Providencial

Leia o post original por JC

A vitória do Vasco sobre o Galo, ontem, por 2 a 0, foi providencial. Primeiro porque a 30ª rodada foi uma das raras em que todos os que estão no topo da tabela venceram – exceto a bambilândia – e se perdessemos pontos também perderíamos posições. Segundo porque depois de três rodadas sem vencer, o que só havia acontecido uma vez nesse Brasileirão, reencontrar o caminho das vitórias serve para dar novo ânimo ao time, que em breve começará a encarar todas as pedreiras que a “bem montada” tabela desse campeonato nos reservou.

Mas é aquilo: apesar de termos passado tranquilamente pelo Atlético-MG, o futebol que todos queremos ver do Vasco só apareceu mesmo no primeiro tempo. A marcação forte, a velocidade na frente e o bom aproveitamento do ataque nos fizeram resolver a partida logo no começo, mas contra um adversário mais qualificado (o que infelizmente não é o caso do tradicional time mineiro), precisaremos manter a mesma pegada ao longo dos 90 minutos. Não que o Vasco tenha jogado mal o segundo tempo ou que a estratégia de, após abrir uma boa vantagem, esperar pelo adversário para matar o jogo em contra-ataques não dê certo. Mas no começo da etapa final deixamos o Galo jogar mais do que deveríamos, e se os caras fossem um pouco mais competentes, poderíamos complicar um jogo fácil.

Mas não vou bancar o chato por aqui e ficar reclamando. Ganhamos, poderíamos ter feito mais gols – e efetivamente fizemos, mas a arbitragem anulou o terceiro erradamente – e pelo menos mantivemos a posição na tabela, sem deixar os gambás escaparem. A partir de agora é ter foco e lembrar que cada partida será uma batalha. A providencial vitória de ontem, mesmo cheio de desfalques, mostrou que ainda dependemos apenas dos nossos esforços para conquistar o penta.

***

Dia chuvoso, o Vasco vindo de três partidas sem vitória (contando com a Sul-Americana) e a partida naquele horário de 18 horas que não é o mais apropriado para um domingão. Ainda assim, a Colina recebeu mais de 15 mil torcedores para apoiar a equipe. A torcida está de parabéns!

E é assim que deve ser até o final do campeonato. Com a torcida unida no pacto pelo penta, nossas chances de levantar o caneco aumentam consideravelmente.

***

A coluna sobre o jogo já está no ar no site Os 4 Grandes.