Arquivo da categoria: Vilson

Fama de caloteiro pega mal demais!

Leia o post original por Craque Neto

Sabe aquele ditado ‘Devo, não nego e pago quando puder’? É exatamente assim que tem se comportado a atual diretoria do Corinthians sob a administração do presidente Roberto de Andrade. De acordo com a justiça o clube tem poucas horas para acertar a dívida de três jogadores que totalizam um valor de R$ 3 milhões aproximadamente. Caso contrário pode sofrer penhora de seus bens. É brincadeira? Pra piorar fiquei sabendo que a dívida é pelos jogadores Marlone, Kazim e Vílson. Todos jogadores pouco aproveitados no elenco. O primeiro sequer atua no clube atualmente. O que mais me incomoda é saber […]

O post Fama de caloteiro pega mal demais! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Corinthians não baixa a guarda na busca pelo topo

Leia o post original por Antero Greco

O Corinthians continua a desmentir diagnósticos negativos. Vira e mexe, é colocado como carta fora do baralho, por causa das mudanças, da inconstância, da pressão.

No entanto, entra rodada, sai rodada, e lá está o campeão do ano passado no bloco principal. E, mais do que isso, se mantém nas pegadas de Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG na busca pelo topo e na briga pelo título. Disputa praticamente ponto a ponto.

A prova de que não baixa a guarda veio na noite desta quinta-feira, nos 3 a 0 sobre o Sport, em Itaquera. Primeiro tempo morno, de pressão forte de lado a lado e com poucas oportunidades de gol. Apreensão para a Fiel, com um pé atrás e o temor de que pudesse ver a equipe desperdiçar ao menos dois pontos em casa.

No intervalo, a mexida importante: saiu Cristian, entrou Gustavo. O Corinthians acelerou, desfez o nó pernambucano, se impôs. Em menos de 20 minutos, construiu o resultado que o deixou a seis pontos do Palmeiras. Primeiro, com o Rodriguinho aos 3 minutos, em jogada de Marlone. Aos 10, Marlone serviu Leo Príncipe aumentar. O terceiro veio aos 18, após cobrança de escanteio que Vilson desviou para as redes.

Pronto, tarefa cumprida, adversário despachado e em situação delicada – com 27 pontos, o Sport fica perto da zona de rebaixamento. Dali em diante, a turma alvinegra só fez o tempo passar, sem se preocupar mais com riscos de surpresa. Com elenco justinho, sem muitas opções, ainda sob certa desconfiança, acumula pontos e manda o recado: se vacilarem, chega outra vez.

E quem duvida?

 

Tite prefere investir pesado em meia a gastar com substituto para Gil

Leia o post original por Perrone

Se for para o Corinthians investir pesado, que seja com um ou dois meias, não com zagueiro. Esse foi o recado de Tite para diretoria, apesar da sentida ausência de Gil, que se transferiu para o futebol chinês.

Em conversas com os cartolas, o treinador deixou claro que pode se virar para arrumar a defesa com pouco dinheiro ou até com o que tem no elenco e que o mesmo não se aplica ao setor criativo do meio, que perdeu Jadson e Renato Augusto.

Alan Mineiro, meia que teve sua contratação acertada antes da saída dos dois, até agora decepcionou por sua forma física. O alvinegro também trouxe o meia Marlone. Neste momento, Sebástian Blanco, do San Lorenzo, é o jogador considerado caro mais desejado pelos corintianos para compensar a saída dos dois meias titulares.

Já na zaga, Tite tem elogiado Yago, revelado nas categorias de base do clube. Ele foi titular na vitória por 3 a 2 sobre o Shakhtar Donetsk na Flórida Cup, depois de confirmada a venda de Gil. Para defesa, chegou Vilson, que estava na Chapecoense.

Seguindo as coordenadas do treinador, a diretoria busca um zagueiro experiente e de baixo custo, poupando seu dinheiro para a reconstruir o meio campo.

Vilson, 25, já pode treinar com bola, diz médico corintiano

Leia o post original por blogdoboleiro

Vilson já pode voltar a treinar com bola. A avaliação é de Joaquim Grava, consultor médico do Corinthians, clube aonde o zagueiro vem fazendo fisioterapia para curar um problema na cartilagem do joelho esquerdo. “Ele está muito bem e teve uma recuperação acima do esperado. Ele só não treina com bola no Corinthians porque não pertence ao clube”, disse o Dr. Grava ao Blog do Boleiro.

No final de 2013, depois de conquistar a Série B pelo Palmeiras, Vilson não renovou contrato porque a oferta do clube paulista foi considerada insatisfatória. Ele então acertou a transferência para o Cruzeiro. Ao fazer a avaliação médica, foi barrado pelos médicos da equipe mineira por causa do problema no joelho. Ficou no clube até maio, mas não conseguiu se recuperar.

Sem clube e por conta própria, Vilson procurou Grava que concordou em fazer o tratamento no centro de reabilitação instalado no CT do Parque Ecológico. Vilson está lá desde maio.

O empresário do zagueiro carioca de 25 anos, Tiago Faria, tem a missão de colocar o atleta outra vez no mercado para que possa recuperar forma físico e adquirir ritmo de jogo.

Fora do campo, Vilson e o Palmeiras têm audiência marcada para dezembro na Justiça de São Paulo. O zagueiro quer uma indenização de R$ 2 milhões, referentes a seguros por duas lesões, uma tratada em setembro e outra em novembro de 2013.

Segundo o advogado do jogador, Joel Picinini, a indenização é prevista na Lei Pelé."Ele tem direito a um seguro contra acidentes de trabalho, mas se o clube não o apresentou, imagina-se que não tenha feito. Este seguro visa  proteger a carreira dele" disse.
 

A carreira que, segundo Joaquim Grava, já pode ser retomada.

Saída de Vilson faz oposição palmeirense retomar ataques a Nobre e Brunoro

Leia o post original por Perrone

Vilson teve passagem rápida pelo Palmeiras

A venda de Vilson para o Stuttgart, da Alemanha, reabriu a temporada de críticas de conselheiros do Palmeiras à direção do clube. Assim como reaberta está a ferida deixada pela troca de Barcos por jogadores do Grêmio, entre eles o zagueiro negociado.

“Acabou a lua-de-mel. Quando a gente acha que o clube está entrando nos eixos, eles detonam de novo. A saída do Vilson corrobora com o que disse sobre a negociação do Barcos: foi péssima. O clube vai receber R$ 700 mil pelo Vilson e gasta R$ 600 mil por mês com executivos. Vou cobrar uma atitude dos conselheiros na próxima reunião. Temos que exigir a demissão do José Carlos Brunoro e de todos os executivos trazidos pelo Paulo Nobre. Perdemos um dos melhores jogadores, não conseguimos patrocinador principal, parece que estão lá para fazer canequinha com o escudo do Palmeiras. Isso até meu filho adolescente faz”, disse o conselheiro José Corona.

Ele votou em Nobre, mas passou a criticar o presidente após a saída de Barcos. Como disse Brunoro em entrevista coletiva, Vilson foi vendido porque estava acertado que, se algum clube pagasse quantia estipulada no contrato, o Palmeiras seria obrigado a negociar o jogador.

“A cada dia que passa descobrimos que a negociação do Barcos foi pior. E ninguém mais fala no quinto jogador que viria, acabaram sendo quatro. A impressão que temos é que quem manda é o Brunoro”, afirmou Wlademir Pescarmona, conselheiro oposicionista.

Pouco depois de voltar ao Palmeiras, Brunoro foi alvo de seguidos ataques de conselheiros descontentes com a saída de Barcos e os gastos do clube com executivos. Com as vitórias na Série B, porém,  houve um período de paz, encerrado com a venda de Vilson e a eliminação na Copa do Brasil.

O blog procurou a assessoria de imprensa do Palmeiras para ouvir o presidente do clube sobre o assunto.  Por e-mail, recebeu a resposta de que “posicionamentos dos conselheiros serão respondidos no Conselho Deliberativo, foro adequado para esse diálogo”.

Palmeiras (quase) passou manta no Grêmio, uma (quase) bela pernada: 5 jogadores por Barcos. Mas como Marcelo Moreno refugou, o Palmeiras acabou levando um chapéu!

Leia o post original por miltonneves

O Verdão (Quase) deu manta e passou pernada no Grêmio.

Só faltou colocarem a nova Arena na permuta.

Barcos tem suas qualidades, mas será que é pra tudo isso?

Cinco jogadores (Marcelo Moreno, Vilson, Léo Gago, Rondinelly, em definitivo, e Leandro, por empréstimo)  pelo atacante argentino.

E ainda receberá US$ 2.750.000.

Depois do negócio anunciado pela cúpula alviverde, o pai de Marcelo Moreno negou a transferência ao Palmeiras e ainda chamou o clube de “pequeno”, “sem dinheiro” e com “jogadores fracassados”. Com isso, o Grêmio segue com “seiscentos” centroavantes. E o Verdão? Xiiiiiiii….

Sem Marcelo Moreno, arrependa Palmeiras… O único arrependimento que não tem volta é o do suicida bem sucedido

E o que Barcos fará com aquele vídeo ridículo de ” Tamo Junto na Série B”? Heeeeein?

Os palmeirenses mandaram Marcos Assunção, que queria ficar e decidia, para o Santos.

E mantiveram quem queria ir embora faz tempo: o ingrato Barcos.

Ouça abaixo a entrevista do jonalista Augusto Zaupa, da Rádio Bradesco Esportes, com o pai de Marcelo Moreno, Mauro Martins:

Torcedor do Verdão você gostou da troca de cinco jogadores por Barcos? E você, fanático gremista,  aprova a chegada do argentino? E o novo presidente palmeirense dará um futuro “Nobre” ao seu time?