Arquivo da categoria: Zagueiro

Sr. Olhão reprova a contratação de Donatti

Leia o post original por Rica Perrone

Decidi escrever esse texto sobre a nova contratação do Flamengo após um bate e papo com o Rica. Sinceramente, eu não entendo o motivo e razão dessa contratação. Tenho enorme respeito pelos profissionais que atuam no Flamengo na diretoria de futebol e no departamento de Scouting, porém contratar um zagueiro veterano, lento e grosso eu …

Não sejamos covardes

Leia o post original por Rica Perrone

Quando algo arriscado é feito, imediatamente surge a turma do “eu avisei”. Esses caras são os que nunca arriscaram nada na vida e vivem enchendo o saco de toda tentativa ousada de sucesso alheio. Maicon pode valer ou não 20 milhões. Vai de cada um. Esperar o jogo de hoje, onde fazia ótima atuação pra …

Tite prefere investir pesado em meia a gastar com substituto para Gil

Leia o post original por Perrone

Se for para o Corinthians investir pesado, que seja com um ou dois meias, não com zagueiro. Esse foi o recado de Tite para diretoria, apesar da sentida ausência de Gil, que se transferiu para o futebol chinês.

Em conversas com os cartolas, o treinador deixou claro que pode se virar para arrumar a defesa com pouco dinheiro ou até com o que tem no elenco e que o mesmo não se aplica ao setor criativo do meio, que perdeu Jadson e Renato Augusto.

Alan Mineiro, meia que teve sua contratação acertada antes da saída dos dois, até agora decepcionou por sua forma física. O alvinegro também trouxe o meia Marlone. Neste momento, Sebástian Blanco, do San Lorenzo, é o jogador considerado caro mais desejado pelos corintianos para compensar a saída dos dois meias titulares.

Já na zaga, Tite tem elogiado Yago, revelado nas categorias de base do clube. Ele foi titular na vitória por 3 a 2 sobre o Shakhtar Donetsk na Flórida Cup, depois de confirmada a venda de Gil. Para defesa, chegou Vilson, que estava na Chapecoense.

Seguindo as coordenadas do treinador, a diretoria busca um zagueiro experiente e de baixo custo, poupando seu dinheiro para a reconstruir o meio campo.

Paulão, um zagueiro consciente

Leia o post original por Pedro Ernesto

ZÉ ALBERTO ANDRADE – interino
ze.alberto@rdgaucha.com.br

Paulão chegou com objetividade: “Sou um rebatedor, um ‘zagueiro zagueiro’”. Não é só isso que o Inter precisa em sua defesa. Alguém tão ortodoxo quanto diz na autodefinição, por certo, não dá a colaboração suficiente para a solução de todos os problemas. Por trás da frase definitiva, o novo zagueiro quer dizer que chegou ao clube para não deixar, sob hipótese alguma, que seu setor vire o salão de festas que foi em 2013.

É metade da história. A outra metade se apresentará hoje. Ernando, ex-Goiás, é que não pode se dizer apenas “rebatedor” em sua apresentação. Recairá sobre ele a responsabilidade técnica da dupla. Será a referência defensiva para que seu companheiro possa ser um simplificador ou até um clássico como o experiente Juan, que não pode ser esquecido. Uma retomada colorada passa necessariamente por uma forte recuperação na retaguarda.

Saída

Elano chegou ao Grêmio há dois anos, funcionou e foi responsável direto pela boa fase que valeu a classificação à Libertadores de 2013. As lesões e a notória falta de energia para suportar ritmo forte liquidaram seu ano.

A saída para o Flamengo será boa. O tricolor se livra de metade do alto salário do jogador que, por aqui pouco pode render. Passou a validade. Se pagou por um tempo. O Flamengo terá um meia experiente e disposto a mostrar que a pilha não está gasta. Ele, por sua vez, sai de um desgaste natural de quem amargou um justo banco.

Apresentações

De um lado, o que está sobrando do velho e já saudoso Olímpico recebe um Grêmio cuja motivação natural é outra Libertadores. No comando, a aposta no novo, na ambição jovem de Enderson Moreira. A poucos quilômetros dali, a maior motivação será o estádio.

O Inter, do experiente e vencedor Abel Braga, oferece aos seus um primeiro semestre em que o Gauchão é a principal disputa. Difícil dizer qual o desafio mais tranquilo. Por mais que o Abelão e o Beira-Rio mobilizem, por certo, muitos colorados preferiam estar na base da aposta, mas na Libertadores.

A confirmação do Equador em Viamão antes da Copa tem que ser encarada como surpresa positiva. Mesmo com promessas malucas e ilusões vendidas de que aqui estariam seleções campeãs mundiais, qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento do assunto poderia prever que nosso inverno e a localização geográfica conspirariam. Temos que saudar os equatorianos.

Felipão convoca Seleção Brasileira com acertos e injustiças!!! O rebaixado zagueiro Henrique continua na vaga que é de Gil ou Miranda; e o displicente Alexandre Pato assume o lugar que deveria ser de Walter, do Goiás!!! Chama o gordinho, Felipão!!! E cadê o Éverton Ribeiro, melhor jogador do Brasileirão???

Leia o post original por Milton Neves

E Felipão convoca novamente a Seleção Brasileira.

Os jogadores irão enfrentar as poderosas Coreia do Sul e Zâmbia.

Começou bem ao chamar o goleiro Victor, do Galo, de volta.

Mas Diego Cavalieri e Jefferson, que completam a posição, já não vivem suas melhores fases.

Nas laterais, tudo igual: Daniel Alves e Maicon, na direita, Marcelo e Maxwell, na esquerda.

Novidades na zaga com o retorno de Dedé, que vem se destacando com o líder Cruzeiro.

E a insistência inexplicável no rebaixado Henrique.

Por que não Gil, Felipão?

E o Miranda, ex-São Paulo?

Entre os meio-campistas, atenção para o retorno de Lucas Leiva à Seleção.

O volante do Liverpool muito elogiado na Inglaterra, pode ganhar uma vaguinha para a Copa.

E cadê Éverton Ribeiro?

O melhor meia do Brasileirão já merece uma chance nessa lista!

E, mesmo sem pontaria, Alexandre Pato voltou a ser convocado.

Cadê o Walter, Felipão???

O atacante GG é garantia de gols!

Será que é “bulliyng” com os gordinhos?

Veja abaixo a lista completa:

Goleiros

Jefferson  (Botafogo)

Diego Cavalieri (Fluminense)

Victor (Atlético-MG)

Laterais

Daniel Alves (Barcelona)

Maicon (Roma)

Marcelo (Real Madrid)

Maxwell (PSG)

Zagueiros

David Luiz (Chelsea)

Dante (Bayern de Munique)

Dedé (Cruzeiro)

Henrique (Palmeiras)

Meias

Luiz Gustavo (Wolfsburg)

Hernanes (Lazio)

Paulinho (Tottenham)

Lucas Leiva (Liverpool)

Ramires (Chelsea)

Oscar (Chelsea)

Atacantes

Neymar (Barcelona)

Jô (Atlético-MG)

Lucas (PSG)

Bernard ( Shakhtar Donetsk)

Hulk (Zenit)

Alexandre Pato (Corinthians)

Alguma ausência sentida?

OPINE!

Anderson Polga é do Corinthians e Lugano pode voltar ao Tricolor

Leia o post original por miltonneves

Anderson Polga é do Timão!

Empolga?

Se fosse há 10 anos, a torcida teria grandes motivos para comemorar.

Atualmente, sua chegada não vale nem para soltar rojão.

O experiente zagueiro é o clássico caso de palmeira que já deu coquinho.

Campeão do mundo em 2002, Polga fez relativo sucesso no futebol português, mas nunca foi um defensor muito acima da média.

Aos 33 anos, o beque fará companhia para os também “vovôs” Chicão e Paulo André.

Parece que para atuar na defesa corintiana tem que estar na “melhor idade”.

E por falar nos “velhinhos da bola”, o uruguaio Diego Lugano pode voltar ao Tricolor.

Ídolo dos são-paulinos, Lugano não é mais titular no PSG, da França, e nem foi inscrito para a Liga dos Campeões deste ano.

Fatores que podem ajudar sua saída.

Juntando o útil ao agradável.

Afinal, o sistema defensivo do São Paulo não anda muito bem das pernas.

Será que o possível retorno salvaria o futebol do uruguaio?

E a chegada de Polga, empolga?

Opine!

Félix, o Barbosa 20 anos depois!

Leia o post original por miltonneves

Foto: UOL

Morreu Félix, um de nossos heróis de 1970.

Falei muito com o “Papel” nesses últimos anos.

Ele sempre me ligava e o entrevistei trocentas vezes no rádio e TV.

E um tema era recorrente.

“Hoje, ouvi pela milionésima vez que o Brasil ganhou a Copa de 70 ´apesar do Félix´. Isso não para nunca”, reclamava, com inteira razão.

Aliás, como já fiz tantas vezes, reitero aqui um pedido aos jornalistas esportivos, principalmente aos mais jovens que nem tinham nascido em 1970: cessem com essa injustiça!

E pergunto se existe uma só pessoa no mundo que possa garantir que, com qualquer outro goleiro, se o Brasil ganharia a Copa de 70 como ganhou com ele, Félix, na meta.

E essa é a única certeza que temos: com ele ganhamos e isso ficou para sempre!

Só que os ingratos brasileiros preferem idolatrar Gordon Banks, o goleiro derrotado de 70.

Se com Ado ou Leão, que era sensacional, a gente ganharia também, só saberemos se Deus consultar seus arquivos e possibilidades e der uma entrevista coletiva no Vaticano e anunciar para todo mundo.

Como isso é impossível peço aos jornalistas e ao povo que entendam que entre os ex-jogadores a mais bonita das lágrimas é a da saudade.

O boleiro de ontem só tem exatamente na saudade seu grande alento de vida.

Eu falo, mostro e escrevo muito sobre os ex-jogadores por uma única razão: gratidão.

Eles, todos, uns mais outros menos, me nortearam na vida.

Estava perdidinho da silva lá pelos anos 60 quando me apaixonei por eles, pelo rádio e pelo futebol.

Hoje, ao registrar suas histórias em todas as mídias, retribuo um pouquinho do que eles me deram: um norte, uma profissão.

E são todos emocionantes.

Recebi uma vez no saudoso “Golaço” da Rede Mulher (hoje Record News) os ex-zagueiros Ramos Delgado e Turcão, ex-Palmeiras e São Paulo.

Ao final, perguntei aos dois o que acharam do programa-homenagem, que ia sempre ao ar às sextas-feiras.

“Me senti em Nunez”, respondeu “El Negro”, Ramos Delgado, referindo-se aos seus áureos tempos de jovem zagueiro do River Plate.

Já Turcão, o Alberto Chuairi, se levantou, me abraçou e disse: “tenho 79 anos (em 2005), joguei 25 anos e foi a primeira vez que apareci na televisão”. E chorou.

Querem algo mais gratificante do que isso?

E, agora, leiam com atenção a frase abaixo e depois republiquem, divulguem, retuitem, telefonem e também no boca a boca multipliquem aos milhares as mais lindas e sábias palavras que ouvi do saudoso Félix por várias vezes.

“Pelo menos quando eu morrer que parem de dizer que o Brasil ganhou a Copa de 70 ´apesar do Félix´. O Barbosa foi crucificado porque não ganhou a Copa de 50 e eu por ter ganho a Copa de 70. Duas grandes injustiças”, sempre bradava.

E essa frase merece ser histórica e eternizada como a de Barbosa que dizia ser o único brasileiro a cumprir uma pena superior aos 30 anos, o tempo máximo de punição imposta a qualquer criminoso no Brasil.

Assim, que agora, lá no céu, nosso “Papel” possa viver em paz livre de sua “pena” de 42 anos de enorme injustiça.

Ouça abaixo o depoimento de Milton Neves sobre a morte de Félix:

Morre o goleiro campeão do Mundo em 1970 by ednilsonvalia

Vejam Ado e o saudoso Félix no programa Golaço, da extinta Rede Mulher, contando histórias sobre a Copa de 70:

Fla heróico bate Ceará e divide liderança com Timão e Vasco! A freguesia continua, Macaca sem dó manda um “chocolate” no Bugre!

Leia o post original por Milton Neves

No Nordeste do país, o Flamengo de Vanderlei Luxemburgo conquistou uma importante vitória contra Ceará.

Apesar de fazer o gol da vitória, Deivid foi substituído. Péssima decisão de Luxa!

No segundo tempo, quem saiu do jogo foi Ronaldinho Gaúcho, que não deixou barato as provocações do atacante Heleno, ocasionando a expulsão de ambos, em um lance bobinho, bobinho…

No final do jogo, o atacante Osvaldo recebeu o segundo amarelo injustamente e também foi expulso.

Ah Vozão! Se você não tomar cuidado, vai cair pra Série B!

Já o Mengão, encostou no Corinthians e no Vasco da Gama, todos com 51.

E o América Mineiro, hein???

Quase aprontou para cima do Figueirense.

Em Florianópolis, o Coelho saiu na frente com Rodriguinho, até que, apareceu a estrela do jogo, o centroavante de camisa quase cem, Júlio César.

Ele não só fez o gol de empate, como decretou a derrota do time mineiro marcando o tento da virada.

O “Figueira”, de Jorginho, é um exemplo neste Brasileirão.

Bem que o Guarani começou melhor, mas a Ponte Preta reagiu e logo comandou o jogo.

Renato Cajá, o excelente camisa 10 dos alvinegros, marcou duas vezes. E o artilheiro Ricardo Jesus, depois de quatro jogos, desencantou!

O primeiro, foi na bobeada do beque Aílson, que falhou feio na cobertura.

Agora o segundo, foi um golaço!

De fora da área, o craque ponte-pretano soltou um “petardo” e a redonda morreu no ângulo do pobre arqueiro bugrino Emerson.

E para lacrar o caixão do Bugre, Ricardo Jesus, que não é santo, fechou a goleada!

O sonho da Ponte em voltar à primeira divisão ficou próximo.

Já o Bugre, ainda vai bater muito tambor, senão cairá para Série C.

Faça como Mauro Beting, visite meu Blog e opine!