O que nos motiva

Leia o post original por Ju Brito

Foto: Diego Guichard

O Grêmio apresentou na tarde desta quarta-feira o seu primeiro reforço para a temporada derradeira do Estádio Olímpico. Kléber chega através de um contrato longo e com discurso bonito. É claro que o importante para nós será o que ele está disposto a fazer e o que de fato ele fará em campo. Mas sua motivação também é a nossa.

O atacante foi apresentado em um evento ousado instalado nas obras da Arena. Com isso, o clube aproveita o marketing que pode ser explorado na figura do “Gladiador”. Obviamente, nada desta mobilização terá retorno se o jogador não der a resposta esperada pelos gremistas.

Com os tantos erros deste ano, é preciso apontar para os poucos acertos. Paulo Pelaipe trouxe um lateral-esquerdo (Júlio César) que encaixou bem nas necessidades que a equipe tinha e agora apresenta um atacante que já teve suas qualidades demonstradas em outros clubes. E deve repeti-las.

Mesmo com o voto de confiança do torcedor (é o que nos resta), ele precisará moldar-se ao Grêmio e mudar seu comportamento que tem sido conflitoso. O “Gladiador” afirmou que sua motivação para escolher o Grêmio deve-se a intenção do clube querer montar uma equipe competitiva – é o que pode voltar a nos motivar também. Por enquanto, enxergamos apenas em Kléber um (re)começo.

Arena: para quem tem dúvidas sobre a situação de associado na nova casa do Grêmio, o conselheiro Giuliano Vieceli fez em seu blog um resumo da entrevista de Eduardo Antonini, concedida ao programa Pátria Tricolor. Confira clicando aqui.