Arquivo da categoria: velocistas

Espanha não abre mão da arte. Brasil quer velocistas

Leia o post original por Mion

A verdade com ou sem dor

Não é por acaso a supremacia espanhola no futebol. O resultado colhido pelo Barcelona é fruto de um trabalho de 20 anos. Os melhores jogadores do mundo são contratados para dar qualidade e colaborar para o desenvolvimento dos jogadores do país. E o futebol espanhol no geral consegue crescer, sem perder a sua identidade. Eles não em sua contratam atletas intermediários. Apenas diferenciados, no mais na grande maioria dá oportunidade para jogadores da terra. 

Já o Brasil se perdeu em buscar jogadores de ótima técnica e velozes. Jogar bola com qualidade que se dane, vale mesmo marcar gols. É o tal jogo por resultado, nada mais. Muita correria e verticalização. Alguns times estão mudando de concepção. Dá para sentir isso neste início de 2014, mas precisará de pelo cinco anos para readquirir a qualidade perdida, isso com otimismo.

A seleção da Espanha tem em Xavi, do Barcelona, o seu cérebro. Aos 33 anos, os espanhóis já preparam o substituto com mesmo talento e capacidade. O Barça comprou junto ao Arsenal, Fábregas, 25 anos, volante formado no próprio Barça. Quando Xavi se despedir daqui três ou quatro anos, ele assumirá o comando da meia-cancha espanhola. Mesmo com Xavi, Fábregas já entrará aos poucos para pegar experiência. É assim é que se faz um trabalho organizado e planejado. E olha na época o Barça gastou uma grana violenta para recuperar Fábregas. 

Isso comprova que os espanhóis não vão se render ao futebol de correria. Eles acreditam no futebol-arte e com ele estão ganhando tudo. E o Brasil? Continua pensando em velocidade e força. Assim qualquer vitória em torneios secundários é motivo de muita festa.