Arquivo da categoria: Suécia

Por esta sim, lamentemos

Leia o post original por Rica Perrone

Outro dia houve comoção e torcida na imprensa brasileira para que nossos rivais, sujos, desonestos historicamente e responsáveis por duas eliminações nossas manipuladas, estivessem na Copa.

Compreensível, embora eu não tenha a mesma vocação pra ser o bobo do colégio.

Hoje a Itália ficou fora da Copa. E agora sim, seja pelos motivos que for, com todos os mil defeitos que cabem ser listados para explicar a fase, a roubalheira, a crise interna e a perda de território dos clubes locais, há motivos para tristeza.

A Copa do Mundo é um torneio de 20 edições onde Brasil, Alemanha e Itália disputam todas elas sendo os favoritos. Em apenas 3 das 20, um deles não foi a final.

Em 1930, Alemanha e Itália não disputaram.  Em 78, onde a Argentina comprou os jogadores do Peru e eliminaram o Brasil forjando uma final entre Holanda e eles.  E recentemente quando Holanda e Espanha fizeram a decisão.

Em todas as demais, lá estavam elas. As três donas da Copa.

Perder a Itália é perder um pedaço da Copa. O nosso grande rival, a partida que decidiu 2 Copas. O jogo que eliminou a maior das nossas seleções.

Hoje é um dia triste pro futebol.  Ao contrário do que seria aquele 10 de outubro, se o Equador tivesse feito o que deveria.

Até 2022, onde fatalmente será uma das 3 favoritas de novo.

abs,
RicaPerrone

Cristiano Ronaldo joga muuuuiiiiiittttoo e classifica Portugal. Ele “estará aqui” em 2014. Ibrahimovic também joga muuuuuiiiiiittto, mas está fora da Copa

Leia o post original por Quartarollo

Show de Cristiano Ronaldo e de Ibrahimovic agora há pouco, em Solna, na Suécia. Deu Cristiano com gols, dribles, improvisações, jogando sério e sendo o melhor em campo. Ibrahimovic fez o que podia fazer. Jogou demais também, dominou bolas impossíveis, … Continuar lendo

Show de Cristiano Ronaldo, que hoje divide o posto de melhor do mundo com Neymar, coloca Portugal na Copa; França fecha a lista das potências que estarão no Brasil; e enquanto isso, seleção canarinha de Felipão segue embalando!

Leia o post original por Milton Neves

Cris

Olha, só por esse Suécia 2 x 3 Portugal, a Copa de 2014 já valeu a pena…

Que duelo fantástico fizeram Ibrahimovic e Cristiano Ronaldo, autores dos cinco gols da partida, válida pela repescagem européia.

Mas, no fim, quem levou a melhor foi o craque lusitano, que anotou três tentos e garantiu a vaga portuguesa na Copa do Mundo do Brasil.

Melhor assim! Afinal, seria chato que o mundial de nosso país não contasse com o jogador que hoje divide com Neymar o posto de melhor do mundo!

E quem se classificou para o mundial também na repescagem foi a seleção francesa, que bateu em casa a Ucrânia pelo placar de 3 a 0.

Com isso, todos os campeões mundiais estarão no Brasil no ano que vem!

E, convenhamos, tão gostoso quanto bater o Uruguai em uma final no Maracanã, seria humilhar a França com os mesmos 3 a 0 que eles enfiaram na gente em 98, não é mesmo?

Brasil 2 x 1 Chile

Enquanto isso, em Toronto, Canadá, a seleção brasileira fez mais uma boa apresentação e segue engrenando.

Desta vez, a vitória foi diante do ajeitado time do Chile, pelo placar de 2 a 1, com gols de Hulk e Robinho.

E por falar no Rei das Pedaladas, ele é um dos que parece que, nesta reta final, está conquistando uma vaguinha para a Copa, hein?

Junto com ele, Willian, do Chelsea, também tem agradado Felipão.

Mas, e agora, quem será que perderia o lugar para a entrada de ambos?

Opine!

 

Gilmar e De Sordi. Dizer mais o quê?

Leia o post original por Quartarollo

São dois monstros do futebol que partiram neste fim de semana. Dias atrás outro monstro foi embora, Djalma Santos. Agora Newton De Sordi e Gilmar dos Santos Neves, ou Gylmar, como é a grafia correta na sua certidão de nascimento. … Continuar lendo

Seleção brasileira vira atração de segunda linha e justifica críticas de ministro

Leia o post original por Perrone

 Depois do mico na cidade argentina de Resistencia, a seleção brasileira (14ª do ranking Fifa) se apresenta para outro público desacostumado com a elite do futebol Mundial. A partida contra o Iraque, 80º na lista da Fifa, em Malmo, na Suécia, diante de menos de 30 mil torcedores, reforça a recente vocação do Brasil para protagonizar espetáculos de segunda linha. E dá razão a críticos de peso da preparação para a Copa do Mundo, como o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

Na próxima terça, mais um jogo seguirá o script. O duelo será com Japão (23º colocado no ranking da federação internacional) na polonesa Wroclaw, que também não tem time de primeira classe na Europa, mas ao menos conta com um estádio moderno e que recebeu jogos da última Euro.

Recentemente, em entrevista à Veja, Rebelo falou em “vulgarização” da seleção e criticou os amistosos escolhidos por critérios apenas comerciais.

Vexame no jogo do apagão na Argentina

E se não fosse por uma questão comercial, o Brasil não faria um bate-volta entre Polônia e Suécia para jogos que pouco devem ajudar Mano Menezes a montar o time para Copa. Independentemente dos resultados, o ministro ganha força para pressionar a CBF, entidade privada e que nunca deu bola para o pensamento do Governo.

Mas os tempos mudaram. Ricardo Teixeira chegou num estágio em que fazia doce até para falar com Lula. José Maria Marin, seu substituto, não consegue chegar perto de Dilma Rousseff. O cartola vai se afastar ainda mais do Planalto se o ministro aumentar o tom das críticas. Rebelo tem um bom motivo para pressionar por uma equipe melhor. Ele sabe que vencer a Copa no Brasil em ano de eleição presidencial é fundamental para o Governo.