Arquivo da categoria: Túlio

Autor admite gol ilegal

Leia o post original por Odir Cunha

frete-gratis

Sei que às vezes é frustrante querer comprar um livro aqui no blog e perceber que com a taxa do frete o dinheiro não dá.

Bem, acho que resolvi isso. Reduzi o preço e incluí o frete em todos esses cinco livros anunciados abaixo.

As promoções de dois exemplares também incluem o frete pago. Assim dois Dossiês ou dois Time dos Sonhos saem por 79 reais, sem outras despesas, e dois exemplares de Dinheiro, é possível ser feliz sem ele saem por 39 reais.

E para todos eles eu farei uma dedicatória exclusiva, com carinho e gratidão, claro, pois sem leitores não há livros, nem cultura.

Para quem comprar os livros “Time dos Sonhos”, ou “Segundo Tempo, de Ídolo a Mito”, o blog ainda enviará, gratuitamente, as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Na Raça!

E se você adquirir o “Dossiê Unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959” e também quiser os três livros eletrônicos de presente, é só escrever e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que nós lhe enviamos.

Clique aqui para entrar na livraria e escolher os seus livros, em promoção.

dinheiro-e-possiveldossie - livronovo time dos sonhos


Itaquerão não tem dinheiro público, Palmeiras é campeão mundial, Rogério Ceni nunca falha e Maradona é melhor que Pelé!!! Qual dessas é a maior mentira do futebol??? E conheça os verdadeiros times dos jornalistas neste primeiro de abril!!!

Leia o post original por Milton Neves

Confira os verdadeiros times dos jornalistas neste primeiro de abril:

arte

E mais:

A exemplo do ano passado, eleja a maior “mentira? do futebol neste primeiro de abril.

01) O estádio do Corinthians não tem ajuda de dinheiro público.
02) O Palmeiras é bem administrado.
03) O Campeonato Mundial do Verdão em 1951.
03) Vai surgir outro Pelé no Santos.
04) Corinthians é bicampeão do Mundo
05) O Palmeiras não é o “Mogi Mirim das Américas”.
06) Rogério Ceni não falha nunca.
07) O Botafogo campeão legítimo do Brasileirão de 1995.
08) O Corinthians campeão legítimo do Brasileirão de 2005.
09) A maior torcida de Minas Gerais é a do Cruzeiro.
10) Vágner Love no Corinthians.
11) Sávio, Romário e Edmundo, melhor ataque do mundo.
12) O São Paulo não caiu no Paulistão de 1990.
13) O goleiro belga Preud Home no Fluminense em 1999.
14) O hexa brasileiro do Flamengo (contando o título de 1987).
15) A torcida do São Paulo vai passar a do Corinthians em dez anos.
16) O título da Argentina na Copa de 1978.
17) A tese de que o Brasil entregou a Copa de 98 para a França.
18) Maradona é melhor que Pelé.
19) Os mil gols de Romário.
20) O sangramento de Hugo De León na final da Libertadores de 83 contra o Peñarol.
21) Valdívia deixa o Palmeiras e vai para o São Paulo.
22) A torcida do Flamengo é a maior do mundo.
23) A Lei Pelé é uma boa para o futebol.
24) O Grêmio não é “chorão”.
25) É normal jogar na altitude. Não interfere em nada.
26) Riquelme no Corinthians.
27) Tevez de volta ao Corinthians.
28) Luís Fabiano será o maior artilheiro da história do Tricolor.
29) Não existe apito amigo para o Corinthians.
30) Os mil gols de Túlio.
31) O Fluminense odeia um tapetão

Faltou alguma, torcedor?

Opine!!

Pra rir ou pra chorar?*

Leia o post original por Antero Greco

O noticiário do futebol é divertido ou revoltante. A reação, positiva ou desalentada, depende do estado de espírito do cidadão na hora em que recebe a informação. A mesma novidade pode provocar riso ou desespero; mas, de qualquer forma, sobressai pela bizarrice.

 Atualize as últimas de algumas equipes nacionais pra ver se concorda com essa tese ou se ela soa estapafúrdia. O passeio pode começar pela Gávea. O Flamengo, dias atrás, mais uma vez acertou contrato com Adriano. O clube veio com o papo de que confiava na recuperação do talento revelado em casa. No discurso de apresentação, o moço disse que só tinha de provar algo para ele mesmo e para os que lhe querem bem. Etc.

Não estreou, nem há data marcada para tanto, e já ganhou notoriedade pelo motivo habitual: faltou a um treino para esticar a folga com os amigos. Recebeu advertência, prometeu que não haverá outra pisada de bola e os cartolas aparentemente ficaram satisfeitos.

É caso para rir ou para chorar?

O Palmeiras volta a chafurdar na lama e, aos poucos, desliza para a Série B. Ou, no mínimo, vê avolumar-se o pesadelo do descenso vivido em 2002. Num movimento de desespero, anuncia o retorno de Leandro, esforçado lateral-esquerdo que integrava o elenco campeão paulista de 2008. O rapaz, 33 anos, andava meio desacorçoado, por falta de propostas, e enquanto treinava no América do Rio pensava na possibilidade de pendurar as chuteiras. Sentia que o fim da carreira era fato consumado. Um anjo da guarda fez com que lhe caísse do céu a proposta palestrina. Quer dizer, o tempo dirá se foi anjo da guarda ou amigo da onça.

É para levar na flauta ou na corneta?

O Corinthians embarcou para Florianópolis com mistão para pegar o encalacrado Figueirense. A novidade no grupo escolhido por Tite é o meia-atacante Chen Zhi-Zhao. Sim, ele mesmo, o chinesinho Zizao, contratado por empréstimo no Ano Novo e que até hoje o mais perto que esteve de debutar foi ao sentar-se no banco em duas ocasiões. Chegou como estratégia do setor de marketing alvinegro e até agora… nada.

É plá dá lisada ou plá cholá?

Tem mais. Passou meio batido, mas o Botafogo abriu as portas para Túlio Maravilha finalizar o projeto de alcançar o milésimo gol – segundo estatísticas de responsabilidade dele próprio. O atacante, 43 anos e milhões de quilômetros rodados pelos gramados, escamoteia a aposentadoria para igualar proeza rara, no Brasil reconhecida para Pelé e Romário (este já com muito boa vontade…)

Pelas contas, faltam menos de dez gols, e Túlio disputará jogos contra equipes menores para aumentar a coleção. Acenar-se a possibilidade de atuar no time de cima, quando chegar aos hipotéticos 999, e carimbar o número 1000 no Engenhão. Tem cabimento o clube prestar-se a isso?

É para gargalhada ou para pranto?

A seleção está por aqui, para portentosos amistosos, contra África do Sul e China, que vieram nos visitar. Os treinos são em Cotia, no viveiro de talentos do São Paulo, e tudo parece correr bem. A rapaziada de Mano Menezes exercita-se com alegria e disposição, e flutua num mundo à parte. Vários atletas vestirão a amarelinha, enquanto suas equipes terão duelos difíceis pelo Brasileiro (que não para) no meio e no fim de semana.

Nessa, você ri ou chora?

Para fechar a conversa: Cristiano Ronaldo ficou amuado no Real ao descobrir-se somente o 10.º mais bem pago do mundo, com rendimentos anuais de 10,2 mi. Tadinho do gajo.

Essa… só rindo mesmo.

*(Minha crônica no Estado de hoje, quarta-feira, dia 5/9/2012.) 

Túlio, uma maravilha exemplar de goleador

Leia o post original por Mion

Túlio comandou o Fogão no título do Brasileiro de 1995. Foi o artilheiro com 23 gols.

Tenacidade, determinação, simpatia e carisma. Estes são alguns predicados de Túlio. Aos 43 anos volta ao Botafogo para completar os 1.000 gols. Questionar os números passa a ser secundário. Túlio é um vitorioso, profissional exemplar que colocou uma meta e busca por ela com todas as suas forças. O maior valor está aí. Vemos muitos jovens sem sonhos ligados apenas em ganhar dinheiro, fazer carreira sem se preocupar em dar o seu melhor ou buscar respeito e admiração. Simplesmente ter prazer em jogar bola fica em segundo plano.

Túlio ainda é daqueles que joga bola porque ama o futebol, nasceu para fazer gols. A sua trajetória foi recheada de grandes conquistas e recordes. Surgiu no Goiás em 1987, marcou 187 gols em 223 jogos, uma média impressionante de 0,83 gol por jogo, quase 1 por partida. Despertou o interesse do futebol suiço, contratado pelo Sion, enfiou 64 bolas nas redes adversárias em 71 jogos, novamente perto de 1 gol por jogo. Contratado pelo Botafogo em 1994, explodiu, bateu recordes, marcou 159 gols pelo clube alvi-negro. Ali surgiu o Túlio Maravilha, depois rodou por 37 clubes. Uma marca interessante pouco citada, mas vale como dado significativo, apesar de poucas oportunidades na seleção brasileira, Túlio tem a melhor média de gols de todos os tempos com a camisa canarinha. Foram apenas 14 jogos, marcou 13 gols. Túlio é merecedor de admiração e respeito, escreveu o seu nome entre os maiores artilheiros do futebol brasileiro de todos os tempos. Veja os recordes de Túlio, alguns de superação e dedicação:

 

Recordes

• Maior artilheiro do Botafogo pós- Jairzinho 159 gols

• Maior artilheiro da história do Goiás, com 187 gols.

• Maior artilheiro da história do Vila Nova com 99 gols.

Maior artilheiro do Serra Dourada com mais de 200 gols.

• Maior artilheiro em Campeonato Brasileiros: 209 gols (129 gols na A, 32 gols na B e 48 gols na C).

• 6 vezes artilheiro do Brasileirão séries A,B, e C ( 1989,1994,1995, 2002, 2007 e 2008).

• Único artilheiro em 3 divisões do Brasileirão

• Jogador mais vezes artilheiro do Brasileirão: 1989,1994 e 1995.

• Mais jovem artilheiro do Brasileirão: 20 anos de idade em 1989.

• Mais jovem bi-artilheiro do Brasileirão: 25 anos de idade em 1994.

• Mais jovem tri-artilheiro do Brasileirão: 26 anos de idade em 1995.

• Máximo artilheiro em uma única edição da Série C: 27 gols em 2007.

• Jogador mais velho a ser artilheiro da SérieC: 38 anos de idade em 2007.

• Jogador mais velho a ser artilheiro da Série B: 39 anos de idade em 2008.

• Artilheiro das temporadas de 1995 e 2007 do Brasil, com 67 gols e 50 gols, respectivamente.

• Maior artilheiro de uma temporada pós-Pelé

• Maior média de gols da história da Seleção Brasileira