Arquivo da categoria: sócios

99% torcem, mas aquele 1%…

Leia o post original por Rica Perrone

A megalomania dos times brasileiros em apresentar números exorbitantes para indicar paixão são facilmente desmascarados por dados mais concretos.  Brasileiro gosta de futebol quando o time dele ganha. Caso contrário, não é um dos maiores consumidores do esporte.

Consome o clube. E conforme a fase.  O futebol em si, muito pouco. E ainda que pelo próprio clube, embora as vendas de camisas atinjam números expressivos como os 2 milhões por ano do Flamengo, os sócios engajados em ter facilidades de ir a jogos e contribuir com o clube são ridículos.

Com base na pesquisa Ibope de 2017 as maiores torcidas do Brasil tem números de torcedores menores do que ditos pelas massas. A maior delas estima-se ser de 32 milhões e é a do Flamengo.

Fizemos um calculo simples de % entre total de torcedores declarados e sócios de fato, auditados no site oficial da campanha de socios torcedores (Futebolmelhor.com.br).

O Grêmio é o time com maior engajamento. 2,27% dos seus torcedores são sócios.  O Inter em segundo, com 2,01%.

Os cariocas Flamengo e Vasco são os piores na proporção torcida/sócios. Embora o rubro negro até tenha mais de 100 mil sócios, sua torcida é muito maior e portanto o % não acompanha.

Imagine você se cada time conseguisse 10% de sua torcida como sócios ativos. Será que precisaríamos vender nossos garotos pra Europa?

Em média apenas 1% dos torcedores de times grandes no Brasil são sócios torcedores. Segue a lista % de torcedores x sócios.

TimeTorcidaSocios%
Gremio6.000.000136.2832,27%
Inter5.600.000112.7522,01%
Sport2.400.00043.2881,80%
Atletico MG7.000.000100.7321,44%
Palmeiras10.600.000122.9231,16%
Botafogo3.400.00035.1321,03%
Cruzeiro6.200.00064.0171,03%
Fluminense3.600.00037.0951,03%
Sao Paulo13.600.000117.8940,87%
Santos4.800.00024.6920,51%
Vitória2.600.00013.1570,51%
Corinthians27.300.000125.4710,46%
Bahia3.400.00014.7620,43%
Flamengo32.500.000106.9380,33%
Vasco7.200.00017.0650,24%

Ao final de derrota para Inter, Palmeiras tem nova briga em sua sede social

Leia o post original por Perrone

O clima voltou a esquentar no Palestra Itália neste sábado. No final do jogo em que o Palmeiras perdeu para o Inter sócios que acompanhavam a partida no clube brigaram feio. Pelo menos um ficou ferido e precisou de cuidados médicos, segundo relato de conselheiro ao blog.

No final de semana retrasado, o clube enfrentou uma onda de violência que teve cadeiradas e até uma acusação de uso de arma de fogo.

Conselheiros temem que novos distúrbios aconteçam neste domingo por causa de protestos contra o risco de rebaixamento do time, cada vez maior.

Em carta a sócios, presidente do Flamengo exalta reforma de parquinho e “esquece” futebol

Leia o post original por Perrone

Patrícia Amorim deu mais munição para os opositores que chamam a dirigente de Presidente do Parquinho do Flamengo. Em carta enviada a sócios, ela exalta uma série de feitos de sua administração, entre eles a reforma do parque infantil do clube. O futebol não é citado.

O documento começou a ser remetido em março para associados que estavam com as mensalidades atrasadas e foram anistiados. O time já passava por crise técnica quando o relatório de benfeitorias foi escrito.

A presidente costuma se defender das críticas da oposição relatando os problemas que herdou da administração passada e mostrando que transformou o clube.

O contragolpe dos oposicionistas é justamente afirmar que ela se preocupa mais com a área social do que com o time. A carta, segundo seus adversários políticos, reforça a tese de que ela deixa o futebol em segundo plano e que se preocupa apenas com os votos de ex-atletas e dos que estão só interessados em frequentar a Gávea.

Pela lógica da oposição, a próxima eleição vai se resumir numa disputa entre quem é apaixonado pelo Fla e os que são mais frequentadores do clube do que torcedores.

Em meio a essa briga, o apelido que remete ao parquinho foi adotado pelos opositores depois que o jornalista André Rizek usou a expressão no canal SporTV.  Confira abaixo a carta que deve reforçar a alcunha.

O Rei voltou!

Leia o post original por Kako Ferreira

Sim amigos, além do melhor jogador da atualidade atuando em nosso time, o Rei do futebol está de volta!

Nesta quarta-feira (30) o Peixe fará uma coletiva explicando como é este contrato, sacramentado entre o Rei Pelé e o Santos Futebol Clube. Uma grande tacada do nosso marketing, trazendo de volta o Rei.
Uma das ações que já é sabida, é atuação de Pelé na captação de novos sócios.

Vamos aguardar o pronunciamento do Santos, nos revelando cada detalhe desse novo “reforço”.

Pra cima deles, Rei!

¨¨
E você, o que acha? De que forma o Pelé poderá nos ajudar?
OPINE

Novo plano de sócios

Leia o post original por estevesjunior

A reunião de ontem do Conselho Deliberativo teve alguns aspectos interessantes. Nos últimos anos, tirando a Assembleia Geral foi a que mais conselheiros presentes teve: 120 presentes. Gostaria muito de saber qual o fator que levou esta reunião a ter praticamente três vezes mais de conselheiros presentes do que nas reuniões anteriores. Afinal, toda reunião do Conselho Deliberativo é importante. O número de 120 conselheiros parece bastante, mas infelizmente é pouco mais do que 50% do total de conselheiros.

O principal assunto da noite foi o novo plano de sócios e o que ficou estabelecido foram os seguintes valores:

Plano Sempre Avaí

Setores B, G e H

Homens — R$ 50
Mulheres — R$ 30
Estudantes e Idosos — R$ 25
Menores de 12 anos — R$ 15

Setor A (inalterado)
Homens — R$ 95
Mulheres — R$ 70
Menores de 12 anos — R$ 15

Setores C, D e E
Homens — R$ 70
Mulheres — R$ 50
Estudantes e Idosos — R$ 35
Menores de 12 anos — R$ 15

Mais detalhes estão no site oficial do Avaí.

Se estes valores darão certo, somente a prática é que nos mostrará. A priori poderia ser um pouco menor que isso. Somente o setor A não teve qualquer redudação nos valores das mensalidades.

 

O que nos motiva

Leia o post original por Ju Brito

Foto: Diego Guichard

O Grêmio apresentou na tarde desta quarta-feira o seu primeiro reforço para a temporada derradeira do Estádio Olímpico. Kléber chega através de um contrato longo e com discurso bonito. É claro que o importante para nós será o que ele está disposto a fazer e o que de fato ele fará em campo. Mas sua motivação também é a nossa.

O atacante foi apresentado em um evento ousado instalado nas obras da Arena. Com isso, o clube aproveita o marketing que pode ser explorado na figura do “Gladiador”. Obviamente, nada desta mobilização terá retorno se o jogador não der a resposta esperada pelos gremistas.

Com os tantos erros deste ano, é preciso apontar para os poucos acertos. Paulo Pelaipe trouxe um lateral-esquerdo (Júlio César) que encaixou bem nas necessidades que a equipe tinha e agora apresenta um atacante que já teve suas qualidades demonstradas em outros clubes. E deve repeti-las.

Mesmo com o voto de confiança do torcedor (é o que nos resta), ele precisará moldar-se ao Grêmio e mudar seu comportamento que tem sido conflitoso. O “Gladiador” afirmou que sua motivação para escolher o Grêmio deve-se a intenção do clube querer montar uma equipe competitiva – é o que pode voltar a nos motivar também. Por enquanto, enxergamos apenas em Kléber um (re)começo.

Arena: para quem tem dúvidas sobre a situação de associado na nova casa do Grêmio, o conselheiro Giuliano Vieceli fez em seu blog um resumo da entrevista de Eduardo Antonini, concedida ao programa Pátria Tricolor. Confira clicando aqui.