

Poderá ser para alguns uma boa chance. Agora o foco é dia 3, lá em Rio Branco, no Acre, quando o time estreia na Copa do Brasil. Ver jogadores e outras possibilidades de esquema sempre é importante no Gauchão.

Você sabia?

* Que a Caravana do Gauchão colocou 10 mil pessoas no Largo Zumbi dos Palmares na segunda-feira?

* Que o Grêmio completa no final do mês 90 dias sem o pagamento acordado da arrecadação dos associados?

* Que o ex-zagueiro Luis Eduardo comandará o Cerâmica no restante do Gauchão?

* Que Djimi, ex-lateral, formado no Grêmio, assume como interino no Canoas?

Felipão

Leia o post original por Pedro Ernesto

Começa hoje a segunda fase da Era Felipão na Selação Brasileira. Neymar já chegou dizendo que ele faz o estilo paizão, muito ao gosto dos jogadores. Na sua primeira passagem, o treinador teve em suas mãos três jogadores que se repetiram como melhores do mundo.

Ronaldo Nazário, Ronaldinho e Rivaldo estavam muito acima de todos os outros jogadores que disputaram a Copa do Mundo de 2002. Hoje não temos o melhor do mundo, Ronaldinho é quase um ex-atleta, não temos laterais como Cafu e Roberto Carlos, não temos um goleiro como Marcos. Não somos a melhor seleção do planeta. Com boa vontade dá para pensar num quinto lugar. Será que Luiz Felipe Scolari pode interagir de forma a melhorar o futebol da Seleção Brasileira? A resposta começa a ser dada hoje em Londres.

Titulares

Depois de uma semana de treinamentos, o time titular do Grêmio está voltando a campo. Vai encarar a equipe que ganhou todos os pontos que disputou, o São José.

Um bom teste para o time do Vanderlei Luxemburgo, que precisa ganhar os dois jogos da semana sob pena de ficar fora dos mata-mata da Taça Piratini. André Lima e Willian José voltam ao time na ausência de Vargas e Moreno, que estão nas suas seleções.

Continuidade

Dunga poderá ver seu time titular mais uma vez esta noite. Ainda é começo de temporada, fase de ajustes e de adaptação dos jogadores ao esquema de jogo. Mas repetir a escalação é dar continuidade ao trabalho

Sem o uruguaio Diego Forlán, que está no Catar com a seleção do seu país, joga o pernambucano Gilberto. Importante para que se possa observar o toque de bola de um time que busca a valorização da redonda. O Lajeadense é uma equipe bem constituída. Poderemos ter um bom jogo.

Você sabia?

* Que o retrospecto entre Brasil e Inglaterra favorece os brasileiros?

* Que a curiosidade dos comentaristas está na forma de utilização de Ronaldinho?

* Que o goleiro Julio Cesar, depois de fracassar contra a Holanda e ajudar a eliminar o Brasil na Copa da África do Sul, recebe nova oportunidade?

* Que o São José ganhou os quatro jogos que disputou e não levou gols no Gauchão?

Sereias perdem de virada. São José é o Brasil na final

Leia o post original por Odir Cunha

Acabou o sonho do tricampeoanto da Copa Libertadores para as Sereias da Vila. Sem o mesmo elenco, o mesmo futebol e a mesma atitude das edições anteriores da competição sul-americana, as santistas perderam por 2 a 1, de virada, para o São José, em São José dos Campos, e estão fora da final, que reunirá o São José, justo a equipe convidada para o torneio, e o Colo Colo, do Chile.

Com o apoio de grande torcida, ampla maioria no estádio, mais rápido, menos errático e mais determinado, o São José mereceu a vitória. Comandado pelas veteranas Formiga e Bagé, o time do Interior ainda mostrou jovens valores, habilidosas e rápidas, que envolveram o Santos.

Das principais Sereias da Vila, só Esther justificou a fama, multiplicando-se pelo campo. A lateral Maurine a a goleira Andreia – que falhou nos dois gols – atuaram abaixo do que podem.

Erika, autora do primeiro gol do jogo, de cabeça, logo aos 3 minutos, sentiu efeitos da gripe e pouco fez. Gláucia e Karen também estavam lentas, quase apáticas, e foram facilmente marcadas pela boa defesa do São José. As três froram substituidas, mas o time não melhorou muito.

Formiga dominou o meio-campo e empatou, de cabeça, no finzinho do primeiro tempo. Os santistas reclamaram de falta na goleira Andreia, mas a verdade é que a bola estava mais para ela, que não a pegou.

Ao final do primerio tempo um diretor do Santos invadiu o campo para reclamar da árbitra e foi expulso. No segundo tempo, após o segundo gol do São José, o preparador físico e a jogadora Karen, que estavam no banco de reservas, também foram expulsos por reclamação.

Espantou o descontrole emocional do Santos. A arbitragem pode ter errado em alguns lances, mas não influiu no resultado. Na verdade, parecia que o time mais experiente era o São José, que lutou muito, mas se manteve tranquilo e focado no jogo o tempo todo.

No segundo tempo o ataque das Sereias produziu menos ainda, apesar de ter tido duas boas chances. Aos 40 minutos, aproveitando uma falta de longa distância, Fran, que era do Santos no ano passado, marcou o gol da vitória do São José, com um belo chute, chute forte, mas defensável.

Com o resultado, o Santos, que este ano jogou quatro vezes contra o São José e perdeu quatro, agora disputará o terceiro lugar com o Caracas. Ficou evidente que sem mais jogadoras de alto nível – como Marta e Cristiane, que este ano não vieram para a competição -, fica muito difícil conquistar uma competição tão difícil como a Libertadores. Uma pena. Nem seria preciso um grande investimento para garantir mais este título histórico.

E você, o que achou de São José 2 x 1 Santos?