Arquivo da categoria: Zeca

Segura! Lá vem a ‘Mamãe’ abrindo o cofre!!!

Leia o post original por Craque Neto

Depois de uma temporada fracassada onde foram gastos mais  de R$ 100 milhões em reforços, o planejamento para 2018 já inicia com o anúncio do primeiro reforço do Palmeiras: o lateral-esquerdo Diogo Barbosa. Para quem não se lembra esse menino foi um dos destaques do Cruzeiro neste ano e foi justamente dele o gol decisivo que eliminou o Verdão da Copa do Brasil. Que é um jogador de qualidade, isso é inquestionável! O que se discute são os valores envolvidos na negociação. Pelo que foi noticiado a Raposa abriu mão de uma proposta de mais de R$ 30 milhões do […]

O post Segura! Lá vem a ‘Mamãe’ abrindo o cofre!!! apareceu primeiro em Craque Neto 10.

Momento de Decisão

Leia o post original por Odir Cunha

Meus amigos e minhas amigas, todo mundo sabe que a vida é feita de momentos. Há os indigentes, que não servem para nada a não ser para comprovarmos que estamos vivos. Seria, no futebol, os jogos para cumprir tabela. Porém, sempre chega a hora de um momento decisivo e é este que separa os homens dos meninos, os bons dos maus, os valentes dos covardes, os honestos dos ladrões… O momento decisivo define carreiras. Quem se destaca nessa situação limite é lembrado para sempre; mas os que fracassam são repudiados ou esquecidos.

Veja que Pelé não foi Rei Por acaso. Ele jamais perdeu uma decisão, a não ser que estivesse fora de forma física, como ocorreu em 1966. Seus mais de 20 títulos oficiais com a camisa do Santos têm uma explicação clara: na hora agá o homem virava fera e ninguém conseguia superá-lo. Essa é uma de suas grandes diferenças para os outros craques. Pelé não dava xabu. Fez duas finais de Copas do Mundo e nelas marcou três gols, deu duas assistências e foi considerado o melhor em campo. Enquanto outros…

Digo isso porque estamos diante de um momento desses para o nosso Santos, que nesse sábado, às 17 horas, no Pacaembu, enfrenta o São Paulo e uma torcida de mais de 30 mil bocas pela manutenção de seu sonho de ser campeão brasileiro. Ainda é plenamente possível, mas a dúvida dos santistas não é se o medíocre líder fraquejará de novo, mas se o Santos dará uma de Pelé e crescerá no momento decisivo.

Sinto desconfiança entre os torcedores, ainda mais agora que Zeca entrou na justiça contra o clube alegando atraso de salários. Já vimos essa história antes no final da gestão de Odílio Rodrigues. Será que a direção atual reservou o dinheiro para festas eleitoreiras e se esqueceu de pagar os jogadores? O fato é que um ambiente dividido, com jogadores desmotivados, naturalmente diminui o ânimo da equipe para o grande embate. O Luisinho, leitor do blog, sintetizou a expectativa de muitos santistas em um comentário duro, mas realista:

Já dá para imaginar como vai ser o jogo no sábado: o Santos vai ser amassado pelo limitado time do São Paulo, aquele jogo que dá raiva de assistir, e jogar por uma bola no contra-ataque. Se acontecer um milagre e o Santos abrir o placar, os dez jogadores vão ficar atrás da linha do meio-campo, implorando para tomar o empate. Preparem seus estômagos….

Bem, é isso mesmo que tem acontecido nos últimos jogos do Santos. O time não consegue ganhar com facilidade de nenhum adversário e ainda sofre pressão de todos eles. Sem motivação para buscar a vitória, sem ânimo para correr com a bola, ou fechar os espaços quando estiver sem ela, não há time que seja competitivo no futebol atual. Mas será que não podemos esperar nada desses jogadores no clássico?

Bem, eu acredito, no mínimo, na inteligência. Sei que mesmo os jogadores que pensam em sair do Santos em 2018 quererão aproveitar esse confronto para deixar uma boa imagem e despertar o interesse de outros clubes, e só conseguirão isso jogando com vontade, doando-se ao time e conquistando uma grande vitória. Se não podem jogar pela diretoria que lhes atrasa os pagamentos, nem pela torcida que os persegue, que ao menos joguem por seus caráteres e suas carreiras. E que a esperança não morra.

E você, o que pensa disso?

É frequentador deste blog, apoia as ideias do Movimento por um Santos Melhor, sonha em ser conselheiro do clube e quer fazer parte da chapa Somos todos Santos? Envie-me um e-mail para o endereço blogdoodir@blogdoodir.com.br e vamos conversar sobre isso. Você pode ser mais importante na vida do Santos.

E-mail para votar em São Paulo

Muitos sócios têm me perguntado como farão para votar para presidente do Santos, no dia 9 de dezembro, sem precisar ir até a Vila Belmiro. É simples. Basta pedir a mudança de domicílio eleitoral pelo e-mail domicilioeleitoral@santosfc.com .br

No e-mail o sócio deve dizer que prefere votar em São Paulo e incluir o seu nome completo, número do CPF e seu número de sócio do Santos.

O pedido também pode ser feito pessoalmente, na secretaria social do clube, no estádio Urbano Caldeira, ou na subsede do Santos na capital, situada à avenida Indianópolis, 1772, telefone (11) 3181-5188.

Mesmo os associados que pediram a mudança de domicílio eleitoral na última eleição deverão fazê-lo novamente, ou deverão votar na Vila Belmiro.

O prazo para pedir a mudança de domicílio eleitoral para São Paulo vai até o dia 24 de novembro. Portanto, se você quer votar na sede da Federação Paulista de Futebol, não perca tempo.

Poderão votar todos os sócios do Santos que tiverem ao menos 1 (um) ano completo de permanência ininterrupta no quadro associativo do Santos e não estiverem em débito com o clube.

Os associados inadimplentes que quiserem quitar as suas contribuições atrasadas para garantir o seu direito de voto poderão fazê-lo até o dia 4 de dezembro. O clube promete manter a secretaria social e a tesouraria de plantão de 29 de novembro a 4 de dezembro, das 10 às 21 horas, para atender aos sócios.

O Santos tem sido um clube abençoado pelos deuses do futebol, que o escolhem para, regularmente, receber em sua manjedoura meninos escolhidos, especiais, que nascem ali para brilhar no futebol. Está na hora de termos também dirigentes à altura desses craques. Mas essa última parte depende de você, sócio santista. Vote no dia 9 de dezembro, na Vila Belmiro, ou na Federação Paulista de Futebol, e coloque o Santos no reencontro de sua universalidade.

E você, o que acha disso?

Livraria do Blog continua com preços promocionais! Aproveite!
time-dossie ok
Até 80% de desconto! Clique aqui para ver e comprar os livros


Gilberto Sorriso: Guilherme Arana leva vantagem sobre Zeca

Leia o post original por Craque Neto

Segundo o convidado Gilberto Sorriso, ex-lateral de Tricolor e do Peixe, o ala Guilherme Arana é peça fundamental na equipe do Corinthians, e possui um desempenho superior ao lateral santista Zeca.

O post Gilberto Sorriso: Guilherme Arana leva vantagem sobre Zeca apareceu primeiro em Craque Neto 10.

O Santos no Brasileiro

Leia o post original por Odir Cunha

Há dez anos o Santos não era vice-campeão do Campeonato Brasileiro. Isso vale alguma coisa, sim. Além do prêmio em dinheiro, uma vaga na Copa Libertadores, competição que durará a maior parte de 2017 e não contará com muito time tradicional. Porém, bem que o Alvinegro Praiano poderia ter encerrado o campeonato de uma forma mais convincente, goleando o América Mineiro, o lanterninha que impediu o Santos de ser o campeão do primeiro turno.

Essa vitoria de 1 a 0 se deve, principalmente, a Zeca, Copete e Ricardo Oliveira, os partícipes do solitário gol santista, aos 3 minutos do segundo tempo. Em uma tarde muito quente, o Santos fez pro gasto. Dorival deu sopa para o azar ao colocar o aposentado Elano no final da partida. O público para ver o jogo que valia o vice-campeonato santista foi de 7.531 pagantes, com renda de R$ 209.660,00.

O Santos terminou o campeonato a nove pontos e a duas vitórias do Palmeiras. A diferença se deve a resultados ruins contra times rebaixados. Perdeu as duas partidas para o Internacional, uma para o Figueirense e uma para o América Mineiro. Tivesse vencido três delas e agora o Alvinegro Praiano é que seria Eneacampeão.

Os melhores jogadores do Santos neste Brasileiro foram Vanderlei, Luiz Felipe, Zeca, Lucas Lima, Copete e Ricardo Oliveira. Quanto ao técnico Dorival Junior, não é dos piores, mas falta-lhe mais personalidade para uma competição pegada como a Libertadores. Entretanto, o comitê dos jogadores gosta dele, pelo estilo bonachão.

E você, o que achou do Santos neste Brasileiro?

Envie sua sugestão Por um Santos melhor
Na última coisa em que muitos políticos profissionais do futebol pensam é na vontade dos sócios e torcedores de um clube. Mas vamos fazer diferente. Vamos criar um programa administrativo baseado na vontade dos santistas e não impor a todos um projeto saído da cabeça de meia dúzia, como tem acontecido. Envie sua sugestão Por um Santos melhor pela caixa de comentários deste blog ou pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br

Promoção de livros neste Natal/ Fim de ano. Aproveite!

Livro é um presente duradouro. Pense nisso antes de presentear neste final de ano. Atente para as promoções de livros do Blog do Odir até meia-noite do dia 31 deste mês.

Time dos Sonhos: Você compra apenas um exemplar, mas recebe dois, sem despesa de correio, mais as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time.

Após fechar a compra, peça dedicatórias para os dois exemplares de Time dos Sonhos pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br

Por tudo isso você vai pagar apenas 68 reais.

Como proceder: clique em Comprar Livros, no alto da home deste blog, e compre apenas um exemplar de Time dos Sonhos. Os outros eu envio para você.

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros: Compre apenas um exemplar, por 38 reais, mais as despesas de correio que o Pagseguro calcula logo que você inserir o número do seu CEP, e eu enviarei dois exemplares para você. Para pedir as dedicatórias, é só enviar e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br

Segundo Tempo, de Ídolo a Mito: Até 31 de dezembro esta obra-prima poderá ser adquirida na Livraria deste blog por apenas 49 reais, mais as despesas de correio. Conheça a vida de Pelé de um ângulo que você nunca viu antes. O livro irá com uma dedicatória do autor para o comprador. Se quiser uma dedicatória para outra pessoa, é só enviar e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br

Leia O barqueiro de Paraty, uma história de virtude e amizade que pode mudar sua vida. Mas se vida simples e os ensinamentos do filósofo Epiteto não lhe interessam, compre para sua mulher, mãe, ou filha, pois estou certo de que elas gostarão.

Na livraria deste blog a versão em papel de O barqueiro de Paraty está esgotada. Mas é possível adquiri-lo em Ebook, na Amazon, por apenas R$ 10,21 (abaixei um pouco mais o preço). Essa história, um tanto autobiográfica, é um ótimo presente para quem quer aprender mais sobre a essência da vida simples e a filosofia de Epiteto. No link abaixo é possível ler o primeiro capítulo. Experimente…

Clique aqui para entrar na Amazon, ler uma parte do livro “O barqueiro de Paraty” e, se gostar, adquiri-lo por apenas R$ 15,64.

dossie - livro
O Santos não conseguiu, mas o Palmeiras é eneacampeão brasileiro, sim.

Se quiser saber porquê, aproveite a Promoção de Natal e adquira o Dossiê Unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959.

Na compra de um exemplar, por apenas 38 reais, eu envio o segundo exemplar de presente para você. Logo que comprar, envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br e diga para quem quer as dedicatórias.

Clique aqui para garantir o seu Dossiê e o presente de Natal do seu amigo santista, palmeirense, botafoguense, ou torcedor do Cruzeiro, Fluminense e Bahia.

O futuro do Pacaembu
Participei do programa Diálogo SP, da TV Câmara, apresentado pelo jornalista Gilberto Nascimento, sobre o futuro do estádio do Pacaembu. Participou também o colega Ubiratan Leal, da ESPN. Assista-o:

A promoção do livro Time dos Sonhos continua
Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos
Com apenas 68 reais você adquire um exemplar do livro Time dos Sonhos, a Bíblia do Santista, mas recebe dois, sem despesas de correio, tem direito a dedicatórias em cada um deles (basta enviar e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br e dizer para quem quer as dedicatórias) e ainda recebe, por e-mail, as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time.
Já tem o livro? Então compre para os amigos. Uma obra com preciosas 535 páginas sobre a rica história do Santos é um presente para toda a vida, você sabe.

Clique aqui para comprar um exemplar do livro Time dos Sonhos e ganhar mais um, com dedicatórias exclusivas e mais as versões eletrônicas de Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time.Tudo por 68 reais, e ainda dá para parcelar!

Estou com a caneta na mão para autografar o seu Time dos Sonhos


Vitória da experiência

Leia o post original por Odir Cunha

No primeiro gol, Renato colocou a bola na cabeça de Copete; no segundo, Jean Mota cobrou o escanteio com perfeição e Ricardo Oliveira subiu mais que todo mundo para desempatar a dez minutos para o final. Assim, apesar de alguns cochilos da zaga, o Santos venceu o Fluminense por 2 a 1 e agora está a apenas dois pontos do Atlético Mineiro, o terceiro colocado.

Gostei de Zeca, Renato, Ricardo Oliveira, Copete e Jean Mota. Aprovei Vecchio e Vanderlei. Passei sustos com Victor Ferraz, Luiz Felipe e David Braz. Quanto a Thiago Maia, alternou bons e maus momentos. Precisa jogar mais simples e colocar na cabeça que ele não é o Beckenbauer, nem o Clodoaldo. É só o Thiago Maia.

O público foi de 5.253 pessoas, com renda de R$ 141.310,00. Como se previa, com jogos seguidos na Vila Belmiro, o público vem diminuindo a cada rodada. No antepenúltimo foi de 7.600, no penúltimo de 6.600 e agora 5.253. Somados, esses três jogos deram 19.200 espectadores. Sem vou comentar a resistência de se jogar no Pacaembu ou o faniquito do presidente para fazer a areninha no Portuários.

Festa na embaixada de São José dos Campos

Alô, alô, santistas de São José dos Campos e região. Neste domingo, dia 9, a partir das 9 horas, a Embaixada do Peixe em São José dos Campos promove a festa “Futebol e Churrasco”, com a exposição da Taça de Campeão Paulista de 2016 e a apresentação da Nova Camisa III.
O evento será realizado na Associação Sabesp, na Travessa Lineu de Moura, 522, próximo ao Clube Santa Rita.
Contribuições para participar da festa:
Futebol: 10 reais.
Churrasco individual: 25 reais. Churrasco dupla: 40 reais. Número da rifa, com diversos prêmios: 10 reais para Sócio e 15 reais para não sócio.

Promoção dos livros Time dos Sonhos e Dossê acaba domingo

Só para lembrar que nesse domingo, às 24 horas, acaba a promoção do livro Time dos Sonhos. Até lá, quem comprar apenas um exemplar do livro que é chamado A Bíblia do Santista, receberá mais um exemplar gratuitamente, ou, se preferir, um exemplar do Dossiê, além de três livros eletrônicos: Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time. Tudo isso por apenas 68 reais, com as despesas de correio incluídas.

A partir de segunda-feira a livraria do blog zerará o seu estoque e só voltará a funcionar em novembro. Se quer receber um livro nesse período, vá à página “Comprar Livros” neste blog, ou clique no link abaixo para comprar apenas um exemplar do livro Time dos Sonhos e receber outros quatro de presente:
http://livraria.lojaintegrada.com.br/time-dos-sonhos

E você, o que acha disso?


Conselhos para a batalha

Leia o post original por Odir Cunha

Uma vitória sofrida em 2009, com milagres de Felipe.

Minha amiga e meu amigo santista, neste sábado, das 18h30 até o final da partida com o Sport, em Recife, uma coisa é certa: vamos sofrer. O adversário tenta escapar da zona de rebaixamento e o Santos precisa desesperadamente da vitória para continuar a perseguição aos ponteiros do Campeonato Brasileiro. Não se iluda: será mais uma batalha. Antes dela, em vez de admoestar, gostaria de incentivar e aconselhar cada um de nossos bravos guerreiros que entrarão em campo logo mais.

Vanderlei: Você está indo muito bem. Apenas eu diria para confiar mais nas suas saídas de gol, esquecer os dribles sobre os atacantes e caprichar na reposição de bola.

Victor Ferraz: Meu nego, com a bola no pé você vai muito bem. Só precisa erguer a cabeça e cruzar na direção de um companheiro de equipe. Também pode arriscar mais chutes a gol, já que as vezes a oportunidade aparece. Na defesa, porém, você tem falhado. Parece que se coloca, intencionalmente, distante do atacante contrário para depois não ser culpado caso este faça o gol. Ora, seja homem. Encoste no cabra, antecipe seus movimentos, dê duro, mas na bola. O jogo de hoje é decisivo. Não finja que não é e não me venha com desculpas depois. Boa sorte!

Luiz Felipe: Meu caro, se você jogar sempre como o fez contra o Vasco, logo será cogitado para a Seleção Brasileira. Continue assim.

Gustavo Henrique: Você também está mantendo um alto rendimento. Percebe-se que está mais seguro, mais determinado. É por aí mesmo. Força!

Zeca: Parabéns pela personalidade e pela determinação de vencer os jogos que, todos percebemos, você tem mais do que a maioria dos jogadores do Santos. Na frente, você tem sido mais um atacante, e dos bons. Agora, é preciso tomar mais cuidado na defesa. Se tiver problemas na marcação, peça para alguém ajudar.

Thiago Maia: O primeiro gol do Santos contra o Vasco teve a marca de sua garra e personalidade. Parabéns. A partida contra o Sport exigirá essas qualidades. Mesmo jovem, você tem espírito de liderança. Então, quando sentir que boa parte do time quer tocar a bola de lado e empurrar o jogo com a barriga, tome a iniciativa. Estaremos torcendo daqui. Força e cabeça! Abraço.

Renato: Sua categoria é inegável e a maneira como cuida do seu físico também. Mas, assim como disse ao Thiago, hoje é dia de querer a vitória acima de tudo. Com sua experiência, você sabe a hora de ir ao ataque e já fez gols decisivos para o Santos. Não se reprima se surgir a oportunidade. Outro pedido: se estiver cansado, lá pela metade do segundo tempo, não continue no jogo. Peça para ser substituído. Sua falta de fôlego já prejudicou o Santos ao final das partidas.

Lucas Lima: Já escrevi que você é o único craque em atividade no Brasil. Continuo achando isso, mas só quando você joga, humildemente, para a equipe. A vitória, hoje, colocará o Santos em uma posição muito boa para brigar pelo título, uma conquista que faria você entrar para a história do Santos e do futebol brasileiro, além de valorizar sobremaneira o seu passe. Segure menos a bola, anteveja a jogada e faça o ataque santista fluir. Se tiver chance, bata a gol. Acreditamos muito em você. Vá lá e jogue o que sabe.

Vitor Bueno: Garoto, você tem tudo para se consolidar como um craque, um dos melhores atacantes do Brasil. Porém, talvez pela juventude, suas atuações são marcadas pelos altos e baixos. Tente lutar contra isso. Seja sempre uma opção de passe, dê fluência às jogadas e se der oportunidade, bata com vontade a gol. Você chuta muito bem e isso pode decidir um jogo, como ocorreu diante do Santa Cruz. Outra coisa: ao perder a bola, não fique parado, passe a defender, a atrapalhar a saída de bola do adversário. Boa sorte!

Copete: Hermano, estás jugando muy bién, congratulaciones. Mesmo quando a jogada não dá certo, você luta, disputa a bola, e isso é muito valorizado pelos torcedores. Não tenha receio de driblar, porém às vezes é melhor servir um jogador mais bem colocado, como você fez no segundo gol do Santos contra o Vasco. Não tenha receio, também, de se deslocar para o meio e tentar o chute. Precisamos de gols. Buena sorte cumpaño!

Rodrigão: Meu caro, este blog lhe deu a maior força nos seus primeiros jogos pelo Santos. Porém, você caiu de produção. Se não jogar bem, não dá para elogiar, certo? Olha, você é forte, cabra, seu estilo é rompedor, oportunista, finalizador. Pare com esse negócio de querer dar toquinho. Vai lá pra área e se atire nas bolas cruzadas. De cabeça, peito, bunda, não interessa, o que interessa é botar a bola pra dentro do gol deles. Hoje a vitória é essencial e você é o nosso homem-gol. Vai lá meu nego. Gol neles!

Jean Mota: A imprensa tem anunciado que Dorival Junior optará por Rodrigão, mas eu acho que você poderá entrar nesse jogo, e entrar bem, como, aliás, vem fazendo. Gostamos da maneira como se atira às jogadas e de sua mentalidade ofensiva. Seus gols contra o Vitória e o Santa Cruz foram decisivos. Hoje a partida é contra mais um time nordestino… Quem sabe. Se chamado, vá lá e jogue o seu futebol. Sorte!

Dorival Júnior: Meu prezado professor, este blog é crítico, mas reconhece suas qualidades e seu caráter. Temos apenas algumas ressalvas quanto à sua coragem, mas sabemos que quem tem, tem medo. Hoje, lhe pedirei que nem pense em desculpas caso não vença a partida. Pense só no sucesso e transmita isso aos seus comandados. Com relação à tática, eu diria que a tentativa com um centroavante é válida, mas o Rodrigão tem jogado tão mal, que a entrada de mais alguém no meio de campo – Jean Mota, Vecchio ou Yuri –, talvez torne o time mais compacto e competitivo. Pense nisso. Abraço.

Prepare-se para se irritar com o Sportv

Tomara que eu queime minha língua e tenhamos uma transmissão imparcial, porém tudo indica que hoje assistiremos a mais um show de parcialidade do Sportv.

O narrador escalado para transmitir a partida na Ilha do Retiro é Rembrandt Junior, um sujeito simpático, mas torcedor doente do Sport. Os comentários serão de Maurício Noriega, um bom profissional, mas que está com o coração batendo forte com a possibilidade de título do seu Palmeiras. Não se espante se ele enxergar vários erros do árbitro a favor do Santos, o que, sabemos, acaba pressionando a arbitragem a prejudicar o time paulista.

As reportagens serão de Tiago Medeiros, também torcedor declarado do Sport, e de Fabíola Andrade, que não sei para que time torce, mas tem sido isenta e muito competente nas coberturas de jogos do Santos. Foi ela quem, no último Bem, Amigos, diante dos elogios às performances do Santos na Vila Belmiro, lembrou que o Alvinegro Praiano ganhou os últimos 13 jogos que fez no Pacaembu. Então, um conselho aos amigos do blog: tirando as opiniões e informações da Fabíola, não acreditem muito no que ouvirem durante o jogo.

O adversário e a arbitragem

O time provável do Sport será Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodnei Wallace; Rithely, Neto Moura, Diego Souza, Gabriel Xavier e Everton Felippe; Rogério. Seu técnico é Oswaldo de Oliveira.

Trata-se de uma equipe baseada em alguns veteranos, dos quais o melhor é o atacante Diego Souza. Este, apesar de mais pesado, exige uma marcação especial. Como recebe a bola de costas para o gol, é obrigatório não deixá-lo virar. O goleiro Magrão tem falhado nos últimos jogos. O Santos precisará chutar mais a gol. Rebotes virão.

A arbitragem será de uma trinca ligada à Federação Goiana de Futebol: árbitro Elmo Alves Resende Cunha – GO (ESP), auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva – GO (FIFA) e Leone Carvalho Rocha – GO (CBF-1). Fui pesquisar os antecedentes do Elmo Alves Resende Cunha e encontrei algo preocupante.

Em 2009 ele foi afastado do restante do Campeonato Brasileiro depois de prejudicar o Sport em um jogo contra o Palmeiras. Ou seja, o homem ficou sem trabalhar depois de um erro contra o Sport. Como reagirá hoje? Por via das dúvidas, apitará a favor do time da casa, ou será imparcial, como se espera de um bom árbitro? Só teremos resposta para essa pergunta daqui a algumas horas. Oremos…

Com apenas 68 reais eu lhe ofereço dois exemplares do livro Time dos Sonhos (um deles, se quiser, você pode trocar por um exemplar do Dossiê da Unificação dos Títulos Brasileiros) mais as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time. Os dois livros físicos você recebe no endereço que quiser, sem despesa de correio. Os eletrônicos envio pelo seu e-mail. Isso mesmo. 5 livros por apenas 68 reais! Mas essa promoção só vai até o dia 9 de outubro, ou o fim do estoque! Não deixe para a última hora!


Pelé dormindo com os livros Time dos SonhosDonosdaTerraA sensação de ser especialPedrinhoEscolheuUmTimedossie - livro
Clique aqui, informe-se e compre apenas um exemplar de Time dos Sonhos, que eu mando os outros livros de presente para você.
Neste setembro, mês do aniversário do blogueiro, você vai ganhar dois exemplares do Time dos Sonhos, ou, se preferir, um Time dos Sonhos e um Dossiê, mais as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, tudo isso por apenas 68 reais! E sem despesas de correio! O que mais eu posso fazer para você se tornar um guardião na história do Santos?
Não se esqueça: se quiser, pode trocar um exemplar de Time dos Sonhos por um do Dossiê da Unificação dos Títulos Brasileiros. É só pedir pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br

Aviso ao amigo leitor de livros

eu-pele-e-as-criancas

Dos dias 10 a 31 de outubro a livraria deste blog não venderá nenhum exemplar. Estarei de férias.

Se quiser adquirir algum livro para dar de presente no período em questão, aconselho que o faça até o dia 10 de outubro.

Prossegue a promoção de adquirir um livro Time dos Sonhos e ganhar mais um exemplar igual, ou do Dossiê, e mais três livros eletrônicos. Aproveite e sugira aos amigos.

E em homenagem ao Rei Pelé, que faz aniversário em outubro, quem comprar o livro “Segundo Tempo, de Ídolo a Mito”, não terá despesas de correio. Clique aqui para comprar “Segundo Tempo, de Ídolo a Mito” com frete grátis e economize quase 20 reais)..

E você, o que espera de Sport e Santos?


Falta caráter de campeão

Leia o post original por Odir Cunha

Se o Santos foi o time que teve mais jogadores na Seleção Olímpica e também na principal, é óbvio que, ao menos tecnicamente, tem elenco para ser campeão brasileiro. Mas um campeão não se faz apenas com técnica, e sim com personalidade, caráter, e isso esse time do Santos não tem, como ficou mais uma vez provado nessa derrota preguiçosa e desmotivadora para o Figueirense, na Vila Belmiro.

O Santos repete o comportamento de fracassar justamente no momento de assumir a luta pelo título brasileiro. Desde que a diretoria vendeu o mando de campo contra o Flamengo, o time foi derrotado por três equipes que lutam contra o rebaixamento: o lanterninha América Mineiro, o Coritiba, e agora, em plena Vila Belmiro – onde já havia sido derrotado pelo Internacional – cai diante do Figueirense, que se defendeu em 70% do tempo e deu algumas espetadas, suficientes para conseguir o pênalti que lhe garantiu a vitória.

Ao ver o Santos jogar contra o Figueirense tivemos a certeza de que não havia um conjunto em campo, mas sim uma série de individualidades preocupadas apenas com suas carreiras solo. E o problema é que nem a comissão técnica e nem a diretoria têm conseguido levar o time a buscar o objetivo de todos os santistas em 2016, que é o título nacional. Parece que os jogadores têm o seu próprio pacto, e ele não inclui brigar por troféu algum.

Lutar por um título dá trabalho. São rodadas e rodadas de tensão, esforços por vitórias quase impossíveis, empenho em cada partida, em cada jogada. Enfim, é uma mão de obra danada. E quando está na luta pelo título, a cobrança da torcida e da opinião pública é maior. Todos os olhares se voltam para os times que realmente querem o caneco. Ficar mais atrás, sem se preocupar com a primeira posição e nem mesmo com um lugar no G4, é bem mais cômodo, com a vantagem de que o salário continua o mesmo. Colocar o título como maior objetivo é coisa de jogadores antigos que ainda se preocupam com isso. Dá para ficar milionário sem nunca ser campeão de nada. Quem ainda se preocupa com currículo?

Um time que domina, domina, domina e não chuta a gol, parece estar pedindo para tomar um no contra-ataque. O santista já viu isso tantas vezes que no primeiro tempo, mesmo quando tinha quase 80% de posse de bola, muitos leitores deste blog já temiam que isso acontecesse. É meio que a crônica da derrota anunciada. Até porque o Santos podia estar sem vontade, mas do outro lado havia um adversário lutando com unhas e dentes por um resultado que o afastasse da zona de rebaixamento.

Ingênuo, o torcedor santista, eu inclusive, acreditava que com a volta do trio olímpico o time voltaria a jogar bem e caminharia para ser campeão brasileiro, o que não ocorre desde 2004. Porém, ao assistir os últimos 15 minutos do jogo contra o Vasco e esses mais de 100 minutos contra o Figueirense, ambos diante de sua torcida, percebe-se que este Santos joga quando quer, independentemente do adversário, de estar com todos os titulares, de ter descansado suficientemente, do clima, das marés, da situação do campeonato.

Se eu fosse maledicente, diria que o negócio bem-sucedido com Gabriel e a festa prometida para o garoto após o jogo deixou alguns cardeais da equipe incomodados. Lucas Lima só enrolou, Ricardo Oliveira mal pegou na bola e Victor Ferraz andou pelo campo, como barata tonta. Mas acho que foram apenas coincidências, claro. Não é porque na hora da homenagem deixaram Gabriel sozinho no campo que estão com inveja do garoto.

Se eu fosse realmente maledicente, diria que Lucas Luca e Ricardo Oliveira estão de saco cheio e não veem a hora de também sumirem do Santos. Diria que Zeca e Thiago Maia foram dos poucos que jogaram com vontade (este último com vontade demasiada, a ponto de cometer um pênalti por afobação). Diria, ainda, que Dorival Junior não colocou o seu querido Cittadini para não queimar o garoto, mas jogou Jean Motta e Vecchio na fogueira (Vecchio se saiu muito bem, mas será que será escalado no próximo jogo? Como saber, se a cabeça do Dorival é como bumbum de nenê?).

Essa busca por fazer cada jogador se empenhar pelo time é, talvez, o maior desafio de um técnico e de um departamento de futebol. Ao ver o Santos jogar, percebe-se que falta esse comando e essa disciplina. Cada jogador parece jogar apenas para si. Na saída do campo, as mesmas respostas de sempre, ninguém diz que agora o título ficou mais distante, e sabe por quê? Porque ninguém, na verdade, está pensando nessa conquista, apenas nós, torcedores, que depositamos o nosso sonho nos pés de um grupo acomodado.

Caráter de campeão também faz falta ao técnico Dorival Junior, que nesse domingo levou um nó tático de um desconhecido técnico interino. A Dorival falta a personalidade de colocar um figurão no banco até que volte a jogar com vontade, o que técnicos de maior personalidade, como Luxemburgo e Leão, certamente fariam. Com Dorival, alguns jogadores são intocáveis, mesmo quando se arrastam na partida, como ocorreu contra o Figueirense. Dorival é um placebo, um amigão dos jogadores que, como já diria Maquiavel, terá a cabeça cortada quando se insurgir contra a esbórnia.

Contra o Figueirense, Lucas Lima, Ricardo Oliveira, Victor Ferraz e Vitor Bueno foram nulos. Pouco se empenharam para mudar a sorte da partida e perderam um jogo decisivo, em casa, para um dos piores times do campeonato, sem demonstrar o mínimo aborrecimento. Sabem que a cobrança sobre eles não existe. Não serão multados, não perderão lugar no time, no próximo jogo em casa a torcida cantará novamente seus nomes … Enfim, estão assoviando e andando. Milhões de santistas ficarão de cabeça inchada mais um domingo? Danem-se. Os que têm, ou acham que têm, mercado lá fora, querem é seguir o mesmo caminho de Gabigol. Faltam só três dias para fechar a janela para a fortuna. Ah que inveja do moleque!

E você, o que acha disso?

A promoção no Blog do Odir melhorou!

Até o dia 31 de agosto quem adquirir o livro Time dos Sonhos receberá um exemplar do histórico Dossiê da Unificação, além das versões eletrônicas (PDFs) de Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time. É só comprar o Time dos Sonhos que eu envio os outros. Tudo isso por apenas 68 reais. Torne-se um guardião da rica história santista!
Esperam, por exemplo, que novo time dos sonhosCapa Dossiê Unificação dos Títulos BrasileirosDonosdaTerraA sensação de ser especialPedrinhoEscolheuUmTime
Entre aqui e compre apenas um exemplar de Time dos Sonhos, que eu mando os outros livros de presente para você.


Santos passa pela Ponte e entra no G-4

Leia o post original por Fernando Sampaio

victorO Santos bateu a Ponte e entrou o G-4.

Placar 3×1. Coloquei 2×1 no Bolão.

Bela vitória.

A Ponte Preta vem fazendo bons jogos. Não era jogo fácil, mesmo sendo na Vila Belmiro. A Macaca jogou bem, criou e desperdiçou várias oportunidades. Poderia ter saído com empate.

O Santos está vivendo uma ótima fase.

O lado negativo para santista foi a confirmação das possíveis saídas de Gabriel e Lucas Lima. O atacante falou em tom de despedida. O meia estava sendo observado por olheiro do Barcelona. Isso sem falar nas futuras ausências de Zeca e Thiago Maia selecionados para as Olimpíadas.

Dorival desabafou com razão.

O treinador vem fazendo bom trabalho, montou mais uma vez um time ofensivo.

De repente, tudo pode mudar com as ausências de bons jogadores.

Por enquanto Santos no G-4.

 

(Foto: Futura Press)

Santos joga simples, eficiente. E sobe sem fazer barulho

Leia o post original por Antero Greco

Se vai alcançar a liderança, se vai lutar pelo título, não se sabe. Mas uma coisa é certa: no momento, o Santos tem o melhor toque de bola e a mais bonita troca de passes do Brasileiro. A rapaziada de Dorival Júnior movimenta-se em ritmo de balé, abre espaços, cria oportunidades, estonteia adversários. E vence, sobretudo em casa.

Todas essas características ficaram evidentes, mais uma vez, na noite de sábado, com os 3 a 1 sobre a Ponte Preta, na Vila Belmiro. O aproveitamento como mandante continua estupendo e a vitória o levou a 26 pontos. Ou seja, está a três do Palmeiras, no momento, com dois a menos do que o Corinthians e só um atrás do Grêmio. A Ponte permanece com 23 e também faz bom Brasileiro.

O Santos passou o jogo todo no toca pra cá e pra lá, rodando os alas, jogadores do meio e de frente. Por isso, confundiu a marcação da Ponte, chegou com facilidade à área de João Carlos e fez os gols com naturalidade, sem forçar, suavemente, como a chuva que caiu sobre o gramado em fim de tarde.

O primeiro gol foi feito por Victor Ferraz aos 21 minutos do primeiro tempo. Na segunda parte, outro Victor, o Bueno, ampliou aos aos 10 e Gabigol marcou o terceiro aos 21. O gol de Roger, aos 39, foi só para premiar o esforço da Ponte.

Jogo tranquilo, sem sobressaltos, a demonstrar uma equipe segura, que sabe o que pretende, que sobe sem fazer alarde. O Santos incomoda, e tem consciência disso. Não inventa, simplifica o jogo. Por isso, é eficiente. O problema, aliás o problemão vem a seguir: Zeca, Thiago Maia e Gabigol ficam à disposição da seleção olímpica e podem desfalcar o Santos por muitas rodadas. Se serve de consolo, vá lá, teve o retorno de Ricardo Oliveira, depois de meses de afastamento por contusão.

Uma pena, porque há risco forte de ser quebrado o ritmo desse time, o mais vistoso da Série A até agora.

Vá ver o trio olímpico!

Leia o post original por Odir Cunha

SÓ FALTAM 16 DIAS!
Pague 1, leve 2 Time dos Sonhos, com dedicatória exclusiva, e ainda ganhe o e-book do livro Donos da Terra. Receba em casa sem custo de correio. Tudo por apenas 68 reais. Mas só até 31 de julho. Aproveite antes que acabe!
Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos
A promoção continua até 31 de julho. Clique aqui para comprar o livro Time dos Sonhos, a Bíblia do Santista, e ganhar mais um exemplar de graça, além da versão eletrônica do livro Donos da Terra, frete pago e dedicatória exclusiva. Tudo isso só por R$ 68,00 e ainda dá pra parcelar. Clique já!

Vá ver o trio olímpico!

Se já fazemos a nossa parte, que é estimular o torcedor santista a ver os jogos do time, onde quer que sejam, a obrigação é maior com relação ao jogo deste sábado, às 18h30, na Vila Belmiro, contra a Ponte Preta. É que será a última partida que Zeca, Thiago Maia e Gabriel farão pelo time antes da Olimpíada, além de provavelmente marcar a volta do artilheiro Ricardo Oliveira ao comando do ataque.

Isso sem contar a importância da partida, pois a Ponte Preta tem os mesmos 23 pontos do Santos, do qual só perde no saldo de gols, e luta para entrar no G4. Espera-se um grande jogo, para o qual o Alvinegro Praiano terá a chamada força máxima: Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Gabriel e Ricardo Oliveira.

A Ponte, do técnico Eduardo Baptista, que faz ótima campanha mas não poderá contar com os titulares Renê Júnior, Galhardo, Felipe Azevedo e João Vitor, deverá entrar em campo com João Carlos, Jeferson, Fábio Ferreira, Grolli e Reinaldo; Matheus Jesus, Wendel e Ravanelli (ou Cristian); Giva (ou Rhayner), Clayson e Pottker.

Era jogo para o Pacaembu

Como já dissemos antes, e como qualquer garotinho santista sabe, não há nenhum motivo, a não ser o amadorismo da atual gestão que dirige o Santos, de não marcar este jogo para o Pacaembu, já que neste sábado não haverá partida na Capital. Aos que dizem que na Vila Belmiro o Santos tem uma renda líquida maior, apesar de menos público, comparo os dois últimos jogos nos dois estádios para uma melhor avaliação:

No Pacaembu, contra o São Paulo, um público de 24.647 pagantes gerou uma renda líquida de R$ 391.654,00, enquanto na Vila, diante da Chapecoense. 10.322 pagantes proporcionaram renda líquida de R$ 135.397,28.

Perceba que o público do Pacaembu foi pouco maior do que o dobro do da Vila, porém a renda líquida chegou a três vezes mais. Isso, fora a visibilidade, o grande número de crianças, a maior cobertura da imprensa e as várias aberturas para merchandising e marketing… Enfim, perder dinheiro e remar contra a grandeza do Santos parecem fazer parte da plataforma desta gestão, infelizmente.

Boas perspectivas, mesmo sem os três

De qualquer, no campo o Santos vai bem e isso é muito importante. Creio que, como disse o Victor Ferraz, os três olímpicos terão substitutos à altura no tempo em que ficarem fora do time. A posição mais complicada será a lateral-esquerda, mas Caju tem qualidades e foi bem na última partida que fez.

No meio, acredito que Yuri, e mesmo Emiliano Vecchio, cobrirão bem a ausência de Thiago Maia, que é valente, mas não chega a ser um primor do ponto de vista técnico. E, na frente, Copete, menos rápido, mas mais experiente e completo, poderá compensar a ausência de Gabriel.

Um time com meio campo e ataque com Renato (Emiliano Vecchio), Yuri, Lucas Lima, Copete, Vitor Bueno e Ricardo Oliveira poderá dar muito trabalho. Torçamos.

Em 2012 foi assim, em Barueri:

E você, o que acha disso?