Arquivo da categoria: Vanderlei Luxemburgo

Rudy Landucci imita Luxemburgo e diverte comentaristas

Leia o post original por Craque Neto

Após a discussão sobre as contratações do Palmeiras, o comediante Rudy Landucci imitou o “Professô” Luxa, e deu uma descontraída depois de um assunto que deu o que falar durante a temporada.

O post Rudy Landucci imita Luxemburgo e diverte comentaristas apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Desandou a maionese Profexô?

Leia o post original por Craque Neto

Quando o Sport Recife contratou o Vanderlei Luxemburgo para técnico escrevi aqui no meu blog que essa poderia ser a última grande chance da carreira dele para encaixar um grande ‘Projeto’ de trabalho. Afinal ele vinha de longas temporadas no ostracismo e demitido do longínquo e sem nível futebol chinês. No início até que as coisas caminharam bem. Em poucos jogos ele fez com que os pernambucanos assumissem uma expressiva quinta colocação na classificação do Brasileirão. Totalmente uma realidade para a zona de classificação à Libertadores. Só que de repente, por alguma razão misteriosa, a maionese começou a desandar. Uma […]

O post Desandou a maionese Profexô? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Opinião: Luxa age como iniciante desesperado ao expor jogadores

Leia o post original por Perrone

Em sua entrevista coletiva após a derrota do Sport por 5 a 0 para o Grêmio neste sábado, Vanderlei Luxemburgo nem parecia um dos técnicos mais experientes e vitoriosos do país. Ao expor jogadores dando a entender que há gente fazendo corpo mole e ao jogar nos ombros de seus comandados o peso do fracasso, Luxa agiu como um iniciante inábil e com medo de perder o emprego.

O principal erro foi se arriscar a perder a confiança do elenco depois de espinafrar jogadores sem dar nome aos bois e deixar todos sob suspeita com declarações como sobre levar para as partidas só jogadores que se doarem 100% e que o que está errado não pode ser o técnico outra vez.

Dá pra acreditar que os atletas manterão a obediência e o respeito ao treinador depois dessas estocadas? Dizer que o problema não pode ser o treinador é ao mesmo tempo entregar a cabeça de seus comandados para a torcida e deixar a impressão de desespero diante do risco de perder o emprego.

A afirmação de que não estava mandando recado para o grupo porque já havia dito o mesmo no vestiário é uma transgressão ao código de comportamento informal tanto usado pelos treinadores e que prega que tudo deve ser resolvido no vestiário.

Outro erro de Luxemburgo foi desvalorizar sua imagem com gestos que nada tem a ver com o carimbo de modernidade que ele sempre tentou estampar em seu perfil. Sua fala foi uma das mais retrógradas ouvidas no Brasileirão deste ano. Chega a ser triste para o futebol nacional ter um ex-treinador de seleção brasileira e do Real Madrid demonstrando tanto desrespeito em relação aos jogadores e desespero num momento que deveria saber tirar de letra.

Última oportunidade do ‘Profexô’?

Leia o post original por Craque Neto

Eu achava que existia a possibilidade do Internacional anunciar o Vanderlei Luxemburgo como novo técnico após a demissão do Antônio Carlos Zago. Mas não! O Sport Recife antecipou e publicou no twitter oficial do clube o acordo com o ‘Profexô’, que não trabalhava oficialmente desde junho do ano passado, quando dirigiu o Tianjian Quanjian da China. Pra falar a verdade sempre defendi que apesar de meio queimadão no mercado o Luxa merecia mais uma boa oportunidade para provar que ainda é o treinador de ponta que conquistou cinco títulos do Brasileirão. Talvez essa seja a última e derradeira chance do […]

O post Última oportunidade do ‘Profexô’? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Flamenguista Luxemburgo vai comandar o legítimo campeão brasileiro de 1987!

Leia o post original por Milton Neves

Foto: Julia Chequer/Folhapress

Enfim, Luxa está de volta ao futebol!

E, agora, por Pernambuco.

O flamenguista Luxemburgo vai comandar a partir de amanhã o legítimo campeão brasileiro de 1987!

O Sport, é claro!

Bom para o clube, bom para ele e bom para o futebol!

É que figuras como Luxa agitam o mundo da bola, que ultimamente anda tão sem graça.

Mas, e aí, ele conseguirá fazer um belo trabalho desta vez?

Opine!

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A CARREIRA DE LUXEMBURGO NA SEÇÃO “QUE FIM LEVOU?”

Fim da linha?

Leia o post original por Craque Neto

Após demitir Cristóvão Borges o Vasco da Gama estava à procura de um novo técnico. Os nomes mais fortes para assumir o cargo eram do jovem Milton Mendes, que não trabalhava desde agosto do ano passado quando deixou o Santa Cruz, e o experiente Vanderlei Luxemburgo, que está desempregado desde que foi se aventurar no futebol chinês por alguns milhões de dólares. O poderoso presidente Eurico Miranda escolheu a primeira opção, o que significa dizer que mais uma vez o ‘Profexô’ foi descartado. Fico pensando sinceramente se esse é o fim da linha na carreira desse vitorioso treinador. O cara nos anos 90 […]

O post Fim da linha? apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Presidente do Santos tenta convencer Dorival de que não existem ‘sombras’

Leia o post original por Perrone

O presidente do Santos quer aproveitar os dias de convivência com Dorival Júnior no Peru para tentar convencer o treinador de  que a sombra de Vanderlei Luxemburgo ou de outro técnico não ronda a Vila Belmiro.

Modesto Roma Júnior pretende conversar muito com Dorival antes da partida desta quinta contra o Sporting Cristal, pela Libertadores, com a intenção de acalmar o treinador que, como noticiou o UOL Esporte, acredita que há um trabalho de pessoas no clube para promover o retorno de Vanderlei Luxemburgo.

“Enquanto eu for presidente, o Luxemburgo não trabalha no Santos. Acho que a época dele já passou. Não existe treinador melhor do que o Dorival disponível no mercado”, afirmou Modesto ao blog.

Ele deve repetir esse discurso ao técnico, além de já ter dito algo semelhante para o empresário de Dorival, Edson Khodor, que procurou o dirigente para saber se procedia o interesse em Luxa.

No caso específico de uma troca por Luxemburgo, o blog apurou que Modesto tem usado o discurso de que nem Marcelo Teixeira, ex-presidente e alinhado com o atual mandatário defende o retorno do treinador, com quem trabalhou no clube.

Apesar da defesa feita por Modesto, Dorival recebe muitas críticas de conselheiros situacionistas. Também na contramão do discurso do presidente, conforme mostrou o UOL Esporte, Levir Culpi está no radar do alvinegro.

Nem salário abaixo do teto reduz resistência de Andrade a lobby por Luxa

Leia o post original por Perrone

Roberto de Andrade é o principal obstáculo para o lobby feito por alguns conselheiros e amigos de Vanderlei Luxemburgo pelo retorno do treinador ao Corinthians já ou ao final do Brasileirão.

Como parte da campanha, os defensores de Luxemburgo afirmam que ele aceitaria ganhar bem menos do que os R$ 430 mil mensais que eram pagos a Tite, sem contar bônus milionários a que o atual treinador da seleção brasileira tinha direito em caso de títulos. Essa quantia é o teto estipulado pelo departamento financeiro alvinegro para um novo técnico.

O argumento, porém, não mudou a opinião do presidente corintiano. O blog apurou que ele é um dos que mais rejeitam o nome de Luxemburgo. Entre os motivos para a rejeição estão os maus resultados recentes obtidos por Luxa e o fato de ele normalmente pedir reforços de peso, o que vai na contramão da política de redução de custos do clube.

Quem argumenta a favor de Luxemburgo diz que o técnico precisa do Corinthians para voltar a se destacar e que por isso estaria disposto a aceitar todas as regras impostas pela diretoria. Porém, a resistência de Andrade não caiu, e a chance de uma reviravolta é remota.

Neste momento, Osvaldo de Oliveira, do Sport, e Eduardo Baptista, da Ponte Preta, são os nomes mais fortes. A efetivação de Fábio Carille após dezembro não é levada em conta hoje já que a diretoria entende que o time precisa de um técnico mais experiente.

Oswaldo de Oliveira e Baptista são os nomes mais fortes no Corinthians

Leia o post original por Perrone

Eduardo Baptista, da Ponte Preta, e Oswaldo de Oliveira, do Sport, são hoje os nomes mais fortes para assumir o cargo de técnico do Corinthians. Roger Machado, ex-Grêmio, perdeu força, porém a direção não descarta ninguém, nem Vanderlei Luxemburgo, com enorme rejeição no Parque São Jorge.

A ideia inicial dos dirigentes é manter o auxiliar Fábio Carille até o final do ano, mas a pressão de conselheiros para que a troca já seja feita é grande.

Baptista tem a seu favor o bom trabalho atual na Ponte Preta e o fato de ser visto como um técnico com potencial para crescer em um clube com a estrutura do Corinthians. Contra ele, porém, pesa a falta de uma experiência vencedora em um grande time.

Rodagem é justamente o que mais fortalece Oliveira. É grande a corrente no clube que entende ser fundamental a contratação de um treinador experiente para lidar com a pressão interna e principalmente da torcida. Mas nessa ala Oswaldo enfrenta resistência por não ter um título recente.

Favorito da torcida assim que Cristóvão Borges foi demitido, Roger é rotulado como inexperiente pelos que defendem um treinador mais rodado.

Pressionada, e com os nomes de Oswaldo e Baptista no topo da lista, a direção alvinegra quer abafar o assunto para negociar em sigilo com quem escolher, enquanto espera que Carille consiga acertar o time.

Luxemburgo tem maior rejeição entre ‘candidatos’ a técnico do Corinthians

Leia o post original por Perrone

A ideia de contratar já um treinador mais experiente do que o ex-auxiliar Fábio Carille ganha cada vez mais força no Parque São Jorge. A contratação é considerada vital para que o time consiga uma vaga na próxima Libertadores.

Da mesma forma com que essa certeza cresceu nos últimos dias, aumentou na diretoria a resistência ao nome de Vanderlei Luxemburgo, que tem lobby por ele no Parque São Jorge, assim como têm Roger Machado e Eduardo Baptista.

Dos três, Luxa é o que enfrenta a maior rejeição. Principalmente por causa de seus maus resultados recentes, da fama de treinador caro e que costuma pedir reforços de peso.

Os que defendem sua vinda afirmam que na tentativa de dar um novo impulso na carreira ele aceitaria um contrato com salário modesto para os padrões dos principais clubes brasileiros e sem o desejo de grandes contratações.

Porém, esses argumentos até agora não decolaram e Luxa pode ser considerado azarão na disputa, sem ser descartado até o momento.

Roger Machado, por sua vez, tem como vantagem sobre Baptista o fato de estar desempregado. Em tese, sua contratação seria mais fácil do que a do colega, que tem vínculo com a Ponte Preta.