Arrancada

Leia o post original por Cristian Toledo

Empatar com o Internacional em Porto Alegre foi bom para o Coritiba. É certo que o rendimento não foi o ideal, mas a equipe se recuperou emocionalmente e ainda se aproximou do grupo de classificados pra Libertadores. E agora tem três jogos importantíssimos na luta para chegar ao G-5 do Brasileiro. O primeiro é nesta quarta-feira, contra o Cruzeiro.

Vai ser um jogo complicado, naturalmente. O time mineiro não vive bom momento, mas tem um dos melhores jogadores em atividade no País, que é o argentino Montillo. O Coxa tem que marcar esse cara, pois é ele que faz o jogo acontecer pelo lado azul. Claro que há outras peças a serem acompanhadas, mas o 10 da Raposa precisa de vigilância permanente.

Só que tem uma coisa – quem terá que se defender é o Cruzeiro. O Coritiba tem um jeito de jogar no Couto Pereira e não vai mudá-lo. Com o retorno de Léo Gago no meio e com a presença de Eltinho na lateral-esquerda, o Coxa terá várias opções ofensivas, e tem que aproveitar a qualidade do meio-campo para controlar a partida.

E é claro que isto depende de participações efetivas de Rafinha e Marcos Aurélio. Os dois não foram bem em Porto Alegre, mas tinham brilhado na rodada anterior, em casa, contra o Botafogo. E daí você pode comparar os dois jogos – com os destaques alviverdes bem, goleada; num dia de má atuação, empate.

Vencer o Cruzeiro representa dar mais um passo na luta pela Libertadores. E começar bem uma sequência que depois tem Ceará e Figueirense fora de casa – no todo, três jogos em que é possível conquistar nove pontos. E se isso acontecer, o Coritiba estará muito perto do G-5, se não já conseguir entrar nele.