Arquivo da categoria: Seleção Brasileira

Preparador explica que deslocamento e clima não preocupam Brasil na Copa

Leia o post original por Perrone

Em seu planejamento para a Copa da Rússia, a comissão técnica da seleção brasileira concluiu que deslocamentos entre as sedes e diferenças de temperaturas de uma cidade para a outra não preocupam. Por isso a escolha da base da equipe de Tite terá pouco a ver com a localização e muito com a estrutura do local e da cidade.

“A maior viagem que uma seleção pode ter que fazer durante a competição é de cerca de três horas e meia de voo, entre Kaliningrado e Ecaterinburgo. Como na Copa tudo é feito com avião fretado, não existe aquele desgaste de aeroporto, por isso serão viagens simples, dentro do que já estamos acostumados. Não existe nenhuma preocupação especial” afirmou ao blog, Fábio Mahseredjian, preparador físico da seleção.

Diferentemente do que aconteceu na Copa de 2014, quando a seleção deixou o frio de sua concentração em Teresópolis para encarar temperaturas bem mais altas, como em Fortaleza, a expectativa para 2018 é de pequenas variações.

“Com a temperatura não temos nenhuma preocupação porque a previsão é de que ela varia entre 18 graus e 22 graus nas cidades dos jogos durante a Copa. Bem mais tranquilo do que acontece no Brasil em que muitas vezes você joga no frio do Sul na quarta-feira e no calor do Nordeste no domingo. A atenção que vamos ter na Rússia é só com a umidade (relativa do ar), que sempre temos”, afirmou o preparador.

Sem prever dificuldades com deslocamento e temperatura, o alvo da comissão técnica passou a ser uma grande cidade russa para receber o QG da seleção. “Estamos pensando na estrutura e no interior da Rússia as coisas são mais duras”, disse Mahseredjian.

A estratégia, coloca Moscou e São Petersburgo naturalmente como favoritas para se transformarem em casa do time do Tite. São as duas maiores cidades russas.

Na semana passada, Mahseredjian e Edu Gaspar, coordenador técnico da seleção, estiveram em São Petersburgo avaliando instalações disponíveis.

A comissão técnica quer garantir também conforto aos familiares dos jogadores que irão acompanhar o Mundial, o que é mais fácil em cidades com melhor estrutura.

Isso é bola de Seleção!

Leia o post original por Craque Neto

Acabei de acompanhar a vitória do Sport contra o Danubio do Uruguai pela Sul-Americana e percebi porque o Tite está convocando com frequência o Diego Souza como atacante da Seleção. Pelo amor de Deus! O cara está jogando demais! Além de participar de quase todas as jogadas ofensivas do time ainda tem um baita golaço de meia bicicleta. Particularmente achava que esse rapaz estava com a carreira descendente. Afinal depois da ida dele para o mundo árabe em 2012 nunca mais tinha conseguido render aquele futebol vistoso dos tempos de Fluminense e Palmeiras. Aliás o estilo dele, que é de […]

O post Isso é bola de Seleção! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Brasil na Copa do Mundo. Neymar evoluindo demais.Time forte e competitivo.

Leia o post original por Nilson Cesar

O Brasil já está na Copa da Russia. Parabéns ao Tite, ao Neymar e todo grupo. Claro que euforia em demasia não é nada bom. O Brasil ganhou a Copa das Confederações antes de 2014 e entendíamos que o nosso time iria voar na Copa do Brasil.Antes de 2006 tínhamos o tal do quadrado mágico. Calma gente. Vamos viver jogo a jogo. Ainda não temos um substituto a altura para Gabriel Jesus e no gol o nosso goleiro não foi devidamente testado. Acho sim que Tite vai trabalhar nesse sentido. Não deixar a euforia tomar conta. Copa do mundo é um torneio de um mês e precisamos sim evoluir muito até lá.  Não jogamos ainda com as grandes seleções do mundo. É melhor confiar e ter muita cautela.

Voltamos a ter a MELHOR Seleção do mundo!!!

Leia o post original por Craque Neto

A Seleção Brasileira encarou o Paraguai na Arena do Corinthians e venceu bem a partida por 3 a 0. Qual a novidade nisso? Nenhuma! Na verdade a novidade é justamente essa falta de novidade. Esse crescimento da equipe verde-amarela foi tão grande que o povo voltou a ter um carinho pela Seleção. Voltou a querer saber quando é a próxima partida para poder acompanhar. Essa ansiedade que só existia no passado. E não há dúvida nenhuma que o responsável por isso tudo é sim o iluminado e competente técnico Tite. Graças a ele e aos jogadores que abraçaram o projeto […]

O post Voltamos a ter a MELHOR Seleção do mundo!!! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Talento individual + força coletiva = igual a outra vitória do Brasil

Leia o post original por Perrone

O Paraguai foi um adversário complicado na Arena Corinthians, apesar da derrota por 3 a 0. Teve pouco apetite ofensivo, mas foi faminto na marcação. Diminuiu espaços para a seleção brasileira e poderia ter dificultado muito mais as coisas. Não complicou por causa da combinação entre organização tática e talento individual, que já se tornou uma característica da equipe comandada por Tite.

Foi a disciplina tática que permitiu ao volante Paulinho (ele mais uma vez) apoiar o ataque sem comprometer a defesa e ajudar na abertura do placar. Os talentos do ex-corintiano e de Philippe Coutinho para se virar sem espaço completaram o lance que culminou com o primeiro gol brasileiro.

Também organizado taticamente, o Paraguai não se desesperou e nem abriu a porteira. De quebra viu seu goleiro defender um pênalti cobrado por Neymar, que na base do talento individual fez o segundo do Brasil. Os brasileiros  buscaram o gol sem abrir buracos que permitissem o contra-ataque paraguaio.

No final, após receber de Coutinho, Paulinho, de novo, serviu com maestria Marcelo, autor de mais um golaço da equipe de Tite. Assim, um jogo que poderia ser suado terminou com o folgado placar de 3 a 0 em mais uma demonstração de como a aplicação tática favorece os jogadores habilidosos dessa seleção.

Brasil 3 x 0 Paraguai

Leia o post original por André Kfouri

1 – Recuado e cauteloso, o Paraguai propõe o empate em zero a zero desde o primeiro segundo. De fato, desde antes do jogo começar. Não se poderia esperar nada diferente considerando a distância de capacidade entre os dois times e o momento amedrontador da Seleção Brasileira.

2 – A carga de trabalho do goleiro Anthony Silva indicava que seria uma noite exaustiva para ele em Itaquera, embora o Brasil não conseguisse encontrar espaços no cinturão que protegia a área paraguaia. A marcação próxima ao gol praticamente elimina a profundidade e obriga o adversário a construir soluções onde é mais complicado.

3 – A bola precisa girar rápido entre jogadores em constante movimentação, abrindo frestas na parede. Foi o que fizeram Coutinho e Paulinho, no um-dois que propiciou o chute de primeira, preciso, do jogador do Liverpool: 1 x 0.

4 – Sequência de protagonismo de Neymar para começar o segundo tempo. Imediatamente após se chocar com a trave ao tentar completar, de carrinho, um cruzamento de Coutinho, ele sofreu pênalti em jogada individual. Cobrou com direção e força sob medida para a defesa de Anthony Silva. A possibilidade de um jogo aberto na Arena Corinthians terminou nas mãos do goleiro paraguaio.

5 – Mas foi apenas a primeira delas. Em arrancada do próprio campo, Neymar iludiu dois marcadores no caminho para a área, onde balançou para criar espaço e bateu à procura do canto esquerdo. O desvio na zaga não impediu o gol.

6 – Neymar já tinha até comemorado o terceiro gol – marcado em claro impedimento – quando o assistente, que não tinha levantado seu instrumento, comunicou-se com o árbitro para anular o lance. Intrigante a demora e, principalmente, a mudança de ideia. Ao menos a decisão final foi correta.

7 – Já no final, o selo de identidade de uma equipe que é bem mais do que uma reunião de excelentes jogadores: Neymar-Marcelo-Coutinho-Paulinho-Marcelo e gol. Associação, velocidade, categoria. O toque de calcanhar de Paulinho foi o ponto alto do movimento que faltava em mais uma noite de vitória, e jogo, da Seleção Brasileira.

8 – O jogo termina com Tite agradecendo, comovido, o canto de seu nome em Itaquera. Somente os 24 pontos conquistados sob o comando dele seriam suficientes para fazer do Brasil o líder das Eliminatórias. Sem mais.

O post Brasil 3 x 0 Paraguai apareceu primeiro em Blog André Kfouri.

Tão procurando goleiro? Ele já estava lá e perderam!

Leia o post original por Craque Neto

A torcida do São Paulo já há algum tempo questiona a atuação de seus goleiros. Principalmente o Denis, que falhou tanta vezes que perdeu até a vez. O recém-contratado Sidão também não despertou confiança nos são-paulinos. Agora é a vez do Renan Ribeiro, que veio do Galo e nunca conseguiu ter uma sequência. Mas o curioso é que descobri que o terceiro goleiro da atual Seleção, o garoto Ederson, que é titular do Benfica de Portugal, foi formado na base do São Paulo. Dá pra acreditar? Há quase uma temporada o Ederson vem se destacando na Europa, a ponto de […]

O post Tão procurando goleiro? Ele já estava lá e perderam! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Tem muita gente querendo Tite como presidente do Brasil!

Leia o post original por Milton Neves

O Blog Bastidores FC, do Globoesporte.com, destacou na manhã desta terça-feira uma pesquisa interessantíssima.

Segundo levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, 14,8% dos brasileiros votariam em Tite para… presidente!

Pode até parecer pouco, mas vale lembrar que o técnico conseguiu este número sem fazer campanha alguma!

Bom, é bem provável que Tite não tenha a mínima intenção de se candidatar a qualquer cargo público.

Mas, convenhamos, seria incrível se alguém conseguisse alavancar o Brasil como o “Águia de Haia dos Pampas” alavancou a nossa seleção.

Não é verdade?

Opine!

Tite “goleia” técnicos adversários nas Eliminatórias

Leia o post original por Perrone

O desempenho da seleção brasileira nos sete jogos comandados por Tite até a vitória contra o Uruguai geraram um abismo entre o desempenho do treinador brasileiro nas Eliminatórias da Copa de 2018 e o de seus colegas. O técnico do Brasil tem números melhores do que os adversários em praticamente todos os quesitos, de acordo com estatísticas disponíveis no site “O Gol”.

 Um bom parâmetro é o rendimento da Argentina com Edgardo Bauza no banco de reservas, pois o ex-comandante do São Paulo também acumula sete participações no torneio. Enquanto o Brasil de Tite (sem contar os jogos com Dunga) marcou 21 gols, os argentinos fizeram nove com Bauza.

Na defesa o ex-corintiano também leva vantagem sobre o ex-são-paulino. Seu time levou apenas dois gols. A equipe do colega foi vazada oito vezes.

Ao mesmo tempo em que o brasileiro venceu suas sete partidas, o argentino acumulou três vitórias, dois empates e duas derrotas.

Nenhum treinador somou mais vitórias do que Tite. Oscar Tabárez também tem sete triunfos, mas dirigiu a seleção do Uruguai 13 vezes na competição.

O brasileiro é o único a colecionar sete vitórias seguidas na competição. E só Tite atingiu a marca de quatro resultados positivos fora de casa. O apetite ofensivo dos brasileiros como visitantes sob o comando dele também impressiona. São 11 gols comemorados nas casas dos adversários. Apenas o Equador de Gustavo Quinteros chegou a essa marca, mas ele participa do certame desde o início.

A média de gols marcados pelo Brasil a partir da chegada do atual técnico é superior a de todos os concorrentes. São três por jogo contra média de 1,9 por partida registrada pelo Uruguai de Tabárez, equipe que mais marcou gols nas eliminatórias. Foram 25 em 13 jogos. Só quatro a mais do que o Brasil de Tite fez em sete partidas.

Na defesa, a média de gols sofridos pela seleção brasileira com o substituto de Dunga no comando é a menor da disputa: 0,28 por partida.

Na disciplina, a equipe de Tite também se destaca. Foram 13 amarelos e sem expulsões. Nenhum treinador, entre os que estiveram em pelo menos sete jogos, viram seus atletas serem tão pouco punidos.

Os números também são favoráveis ao atual treinador na comparação com seu antecessor. Dunga registrou duas vitórias, três empates e uma derrota nas Eliminatórias para o mundial russo. O ex-treinador disputou um jogo a menos do que seu sucessor, mas viu a seleção com outro comandante fazer dez gols a mais e sofrer seis a menos.

Thiago Maia diz esperar uma oportunidade de Tite na Seleção

Leia o post original por Craque Neto

Além de dizer que quer ter uma oportunidade na Seleção Brasileira, o volante Thiago Maia responde às perguntas dos comentaristas sobre o Santos, time que defende.

O post Thiago Maia diz esperar uma oportunidade de Tite na Seleção apareceu primeiro em Craque Neto 10.